Copa dos Campeões - Brasil 3x1 Rússia

seleção brasileira vôlei feminino Rússia
O Brasil estreou com vitória na Copa dos Campeões em uma partida bastante irregular, principalmente por parte da Rússia.

Dois dos três sets vencidos pelo Brasil, o primeiro e o último, foram de ampla superioridade brasileira. A Rússia teve dificuldade de manter uma sequência de jogo, muito por conta dos problemas de passe que o saque brasileiro provocou e das dificuldades que a líbero e a ponteira Frolova enfrentaram para cobrir sozinhas a Kosheleva da recepção.

No segundo e terceiro sets é que o Brasil foi mais testado e quase perdeu a mão da partida. Com a entrada da líbero Kryuchkova, o passe russo deu uma leve melhorada, ao menos o suficiente para deixar o fluir o ataque russo. Isso mostrou que a marcação brasileira, tanto no bloqueio como na defesa, estava com dificuldades de se acertar e provocar o contra-ataque.

A reação brasileira veio na finaleira do terceiro set e foi decisiva para o rumo da partida. Virou o 23 a 20 contra anulando a Kosheleva pela entrada e as bolas de fundo meio no bloqueio e aproveitando, com a eficiência matadora da Tandara, os contra-ataques.

Ali ficou claro como o sistema defensivo é o fiel da balança brasileira. Os problemas no passe aconteceram também, mas não foram eles que definiram os altos e baixos da atuação do time neste jogo. Quando o Brasil se encontra na defesa é que ele ganha corpo e encurrala o adversário testando a sua paciência – e qualidade - com volume de jogo e poucos erros. 

****************************************
 
Pê ésse:
 
- O treinador russo resolveu começar a partida sem as duas principais estrelas da seleção. Deve ter sido só para gastar substituição... Mal chegou ao segundo tempo técnico do primeiro set, Kosheleva e Goncharova já estavam no time. 
 
- Boa partida da Gabi e da Tandara no ataque. A ponteira se saiu bem contra o alto bloqueio russo usando a sua velocidade. A oposta também se destacou no saque, além de ter sido decisiva no momento mais importante da partida. A Roberta, apesar de algumas bolas baixas levantadas, também esteve bem. Deixou muitas vezes, principalmente nos contra-ataques, as atacantes com bloqueios quebrados.
 
****************************************

Demais resultados da rodada:

China 3x1 EUA

Japão 3x0 Coreia

Comentários

Edu disse…
Grande partida da Tandara, ela está jogando em um nível muito alto, carregou o ataque do Brasil sozinha e correspondeu perfeitamente, além do ataque, com exceção da Monique no 3 set, o saque dela foi o que mais causou prejuízo na recepção russa.
A Gabi também é outra que está jogando muito bem, ela deu muita segurança no passe, além de ser muita habilidosa no ataque.
Carol e Bia, monstras no bloqueio, isso é bom por que a Carol que é considerada baixa para os padrões, bloqueou várias vezes a Kosheleva, que provavelmente é a jogadora que ataca mais alto no volei, eu acho. E a Bia, foi também efetiva no ataque.
A Roberta fez uma partida boa também, só acho que ela deve se acertar mais com as centrais e jogar mais com elas também!
A Gabiru dá mais corpo ao time do que a Suellen, principalmente na defesa!
Agora a Natália, acho que rendeu menos, por que se antes ela tinha a desculpa de proteger a Rosamaria, agora com a entrada da Gabi ela se tem que se tornar ponteira de definição, olha a altura que ela vai, tem que ajudar a Tandara nas pontas.
No mais, foi um bom jogo do Brasil, agora pra China precisamos jogar ainda melhor!
Laura disse…
É, Edu, o desafio maior será contra China. Os times asiáticos, aliás, estão sendo uma pedra no sapato brasileiro este ano.

Kamila Azevedo disse…
Não assisti ao jogo, então não posso comentar muita coisa, mas de uma coisa tenho certeza - e nem preciso assistir ao jogo para saber: o passe russo, com Kosheleva e Shcherban em quadra, NÃO EXISTE! E jogar cobrindo a Kosheleva no passe também NÃO DÁ! A Kosheleva devia voltar para a escolinha só para aprender a passar, porque uma jogadora do nível dela não saber passar é um verdadeiro ABSURDO!

Acho que o Kuzyutkin decidiu começar a partida com o time que estava jogando o Grand Prix porque aquele time foi muito bem durante o torneio, mesmo não tendo se classificado para a fase final. Quando ele viu que o caldo estava desandando, colocou a Goncharova e a Kosheleva em quadra.
Edu disse…
Sim, mas acredito que com a entrada da Gabi isso possa ser outro fator importante! Ela sabe jogar contra equipes asiáticas!
Edu disse…
Verdade, uma jogadora do nível da Kosheleva deveria saber passar, pelo menos colocar no meio da quadra!
L. Mesquita disse…
Olha a GABI do SESC-RJ aí gente!!! Ela chegou chegando mesmo na seleção hein? fazendo toda a diferença!!!
Cadê a MACRIS??? O ZÉ convocou a NAIANE, mas ele próprio não confia nela para revezar com a ROBERTA??? A MACRIS, todas as vezes que entrou no revezamento com a ROBERTA conseguiu mudar o ritmo de jogo, sendo bastante eficiente... O que adianta levar a NAIANE se ela não tem nível para a seleção???
ZZZ... A CHINA é o time do ZUMBIDO: ZHU, ZHANG e ZENG acabaram com os EUA... E muita gente dizendo que a CHINA é só a ZHU... A ZHU é fantástica, mas a CHINA também tem outras jogadoras excelentes!!!