Liga 2018 - Brasil 3x1 Japão

Roberta seleção brasileira vôlei feminino

Levante a mão quem achou que o desastre da estreia iria se repetir contra o Japão? 🙋 É, o primeiro set assustou, mas o Brasil conseguiu a primeira vitória na Liga das Nações 2018.

O Japão bem que tentou imitar a Alemanha e usar o saque para dominar o Brasil, mas o excesso de erros no fundamento deixou a seleção bem mais à vontade para trabalhar a virada de bola. Houve problemas no passe, principalmente no primeiro set, que comprometeram a definição do ponto de primeira, mas passou longe de ser um impedimento para o Brasil fazer o seu jogo, como havia acontecido na primeira partida.
 

E essa foi a diferença para a partida de estreia: desta vez, o Brasil jogou.
 
Tanto que a seleção conseguiu, desta vez, trabalhar melhor defensivamente. Cresceu no jogo quando começou a encaixar o seu bloqueio e a provocar mais contra-ataques. Isso deu confiança ao time e a algumas jogadoras que começaram mal a partida, como a Roberta e a Amanda, que ficaram mais conscientes e tranquilas nas suas ações.


 
Com o Brasil menos acuado no passe e conseguindo jogar, ficaram evidentes problemas que, contra a Alemanha, estiveram em segundo plano, ofuscados pelo terrível desempenho da recepção e do saque. Entre eles, a falta de entrosamento entre a Roberta e algumas das atacantes e a inconstância da relação saque-bloqueio-defesa. 

A seleção teve bons momentos na partida nestes dois elementos, principalmente nos dois últimos sets, mas, de forma geral, aproveitou-se mais da sua superioridade física no bloqueio e nos ataques do que da precisão destas relações. O que é bastante compreensível, afinal, são dois fatores que se aprimoraram com o tempo.
 
Por isso, também, não é nada surpreendente que o time se agarre à Tandara como única saída para a vitória. Ela é um dos poucos diferenciais individuais deste elenco e tem se apresentado como uma liderança para um grupo composto, na maioria, por jogadoras de pouca rodagem.
O que preocupa é que recém estamos no início da temporada da seleção. A Tandara já foi ultra demandada no Osasco e, se mantiver este ritmo de exigência na Liga, não vai chegar inteira ao Mundial.


***********************************

Longe de empolgar, a vitória, ao menos, foi um alívio. Depois da estreia negativa, foi bom ver o Brasil cumprindo o seu dever e não deixando pontos pelo caminho onde não deve.

Além disso, a vitória foi positiva para o recente histórico dos confrontos entre Brasil e Japão. Este time brasileiro não tinha vencido o Japão no ano passado, então é ótimo quebrar a sequência negativa e evitar que as japonesas cresçam em confiança contra o Brasi

Comentários

L. Mesquita disse…
Boa Noite Laura e amigos!
O Brasil jogou bem melhor contra o Japao do que contra a Alemanha. Porém, o Japao é a equipa mais baixa e com menos força física da Liga, é o extremo oposto da Servia, uma equipe de jogadoras gigantes e com força física acima da média!
Mihajlovic está uma CAVALA! Destruindo no saque e no ataque, com um PEDRADA na mão! Mihajlovic tem força de homem! Não bastasse tem também a BJELICA, a BOSKOVIC e as centrais que são altas e porradeiras.
A Servia até agora passou o trator e não tomou conhecimento de Japonesas e Alemãs... Como as brasileiras se sairão contra as gigantes???
Kaike Lemos disse…
L. Mesquita e Laura proximo Post se chamará AS ATROPELADAS! Sérvia passou um caminhão em cima da Alemanha. Boskovic, se Bia bobear bate de cima pra baixo! Se eu fosse o ZRG eu tiraria a Drussylla e colocava Rosamaria, Amanda hj n comprometeu!é importante a defesa funcionar pois a Mihajlovic perde a paciência fácil fácil! Hj o Brasil n fez nada mais que a obrigação! Só não estou gostando da Roberta! Prefiro o estilo de jogo da Macris!
Pois é, Kaike, a Macris consegue aproveitar com uma qualidade tão superior os ataques, em especial das centrais, que chega a ser triste observar essa insistência meio descabida na Roberta. Na única oportunidade que ela teve para entrar e fazer uso do levantamento, usou com eficiência um ataque da Bia que a Roberta até agora não soube encaixar direito, sem contar que faz combinações velozes lindas com a Gabizinha... Enfim, uma pena. A Roberta tem altura e compensa minimamente com os bloqueios, mas por isso mesmo devia ser usada às vezes, em momentos que se quisesse aumentar a rede, e não como a engrenagem fundamental do time.
Laura disse…
Pois é, Mesquita e Kaike, estou um pouco com medo deste jogo contra a Sérvia...
Lulu disse…
Gostaria de uma análise dos demais grupos. Os favoritos, quem vem forte, quem está renovando.
Kamila Azevedo disse…
Pelo menos, vencemos do Japão, já que tivemos dificuldades no ano passado com os times asiáticos. Não acompanhei o jogo, então não vou comentar, mas falando particularmente sobre a Roberta: acho que o ZRG gosta dela porque ela é uma levantadora obediente taticamente, não é de ousar muito. Já a Macris tem um estilo mais rápido e ousado, que o ZRG pode não conseguir controlar por completo. Por isso que ela é a reserva do time.

Acho que hoje, contra a Sérvia, o Brasil será engolido - a não ser que as sérvias tremam contra a camisa mais tradicional do Brasil...
L. Mesquita disse…
Descaso com o VÔLEI no BRASIL! Querem ginásio vazio? Querem audiência fraca? Porque vôlei no MEIO DA SEMANA, às 15h é pra quase ninguém assistir! 15h é horário comercial, de expediente bancário, no qual a maioria das pessoas está trabalhando ou estudando ou ocupadas com outras coisas! Se o jogo é no Brasil, qual o motivo de ser às 15h? Querem esconder o vôlei do público? Não querem divilgar o esporte voleibol?
Só pra constar, MARCOS KWIEK, assim como afundou o BAURU em sua passagem pelo clube, está NOVAMENTE afundando a REP.DOMINICANA! Na REP.DOMINICANA, KWIEK tem material humano para trabalhar, jogadoras que seriam o SONHO de qualquer treinador: mais de 1,90m, excelente força física, impulsão e alcance de bola!
Só que os times do KWIEK são uma bagunça só, um samba do crioulo doido, um entra e sai infinito e sem objetividade, jogadoras desorientadas, batendo cabeça entre si, o que culmina em uma TREMENDA DESORGANIZAÇÃO TÁTICA!!!
Por que KWIEK se mantém à frente da República Dominicana? Sinceramente eu não sei! KWIEK trava o grande potencial das dominicanas! No BAURU não tiveram paciência com o KWIEK e não quiseram saber de renovar com ele!!! Já na República Dominicana... Parece que gostam da bagunça tática!
Kaike Lemos disse…
Se a Mihajlovic receber só bola empinada, tem chance do Brasil ganhar! Tem que anular o meio da Sérvia tirando o passe e a Blagojevic n é das exímias atacantes! Parar a Boskovic é difícil, mas n impossível! A Sérvia também erra e pressionadas como diz Sheilla Castro erram mais ainda!

ZRG tem que entender que o jogo da Roberta é bastante limitado. Se colocasse a Macris ele teria um meio super acionado, Tandara recebendo sem sobrecarregamento e as pontas bem distribuídas com bolas aceleradas no simples. A 4 vezes MELHOR LEVANTADORA DA SUPERLIGA consecutivamente banca pra versão um pouco melhor que da Carol Albuquerque. ZRG é lerdo e paneleiro!
Camilla Paiva disse…
Eu sinceramente não entendo o porquê do Zé convocar a Amanda. Não tem nada que justifique a convocação dela. Pra esse papel que ela desempenha de forma muito capenga, a meu ver, poderia ter convocado Mari Paraíba, que ainda vira mais bolas e faz bom fundo de quadra. A Jaque também poderia jogar nessa função da Amanda, de "preparação", já que tem dificuldade pra virar bola. Em relação ao próximo jogo contra a Sérvia, seja o que Deus quiser, mas não tô confiante que sairemos com a vitória.
Com toda limitacao da Roberta,ainda prefiro ela a Macris.
L.Mesquita disse…
Amanda calou a boca do Voloch e dos "haters" com uma atuação primorosa contra o altíssimo bloqueio sérvio! Amanda deu aula de como se deve atacar contra um bloqueio alto postado à sua frente. além disso recepcionou muito bem os fortes petardos sérvios.
Suele, outra perseguida por alguns, também fez boa partida.
Se Roberta desse 2 toques direto, bastava os árbitros internacionais marcarem... Por quê nenhum árbitro marca? É porque não são 2 toques! Que mania feia de perseguir Amanda, Suelen, Roberta etc...
Elas abrem mão de suas vidas particulares para defenderem a seleção brasileira e o pessoal cai de pau em cima... E sem motivos, só por ódio mesmo!