Comando mineiro na SL 18/19

Sesc 1x3 Dentil/Praia Clube

Não nego que Sesc X Praia Clube tenha tido bons momentos de assistir. A imprevisibilidade dos dois últimos sets, os ralis e os poderosos ataques de Kosheleva e Fawcett deram um  toque bonito ao confronto. Mas nem mesmo tudo isso evitou que ficasse com uma má impressão da partida. No geral, foi um duelo feio.

As duas equipes não conseguiram ter um padrão de jogo, muito por conta da fragilidade das recepções. Do lado carioca, não foi um dia muito inspirado por parte das suas levantadoras em termos de qualidade e de escolhas. Já o time mineiro contou com uma Lloyd limitada por problemas físicos, o que, depois, exigiu a troca pela Ananda. Além disso, com exceção de Kosheleva e Fawcett, o ataque dos dois times esteve com muitas dificuldades de pontuar, sempre lidando com um pesado bloqueio e defesas atentas.


Ou seja, tanto para Sesc como para o Praia foi difícil fazer o seu jogo fluir. A diferença é que as mineiras tiveram no bloqueio um fundamento para se diferenciar - desde o início da partida. Garay e Carol montaram um paredão imponente que salvou a pele do time algumas vezes na partida. Além disso, o Praia foi mais definidor nos momentos finais do terceiro e quarto sets, em disputas longas entre as defesas e os contra-ataques.

Falta um jogo (Barueri x Minas) para se encerrar o primeiro turno da Superliga 18/19, mas a maior parte das posições da tabela já está determinada:

1- Dentil/Praia Clube – 30 pts (11V-1D)
2- Minas Tênis Clube – 28 pts (10V – 0D)
3- Sesi Bauru – 21 pts (7V – 4D)
4- Hinode Barueri – 20 pts (7V – 3D)
5- Sesc RJ – 19 pts (7V – 4D)
6- Osasco Audax – 18 pts (6V – 5D)
7- Fluminense – 16 pts (5V – 6D)
8- Curitiba Vôlei – 16 pts (5V – 6D)
9- Pinheiros – 9 pts (3V – 8D)
10- BRB/Brasília – 9 pts (3V – 8D)
11- São Cristóvão Saúde/São Caetano – 5 pts (1V – 10D)
12- Vôlei Camboriú - 4 pts (1V – 10D)

A liderança do 1º turno ainda não está definida, mas já está bem claro quem mandou nesta primeira fase da competição. Os times mineiros se distanciaram na pontuação, numa vantagem que reflete bem a diferença técnica e de recursos de Minas e Praia dos demais. E olha que os dois ainda pecam bastante pela falta de regularidade.


Os outros dois grandes da SL, Sesc e Osasco, estão de fora do top 4, por enquanto. A verdade é que o Osasco dá poucas esperança de melhores desempenho e resultados no segundo turno. Já o Sesc, pelo seu histórico, pode avançar. Apesar de ainda estar longe de ter um padrão Bernardinho, a equipe tem feito valer a sua tradição e seu esforço, o que até a permitiu fazer jogos equilibrados contra os líderes.

Um final de turno feliz teve o Sesi Bauru. O começo da SL não foi nada animador, com uma sequência de derrotas. Bom que o time não se complicou depois disso e fez os resultados esperados e que foram suficientes para leva-lo a parte de cima da tabela. O mesmo aconteceu com o Barueri.

A decepção, sem dúvida, fica por conta do Pinheiros que, depois de um bom começo com vitórias sobre Flu e Osasco, acumulou derrotas para o novato Curitiba, além de ter sido a única vitória dos lanternas São Caetano e Camboriú.

Já o Curitiba é a surpresa até aqui. No seu primeiro ano de SL, garantiu uma vaga na Copa Brasil se classificando em oitavo lugar (apenas 2 pontos atrás do Osasco).

Comentários

Anônimo disse…
Incrível como a Fawcett não deita pra equipe do Rio. Desde que chegou ao Praia, ela foi a maior pontuadora em praticamente todos os jogos contra o Rio, com exceção do último jogo da final, quando ela marcou 19 pontos e Fê Garay, 20. Bernardinho deve ter pesadelos com ela...
Anônimo disse…
4 SET
22-20 Praia: Rio faz 4 pontos seguidos e o ginásio vai a loucura. Torcedores se levantam e começam a gritar.
24-22 Rio: Praia fecha a rede, faz 4 pontos seguidos e fecha o jogo. Torcida do Rio murcha e se cala. Com todo respeito à torcida do Rio, mas eu rachei de rir nessa hora kkkkkkk
Cesar Nascimento disse…
na minha opinião a Monique nesta função de passadora fica muito tempo sem receber bola e ela sempre foi um dos desafogos do time aí quando aciona ela não tá com aquela explosão necessária , levando em conta que a pena errou tudo o que tentou a russa ficou sobrecarregada e marcada o Bernardo precisa achar uma solução , as defesas da gabiru ontem valeram o ingresso , sou Sesc levando em conta os investimentos de praia e Minas a derrota pra esses dois e mais o Osasco pela tradição rivalidade e tal acho normal agora perder pra fluminense e Barueri é um ponto fora da curva são dois times muito fracos mesmo com todos os problemas o Sesc é muito mais time que esses dois vamos aguardar os jogos de volta acho que não ocorrerá mais esses pontos fora de curva
Alysson Barros disse…
Sérgio, parabéns por mais uma derrota sem pontos para o teu time.
Anônimo disse…
Adorei que o Praia venceu!!!! Saca na Rosa kkkk, ontem ela foi afrontosa e acabou com a recepção do Rio no terceiro set,,, se vingou da torcida do Rio que ficou quietinha no final do jogo. A melhor do jogo foi a Fawcett e a Carol, fez altos blokes na Koshe e na ridícula da Penha, que não jogou nada ontem,,,, levou tocos de ficar com vergonha por várias gerações,,, Agora pq a Beta ficou de cara feia e afrontou o Bernardo qdo ele a substituiu??? Alguém me explica?? Kkkkk Outra que não jogou nada foi a Kasiele, muito fraca. O melhor disso é que o Minas deve terminar líder do primeiro turno e o Praia em segundo. Rio e Osasco tombados nesse primeiro turno ficando atrás do Barueri que muita gente nesse blogue falava que iria brigar pela 9 colocação com o Brasília e o Sanca kkkk Barueri do mediano Zé Roberto ficou em 4 e se surpreender o Minas fica em 3 lugar no turno kkkkkk adoroooo
Mantronix Inc disse…
No ínicio da partida Roberta estava afundando o jogo com levantamentos baixos e previsíveis tanto p/ Kosheleva quanto p/ Peña. Além de insistir com a China com a Juciely pra cima da Garay q mostrou q sabe muito bem bloquear essa jogada. Bernardinho finalmente fez a troca simples e pôs a Carol Leite e melhorou muito o levantamento e o aproveitamento das atacantes.

Quando jogo começou a ficar equilibrado, veio a sequência de erros na recepção do Sesc-rio. Pelo amor de Deus alguém avisa p/ Gabiru q ela não nasceu pra ser líbero!! Algumas defesas ela até tem bom aproveitamento, mas na recepção é um desastre!. E foi na péssima recepção do Rio q afundou o time e a possibilidade de dar uma virada no jogo. Gabiru afundou o time e com ele as suas chances. Drussyla ta fazendo falta.

Fawcet em dia iluminado ( porque vcs sabem q a Fawcet é de lua) teve um ótimo aproveitamento no ataque. E Michele também foi decisiva.
Marco Barbosa disse…
História triste sobre ausências por contusão todos podem contar. A recepção também não é motivo de orgulho para nenhum dos times da SL. Assim, creio que o fator mais premente para o trabalho do Bernardinho é descobrir e resolver o motivo para a já muito prolongada má fase técnica da Roberta. Contra o Praia a paciência do estressado técnico chegou ao fim, e ele tomou a rara atitude de tirar do jogo sua titular, colocando finalmente para jogar a Carol Leite, a reserva em quem ele evidentemente não confia e que só vinha sendo utilizada para sacar. Sem confiança e sem ritmo de jogo, a possibilidade de sucesso era escassa, mas sem dúvida o time melhorou e ao menos dificultou o trabalho das mineiras. Juciely, pilar fundamental para o SESC ter alguma chance contra os favoritos e Peña, peça muito importante para a pontuação, devem ter feito uma de suas piores apresentações como profissionais. Juciely parece ter algum problema físico. O lado meio cheio do copo mostra uma Gabiru em evolução. Destemida ela sempre foi, mas agora parece estar desenvolvendo um melhor senso de posicionamento; seu caminho para tornar-se uma líbero confiável é, porém, ainda longo.
André disse…
Sempre gostei muito do time do Sesc/RJ, desde a época do extinto Rexona de Curitiba. Mas, é impressionante como, até o momento, nesta temporada o time está desfigurado.
Roberta é boa levantadora, mas é limitada. Não tem toque bonito e peca demais na precisão das bolas (ora baixa demais, ora totalmente fora da rede). Ela não conseguiu acertar o tempo de bola da Peña e da Kosheleva (que são jogadoras de bolas mais empinadas). Aliás, Peña é 8 ou 80, ou vai muito bem ou um desastre (como foi no jogo de sexta).
Agora, para mim, o que está impressionando é a quantidade de apagões constantes que esse time vem sofrendo. Abre vantagem e, do nada, toma 5, 6, 7 pontos consecutivos. Chega a irritar!
Por outro lado, acho ótimo para o vôlei que outras potências quebrem essa hegemonia Rio e Osasco. E acho que temos 3 equipes muito fortes para fazer isso: Praia, Minas e Sesi.
Anônimo disse…
Vejam o post do Voloch sobre o Taubaté. Por isso que gosto dele e o acho importante para o vôlei. É o time de coisa que ninguém pública nem passa na TV. Mas eu sei que ele é perturbado.
Mantronix Inc disse…
Barueri 3 x 2 Minas ( sem Natália).

Mas como bem disse Lavarini esses jogos não valem nada, o q importa são os play offs.
Anônimo disse…
Se eu fosse Praia ou Minas, quando estiver perto do final do segundo turno, faria de tudo para evitar o Sesc Rio antes da final. É um time mega perigoso. Aliás, na Copa Brasil, que não vale nada, o Minas se deu bem. Deixou Bauru e Sesc no caminho do Praia. Se eu fosse Paulo Cocco observaria bem a classificação pra não cruzar com as cariocas numa eventual semifinal de superliga.
Anônimo disse…
Matronix Inc se não cale nada porque ele e a Bruna Honório discutiram no jogo.
Anônimo disse…
A maioria do povo desse blogue que torce pro Rio some quando o Rio perde. Mas agora que o Barueri do Zé Roberto venceu o invicto Minas ficam desmerecendo a vitória do Barueri dizendo que o jogo não valia nada. Claro que valia. Para o Minas ganhar o jogo, seria terminar o turno como campeão invicto e deixar o Praia seu rival regional em segundo. Isso daria muita moral para a equipe do Minas. E para o time do Zé, essa vitória deu o terceiro lugar do turno na frente de Sesi, Rio e Osasco, além de ser o único que venceu o Minas neste turno. Parabéns a toda equipe do Barueri e ao Zé Roberto. Chega de fanatismo cego em torno do Rio e do Bernardo. Classificação final do turno Praia Líder, Minas em segundo e Barueri em terceiro Kkkkkk adoroooooo
Anônimo disse…
Gente, alguém tem o link desse jogo?
Evandro Mallon disse…
Já sabemos que Bernadinho tira leite de pedra. E já sabemos que ele também já teve campanhas ruins ao longo do projeto do Rexona ( Unilever ) e acabou ganhando a Superliga. Ele já terminou a fase de classificação em quarto, pegou o Amil na semi ( no qual perdeu as duas vezes na classificação ) e meteu um 3x0 no primeiro jogo na casa delas. No qual, nessa mesma temporada, perdeu 5 jogos consecutivos no returno da Superliga e acabou campeão.

O Sesc ta estranho esse ano? Sim. Mas não podemos esquecer quem tá no comando. Ta recuperando a Kosheleva, voltando a ser aquela russa de força, Drussyla já provou que consegue mudar a história de um jogo e Gabiru ta ficando ninja na defesa, o que sugere que logo evolua no passe também. Mayhara bem a Superliga toda e Monique se desdobrando pra ajudar o time.

Sim, eu faria de tudo pra não cruzar com o Sesc numa semi, ou quartas de final e sim só numa final. Bernardo é estrategista, calculista e sabe o ponto fraco de cada jogadora, já que 90% passaram pela mão dele.

Outros times como Praia , Minas e Sesi estão fortes? Sim. Mas abram o olho e estudem , não o time do Sesc , mas sim o Bernadinho.