segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Paulista: Vitória com folga para Osasco

Hinode/Barueri 0x3 Vôlei Nestlé 
Osasco Zé Roberto vôlei feminino
O equilíbrio passou longe desta primeira partida final do Paulista. Ok, para não ser injusta, o primeiro set até que teve uma disputa mais páreo a páreo. Mas do segundo set em diante só deu Osasco.

Osasco que fez, provavelmente, a sua melhor partida na temporada. A recepção, que poderia ser o calcanhar de Aquiles da equipe, novamente funcionou bem, permitindo que a Carol mantivesse durante toda a partida um padrão de jogo. A boa nova desta final é que, depois de duas semifinais em que a Tandara comandou as pontas sozinha, a Paula apareceu como uma saída importante para o ataque.

Do lado do Barueri, assim como aconteceu no segundo jogo da semifinal, houve muitas dificuldades na virada de bola. Para um time que tem uma dupla de ponteiras mais especializada no passe do que no ataque há falhas demais no primeiro fundamento. Suelle novamente fez uma partida ruim, sem dar segurança na recepção e sendo presa fácil para o bloqueio adversário.

Já Edinara começou bem, mas caiu de rendimento com o restante da equipe. É uma jogadora que tem perdido a confiança e a coragem quando a marcação aperta contra ela. Talvez ela precise se adaptar a esta nova realidade em que ela não é mais uma novidade para os adversários e está sendo mais estudada.

E o Barueri depende muito dela para mostrar mais agressividade ofensiva porque em nenhuma outra posição há outra grande atacante. O time é muito mais de volume e de fundo de quadra. Nesta final, até que criou algumas boas oportunidades de contra-ataque, mas cometeu muitos erros de finalização. 
 
E, de forma geral, precisaria estar um nível acima em termos defensivo para realmente fazer frente ao Osasco. Houve muitas bobeadas, bolas fáceis para a defesa que as jogadoras se atrapalharam. Exatamente o que não aconteceu com o Vôlei Nestlé, muito bem organizado na defesa e na armação dos contra-ataques.

Há uma diferença significativa entre os elencos dos dois finalistas que a equipe do Zé Roberto não conseguiu amenizar neste primeiro jogo - pelo contrário, a diferença parece ter até se ampliado. Só que o Barueri tem qualidade para fazer uma disputa, ao menos, equilibrada com o Vôlei Nestlé. Tomara que vejamos isso no segundo e decisivo jogo da final que acontece na próxima sexta-feira, na casa do Osasco.

7 comentários:

Mateus CS disse...

Ótima partida do Osasco ontem. Claro que contou com a ajuda de um saque pouco eficiente do Barueri, mas muito seguro na linha de passe (o que não vinha acontecendo nos últimos jogos) e eficiente na virada de bola.
Espero que a Borgo mantenha o mesmo nível de atuação dessa partida, pois quando o passe não sair e anular as jogadas com a Bia, uma única Tandara não fará verão.
Queria mencionar também a ótima partida da Carol na distribuição do jogo. Tem bola pra ser titular de qualquer time dessa SLF.

Anônimo disse...

Que dor assistir esses jogos (Além de estar muito feliz pela vitória do meu time).


Sem comentários essas ponteiras de Barueri, muito fracas no ataque, Suelle só toma toco e Erika só passa a bola. Talvez alguma escalação com Suelle e Edinara de ponteiras e Sarah de oposta, vingaria. Se é pra passar vergonha, que passasse o Pinheiros então, que ao meu ver é um time bem mais estruturado que Barueri, até o momento.

Espero que o próximo jogo seja melhor, e faça jus a uma final.

Jess disse...

Boa Tarde a todos..

Espero que a Paula realmente consiga jogar bem essa temporada, pq como o colega disse acima uma Tandara só não faz verão...

Laura, umas perguntinhas:

Pq o ZRG não joga com a Edifada de ponteira e a Sarah como Oposta?

Pq contrataram a Ninkovic se não colocam a mulher pra jogar?

Negociação da Skow melou mesmo?

Abs;

Laura disse...

Oi, Jess!

Sobre a Skowronska, ela reafirmou há poucos dias que vai jogar no Brasil. Acho que é só uma questão de finalizar a recuperação para o anúncio oficial.

Edinara e Sarah juntas seria uma boa opção, apesar de eu não ser grande fã da Edinara passando. Mas sabe como é, qq mudança com o Zé demora a acontecer. Acho muito difícil, por exemplo, que ele entre com esta composição agora no segundo jogo da final.

Pois é, me faço a mesma pergunta sobre a Ninkovic. Ela foi substituída na primeira semifinal e não voltou mais. Acho que o Spencer queria maior agilidade no bloqueio e uma outra opção de ataque mais entrosada com a Carol pq tava tudo muito concentrado na Tandara qd a Bia não estava em quadra. Espero que seja mais uma opção do tipo para garantir o título com um time que está mais entrosado e acostumado com o estilo de jogo brasileiro e que, na SL, a Ninkovic tenha a chance de jogar e se adaptar. Mas fico em dúvida, com o Luizomar nenhuma estrangeira para em quadra.

Anônimo disse...

Discordo em relação a edinara, a queda de rendimento aconteceu pq era a única jogadora que pontuava no time, chega uma hora que vai ficar marcada mesmo. se tivesse pelo menos uma ponteira pra ajudar como foi no jogo contra o pinheiros que a suelle foi melhor no ataque o que deu um refresco pra ela.

Anônimo disse...

Alguém sabe informar onde vão jogar essa temporada : Mari Steinbrecher, Sheila, Jaqueline e Joicinha ?

Jess disse...

Obg por responder..

Bom saber que a Skow vai jogar.. com a provável entrada da Thaísa, o time vai ficar mais interessante

Tb acho difícil o Ze mudar agora na final

Espero que seja isso mesmo com a Ninkovic.. pq não aguento mais contratarem estrangeiras, pra errarem uma vez e serem sacadas