Minas passa por cima

Sesi Bauru 1x3 Minas

Superliga vôlei feminino 18/19

Um confronto que prometia ser bastante equilibrado: o campeão mineiro contra o paulista. Em quadra, no entanto, a disputa não se caracterizou pelo equilíbrio, a não ser no último set.

E por mais que o Sesi Bauru tenha mostrado força de recuperação no terceiro set, o jogo esteve muito mais nas mãos do Minas - de suas virtudes e de seus defeitos. Quero dizer, a baixada de guarda mineira, depois de vencidos os dois primeiros sets com muita tranquilidade e superioridade, foi a principal responsável por colocar o Sesi na partida.

*************************************
Não tem sido um bom início de Superliga para o Sesi. Mesmo na estreia, em que venceu o Barueri por 3x0, não fez uma partida convincente. Cheguei a comentar aqui da baixa qualidade do confronto, inclusive. Até o momento, não se viu uma evolução da equipe depois do título paulista. Pelo contrário. Continua apresentando os mesmos problemas (recepção e excesso de erros) sem o fator que os equilibrava e, muitas vezes, o diferenciava: a força ofensiva.

Assim como aconteceu contra o Osasco, o mau desempenho da linha de passe desestruturou a ação ofensiva. Palacio foi caçada no primeiro set e não segurou a pressão. Nos demais, Tássia e Vanessa trataram de cobrir a cubana no fundamento, mas não garantiram um desempenho muito melhor.

Novamente a Fabíola ficou perdida na estratégia de jogo por conta da falta de regularidade da recepção. Porém, esperava que ela, exatamente por isso, fosse um pouco mais objetiva nas suas escolhas. Acredito que a levantadora não quis simplificar o jogo desde o início, o que acabou por atrasar a “entrada” da oposta no primeiro set. Depois, pecou na precisão dos levantamentos para a Diouf, principalmente nos contra-ataques.

Os contra-ataques, aliás, foram um dos pontos fortes do Minas. Com um bom passe, Macris, com muita habilidade, conseguiu colocar uma boa velocidade para aproveitar a Gattaz e a Gabi. Em geral, o time mineiro teve também uma melhor distribuição e mais saídas ofensivas ao longo da partida. Ora a bola de segurança era a Bruna ora a Gabi ou até a Gattaz.

Essa fluidez ofensiva foi garantida pelo bom desempenho da recepção na maior parte do jogo. Somente no terceiro set e início do quarto é que a Natália, perseguida pelo saque do Sesi, deu prejuízo no passe.

Se não fosse o cochilo do terceiro set, em que o Minas deu pontos demais em erros de saque e ataque, numa ansiedade e precipitação sem motivo porque mal era pressionado, era bem provável que a fatura fosse fechada em 3x0.

 *******************************************

Neste início equilibrado de SL, o Minas é o time com a campanha mais tranquila e convincente entre os grandes. Se comparado com Praia e Sesc, tem uma base muito mais estruturada sobre a qual trabalhar mesmo tendo se juntado há pouco tempo como seus rivais. E com o Osasco é até covardia fazer qualquer comparação já que a equipe do Luizomar, independente das condições que o elenco se encontra, é sempre uma montanha russa.

Já o Sesi Bauru, por conta da classificação da edição passada, começou esta SL com uma sequência complicada: Barueri, Osasco, Minas e Sesc. Enfrentaria ainda o Praia se o mesmo não fosse para a disputa do Mundial agora no início de dezembro. Para um time do qual se tinha a expectativa de ser uma força alternativa que incomodasse os grandes, os dois últimos resultados foram bem ruins, não pela derrota, mas pelo fraco desempenho. O Sesi não está conseguindo repetir a proposta de jogo que venceu o Paulista e, muito menos, ser competitivo. Vamos ver se, contra o Sesc, consegue iniciar uma recuperação não só do seu jogo como também da confiança. 

*******************************************

Demais resultados da 3ª rodada do 1º turno da SL 18/19 


 - Estas primeiras rodadas têm mostrado o quanto a SL está equilibrada e imprevisível. Há um grupo de equipes no meio da tabela que tem potencial para bagunçar o coreto. Incluiria aí Barueri, Flu e Pìnheiros, e, num nível um pouco acima, Osasco e Sesi Bauru. São equipes que, além de fazerem confrontos equilibrados entre si, podem tanto complicar a vida dos times do topo como serem vítimas de algum de baixo.

Osasco Audax 2x3 Pinheiros

Curitiba Vôlei 3x0 Vôlei Camboriu

São Cristóvão Saúde/São Caetano 0x3 Sesc-RJ

BRB Brasília 0x3 Dentil/Praia Clube

Fluminense 2x3 Hinode Barueri

Comentários

Anônimo disse…
Achei o jogo fraco e em alguns momentos até sonolento. O Minas venceu mas não me convenceu, ainda acredito que na final estarão Rio e Praia.
O Anderson qdo suas mudanças não surtem o efeito que ele pensava, fica perdido e faz cara feia,,,, se continuar assim, não terá vida longa no Sesi.
O Minas qdo jogar com o Rio perde, só ganhará se sacar quase sempre na Kosheleva, pois, essa é excelente atacante, vira bolas altíssimas e jacas, mas é um desastre no passe.
No mais, gostei da virada que o Barueri fez sobre o Fluminense,,, Skow jogou muito e até gostei da distribuição da Dani,,, essa equipe do Zé Roberto pode surpreender e terminar em 5 lugar.
Thales Ruan disse…
Diferente do Sesi que tem a Tassia e a Vanessa que conseguem ao menos colocar a bola pro Alto, No Rio Tem 3 passadores pessimas... Acho que o Minas ganha do Rio.
Pois é muito mais Time!
Anônimo disse…
No confronto entre o Campeão Paulista e o Campeão Mineiro, o Minas provou que é a equipe mais forte e equilibrada da Superliga, todas as 5 atacantes titulares do Minas chegaram aos 2 dígitos na pontuação devido ao equilíbrio do seu elenco: Mara= 10 pontos, Gattaz= 14 pontos, Bruna Honório= 11 pontos, Gabi= 13 pontos e Natália= 12 pontos. O Minas apresenta mais de uma definidora e não depende apenas de 1 jogadora para ser a "bola de segurança". Macris também contribui muito para isso fazendo uma excelente distribuição de jogo entre as suas atacantes. A Mara melhorou muito no ataque e tem se entrosado com a Macris de forma interessante, tornando-se também uma boa opção de ataque. O Minas jogou como Campeão Sul-Americano que é e promete fazer um excelente Campeonato Mundial. Considero o Eczacibasi de Kim Yeon-koung e Tijana Boskovic, o adversário mais forte do Minas nesse Mundial. Espero uma final entre Minas e Eczacibasi no Mundial.
Paulo Roberto disse…
O grande problema do Sesi é que montou um elenco sem equilíbrio. Time porradeiro pode dar certo em competições de tiro curto onde você enfrenta poucos adversários. Em competições de liga, que são longas e todos tem a chance de estudar bastante uns aos outros, manter esse padrão de jogo se torna muito difícil.
Anônimo disse…
E o Fluminense? Mais uma vez toma uma virada? Ganha os 2 primeiros sets e toma uma virada histórica do Hinode Barueri? Pra mim, o Fluminense está se tronando a maior decepção desse início da Superliga! Como pode tomar uma virada dessas jogando em casa, em pleno bairro das Laranjeiras no ginásio da Hebraica? É muito frustrante para a torcida tricolor ver o time ganhando os sets e depois tomando a virada! Acorda Fluminense!
Anônimo disse…
O problema do SESI Bauru foi que acabou de enfrentar o melhor time da Superliga, Campeão Sul-americano e representante do Brasil no Campeonato Mundial Clubes, só isso é pouco? O Minas hoje representa o que temos de melhor no voleibol de clubes.
Kamila Azevedo disse…
Concordo com o Anônimo. Foi um jogo morno. Na verdade, acho que tudo deu certo pro Minas e tudo deu errado para o Sesi Bauru. Nada se encaixou no jogo do time de Anderson.

Macris está jogando o fino da bola, uma distribuição bastante precisa entre as atacantes. Gabizinha virou bolas impressionantes. Mas Minas ainda está longe de impressionar.
Thales Ruan disse…
Kamila Azevedo, eu acho que o Time está muito bem por ser apenas o Sexto jogo que a equipe jogou junta, e somente o Quarto jogo com a Natália de titular.
Quando a Natália se entrosar e todo time chegar na Melhor forma física aí vamos ver se o Minas tem Time pra vencer a Superliga.
Mantronix Inc disse…
Nos momentos decisivos baixa a 'síndrome da joycinha' na Diouf, e ela encolhe o braço.
Assim fica difícil torcer pelo Bauru. #coragem
Luiz Felipe disse…
O Minas dos dois primeiros sets foi, sim, muito impressionante. Se jogar como jogou nesses sets, ganha a SL.

Depois o time se perdeu e ficou erraticamente comum. Ponto fraco é (a falta de) banco, mas o time segue entre os favoritos.
Anônimo disse…
Nao sei porque o Anderson insistiu em contratar tantas ponteiras sem anexar que um time precisa de passadores e só tem a Vanessa e mesmo assim não é isso tudo. O dinheiro a da contratação de palácio,Edinara, Vanessa e Gabi Cândido teria contratado a Jaque que junto com a tifanny faria uma pela dupla de ponteiras. Então a saída aí seria fazer uma oferta pra Jaque kkkkk
Ou usar Vanessa e Gabi nas pontas. Só eu que acho a saraelen mais bloqueadora que a Andressa? O Anderson também poderia dar chance a Gleyce ponteira nova que vinha jogando bem pelo Sesi. E também a Iarla que é bem mais levantadora que a Naiane.
O Minas é aquela coisa, é um bom time mais quando começa perdendo, desinstabiliza fácil. Coisa que o praia já aprendeu bem, tenho certeza que uma situação de iniciar perdendo o Minas n reverte a situação.
Pra mim a zebra dessa superliga está sendo o Curitiba, gente como a Mari Aquino é uma boa central, fico impressionado. Terá boas opções na próxima temporada. Gosto do time do Fluminense mais tá vacilando eu não gosto do Wilmer, preferia Spencer Lee, ou até Paulo de Tarso. Tô ancioso pra ver um jogo do Camboriú, sempre admirei o Maurício Thomas, e gosto mto de algumas atletas do time.
Mantronix Inc disse…
Terça-feira 27 de novembro às 21:20 pelo Sportv2 tem Bauru x Sesc-Rio.

O único time q esta me surpreendendo positivamente até agora é o Curitiba.

E pelo Elenco, tanto o Fluminense quanto o Bauru estão sendo a grande decepção. Também não gosto dos respectivos técnicos. Mas pelo bem e equilíbrio da SL espero q esses dois times se ajustem e se recuperem.
Anônimo disse…
Como era previsto, não demorou muito para a Michelle assumir o posto de ponteira titular e mandar a irregular e insegura Rosamaria para o banco de reservas no Praia Club!
Anônimo disse…
Pinheiros também esta indo muito bem até agora na SL.

Rosamaria sempre foi " overratated ", muito close, muito carão, bateção no peito e fã clube.

Mas voleibol q eh bom...