Os justos (e previsíveis) finalistas

Dentil/Praia Clube 3x0 Sesi Bauru
 

Osasco Audax 1x3 Minas



Desde que começou a Superliga era esperado que Praia Clube e Minas fossem os finalistas. Aliás, antes disso, na montagem dos times, já se podia perceber que os mineiros sairiam na frente na disputa pela título.


A fase classificatória só fez confirmar as expectativas. Infelizmente (para a competição), nenhum outro clube conseguiu, neste período, alcançar o nível de Praia e Minas e as quartas e as semifinais envolvendo os mineiros foram um tanto fracas em emoção e competitividade.
 
O Osasco bem que tentou, a base de muita vontade, ameaçar a soberania mineira. Fez dois grandes sets em que se impôs, através do saque e do sistema defensivo, sobre o Minas. Mas precisaria de muito mais consistência para derrubar a equipe de Lavarini.

Nesta segunda partida de semifinal, depois do primeiro set, o Minas saiu um pouco do padrão que vinha apresentando. Muito porque o saque do Osasco e os problemas de recepção tiraram a velocidade do ataque.

Mas também porque o time esteve abaixo das suas capacidades. Em alguns momentos, por exemplo, revi a Macris teimosa de temporadas atrás, insistindo em jogadas que não funcionavam e prejudicando o aproveitamento dos contra-ataques. Gattaz, bem marcada, foi muito pouco eficaz, deixando o time sem uma das suas bolas de segurança.

Entre o segundo e terceiro sets, houve momentos em que Bruna e Gabi tiveram  dificuldades de pontuar. Sorte do Minas que a Natália apareceu bem nesta hora para ser uma saída decisiva para o ataque e segurar o ímpeto do Osasco.


A atuação da Natália foi importante principalmente no terceiro set. Acredito que foi ali que o Osasco perdeu a partida e, consequentemente, a chance de tentar empatar a série semifinal. A recuperação e a vitória do Minas deram uma baixada de bola no time da casa que poderia embalar no set seguinte e complicar a vida mineira.

O Osasco não soube aproveitar um Minas abaixo das suas capacidades, ficou limitado às suas próprias incapacidades. Uma delas, a de manter uma recepção mais estável. A outra, de aproveitar com eficiência os inúmeros contra-ataques disponibilizados pela ótima defesa. Foram muitos erros de ataque. E, para piorar, o fundamento que vinha sendo uma arma importante durante toda a SL, o saque, também foi fonte de muitos pontos dados de graça ao Minas.

De qualquer forma, o Osasco sai destes play-offs com um saldo positivo – até porque se esperava pouco dele. Esperava-se, sim, que o Sesc, terceiro colocado da fase classificatória, pudesse crescer nas eliminatórias ou que o Barueri, quarto colocado, pudesse ser uma pedra nos sapatos dos favoritos. No fim, o Osasco terminou a SL na frente deles e, dentro da realidade desta temporada, isso pode ser comemorado.



*********************************

Na outra semifinal, mais um resultado previsível pelo que se viu das duas equipes durante a fase classificatória. Para azar do Sesc (e por sua incompetência, também), o Sesi Bauru foi fazer duas grandes partidas, fora do padrão que vinha apresentando, justamente nas quartas de final.

Quando chegou para enfrentar o Praia, porém, atrapalhou-se nas mesmas dificuldades de sempre, perdendo o controle do seu jogo pela insegurança da sua linha de passe e fazendo um jogo de fácil marcação.


Se no primeiro confronto o Praia praticamente decidiu o jogo no saque, no segundo, foi a combinação do saque com o bloqueio que matou o Sesi. E para completar o serviço, o time as mineiras teve ainda um ataque bastante afiado, com suas três ponteiras pontuando bem  - exatamente o oposto do seu adversário. 

Chegar à semifinal, eliminando o Sesc, foi, sem dúvida, a grande conquista do Bauru e, como falei na ocasião, há que se comemorar e parabenizar o feito. Porém, não esconde que o time fez uma SL, mais uma vez, medíocre, mesmo tendo investido mais do que nas edições anteriores. O problema é que compôs um elenco um tanto desequilibrado e o trabalho do Anderson não foi suficiente para harmonizar as peças que tinha à disposição.

Comentários

Márcio Oliveira disse…
Eu continuo com a mesma opinião, o nível técnico dos times dessa superliga 2018/2019 é sofrível, repito que não há nenhum time de nível internacional, linha de passes inacreditavelmente ruins, parecendo de nível colegial, jogadoras com quase 40 anos a ser uma das principais jogadores dos times, não dá não minha gente. Muito decepcionado com o nível técnico no feminino,prevejo insucesso na seleção principal esse ano e no masculino também é o nível não é lá essas coisas, vide a dificuldade de vencer equipes argentinas. Enfim,descontente estou, de modo geral, com o voleibol praticado pelo Brasil atualmente e não vislumbro melhora nos prôximos anos.
Anônimo disse…
Há um mês eu afirmaria sem dúvidas que o Minas seria o campeão da Superliga. Hoje já acho que o Praia chega de igual para igual. Parece que o time cresceu na hora certa. Se acertou. E o Minas começou a descer a ladeira, pois ficou muito tempo jogando bem. Cresceu um pouco antes do momento ideal.

Vou torcer pelo Minas em consideração ao clube, que há muito não ganha a SL,pelo trabalho do Lavarini, que me agradou muito, e pelas jogadoras que conseguiram reproduzir em quadra a filosofia imposta. Destaco a Gattaz e a Macris.

Mas que vença o melhor. Não arrisco palpite.
Kamila Azevedo disse…
Praia e Minas farão uma bela final, com partidas bastante equilibradas. São realmente os dois melhores times da Superliga e a final, além de esperada, é a que todos queríamos ver.

Sendo mais específica agora sobre as duas partidas da semifinal da Superliga:

- A grande decepção, pra mim, foi o Sesi Bauru. O time não rendeu e nada funcionou. Anderson Rodrigues, na minha opinião, pecou ao não substituir o time, tirando, por exemplo, a Tifanny, que não estava jogando bem; bem como a Gabi Cândido, que sentiu um pouco a partida. Fabíola também não estava numa noite inspirada e as inversões com Naiane e Edinara funcionaram, mas o Anderson não mantinha...

- O Osasco foi um time muito valente e vendeu caro a derrota para o Minas. Camila Brait é um monstro no fundo de quadra, a Hooker jogou muito bem, Claudinha foi bem na distribuição. Mas o Minas, realmente, está um passo acima dos demais times da Superliga
Matronix disse…
Oi Laura,

Alguns comentários gerais:

1- Discordo veementemente de Fabíola se tornar jogadora de 7 pontos, foram muitos erros de levantamentos, alguns verdadeiras jacas. Atualmente depois da Macris a única levantadora q vejo com bom rendimento é a Claudinha. Simplesmente não há outras, nem Dani Lins, Roberta sem comentários.

2- Algumas jogadoras mostraram q não devem ter mais lugar na Seleção nem de reserva, entre elas, Gabiru, Bia e Rosamaria, Taísa, Dani Lins.

3- Evoluiram nessa SL: Mari Paraíba, Carol Gattaz.

4 - Anderson não fez nada, além de broncas pra tentar evoluir técnicamente o voleibol da Tiffany, Fabíola também não ajudou várias vezes, bola baixa, bola pra cima de bloqueio duplo e triplo. Gabi Cândido pelo q jogou contra o Rio decepcionou em todos os fundamentos contra o Praia, não é confiável. Andressa continua a melhor jogadora do Bauru.

5- Pra mim a Seleção tinha q ser basicamente o time do Minas, tendo a Bruna Honório de reserva da Tandara e Mari Paraíba no lugar da Rosamaria. Claudinha de levantadora reserva da Macris, e E qual líbero de reserva da Suelen SE A BRAIT OU A LÉIA não aceitarem, Natinha do Barueri.

Obs: P/ final, Loyd continua eventualmente com problemas sérios no levantamento e entrosamento com a Fabíana, é um desperdício imperdoável. Garay é completa em todos os fundamentos mas a arrogância é de vomitar. Torcendo pelo Minas campeão, pelo menos lá ninguém se sente melhor q ninguém.
1berto disse…
Marcio Oliveira.

Pense no seguinte. Jogadoras ranhadas jogando fora do Brasil, dificuldade para se contratar estrangeiras de qualidade, o que acontece? Abre espaço para a mediocridade. Essa geração de jogadoras abaixo dos 30 teve farta oferta de emprego, vastos salários, sem o mínimo esforço. E é essa geração que deveria ter assumido o nosso voleibol. Sempre fui muito critico do Ze Roberto e sua panelinha, mas hoje percebo que ele sempre esteve mesmo é de mãos atadas. Não existe reposição a altura para as meninas que estão saindo da seleção!

Matronix, Garay arrogante?

Anônimo disse…
Discordo de vc Marcio Oliveira! O Minas tem nível mundial sim! Tanto que no Mundial de Clubes o Minas teve excelente participação ficando com a Prata! Minas tem um excelente time, muito equilibrado em todas as posições e um técnico espetacular!
Anônimo disse…
"Pra mim a Seleção tinha q ser basicamente o time do Minas, tendo a Bruna Honório de reserva da Tandara e Mari Paraíba no lugar da Rosamaria. Claudinha de levantadora reserva da Macris, e E qual líbero de reserva da Suelen SE A BRAIT OU A LÉIA não aceitarem, Natinha do Barueri."

Gostei desta proposta, Matronix. Só acrescentaria a Garay, que acho um monstro e nada arrogante. Acrescentaria também a Carol central na reserva.

Achei o discurso da Brait sobre voltar à seleção mais ameno, dando a entender que há uma possibilidade. Se eu fosse ela, não voltava, mas torço para que volte, pois é a melhor líbero brasileira na atualidade.

Vocês viram a postagem do Voloch sobre a votação do ranking. É nojento aqueles documentos que ele postou, as discussões, tudo. Agora acho que as jogadoras têm sim como reverter o ranking: é só boicotar a seleção. Já imaginou a seleção sem time nas VNL, no Sulamericano entre outros? Em vez de irem nas redes coisas falar individualmente, o que não resolve nada, deveriam se juntar (deve haver um grupo de whatsapp para elas) e ninguém ir para a seleção até o ranking cair. Ainda pediria ajuda ao masculino para fazer o mesmo. Queria ver a CBV não derrubar o ranking na hora. No dia que sair a lista de convocação, todas pedirem dispensa, alegando que ir para a seleção as prejudica no ranking, e por isso só iriam se o ranking caísse. Se convocarem outras, elas também pediriam dispensa.

Tomara que elas leiam esse blog.
Anônimo disse…
É, a Superliga nem terminou e os bastidores andam com tudo.

SESC trouxe Tandara, Fabíola, negocia com Brenda Castilho , manteve Drussyla e saiu Roberta e Bia ( por eqto ), Monique ainda não foi consultada.

Bauru trouxe Dani Lins e renovou com todas as centrais

Osasco trouxe os reforços ( ?? ) de Roberta e Bia. Saiu Claudinha, PP4 não há interesse dos dirigentes e fica Waleska. Brait foi prioridade.

Minas manteve renovado com Macris e Gattaz ate o momento. Gabizinha foi pra Europa, assim como Natalia.

Baureri não fica Skowrosnka , Juma será titular.
Anônimo disse…
Monique já voltou para o Praia.
Se eu fosse Osasco não teria liberado Claudinha. Já começou a temporada mal, com Roberta e Bia. Não sei onde eles esperam chegar com essas duas.
Anônimo disse…
Pois é, uma temporada inteira de Seleção, depois uma Superliga inteira e as duas ainda não conseguiram entrosamento.

Ou a bola ta alta, ou longa demais, ou curta ou baixa. A Bia ou chega atrasada, ou adiantada ou esquece de saltar.

Quero ver ela acertar o tempo com a Waleswka, ela pede uma bola muito mais fina e requintada.
Kamila Azevedo disse…
O Osasco não tem juízo, não??? Se a parceria Bia e Roberta não deu certo no Rio vai dar certo com Luizomar??? AFF! péssima contratação do Osasco. Era melhor ter mantido a Claudinha, mas não sabemos se, tipo, se contratar a Bia ou a Roberta a outra tem que vir junta no pacote....
Anônimo disse…
Com Walewska vai ser melhor, porque ela bate qualquer bola, tem muito mais recurso do que qualquer outra central brasileira. Aliás, Walewska é a melhor central que o Brasil já teve.

Mas eu fico decepcionado com o Osasco, tradicional como é, ano após ano montando erradamente seus times. Há muito não tem uma linha de passe decente. Contrata estrangeiras erradas. Centrais que não resolvem. Luizomar no banco. Quando é que eles vão se tocar minha gente.

Curiosidade: por onde anda a Samara, revelada em Osasco? Nunca mais vi nem soube notícias.
Kaike Lemos disse…
Sobre a final da SL, vejo um Minas bem acima do Praia ... O time da volume e é mais regular no passe, além da excepcional fase da Macris!

Sobre o RANKING:

Boicotar a seleção pro ranking acabar é a única solução! Eu acho que elas deveriam fazer isso, o nível da SL melhoraria bastante!

Sobre a seleção, eu usaria três times: A,B e C:

(Se todo mundo aceitar convocação)

Macris/Fabíola
Tandara/Bruna
Garay/Natália/Gabi/Drussylla
Carol/Thaísa/Juciely/Gattaz
C.Brait/Léia

Dani Lins/Claudinha
Rosamaria/Paula Borgo
Mari PB/Tainara/Daroit/Gabi Cândido
Mayany/Milka/Fran/Mayhara
Natinha/Tássia

Ananda/Lyara
Sabrina/Lorenne
Michelle/Edinara/Lana/Júlia Bergman
Valquíria/Lara Nobre/Diana A./Lays
Laís/Ju Paes

Time A: Olimpíadas/Mundial/Copa do Mundo/Fase Final da VNL

Time B: Panamericano/Fase Classificatória da VNL/Copa dos Campeões/

Time C: Sul-Americano/Montreux/Copa Panamericana

Se o Zezinho me aparecer com Juma,Naiane,Saraelen,Maira,Vanessa,Suellen,Gabiru,Roberta,Bia e Sara eu desisto da vida!
Anônimo disse…
Parabéns aos finalistas!!!! Minas e Praia, realmente foram os melhores times da temporada!!!!
Mais uma final sem as imbatíveis do Rio!!!
Amooooooooo
Anônimo disse…
o pessoal fez tanta presepada quando a Laura tirou umas férias, as a discussão aqui no blog está tão chocha.
Anônimo disse…
Olha galera....
O Fanatismo de alguns chega a dar medo...
Detonam o Zé de todas as maneiras, pedem para ele renovar e ficam pedindo Jucyele na seleção principal....socorro....
A mulher tem quase 40 anos e está num patamar bem abaixo das melhores centrais do mundo....
Mas esqueci,,,, ela é do Rio, então, os fanáticos vão pedir ela na seleção até quando ela estiver no Rio, se ela chegar aos 50 anos...continuaram pedindo ela na seleção, pois, ela estará no Rio
Kkkkkkkkkkkkkk
Kamila Azevedo disse…
Kaike, você ainda duvida que Zé Teimoso vai deixar de convocar Roberta, Bia, Suelen, Naiane??? rsrsrsrsrsrs
Renato disse…
O cara fala do ze Roberto mas escalou três times e não colocou a melhor central do Brasil atualmente q é a Mara.
Anônimo disse…
Um dos motivos, creio eu, aliado à má gestão da CBV,de não montarem mais times A , B e C é o orçamento estar no limite, indo pro vermelho.

Na Copa PanAmericana, as meninas treinaram um mês de graça e só receberam pela Copa, não pela convocação e nos voos não tão mais receberam primeira classe, estão indo na executiva ou normal, como queiram.Isso tá valendo, parece, tanto pros homens quanto pras mulheres.