Deu Minas, com sobra

Sesc-RJ 0x3 Camponesa/Minas


Mais um confronto entre equipes do topo da tabela que fica aquém do esperado. Em apenas três sets, o Minas superou com folga o Sesc.

Sesc que lembrou a péssima atuação que teve na semifinal da Copa Brasil contra o Osasco. Um time congelado pelos problemas na recepção e sem qualquer paciência e trabalho de bola no ataque. Só não levou maiores lavadas em cada set porque encontrou no saque da Peña e em algumas bobeadas do Minas algumas brechas para diminuir as vantagens mineira.

E o Sesc não mostrou qualquer consistência na virada de bola para sustentar os momentos de recuperação e realmente ameaçar o Minas. 
O Minas, sim, teve bem mais constância na virada, mesmo quando o passe não saía adequado. Teve uma distribuição mais equilibrada, contando com boas opções com as centrais, principalmente com a Gattaz, e com todas as pontas virando bem.

O Sesc não encontrou em nenhuma de suas atacantes um desafogo. O Minas, com a relação saque e bloqueio/defesa, desestabilizou o sistema ofensiva carioca desde o primeiro set. E desde então a equipe de Bernardinho não encontrou uma forma de amenizar a marcação mineira, com atuações individuais ruins de jogadoras importantes, casos de Monique, Drussyla e Gabi.

************************************

É sempre bom assistir o Minas quando consegue fazer uso de todo o seu arsenal ofensivo como neste confronto. Mas o melhor do time nesta vitória foi a disciplina e a constância no saque e na defesa.

Ainda assim, não deixa de preocupar os problemas que apresenta na recepção, demorando para conseguir quebrar a sequência do adversário. Se o Sesc estivesse numa jornada normal, a pressão e o desafio seria outro.
************************************

Nesta partida, houve uma combinação fatal para a derrota do Sesc (além do adversário): atuações individuais e coletiva ruins. 
Alguns erros grosseiros em saques não tão forçados cometidos, por exemplo, pela Gabi destoaram do que estamos acostumados a ver da jogadora. O time cometeu, de forma geral, muitos erros e não apostou na troca de bola. 
O Sesc tem tido dificuldades nesta temporada de encontrar e se manter no seu estilo de jogo. Além disso, jogadoras como Monique, Drussyla e Jucy, por exemplo, não encontraram uma regularidade e não estão sendo tão incisivas como em temporadas anteriores. 
Só não se coloca em dúvida a capacidade do Sesc em crescer nos playoffs porque é o time do Bernardinho.

Comentários

gilbert angerami disse…
Achei muito interessante a mudança tática no 2º set de jogar com a Gabi de saída passando e Drussyla e Peña de pontas. O time fica mais vulnerável no passe, mas aumenta consideravelmente seu poderio de ataque; além de ganhar e muito com o saque da dominicana.
Pop On Air disse…
Monique deixa muito a desejar como Oposta nessas horas, primeiro porque recebe poucas bolas, e essas poucas ela nao consegue virar, ou larga excessivamente ou o ataque é defendido. Ei testatia a Penã domo Oposta, passando uma pequena parte da quadra.
Anônimo disse…
Minas jogou com "sangue nos olhos"... Rosa não pipocou e Carol deu baile nas centrais do Rio....Valeu Minas....o melhor foi no final a Macris terminar o jogo com uma largadinha de segunda de toque...muito afronte...Esse jogo mostrou que o Minas pode aprontar sim nessa super liga e o Rio do Bernardo não é imbatível.....
Kaike Lemos disse…
Vi um Rio de Janeiro, com passe irregular principalmente da Gabi, que tinha que dar mais segurança no fundamento. A Roberta teve que correr a quadra inteira e poucas vezes acionou as centrais, com direito a bloqueio da Pri Daroit na Juciely. Peña tem um foguete na mao, no saque viagem ela finge que vai aliviar o saque e solta o braço. E a cara de deboche da Drussylla quando o minas fazia ponto.

Rosamaria evoluiu bastante no seu jogo, só no passe que ainda não é la essas coisas. Hooker ta mudada, melhorou no ataque e defesa e Carol Gattaz a idade nunca chega pra ela, ela n se cansa de ser excelente! Léia depois da temporada passada HORROROSA, vem se destacando com grandes chances de voltar a seleção. A Macris lacrou com aquela bola de segunda no ultimo ponto. Vitoria merecida do Minas que conseguiu impor seu jogo em cima de Bernardinho e cia.
Paulo Roberto disse…
Confesso que essa rodada foi uma surpresa geral. A derrota do Nestlè eu já esperava mas não da forma que foi. Mas o Sesc levar esse chocolate foi a grande surpresa da SL até agora.

Pelo Minas: Macris parece que finalmente acertou o tempo da bola da Hooker. A formação com a Dairot é a melhor pro Minas, não entendi porque trouxeram aquela americana não sei de onde. Rosa não pipocou como disse o Anônimo. E que fase vive a Gattaz!!! Sempre gostei muito da jogadora por ter um estilo de atleta que me agrada (boa tecnicamente, discreta, lidera em silêncio, agregadora), mas carecia de agressividade e regularidade. Nas últimas duas temporadas ela tem mostrado que o tempo só lhe trouxe benefícios. Se na convocação da seleção o único critério fosse momento, não pensaria duas vezes antes de chamá-la.

Pelo Rio: parecia outro time. A falta da torcida não pode ser usada como justificativa para a baixa rotação do time, já que os times do Bernado (salvo a seleção no Rio2016) não são influenciados nem positivamente, nem negativamente pela torcida. Jucy e Gabizinha são a alma do time, como não estão bem o time cai junto. Roberta não é brilhante, é inferior tecnicamente a outras levantadoras da própria SL, mas pesa a seu favor a regularidade e a obediência tática, mas como passe não existiu em boa parte do jogo, ela ficou prejudicada e mesmo com o passe, o time do Minas acertou a marcação das atacantes cariocas. Enfim, concordo que de um time do Bernardo nunca se pode duvidar, mas essa SL é de fato a mais equilibrada depois de muitooooo tempo. Passar nas quartas é obrigação, agora se continuar jogando assim, pode ser a primeira SL depois de não sei quantos anos mais, que não veremos as cariocas na final.
Paulo Roberto disse…
Corrigindo meu comentário anterior, a americana entrou num momento delicado e corrigiu as falhas da Dairot. A utilidade dela é compor elenco.
Alysson Barros disse…
Lamentável este senhor, Bernardo Rezende - que sempre se achou intocável e dono de tudo que se relaciona a voleibol no Br - ofender claramente o árbitro em cadeia nacional. Isso que o ginásio estava sem o som ambiente da torcida, que normalmente abafa muita coisa. Creio que a criatura se contei ainda.

Popr é o narrador achar graça no ocorrido. Como sempre acham. Não tem nada de engraçado em um desequilibrado ficar xingando os profissionais que estão trabalhando. Isso é assédio moral do meu singelo ponto de vista.

Mídia covarde. ZR e Bernardo passam longe da perfeição e não tem um único profissional do ramo corajoso o suficiente para lhes apontar suas gritantes falhas.
Alysson Barros disse…
Sobre o jogo, achei que todas do Minas foram bem, com exceção da Hooker. Alguém por favor me corrija se eu estiver errado, mas ela tomou um toco atrás do outro! Monique atacando pra fora sem bloqueio refletiu o que foi o RJ nesta partida.

Rosamaria ainda não me inspira confiança.

Macris debochada parece solta finalmente. Terminar o jogo daquela forma impagável foi maravilhoso e me fez dar risada.

Minas x Praia na final!
Anônimo disse…
Concordo plenamento do alysson quando diz que esse senhor quese acha intocavel todo poderoso ofende os arbitros, quero tambem dar meu desabafo, nao eh somente com arbitros, eh principalmente com jogadoras dos times adversarios, grita e poe os piores nomes nelas, ja presenciei por diversas vezes e ouvi reclamacoes extra quadra sujeito assim merece estar fora do esporte.
Anônimo disse…
Gabizinha mostrou ontem que não pode ter vaga garantida na seleção só por causa do nome, ela está bem abaixo das outras ponteiras, pra mim até o momento só Garay teria vaga garantida, temos que saber qual o grau da lesão da Natália,chega de panelinha na seleção.
Anônimo disse…
Parabéns pro Minas jogou muito, em especial a Rosa, Carol e Macris, que venha o sul-americano
Anônimo disse…
Melhor do jogo foi o ponto final da Macris fazendo uma largadinha de segunda e ainda te toque...afrontou mesmo...adorei hahahaahahh
Valeu Minas!!! O Rio se quiser ser campeão esse ano vai ter que se superar e muito; e também gostei que o Minas acabou com a soberba da Drussyla que estava se achando muito.
André disse…
Fazia algum tempo que eu não via o time do Rio de Janeiro jogar tão mal assim. As jogadoras estavam apáticas em quadra. Nem houve uma que se salvasse. Aliás, Roberta levantou cada jaca que Deus me livre. Como alguém disse acima, tecnicamente ela não é das melhores, tem um toque feio, mas é obediente taticamente. Não gosto do toque dela, assim como não gosto do toque da Carol Albuquerque, fico sempre com a sensação de que, se fôssemos mais rigorosos, elas cairiam nos dois toques com muito mais frequência; a bola na mão delas gira demais. Outra que eu ainda não consigo me convencer sobre o vôlei dela é a Drussyla. É uma jogadora afobada demais, parece que fecha o olho e dá porrada na bola de qualquer jeito. Talvez seja a imaturidade (porque ela ainda é nova), mas ela oscila demais. Sai de uma partida quase perfeita para outra bizarra. Ainda não é uma jogadora, do meu ponto de vista, que inspire confiança.
Quanto ao Minas, penso que fez uma partida irretocável e soube anular o adversário com maestria. Carol Gattaz, Rosamaria e Macris estavam impecáveis. Tomara que esse time cresça mesmo.
Embora eu seja torcedor do Rio desde a época que tinha sede em Curitiba e se chamava Rexona, eu gostaria muito de ver outros times na final e levantando a taça. Acredito que para o bem do esporte e, sobretudo, para que muitos patrocinadores não abandonem as equipes, penso que seria saudável que outro time vencesse.
Anônimo disse…
Os torcedores do Rio São uma piada, estão falando que o Rio entregou o jogo pra não pegar o Osasco na semi, não vejo vantagem nessa escolha, nos últimos jogos o Minas tem se mostrado mas difícil que o Osasco. Espero que Minas ganhe o sul-americano pra calar a boca dessa torcida chata.
Raimundo Aoki disse…
Já faz um bom tempo que não assisto jogos do Sr. Bernardo devido a sua arrogância.
Hoje são duas equipes que não assisto.
Anônimo disse…
E se realmente entregou o jogo,,, só mostra a soberba e o descaso para com os torcedores da equipe,,,, exemplo de mau caratismo do técnico e jogadoras que compactuaram,,, enfim,,, entregando ou não,,, perdeu e ponto final.
Anônimo disse…
Isso de entregar jogo é desculpa de torcedores fanático que não aceita a derrota, o Rio não só perdeu como passou vergonha.
Valnei Correa disse…
Achei bom o Rio perder, de certa forma mostra o quanto o time tá atrás das demais favoritas, porém o time do Rio é um time coeso, e ficou evidente o quanto algumas jogadoras ainda não estão em sua melhor forma, essa história de entrega de jogo é de torcedor de osasco querendo arrumar intriga,o Minas ganhou na bola.
Cesar Nascimento disse…
o Minas errou menos é aproveitou bastante os erros do adversário sem esse papo de entregar jogo , Gabi deu 6 bolas de xeque seguidas algo anormal méritos do adversário que se impôs sou torcedor do Sesc mais sem essa de fanatismo , vamos ver como se comportaram em uma possível final de sul americano porquê é improvável que não sejam eles ,ganhar do Rio em fases intermediária da competição é uma coisa final é outra não estou dizendo que o time é invencível que não é mais é diferente desde que comecei acompanhar a superliga em 2011 até hoje só vi um time ganhar do Rio em finais que foi o Osasco ano passado o Minas foi , foi ,foi na hora h deitou portanto aguardemos os próximos capítulos
JC disse…
André, muito legal seu comentário. Penso exatamente igual a você. Sou torcedor do Rio desde que me entendo por gente, mas sempre gostei do esporte acima disso. Sempre tive uma simpatia muito grande pelos outros times e, sinceramente, prefiro um campeonato competitivo e com alternância entre os vencedores a um hegemônico. Quem saí ganhando assim é a modalidade e, por consequência, a seleção nacional.

Essa temporada confesso até que estou torcendo pelo Praia, pois sou fã incondicional do trio dourado Fê Garay, Fabi e Wal e simplesmente nunca consegui torcer contra a Garay - nem contra o Rio! Torço muito também pelo Vôlei Nestlé, porque, apesar das inconstâncias, quando o time encaixa, o jogo fica bonito de ver - Fabíola já se provou um gênio de levantadora, Mari PB é uma jogadora completíssima e Tandara dispensa comentários.

Quanto à partida Rio x Minas, é totalmente surreal acreditar que o Rio tenha entregado o jogo (não que isso seja totalmente sem precedentes, né, Bernado?). O Minas encaixou legal e jogou muito - todas as jogadoras cumpriram muito bem seu papel, ao meu ver. Evidentemente que o Rio jogou mal, mas acho que mesmo que estivesse jogando seu melhor, o Minas poderia ter vencido. Foi exatamente a mesma coisa que senti no final da Copa Brasil: o Praia jogou mal, mas o Vôlei Nestlé jogou tanta bola que poderia ter encarado até mesmo o Praia no auge do seu jogo.

Essas duas atuações aumentam muito minha expectativa para que as equipes encaixem de vez e para que os playoffs sejam os mais equilibrados em anos. Pra completar o quarteto, creio que o Fluminense - time mais aguerrido e surpreendente da competição - e o Hinode - maior incógnita, repleto de jogadoras consagradas e jovens promessas - podem dar real trabalho para os grandes.

Só fico triste mesmo de ver o São Caetano, que jogou muito bem e lutou bastante, fora da próxima fase. Em especial se vier mesmo a perder a vaga pro Pinheiros, que está em visível declínio em quadra e ainda têm jogadoras admitindo o medo e a incapacidade de defender ataques fortes. E também para o Bauru, que, em razão das circunstâncias, acabou por depender exclusivamente de uma jogadora que, na minha avaliação, tem jogado apenas na base da altura e da força.
Antonio disse…
Sou torcedor do Rio desde sempre, porém, sou bastante realista. Nessa temporada, será muito difícil a excelente Comissão Técnica e jogadoras fazerem mágica e chegar as finais da Superliga. No comparativo dos elencos, o Sesc está em 5o lugar, bem atrás de Praia, Osasco, Minas e Barueri. Muito pouco a frente de Bauru e Pinheiros. No atual time titular, a jogadora mais alta é a levantadora, aliás, a mais alta do elenco até a chegada da Pena.As mais experientes, Jucyele e Gabi, passaram a maior parte do campeonato contundidas e ainda estão longe da melhor forma técnica. Só um milagre ou muita falta de competência mental dos rivais para mudar essa realidade.
Vamos deixar bem claro. Esta idéia que o Rio entregou o jogo vem de um jornalista sem credibilidade que torce fanaticamente contra o Bernardinho e outros desafetos, como a Amanda.
Infelizmente ele não afirma, nem prova. Apenas insinua.
Alysson Barros disse…
Apesar de achar improvável a entregada que tanto falam, o Bernardo tem histórico e entende do assunto.
Alysson Barros disse…
Convém mencionar também que o instigador do boato é osasquense roxo e cego e deve estar revoltado pela perda da terceira posição.
Kaike Lemos disse…
Gente vcs ainda leem aquele blog RIDICULO do Voloch. É só um velho frustrado que o timinho dele depende de Tandara e n tem muita chance de ser campeão!

Sou Minas, mas Bernardo Rezende nunca entregaria jogo algum, tanto que perder é coisa rara pra ele na Superliga. Praia e Minas estão iguais, Minas perde no passe e Praia na qualidade do levantamento da Craudia que me parece que largou de ser burra, mas se o ZRG disse que ela era, n vou confiar muito.

Osasco depende muito da Tandara, Rio parece que desanimou,Barueri pode surprender se colocar o trio: Skow,Jaque e Edinara, com Thaisa e Fran no meio e a Lloyd. Flu n vai tao longe assim é muito inconstante, tenho duvida sobre as centrais que parecem meio fracas e sem disposição e aquele deslocamento da Giovanna (que anda meio "cheinha")

Por fim Bauru e Pinheiros sem chances, Bruna teria que colocar o Pinheiros inteiro nas costas e Bauru só Palacios e Tiffany atacam.
L. Mesquita disse…
Boa Noite Laura e amigos!
Impressionante como esse invejoso do Voloc detesta o Bernardo e o SESC e também algumas jogadoras que foram pupilas do Bernardinho como a Amanda! Incrível como o Voloc joga sujo contra o Bernardo e algumas de suas jogadoras!!!
Gente vocês já pararam pra ver o elenco do MINAS? É um TIMAÇO!!! E vale ressaltar que os 2 únicos técnicos que conseguiram marcar a TIFANY adequadamente foram BERNARDINHO e STEFANO LAVARINI. São 2 técnicos de altíssimo nível, porém o MINAS tem maior investimento que o SESC.
Na verdade, considero que o BARUERI com THAISA, SKOWRONSKA e JAQUELINE jogando juntas também tem um elenco melhor que o SESC e até o BAURU se puder contar com PAULA PEQUENO, PALACIO e TIFANY jogando juntas, terá um trio de ponteiras melhor que o SESC!
O maior investimento do SESC é no BERNARDINHO que faz milagres com elencos limitados.
Por exemplo, no MUNDIAL DE CLUBES, quem aqui poderia apostar que o SESC ficaria com PRATA enfrentando as GIGANTES EUROPEIAS??? Mérito total do Bernardinho e da raça das jogadoras!!!
Perder para um time forte como o do MINAS não é nada demais!!! Pra mim é um resultado SUPER NORMAL!!!
O invejoso do VOLOCH que detesta as conquistas do BERNARDINHO é que fica semeando o ÓDIO e a DISCÓRDIA!
Qualquer adversário que o SESC venha enfrentar numa semifinal terá um elencom melhor seja MINAS, NESTLÉ ou BARUERI, e será difícil enfrentar qualquer um desses times, o SESC E BERNARDINHO terão que mais uma vez se superar para passar por qualquer um desses times!!!
L. Mesquita disse…
Kaike Lemos, excelente comentário, assino embaixo, só gostaria de complementar que o Bauru muda de status se o trio de ponteiras for PAULA PEQUENO, PALACIO e TIFANY...
Acredito que pelo menos MINAS,PRAIA,NESTLÉ e BARUERI tem elencos melhores que o SESC, mas Bernardo é capaz de coisas incríveis como a PRATA no MUNDIAL DE CLUBES, essa é uma SUPERLIGA com várias possibilidades e o MINAS melhorou bastante da temporada passada para esta, a começar pelo título do CAMPEONATO MINEIRO, quebrando a hegemonia do PRAIA.
Não podemos esquecer que o Rio ganhou dois campeonatos seguintes sem ter o melhor time. O primeiro em uma final com o Osasco, o segundo vencendo uma semifinal por 2X0 e o Sesi na final por 3X0.
Mas seria bom uma vitória de Praia ou Minas.
Anônimo disse…
Ansiosa pra final do Sul-Americano, Minas tem time pra ganhar do Sesc, só não pode pipocar na final, as vezes a pressão por jogar em casa diante da sua torcida faça o time tremer.
Jess disse…
Será que a Hooker joga?
Anônimo disse…
A sorte de campeão do lado do Sesc, Hooker lesionada, eu colocaria a Rosa pra jogar na saída com a Pri e Sonja na entrada, aquela Laiza é muito fraca.
Jess disse…
Eu tb.. seria o mais óbvio, mas esses técnicos são muito teimosos; Mas espero que ele faça isso mesmo..
Anônimo disse…
Pois eu confio muito na Laiza! Ela pode ser novata, mas é destemida e tem a mão pesada! Na estreia contra as peruanas, Laiza foi a melhor jogadora dentro de quadra e ainda conseguiu terminar como a maior pontuadora da partida!
Edgar disse…
JC muito coerente em seu comentário. Além disso, dotado de uma coesão textual brilhante.