Vitória do Sesc ou derrota do Osasco?

Vôlei Nestlé 2x3 Sesc-RJ
Foto: João Pires/Fotojump
Os confrontos entre os favoritos no primeiro turno não vinham sendo dos mais equilibrados nem qualificados. Pois o principal embate da última rodada do turno, Vôlei Nestlé x Sesc, mudou um pouquinho esta história. Se faltou maior qualidade, ao menos emoção e imprevisibilidade teve de sobra.

Vitória do Sesc ou derrota do Osasco? Escolho a segunda opção.

O time paulista teve o jogo na mão no quarto e quinto sets e deixou escapar por incompetência própria. Não que o Sesc não tenha tido mérito em buscar o jogo. Como se sabe, o time do Bernardinho é sempre traiçoeiro e cresce na hora da decisão. Mas o Osasco, com todo respeito, amarelou nestas duas situações. 
 
********************************

O Sesc definitivamente fica muito descaracterizado quando joga com Peña e Drussyla como ponteiras passadoras. Fica um time impaciente e ansioso no ataque e sem trabalho de bola. A Drussyla se atrapalha com o peso da responsabilidade no passe, o que acaba comprometendo aquilo que tem de melhor, o ataque.

Nesta partida, ela e Monique alternaram bons e maus momentos, o que deixou a Roberta muitas vezes perdida, sem saber em quem poderia confiar para a virada e os contra-ataques. A levantadora também não começou bem a partida, comprometendo a qualidade de algumas bolas de contra-ataque e só foi melhorar quando a Kasiely entrou no lugar da Penã para melhorar o passe.

Ainda assim, não se pode dizer que a recepção carioca se estabilizou. Ela teve problemas em todos os sets, inclusive no tie-break quando o Osasco abriu vantagem de 5x0. Não foi, portanto, um ponto seguro que tenha servido de base para a recuperação do Sesc na partida. A reviravolta carioca veio, como sempre faz muito bem, explorando as fragilidades (técnicas e emocionais) do Osasco. 

********************************
 
O Osasco vem testando a formação com Tandara como oposta e Leyva e Mari PB como ponteiras passadoras. Mas a mudança até agora pouco resultou. Tandara continua como a carregadora de piano de um time que tem, no papel, um dos melhores arsenais ofensivos da SL. Leyva fica ainda mais exposta no passe e continua não correspondendo com segurança. Contra o Sesc, nem a Mari PB se saiu bem na recepção, só se salvou a Tássia na linha de passe paulista.

Acredito que Osasco tem que insistir nesta composição, tem muito a ganhar se conseguir efetivá-la. No entanto, não há razão em insistir nela quando se começa a perceber o jogo fugindo das mãos como aconteceu contra o Sesc. Ok, está certo que não daria para mudar a formação no meio dos sets, mas dava para trocar de jogadoras antes, proteger melhor sua linha de passe. Luizomar expôs demais a Leyva, demorou para mexer e para evitar a recuperação carioca.

E, mais uma vez, a Tandara na hora decisivas do set acabou errando e levando um bloqueio. Não é colocar a culpa na jogadora, nada disso. Ela foi somente o reflexo do desequilíbrio da equipe. Tandara foi a única saída de ataque do time a partida inteira, sem ela (e sem a Bia, no bloqueio) o Osasco não teria aberto as vantagens que abriu nos sets. 
 
********************************
 
O problema é que o time não sabe lidar com as vantagens que competentemente abre. Quantas vezes nesta SL o Osasco passou por isso? Diversas, contra grandes e contra pequenos. Minas, Sesc, Renata Valinhos, Bauru e Fluminense. 
 
Infelizmente, estamos tão acostumados com isso que virou algo típico do Osasco e Luizomar, não é mesmo?
 
No fim, o Sesc, que teve problemas de definição durante quase toda a partida, sem ter Monique e Drussyla ao mesmo tempo bem, é quem soube decidir. Até a Kasiely, jogadora jovem, com passagens anteriores discretas e mediana no ataque, foi decisiva. Teve frieza para resolver alguns pepinos no ataque e fez a diferença no saque. 
 
Tão típico do Sesc e do Bernardinho...

Comentários

L. Mesquita disse…
Vitória do SESC ou derrota do NESTLE? Acho que as 2 opções são válidas, se levarmos em consideração que a partida foi um jogo de xadrez e BERNARDO sabe orientar melhor suas peças no tabuleiro que o LUIZOMAR.
O que o LUIZOMAR tem contra as SERVIAS??? Ele fazia BJELICA e MALESEVIC bancarem constantemente para PAULA BORGO e GABIRU. Agora quer fazer a NINKOVIC bancar para a NATALIA??? Com todo respeito a NATALIA, mas NINKOVIC pode até ser razoável no ataque, porém em relação ao SAQUE e ao BLOQUEIO, NINKOVIC está ANOS-LUZ à frente da NATALIA!!! Não dá pra NINKOVIC ser banco no NESTLÉ, não é mesmo?
Anônimo disse…
É vergonhoso para Osasco perder em casa para o time do Rio todo desfalcado. O time carioca não conta com sua principal jogadora, além de Mayhara, que vinha fazenda uma Superliga ótima, sem falar que a Jucy estavas recuperando de lesão, é visível a falta de explosão nela. Parabéns a equipe do Rio, principalmente a jovem Drussyla, que pode errar diversas vezes, mas na hora do aperto dificilmente comete os erros de Tandara.
Camilla Paiva disse…
Fico pensando como deve ser difícil ser torcedor do Osasco nesses momentos, por que não é apenas perder, é o modo que se perde. Até o time ficou com vergonha acho, porque nem dar entrevista quiseram, literalmente correram pro vestiário. O time merece todo o respeito do mundo por sua história, mas de 2012 pra cá é só presepada. Foi de dar vergonha essa partida. Como pode o luizomar morrer abraçado com a leyva quinando bolas e mais bolas e não fazer nada. Absolutamente inerte. É de dar agonia. A Tandara, como você disse em sua análise, está carregando o piano só, e por mais competente que ela seja ainda comete aqueles erros bobos que entregam a partida. O time todo completo com força máxima ainda perde pro rio todo capenga, desfalcado e afoito (como o rio errou)... é complicado. Queria saber é se a paciência do patrocinador com luizomar é infinita, porque a dos torcedores do osasco que venho observando nos comentários nas redes sociais parece que acabou faz tempo.
Sergio disse…
Pessoal, boa tarde.
Como todos sabem sou torcedor do SESC RJ, contudo, não vou ser louco em dizer que o time esta bem, pois nao está. O que vi no jogo de hj foi que o Praia esta a mil léguas de distancia dos dois. Sinceramente nunca vi um jogo entre rj e osasco tão ruim quanto o de ontem.
Marcelo Stanzel disse…
Derrota e incompetência do Osasco!!!

Fabíola aciona em excesso a Tandara, sobrecarrega demais e esquece das outras atacantes. O Luizomar não sabe mexer, pra que tem Lorenne e Paula no banco??? O time não pode abrir uma vantagem como aquela no tie-break e permitir o crescimento do Sesc. Na verdade, vacilaram ao não vencer o 4º set e contra o Sesc não adianta, quando achamos que o time está vencido, elas vem e se superam.

Osasco está virando o novo Praia, eterno freguês do Sesc.
Chandler Bing disse…
Pois é né... isso porque o SESC errou o que podia e o que não podia.
Quando o SESC deu uma segurada nos erros, atropelou o Nestlé no 2° Set.
Esse time de Osasco é muito frágil na recepção. Os torcedores pediram Leyva na ponta e Tandara na saída... pra mim essa formação não está legal. Leyva ainda não se mostra adaptada à nossa Superliga, e pra mim o ideal era ser efetivada mesmo no 2° Turno. E sobre Ninkovic, na minha humilde opinião, foi dinheiro jogado fora, pois acho ela bem meia boca (com todo o respeito à pessoa).

Kasiely mais uma vez se mostrando à melhor opção ao time do Rio, pelo menos o Bernardo entendeu isso. E por falar em Kasiely, adorei o toco que ela deu na Tandara, que minutos antes a havia bloqueado e meio que saiu fazendo biquinho e sinal de como quem diz "aqui não"... tomou o dela no simples também.

Jogo com emoção, mas um tanto "feio", muitos erros... recepção dos dois times deixando muito a desejar... problema é que ao menos o Rio ainda espera 3 de suas jogadoras estarem 100% (Gabi, Mayhara e Jucy). Osasco por outro lado precisa achar uma formação pra conseguir ter passe na mão, um time que tem uma Bia em grande fase, precisa muito de Passe A para acioná-la e não depender só de uma jogadora.

Laura disse…
É bem isso, Camilla, a forma q perde. É de dar vergonha e indignar os torcedores e até as jogadoras.

Chandler, a Ninkovic não tem está sendo grande coisa mesmo, acho q ela não se adaptou ao jogo brasileiro, à velocidade. Mas o Mesquita tem razão: no saque ela vinha muito bem. Contra o Sesc, poderia ter sido uma opção, ao menos para fazer este fundamento.

Foi um jogo feio tecnicamente, mas legal de se ver, na minha opinião. O ambiente dos jogos entre Rio e Osasco em SP normalmente dá este toque a mais de emoção e de tensão ao clássico.
Cesar Nascimento disse…
esse segundo turno junto com a copa Brasil prometem , o praia não vai manter a pegada ontem deu mostras disso não teve o jogo complicado porquê edinara virou toqueira é só tem Suelen para por bola no chão não sei o que esses dirigentes tem na cabeça contrataram duas jogadoras sem condições de jogar pra que mesmo vai terminar o campeonato e elas não jogam se não pode contar com a gringa arruma outra que possa jogar porquê o time ganhou um set com propriedades e foi bem até a metade do segundo set quando congelou aí o praia não fez nada de extraordinário fez a obrigação quando o adversário não passa não roda bola não defende fica fácil !
Cesar Nascimento disse…
nesses últimos jogos como a arbitragem tem aparecido isso não é um bom sinal desde aquele jogo do Sesc que envolveu Drussyla ficou o alerta ligado de lá pra cá todo jogo tá tendo problemas com arbitragem ontem não entendi o que houve com a Jaque já houve o caso do Valinhos é melhor ficar de olho
Paulo Roberto disse…
Jogo péssimo de assistir. O Rio numa jornada de erros inacreditável. Osasco sendo o Osasco de sempre. Se o Praia não levar essa SL não leva nunca mais.
Luis Eduardo disse…
Laura, análise perfeita. Eu, como torcedor de Osasco, não aguento mais ver esta postura passiva do time.
O Luizomar não consegue se impor ao time. São anos e anos de fraqueza psicológica, decepções, choros e finais e semifinais perdidas. O problema deste time se chama Luizomar e este, se ainda tiver bom senso, deve pedir para sair antes que o time afunde. Na minha humilde opinião, há anos o time não faz contratações relevantes que façam a diferença ou que sejam lapidadas para dar o seu melhor para o time. Chega de ser uma potência à meia bomba. Um time cujo potencial fica restrito ao papel. Um time de jogadoras com nenhum emocional.
Eu só peço vergonha!
André disse…
Laura, perfeita sua análise, como sempre. Foi um jogo emocionante de se assistir, mas tecnicamente muito ruim. Não é de hoje que o time do Osasco monta o melhor elenco no papel e não rende, embora eu ache que, neste temporada, o melhor elenco é o do Praia Clube.
Agora, para mim, o Luizomar perdeu todos os créditos na temporada 2012/2013, quando ele teve em suas mãos 4 jogadoras titulares na campanha do bicampeonato olímpico (Jaque, Garay, Sheilla e Thaísa) e, mesmo assim, conseguiu perder para o time do Rexona depois de ter aberto 2x0. Eu não tenho nada contra a pessoa, pois não convivo com ele, tenho contra o técnico.
Aliás, ele perdeu para times inferiores como o Fluminense e sofreu para ganhar do Valinhos. Acho uma pena isso para o voleibol.
Eu torço e sempre torci pelo time do Rio (desde seu início lá em Curitiba), mas, para o bem do voleibol, eu penso que seria interessante outro time vencer a superliga. Confesso que tenho medo, por exemplo, de o time de Osasco acabar perdendo esse patrocínio importante.
Kamila Azevedo disse…
As duas coisas, Laura! Osasco teve o jogo na mão no tie-break e perdeu por sua própria incompetência, pela passividade do time, pela postura do Luizomar. Já o Sesc ganhou porque tem paciência, sabe trabalhar a bola com calma e Bernardinho é um técnico que faz a diferença, pois tira o leite de pedra de grupos irregulares, como é o caso do que ele tem em mãos, atualmente.

Acho que, após o término dessa Superliga, os dirigentes do Osasco têm que tomar alguma atitude. Luizomar não consegue mais fazer com que o time renda, não é um técnico de grandes mudanças e muito menos capaz de reverter situações adversas. Acho que o ciclo dele à frente do time está chegando ao fim.

Outra coisa: Tandara não pode ser tão sobrecarregada como tem sido. Acho impressionante também que com Lorenne no banco, Luizomar pouco acione a jogadora. Lorenne seria uma ótima opção em situações como as do tie-break, em que Fabíola pouco acionou outras jogadoras....
Cesar Nascimento disse…
sobre a Lorenne ela tem que mostrar que quer já se apresenta com expressão de derrotada eu estava vendo o aquecimento e observei ela parecia distante ,a Paula já vai para terceira temporada e não disse a que veio ela só joga bem contra o Pinheiros , com isso o maior clássico do vôlei feminino não mostrou tudo que pode
Leozir Goncalves disse…
O Praia fez uma campanha incrível no primeiro turno. O que não é surpresa com o elenco que tem: Duas campeãs olímpicas, uma bicampeã olímpica e uma campeã mundial. Quatro jogadoras que seriam contratadas para serem titulares em qualquer time do mundo! O Paulo Coco não está fazendo milagre algum, apenas o que se espera dele, pois o elenco desse ano é bem superior ao ano passado. Agora, também, tem que ser exaltado o trabalho do Rio porque mesmo com todos problemas, só perdeu para o Praia. Essas últimas três partidas, não se apresentou bem, mas conseguiu duas vitórias. O que diferencia o Rio, Minas é Osasco é que os dois primeiros ainda não contam com suas principais jogadores 100%, jà o Osasco está com o time completo.
Kaike Lemos disse…
Osasco a cada partida mostra que é muito dependente da Tandara! A Fabíola acha que só existe Tandara! A Leyva, mds pq o Luizomar tirou ela do Peru. Eu sabia que ela não ia dar conta, liga peruana é muito FRACA! A Mari PB fica com uma cara de derrotada igual a da Lorenne. Paula Borgo? Mds a reserva da Tandara na seleçao nao pode ser nem Paula e nem Monique. Edinara e Bruna brigando, pq a Paula tem medo de atacar e a Monique muito baixa e alivia muito o ataque. No Rio contratam estrangeiras á toa, sendo que uma jogadora vai colocá-la no banco! Ainda não gosta da Drussyla e do jogo dela. Roberta ta se virando como pode. Só quero que a final seja Minas x Praia.
Sergio disse…
Querer é bem diferente de ter. Simples assim. Do jeito que estamos hj a semi serua com o minas x Praia, pois o quarto colocado duela com o primeiro.
Mateus CS disse…
É de doer ser torcedor de Osasco, cada dia mais difícil, porém a torcida não abandona em momento algum. Sexta estava no ginásio, assim como no jogo contra o Minas, e confesso que torci para alguma manifestação após o jogo, principalmente am relação à cansada e encalhada comissão técnica, especificamente o treinador.
Falando nele, o nosso "gestor" já está em busca do novo patrocínio para substituir a Nestlé. Depois de anos sem vitórias mas com um marketing impecável, a empresa suíça, se não deixa a equipe por completo, diminui ainda mais o aporte destinado ao time, que nessa temporada foi suprido pelo apoio da Vedacit. Sabemos que como captador de recursos o nosso técnico é bom, mas diante de um cenário de anos de derrotas acho que dessa vez ele terá mais dificuldades para achar um master.
L. Mesquita disse…
Laura e amigos, bom dia! Gostaria de tecer um comentário sobre a partida que definiu os participantes da COPA BRASIL: Não sei se era interesse do BAURU se classificar para a COPA BRASIL, porém, se realmente interessava ao time participar da COPA BRASIL detectei logo de cara um erro de estratégia na escalação do time para o início da partida: o técnico FERNADO BONATO optou pela escalação de DAYSE e JUMA no time titular, quando eu pensei que ele entraria com JU CARRIJO e TIFANY de titulares.
FERNANDO BONATO demorou 3 sets para perceber que JUMA e DAYSE estava afundando o time e somente escalou JU CARRIJO e TIFANY de titulares a partir do quarto set, quando o SÃO CAETANO já havia gostado do jogo e o time do BAURU estava se adaptando a nova formação titular com TIFANY de oposta e PALACIOS e PAULA de ponteiras-passadoras.
Até então, nos 3 primeiros sets, JU CARRIJO e TIFANY entravam apenas nas inversões do 5x1, enquanto DAYSE e JUMA começaram como titulares os 3 primeiros sets.
O fato é que nos 3 primeiros sets DAYSE e PAULA estavam de ponteiras e PALACIOS de oposta, por isso TIFANY e PALACIOS não podiam jogar juntas, pois na inversão do 5x1 para TIFANY entrar PALACIOS tinha que sair: erro grave de estratégia do FERNANDO BONATO.
DAYSE entrou com a função principal de RECEPCIONAR OS SAQUES, coisa que estava fazendo muito mal, além de não ajudar no ataque. Óbvio que não tem nem como comparar o ataque da DAYSE com o da TIFANY, não é mesmo?
DAYSE jogando 3 sets como titular marcou apenas 6 míseros pontinhos ao passo que TIFANY jogando apenas o quarto set e o tie break, que é um set curto, como titular, marcou 15 pontos.
JUMA estava com distribuição ruim, equivocada, bem marcada pelo SÃO CAETANO. JU CARRIJO, além de fazer uma distribuição melhor, é mais malandra, tem mais visão de jogo e sabe driblar melhor o bloqueio adversário.
Acho que se o FERNADO BONATO iniciasse o jogo logo de cara com o trio PAULA, PALACIOS e TIFANY pelas pontas e JU CARRIJO na armação das jogadas, quem estaria hoje na COPA DO BRASIL seria o BAURU e não o SÃO CAETANO. Enfim, vai entender né? A não ser que o BAURU não quisesse participar da COPA BRASIL.
Vale ressaltar o papel ridículo da REDE TV em cortar o jogo no finalzinho do quarto set. Essa emissora LIXO, não teve a decência de sequer esperar terminar o quarto set que já estava no fim, para transmitir "BERENICE E VOCÊ"!!! Se a desculpa fosse transmitir o futebol ao vivo, já seria escroto, mas transmitir um programa gravado, esquartejando, mutilando uma partida de vôlei, é demais, não acham?
Rafael Grapper disse…
Ju Carrijo apesar de algumas imprecisões, principalmente quando levanta nas suas costas, para a saída, tem se mostrado muito melhor que Juma, joga com rapidez e inteligência, dá outra cara ao time de Bauru.
tb achei que Ju já deveria ter começado como titular e talvez o resultado seria outro.
Quanto a Tiffany, difícil se basear em um único jogo, mas em alguns momentos a achei afobada e com poucos golpes, só na base da força. Mas com essa jogadora em quadra, Bauru fica mais forte, indiscutivelmente, e quero ver mais jogos dela pois tenho certeza que tem muito ainda pra mostrar do seu voleibol.
Sergio disse…
Mesquita, bom dia!

Como já falei, só assisto jogos de volei na redetv se for do SESC, outros jogos que passarem nessa emissora, simplesmente ignoro. Não sou palhaço de começar assistindo algo que sei que não não vai se concluído. A CBV se faz de cega e surda, pois não faz nada a resṕeito. Para que ter uma emissora de tv aberta transmitindo apenas parte de um jogo de volei?
O mesmo faço com a Globo quando tem jogo de volei passando em outro canal e no dela, não assisto o da Globo, pois ela não valoriza o volei nacional, só quer passar a final e ainda faz pose de boa.
Cesar Nascimento disse…
sobre o jogo e sobre Bauru foi um jogo com vários erros de passe onde aconteceram várias bolas de xeque de ambas as partes o sanca só não ganhou o jogo antes porque Tomé além de está em tarde pouco favorável a levantadora não estava acertando o tempo de bola para ela , sonaly demorou entrar no jogo então elas estavam resolvendo com o saque que estava acabando com a já fragilizada linha de passe do Bauru com todo respeito aos fãs de Paula pequeno é pode ter jogado alguma coisa no passado pra mim essa é minha opinião ela é peso morto uma jogadora com a experiência que ela tem girar de forma errada e espirrar o saque com ela fez várias vezes ela começa virando bolas antes da metade do set ela sumiu Dayse sem comentários né palácios é outra começou muito bem e desapareceu largou o time na mão a tal da Tiffany não vi nada demais até porque ela tem muito mais força que as meninas mas deixa pra lá no sanca eu gosto da Sabrina , da mimi ela é nanica pra função mais tem uma noção de espaço e uma firmeza no ataque que Mara deveria aprender com ela e tem um técnico muito bom
Mantronix Inc disse…
Esse jogo em termos de tabela nao vale nada, vamos combinar.
L. Mesquita disse…
Sergio, é bem por aí mesmo, temos que boicotar essas emissoras que KGAM pro vôlei, tipo Rede TV e GLOBO... O fato é que é muito difícil assistir vôlei na TV ABERTA!
Anônimo disse…
Foi um jogo de baixo nível técnico!!! O Rio venceu pq Bernardo sacou a Dominicana com seus passes bisonhos, já o Luizomar preferiu perder do que sacar a sua peruana.
Engraçado que qdo o Zé na seleção não convocou a Juma e deu "poucas" chances a Macris....pessoal aqui meteu a boca nele....Agora ficam dizendo que Macris não faz "nada" diferente e pedindo Ju Carrijo no lugar de Juma. Santa Incoerência!!!
L. Mesquita disse…
Ander, a Santa Incoerência é sua meu caro, comparei as atuações de Ju Carrijo e de Juma no time do Bauru... Quem colocou a Macris nesse bolo foi vc. Considero a Macris uma excelente levantadora, às vezes, ousada demais, mas uma excelente levantadora. E Juma não é ruim também não. Juma tecnicamente é muito boa, mas não tem a mesma malandragem e visão de jogo que a Ju Carrijo e, por isso, às vezes se equivoca na distribuição, mas Juma pode melhorar esse aspecto.
Para a seleção brasileira considero ROBERTA, FABIOLA e MACRIS as melhores opções.
Anônimo disse…
L.Mesquista, pq tu não admite sua incoerência e sua torcida cega para o Rio. No melhor do vôlei já te desmascararam. O Bernardo é excelente, mas o Zé Roberto tbm é...Não é a toa que é tri campeão olímpico....Os dois são maravilhosos...mas tem suas teimosias e cometem erros...gosto dos dois mas não sou fã cego que glorifica um e demoniza outro.
Anônimo disse…
O problema de Ossaco é antigo e bem conhecido; a presunção. Parece que fazem uma lavagem cerebral nas jogadoras e pronto. A partir dalí elas começam a se achar as melhores do Universo. Vejam que após receberem as medalhas de bronze ( Acho que a final foi Rio e SESI com Rio campeão) elas simplesmente tiraram as medalhas e as esconderam. No final todos foram comemorar numa churrascaria
(acho que era o Porcão, com aquela vista maravilhosa da Guanabara e do Pão-de-açúcar ). Eu falei todos? Me enganei, pois as atletas do Ossaco desapareceram. Nesse jogo agora contra o Rio, após perderem saíram correndo para o vestiário, como criancinhas aborrecidas fazendo birra.
Ruinzomar nas entrevistas ressalta sempre que seu time está em evolução e que atleta não gostaria de participar desse clássico. Interessante é que seu time acabara de ser derrotado. Nisso ele não toca. É um ótimo time na mídia e uma grande bosta em quadra.
Anônimo disse…
Falando mais um pouquinho da REDETV. Não sei nas suas cidades, mas aqui em Brasília eles não passam o jogo de domingo que sempre é anunciado no jogo de sábado. Fica passando um programa de pegadinhas. É um absurdo! Não passam o jogo de domingo.