As muralhas brasileiras pelo mundo



bloqueios Itália Turquia

As ligas nacionais estão nas suas primeiras rodadas e já tem brasileiras se destacando nas estatísticas. Adenízia e Carol são as donas do pedaço quando se trata de bloqueio na Itália e na Turquia, respectivamente:

Adenízia
(Savino del Bene Scandicci - Liga Italiana)

4 rodadas
16 pontos de bloqueio
1,23 pontos/set - melhor média da Liga
Carol
(Nilüfer - Liga Turca)

6 rodadas
24 pontos
1,14 pontos/set - melhor média da Liga



 *********************************

Na Superliga, a maior pontuadora nos bloqueios é a Bia (25 pontos), com a segunda melhor média, atrás somente da Wal. 

Adê, Carol e Bia foram as centrais da seleção brasileira num ano em que o bloqueio foi um dos pontos cruciais para a conquista do primeiro lugar no GP e do vice na Copa dos Campeões. Na fase final do GP, Adenízia e Bia foram as maiores pontuadoras no bloqueio; na Copa, Carol e Bia comandaram as estatísticas deste fundamento.

Desde a conquista olímpica em 2008, o Brasil tem no bloqueio um dos seus pontos fortes – cuja bom desempenho não se restringiu somente às meios de rede. E durante este bom período tivemos pelo meio da rede Wal, Fabiana e Thaisa, jogadoras com mais de 1,90m de altura.

Neste momento, uma das nossas preocupações em relação à renovação da seleção é a baixa estatura das nossas centrais em comparação com os demais times. Porém, o que temos visto é que as candidatas a assumir as posições das “torres gêmeas”, mesmo abaixo dos 1,90m, estão se virando no cenário internacional muito bem.

Por enquanto, o paredão brasileiro continua de pé.


NETSHOES - 30% OFF NA COMPRA DE CALÇADO CASUAL
É só usar o cupom CASUAL 30 na compra dos produtos listados aqui: http://compre.vc/v2/31481338b56

 

Comentários

L.mesquita disse…
Laura, sinceramente acho que estamos muito bem de centrais...
Pra mim, a BIA é a melhor central brasileira em atividade, e com 1,88m não a considero baixa não.
E além da Adenízia, 1,87m, e da Carol, 1,83m, temos também:
- A ROBERTONA, 1,87m, do PINHEIROS e que na temporada passada terminou vários jogos como a maior pontuadora do BRASÍLIA.
- A JUCELY, 1,84m, do SESC-RJ, que além de bloquear muito é uma exímia atacante.