De olho no Mundial - Brasil 0x3 EUA

Segundo amistoso contra os EUA, segunda derrota do Brasil. O resultado final pode até ter sido pior do que o do primeiro encontro e a seleção ter perdido de vista o time norte-americano no último set como aconteceu sábado, mas houve uma pequena melhora.

O Brasil fez dois primeiros sets equilibrados porque teve, ao contrário do primeiro jogo, um pouco mais de saída de ataque e um saque mais forçado. O problema é que faltou consistência em tudo que fez e mesmo aquilo que vinha funcionando bem, derrapou no final das parciais.

Rosamaria, surpreendentemente, como ponteira, foi uma das responsáveis para que o ataque brasileiro tivesse maior fluidez. Tandara melhorou ao final da partida e Amanda, apesar de pouco utilizada, teve bons momentos com as bolas mais aceleradas da Dani Lins. A levantadora começou a partida e espero que assim permaneça nos próximos encontros. Falta afinar a precisão de muitas bolas, inclusive as da Tandara, mas o time ganhou um pouco mais de ritmo com sua presença.

O Brasil também ganhou um pouco mais de volume de jogo ainda que tenha pecado novamente, muitas vezes, nos passes de contra-ataques, sempre atrasando as jogadas. Gabiru se perde, às vezes, no cuidado com o passe (seja ele na virada ou no contra-ataque) e na atenção na defesa. O bloqueio também apareceu um pouco mais, ainda que pudesse ser muito mais presente contra um jogo norte-americano menos preciso e veloz do que no primeiro confronto.

Como se pode notar, a evolução brasileira veio, mas em pequeníssimas doses.

Pelo menos o Zé Roberto não insistiu com a mesma formação de sempre. Colocou a Rosa, a Carol e a Dani como titulares, usou a Tomé para a inversão ao invés da Thaisa como no primeiro jogo e fez até, para o padrão dele, bastantes mexidas, o que nos dá a entender que os amistosos servirão mesmo para dar ritmo às jogadoras, principalmente àquelas que voltam de lesões. No fim, é o que dá para fazer agora. Melhor do que ficar com a equipe base da Liga das Nações levando na cabeça do time B dos EUA.

Comentários

Anônimo disse…
É bom ver a evolução da Rosamaria,com mais explosão no ataque, sendo a atacante mais efetiva, embora ache que da muito prejuízo no passe e tem que ser utilizada como oposta.O time até que melhorou, muito pela presença da Dani Lins, que dá mais rapidez à distribuição. Quanto a linha de passe está deplorável,foi se o tempo que se faziam ponteiras passadores como Jaque,Gabiru segue com dificuldades absurdas na recepção p uma libero, na minha opinião Suellen e Leia( se essa aceitasse voltar a seleção) deveriam ser as liberos convocadas p o mundial.O interessante é notar q antes dos amistosos havia uma tendência de Tomé e Rosamaria serem cortadas, agora q a Rosa finalmente resolveu jogar bola, será q sobra p Amanda?
Anônimo disse…
O que aconteceu com a Bia senhor rs? Eu espero que a Garay volte abençoada pq ela vai ter que jogar igual fez no pan de 2015 por ela e mais 5.
Mantronix Inc disse…
Laura como dona do Blog e sua noção de alcance de suas palavras entendo como vc coloca de forma comedida as suas observações.

Porém, é visível constatar várias deficiências nítidas e gritantes aos olhos como:

Gabiru p/ uma líbero, apresenta muita dificuldade no passe e fraquíssimo desempenho na defesa assim como muita insegurança na precisão da bola de contra-ataque.

A Seleção esta sem poder de decisão.

Mesmo com Dani Lins acertando a precisão de várias bolas, Amanda, Rosamaria têm desempenho irregular no ataque, alternando a cada ponto marcado vários erros e ataques defensáveis, Tandara, a nossa jogadora de decisão, de forma atípica colecionando erros atrás de erros ainda não se encontrou.

A dupla de centrais Carol e Adenízia, são visivelmente mais consistentes em suas funções q a Bia.

Tomé, nada adianta ser grande e forte, se faltar velocidade de movimento de braço! Uma grande qualidade q tinha a Sheilla, inclusive presente na Priscila Daroit q esta fora do grupo.

Ps: Alguém observou como esta enorme a barriga do ZRG? Bem diferente do Bernardinho q se cuida e da exemplo.
Anônimo disse…
Muito bom ver a evolução da Rosa, sempre acreditei nela, com a volta da Garay e Suellen vai melhorar o passe nossa principal deficiência, diante disso, não vejo necessidade de manter Amanda no grupo pro mundial, uma ponteira de preparação que consegue ser pior no passe que a Rosa ponteira de definição, Zé tem que levar as jogadoras novas, pra dá experiência, então que corte Amanda e Tomé.
Kamila Azevedo disse…
Infelizmente, não tive como assistir a partida inteira ontem e só consegui ver os pontos finais do terceiro set. Mas, acho preocupante a situação em que a seleção brasileira feminina de vôlei se encontra. De boa notícia, nesses dois amistosos, até agora, foi a evolução de Rosamaria. Que ela continue assim.
Anônimo disse…
E se tivesse um time C ou D dos EUA, o Brasil Perderia também, acontece que o povo brasileiro não está acostumado a lhe dar com derrotas, pois podem se acostumar porque daqui pra diante o Brasil ainda vai perder muito, mas sempre há uma esperança vez que os times femininos são muito irregulares, qualquer um pode ganhar temos: EUA, CHINA, TURQUIA, SÉRVIA, ITÁLIA, HOLANDA, RUSSIA E BRASIL com possíveis chances de faturar o mundial.
Nesses amistosos o que da para observar é que parece que o time ta desgastado, cansado, ou parecendo que não estão querendo jogar pelo país, ta assim tipo: se ganhar bem, se não ganha também da nada não, tava na hora no técnico falar não quer jogar pega suas coisas vai pra sua casa cuidar da família, porque tem muita jogadora que queria estar ali na seleção, que sirva para todas inclusive as velhas de seleção e cia ltda.
Anônimo disse…
Tomé só tem altura né? Entrou tomou block errou passe e não fez nada, jogadora lenta, infelizmente altura não é um fator favorável pra ela.
Anônimo disse…
Não sei porque tanta insistência com Amanda ela quina passe tem um ataque muito fraco
Pj disse…
Gente muita insistência com a Amanda ela quina passe tem ataque muito fraquinho .
Ana disse…
Me tire uma dúvida Laura, sabemos que é obrigatório levar duas líbero pro mundial, o Zé pode inscrever uma ponteira como líbero e essa ponteira não jogar de líbero? Acredito que se Suelen estiver recuperada, ele poderia corta a Gabiru.
Camilla Paiva disse…
Fico triste por constatar cada vez mais que o Brasil não tem um time competitivo para o mundial, pois não acredito que nesse ano até o momento o Zé Roberto venha escondendo o jogo. Vejo os comentaristas do SporTV falando em testes, mas sério, houve pouquíssimas variações na formação do time nas competições em que participou desde o início do ano, então o que ainda está sendo testado? A gente sabe exatamente o que esperar da Amanda, da bia, da Roberta...o teste talvez seja com gabiru, que joga a sua segunda partida como titular no ano, aí sim, é um teste. As outras todas vem afirmando apenas o que já constatamos: este não é um time competitivo e tem pouca chance de pódio, infelizmente. Talvez o panorama mude com a chegada de garay, dando mais qualidade a linha de passe e com mais poder de decisão. Não aposto muitas fichas na Natália pois nao imagino o nível de sua contribuição no mundial, já que ela só vai começar a saltar em setembro. Fiquei feliz com o retorno de Dani Lins, que mesmo sem ritmo está anos-luz a frente da Roberta, que vem num ano na seleção péssimo. Rosamaria deu uma melhorada e parece estar aproveitando mais a chance, foi bom vê-la virando bolas importantes. No mais, Falar da Amanda e de suas quinadas e tocos é chover no molhado, temos que nos acostumar com ela mesmo ali, não tem jeito, mas é muito difícil. Sem entrar no mérito do seu poder de ataque, ver uma jogadora que dizem ser "de composição" errar tantos passes é estranhíssimo. Mais estranho ainda é a insistência da comissão com ela, pois acredito que eles devem trabalhar com estatísticas.
Obs: o que tem sido o tanto de bola que a Tandara tem errado nessas partidas?
Leandro disse…
Será que se o Brasil não subir no pódio, zrg cai? #ojalá

Queria ver a Rosa como oposta (acho que até ela prefere) e Tandara de ponta
Anônimo disse…
O q Thaísa ta fazendo na Seleção?? Dani Lins até vai, todos sabem q levantadora tem uma sobrevida maior no vôlei, mas Thaísa destoa, ela mesmo tinha já q ter pedido aposentadoria com tanta limitação pra jogar, até Jaqueline em melhores condições, teve humildade, reconheceu e pediu para se retirar.

Rosamaria tem um fã clube enorme, mas não é por um eventual desempenho nessa partida q vai garantir sua permanência diante tanta irregularidade, com a recepção sofrível, tinha q se destacar de forma muito melhor no ataque p/ ganhar todos esses aplausos.
Kamila Azevedo disse…
Leandro, caso o Brasil não tenha um desempenho bom no Mundial, DUVIDO que Zé Teimoso caia. Se ele não caiu após as Olimpíadas do Rio, quando a sensação que se tinha era de que aquela comissão técnica estava saturada, imagine após um provável fracasso no Mundial? Ele permanecerá à frente da seleção, infelizmente. Se dependesse de mim, ele teria saído após o Rio 2016.
Markito disse…
Desta vez o Brasil perdeu p/a a Seleção "C" dos USA. (RESERVAS DAS "RESERVAS"),estão faltando jogadoras "CANHOTAS" no Brasil, as jogadoras do Brasil,precisam aprender à marcar as canhotas.DREWS cansou de derrubar Bolas na quadra brasileira.(SAUDADES da Leila), se a Seleçãozinha continuar assim, vão ser 04 "COUROS" nos amistosos.Nossas jogadoras da "SELEÇÃO" estão todas marcadas por Karch Kiraly e seus assessores.Até Tandara,que foi a maior pontuadora no jogo,levou TOCOS E TOCOS, sem contar as bolas p/fóra.(Ela não sabe sair dos Bloqueios das Norte-Americanas???)Enquanto isso as cha-
madas "CHICLETEIRAS"(TÍTULARES) estão láaaaa nos USA,assistindo suas RESERVAS DAS "RESERVAS",dando um "CHOCOLATE",encima das TÍTULARES DO BRASIL!!! ACORDA: SELEÇÃOZINHA VAMOS DEIXAR DE: "AMARELAR", quando jogar contra a: "MELHOR SELEÇÃO DO MUNDO"!!!
Anônimo disse…
Já que é pra rodar o time, no jogo de amanhã eu começava com
Dani / Rosa
Gabi / Tomé ( que Deus nos proteja da tartaruga )
Thaisa / Carol
Gabiru
Anônimo disse…
Acho que o Zé vai corta Tomé e Drussyla, ele vai levar sua protegida Amanda.
Unknown disse…
Muito engraçado,tomé é alta sem velocidade?monique baixa e veloz?pq nao levou monique novamente,acredito que a diferença entre as jogadoras é deixa las moatrar seu trabalho,coisa que não vem acontecendo,infelizmente temos que trabalhar as meninas do sub 18 enquanto a tempo pq acredito que por mais uns 6 anos o Brasil não será o mesmo.
ElaIne Mara disse…
Buenas. O jogo que vi não deve ter sido o mesmo que alguém aqui assistiu. Nossa seleção não é uma seleçãozinha e tão pouco amarelona. É preciso um basta nesse tipo de comentário desrespeitoso à uma Nação, uma vez que ela a representa,e vôlei feminino brasileiro já deu provas mais que suficiente do seu caráter.O jogo que vi foi um jogo melhor que o anterior e que acabou mostrando ou revelando algumas coisas no 3set.Eu vi nele uma caída na motivação, concentração, ou um desalento geral e que me fez pensar sobre a questão do apoio psicológico para as atletas.Se vc puder comentar algo sobre isso Laura seria legal. Isso é algo pontual no esporte e vital nesse momento para elas,tendo em vista: a fase do treinamento físico;o legado das semifinais e finais das competições anteriores;muitas que saíram da reserva para serem protagonistas e aí vem o pior AS COMPARAÇÕES INEVITÁVEIS. A cabeça não aguenta.Fiquei mto Feliz pela Dani Lins e acho o próximo torneio vai dar a ela um suporte bacana e se der creio que a Roberta vai para o banco no Mundial.De acordo sobre a Gabiru que precisa de mto ainda,pra uma selecão.Testar deveria ter sido o verbo para o ZRG, que se mostra inquieto e inseguro para tal e hj ele acaba expondo as jogadoras à vitrina para as pedras.Gostei da melhora no volume do jogo mas é mto pouco para disputar em alto nível o Mundial, ainda mais um cuidado maior na preservação com a Tandara até lá. Uma vez que para a Natália será difícil esse entrosamento e as contribuições se tornam duvidosas mesmo.E é aí que falo do trabalho psicológico como um grande coringa.Creio que no próximo amistoso estaremos melhor.E que me perdoem os pessimistas de plantão do volei feminino do Brasil,pois se ganhamos ou não da Seleção A ou Y dos USA,ESSES ou ESSAS jamais conseguirao bater palmas ,uma vez as suas mãos estarao segurando as pedras..Sempre. #partiu #amistoso#sucesso#vaiBrasil
Laura disse…
Ana, tenho que conferir na FIVB, mas acho que não. Senão não faria sentido a obrigação de inscrever duas líberos. Não sei, vou ver se acho algo a respeito.

Foi mto bom ver a atuação da Rosamaria, mas é mto cedo para comemorarmos uma evolução já que a constância não é o seu forte.
fredrise25 disse…
Depois quando eu falo em Fabiola, tem gente que ainda xia....
Anônimo disse…
Eu gostaria de saber o que a Drussyla está fazendo fantasiada de líbero? Ela é uma excelente ponteira passadora e tem um potencial bem maior que, por exemplo, a Rosa Maria, pois tem melhor recepção (para dizer a verdade qualquer ponteira tem recepção melhor que a Rosa Maria), defende muito bem e, no ataque, tem condição de ganhar "sozinha" uma partida. Qual é a do ZRG? Em amistoso não há a obrigação de ter duas líberos.
Outra coisa: qual a razão de substituir uma ponteira de finalização (Rosa Maria) por uma de preparação (Gabi)? Se o problema é o fundo de quadra, quem deveria ter entrado era a Drussyla.
Edgar disse…
Ninguém falou em Bia. O que ela fez no jogo de ontem? Nada. E Gabiru? Quem disse que ela é líbero?
Rafael Grapper disse…
Drussyla está sendo poupada por um problema na canela (fonte: Bruno Voloch)
Anônimo disse…
Achei que houve uma melhorazinha no jogo da seleção. Primeiro porque Dani Lins, mesmo sem a forma e velocidade ideais, levanta com muito mais precisão e qualidade que Roberta. Rosamaria também tem virado mais bolas que de costume, o que é bom, mas concordo com o Nalbert quando ele diz que ela não sabe atacar e tem que aprender a variar os golpes, pois ela ataca muito no bloqueio sem converter pontos.

Diferentemente da maioria, acho que a Amanda deva ficar no grupo, pois ela pode ajudar em muitas coisas no grupo. A acho um coringa. O que ela não tem é regularidade nem consistência, então não pode o esquema tático ser armado em cima dela. Mas ela só tá lá porque é do Hinode.

Acho o grupo todo meio rígido e lento e provavelmente seja pelo excesso de malhação desse período. Tandara tá mais travada e Gabiru também. Elas naturalmente não são assim, devem melhorar na sequência e ficarem mias velozes.

A situação da Bia tá ficando complicada, porque mudou a levantadora e ela continua com o mesmo desempenho. Agora nem bloqueando mais está. Também tá sofrendo com o excesso de malhação. Piorou por isso, mas ela tem que se avaliar. Sinto o time mais leve com a Carol e a Adenízia. Um corte pode ser na Bia.

A situação da Tháisa preocupa muito. Primeiro pela integridade dela. Me parece que estão forçando pra que ela jogue e ela tá indo na onda. Tô vendo a hora de ter algo físico irreversível e que a faça parar de jogar para sempre. Abriria mão dela visando Tóquio.

Não tá tendo tantas mexidas, mas tá tendo algumas, o que é bom, se tratando de Zé Roberto.

O que vai definir muita coisa é a situação da Natália. Sua participação ou não vai definir todos os outros cortes.