Início de ano complicado para o Praia Clube

Dentil/Praia Clube 3x2 Pinheiros
Foto: Divulgação/Praia Clube

Não tem sido um início de ano tranquilo para o Praia Clube. A soberania que manteve até o final de 2017 na Superliga sofreu duas ameaças na volta da competição em 2018.

Primeiro, venceu o Fluminense no tie-break pela quarta rodada do returno, perdendo o seu primeiro ponto na SL. Nesta terça, num jogo atrasado da terceira rodada, repetiu a vitória no tie-break contra o Pinheiros.

Gostaria de que este aperto para vencer a equipe paulista se devesse mais ao mérito do próprio Pinheiros, mas tenho sérias dúvidas. Sei que o Pinheiros complicou a vida do Osasco, mas também sei que naquela partida o time do Paulo de Tarso não mostrou nada de muito diferente do que vinha fazendo até então. Osasco é que jogou muito abaixo do que poderia.

As estatísticas da partida, nas quais o Praia foi muito superior em todos os fundamentos, além dos placares do sets em que a equipe mineira venceu (25x12; 25x13; 15x10) levam a acreditar que o principal adversário do Praia foi ele mesmo. 

Pelo recente histórico do Praia, é de se acreditar que a equipe está sofrendo com uma queda de rendimento - natural e até necessária para o time entrar nos playoffs inteiro. O problema é que esta administração do ritmo já é difícil de fazer por si só. Imagina agora em que o Praia vem de uma derrota feia e decepcionante na final da Copa Brasil...
 
As primeiras desconfianças quanto à força e à superioridade da equipe já começam a aparecer. Se Paulo Coco e Cia não souberem gerenciar este momento delicado, em que a confiança começa a sofrer pequenos abalos, vai ser difícil recuperar quando as decisões chegarem.
**********************************

+Superliga

- Em jogo adiantado da 10ª rodada, o Minas venceu fora de casa o Barueri por 3x0. Ambas equipes entraram com novidades em quadra. O Minas começou com a Newcombe no lugar da Pri Daroit, formando o trio das pontas com Rosamaria e Hooker. Os números dizem que ela foi bem na recepção, mas teve um aproveitamento baixíssimo no ataque. O Barueri, por sua vez, já estreou a levantadora Lloyd. Deu para sentir a urgência (pra não dizer desespero) do Zé Roberto, né?

Comentários

Alysson Barros disse…
Acho que muita gente pensava que a Rosamaria quem iria bancar. Que coisa, não?
Ana disse…
Qual site vemos os números de cada jogadora no jogo? Já procurei no site da CBV e não encontrei.
Sobre o jogo do Praia de ontem, parece que Amanda bancou mesmo, segundo jogo que ela vai pro banco, rendimento dela caiu muito.
Laura disse…
Ana, aqui http://superliga.cbv.com.br/resultados-fem . Só clicar no placar do jogo q vc quer saber os dados.

Anônimo disse…
Eu nunca pensei que a Rosamaria fosse bancar, alias ela jogou muito ontem, ainda acho que quem vai bancar vai ser americana, ela é muito ruim no ataque.
Thulyo Praxedes disse…
Olha, as vezes a gente até peca um pouco nas críticas, mas paciência né! O Praia precisa firmar realmente a levantadora titular, porque fica um entra e sai nos momentos complicados em que o time da uma travada no raciocínio (por isso tantos erros bobos e em horas que não poderiam acontecer), o certo seria as próprias jogadoras pararem dar uma respirada e tentar sair da situação e não querer virar a bola de qualquer jeito. Quando elas jogam tanto na força física como mental, acontece aquele placar 25x12 / 25x13.
Junior Torres disse…
alguém tem notícia da gravidade da lesão da Fawcett? ela parecia ter entrado no sacrifício na Copa do Brasil, tanto que saiu no meio do terceiro set meio que do nada. ela tinha acabado de fazer uma sequência boa de defesas, apesar de parecer em dificuldades no ataque, de forma que não entendi a substituição.

continuo sem entender a paciência do Paulo Coco com a Claudinha. Ananda tá ali espumando esperando uma oportunidade de ser titular, mas acaba só entrando pra corrigir as coisas quando a vaca está indo pro brejo. a gente sabe que nem toda promessa se confirma como grande atleta, e parece que Claudinha é um caso desses. me lembro de vê-la com um voleibol interessante no Minas há mega tempo e nunca mais repetiu a consistência. é uma pena, mas talvez seja a hora de dela dar uma descansada até pra reduzir a exposição.

Amanda parece não ter feito uma grande partida nos últimos jogos, mas a acho talentosa e com voleibol pra se recuperar. jogar em time grande e com responsabilidade não é fácil, a pressão é outra, mas acredito que ela consiga chegar aos playoffs jogando bem.
Zelirbem 90 disse…
Gente,
Acho que para o Praia recuperar a moral, a chave é o jogo contra o Nestlé/Osasco, se o Praia vencer, recupera sua moral, se perder daí que perde a moral de vez.
Cesar Nascimento disse…
o problema do praia nós já conhecemos esse tombamento na copa Brasil , mostrou a mesma deficiência em jogos decisivos elas estão precionadas por tudo que fizeram no início da fase classificatória como sofreram um revés em jogo decisivo tudo que fizeram não tá tendo muito proveito pelo contrário né de modos que a invencibilidade é questão das próximas rodadas o duro é que os play offs estão as portas
Kaike Lemos disse…
Newcomb ta ali pra dar volume, pois a Pri Daroit da muito prejuizo no passe e é muito inconstante no ataque! Num dia faz uma partida MARAVILHOSA, no outro joga igual a ANDRÉIA! Rosa e Gattaz jogaram bem pq o passe saiu na mão da Macris.

Praia tá tendo dificuldade pois a levantadora titular peca muito na qualidade e precisão dos levantamentos! Naiane perdeu suas chances na seleção! Essa temporada no Barueri só enfatizou mais os problemas dessa pseudo-levantadora de meia prova!

Amanda tem culpa tmb! Foi substituida pela Ellen! Nem parece que foi treinada por Bernardinho! Essa SL tem muita coisa pra acontecer!
MArcos Pontes disse…
Junior Torres, + 15 dias para Nicole voltar, pelas conversas que rolam no clube.

Quanto ao jogo, o troca troca de levantadora é muito em função da instabilidade da Claudinha, o Paulo Coco não quer jogar a jogadora no fogo e simplesmente sacá-la do time, mesmo por que com a Ananda jogando contra um time com o poder de ataque de um Osasco, é um a menos no bloqueio. O problema é que Claudinha é previsível e já começa a irritar as companheiras com a falta de precisão e escolhas erradas. No terceiro set, Garay tinha marcado 5 ou 6 pontos seguidos pra colocar o praia 20x21 e a levantadora só colocou a bola que encerrou o set, quase a baixo da linha da rede e a ponteira levou o bloqueio.
Alguém que sentiu muito a derrota para o Osasco foi a Amanda. Perdeu a confiança no passe e a Ellen supriu com maestria essa função e com ataque muito superior. Acho que se a Ellen conseguir manter uma sequencia e Amanda se mantendo instável a segunda perde a posição. posição
L.Mesquita disse…
Boa Tarde Laura e Amigos!
Alysson Barros, sabe que eu tinha o mesmo pensamento que vc, eu também achava que a ROSAMARIA iria bancar para a NOVA-KOMBI...
Pelo que pude interpretar da intenção do Stefano Lavarini é que ele escalou a Nova-Kombi ao lado da Hooker e a Rosamaria ao lado da Macris, deixando Rosa como ponteira da rede de 2 e Nova-Kombi como ponteira da rede de 3, a fim de deixar Rosa como ponteira de DEFINIÇÃO e NovaKombi como ponteira de PREPARAÇÃO.
Só sei que Macris brincou de jogar bola junto com a Carol Gattaz, tanto que a central saiu como a maior pontuadora do 3x0 com 17 pontos anotados.
Pelo Barueri, mais necessário que uma levantadora era uma ponteira para desafogar a Edinara que está sobrecarregada, que sozinha marcou 17 pontos, mais pontos que Jaqueline e Suelle juntas.
Em relação ao PRAIA CLUB, não tenho muito mais a acrescentar, pode até terminar invicto a fase de classificação, mas duvido muito que ganhe a Superliga... O Campeão da Superliga deve ficar entre NESTLÉ, SESC e MINAS, 3 times com 3 grandes levantadoras FABÍOLA, ROBERTA e MACRIS, não vejo Claudinha sendo Campeã da Superliga como titular.

JC disse…
Laura, querida, esses jogos que você comentou tiveram transmissão? Se sim, saberia me dizer onde posso vê-los? Muito obrigado!
Laura disse…
Oi, JC! Não, não tiveram. =/

Mesquita, tb acho q para o Barueri o mais importante era ter uma ponteira de maior definição do q uma levantadora.
Eduardo Almeida disse…
será que o Zé tem esperança de a Lloyd conseguir fazer as ponteiras de volume conseguirem jogar sempre na velocidade? tentar resgatar alguma potência esquecida na jaque, ou algo assim?
o time tem jogado com a dani terra, é opção técnica, a natinha não anda bem na função mais?
a esperança é ver o que a Thaiza vai conseguir fazer em quadra agora.
Anônimo disse…
As ponteiras reserva do Barueri devem ser muito fraca,o ZR nunca utiliza o banco, ele vai sofrer com a Jaque e Suelle.
Junior Torres disse…
obrigado, Marcos Pontes.

sim, eu acredito que ela não a queira queimar e tal. mas tenho dúvidas se isso não está acontecendo de qualquer forma: as pessoas caem de pau nela, principalmente nela, quando o time vai mal. eu acho que seria bem pra ela assistir ao time jogar, de fora, sem a tensão de estar do lado de fora porque estava jogando mal naquele momento. mas não finjo saber mais do que a comissão técnica, só fico curioso porque a Ananda me parece uma levantadora com condições de levar a titularidade do time, ainda que dê prejuízo no bloqueio.

eu torço para que a Amanda se recupere, acho que ela tem voleibol pra isso, mas também fico feliz de saber que a Ellen esteja preparada para assumir caso seja necessário. o campeonato é longo e o banco do Praia é bom.
Kaike Lemos disse…
A ideia de Barueri era fazer um time pequeno, mas competitivo. Ai algumas jogadoras cairam de rendimento como as centrais e a Suelle. Edinara ta carregando o time nas costas! Se EU fosse montar um time pequeno mas competitivo seria: Bruninha,Lorenne,Thaisinha,K.Tormena,Nati Martins,Mayani e Andressa.

A Ananda é MIL vzs melhor que a Claudete, só cego que n ve isso. Paulo Coco é a mesma coisa no Minas: Naiane e Karine.
Paulo Roberto disse…
O que mais me espanta nessa fragilidade do Praia é ver jogadoras do calibre de Fabiana e Wal simplesmente murcharem nos momentos mais conflitantes. Que as centrais não apreçam quando o passe quebra, ok, todos sabemos disso, mas a postura delas em quadra ás vezes é deprimente.
Anônimo disse…
Não vi a Fabiana sumir dos últimos jogos. Contra o Vôlei Nestlé, inclusive, foi uma das únicas, se não a única, a puxar o time. Contra o Pinheiros, foi a segunda maior pontuadora do time, ajudando bastante no bloqueio.
O problema do Barueri continua sendo o passe. Nesse jogo ninguém se salvou. Jaqueline, Suelle e, principalmente, Dani Terra, quebraram demais. Parece que falta confiança. O Zé saiu irritadíssimo e até desabafou com a torcida "foi uma vergonha o que vocês viram, se fosse eu, não viria ao ginásio ver isso",falou do meu lado. Quando o passe saiu deu pra ver a diferença que a Lloyd já faz ao time, mesmo com pouco entrosamento. É impressionante a velocidade que ela imprime. Vamos aguardar pra ver se as coisas melhoram por lá.