sábado, 9 de setembro de 2017

Copa dos Campeões - Brasil 3x0 Coreia



 seleção braisleira de vôlei feminino comemora Coreia

Pelo menos com esta seleção asiática, o Brasil (quase) não enfrentou problemas. Também, era só o que faltava a seleção brasileira se complicar com a Coreia, o saco de pancadas desta Copa dos Campeões. A FIVB convidou a Coreia para o torneio e ela agradeceu mandando um time B (quase C), sendo que o principal já não é lá essas coisas.

Enfim, o Brasil levou com tranquilidade os dois primeiro sets e relaxou no terceiro quando teve que correr atrás da Coreia a maior parte do set. Nem mesmo esta oscilação se pode dizer que foi algo fora do roteiro do que a seleção tem apresentado esta temporada.

Para completar, a única novidade brasileira em quadra foi a Rosamaria no lugar da Gabi. Não sei se esta é uma escolha técnica ou motivada por algum problema físico, mas preferia ter visto a Gabi como titular contra a Coreia e prefiro vê-la como titular contra os Estados Unidos, na última partida brasileira na Copa dos Campeões. Ela vinha bem no ataque e, dentro do possível, dá maior equilíbrio ao time no fundo de quadra. 


*********************************

Demais resultados da rodada:

China 3x0 Rússia

EUA 3x2 Japão

- Com os resultados de hoje, a China é a campeã. Mesmo que perca para o Japão e o Brasil (o único que ainda pode alcança-la em pontos) vença os EUA, a China ainda terá mais vitórias.

É uma recuperação depois de uma fase final de Grand Prix abaixo do esperado e que a deixou fora do pódio. Foi surpreendente a China vir com sua força máxima (com um e outro desfalque) para as disputas deste ano. E não sei também se não foi uma opção arriscada, principalmente pelo desgaste da Zhu (que quase ficou de fora da Copa dos Campeões por problemas físicos).

De qualquer forma, a China perdeu neste ano aquela aura de novidade que cercava o time desde o Mundial de 2014. Ela se expôs de forma mais clara e sentiu na pele a dificuldade, independentemente dos seus adversários, de manter um nível de jogo qualificado. Na Copa dos Campeões, o time conseguiu sanar os problemas de recepção e de ataque que a afetaram no GP e equilibrar as ações ofensivas com outras jogadoras, no caso a Zeng e a Zhang.

Acho que o um dos trunfos da China para o novo ciclo - além da Zhu, é claro – é ter uma levantadora habilidosa no comando do time. A Ding sabe tanto trabalhar com velocidade - puxando contra-ataques acelerados e precisos com as centrais, por exemplo - como fazer o básico de levantar uma bola alta na ponta para Zhu. Ou seja, mescla da antiga escola chinesa com a nova realidade da sua seleção.

Uma mistura de estilos que funcionou bem nesta Copa dos Campeões e deu, como resultado, o título.

5 comentários:

L. Mesquita disse...

Na época dos amistosos eu disse aqui no BLOG que perder ou vencer um amistoso, pra mim não queria dizer NADA e não faria a menor DIFERENÇA, afinal de contas amistoso foi feito pra se fazer testes...
Porém, agora na COPA DOS CAMPEÕES é para valer, e o BRASIL tem a OBRIGAÇÃO de vencer os EUA para que a participação brasileira nesse torneio não seja um VEXAME COMPLETO!!!
A hipótese de perder para os EUA sequer pode passar pela cabeça das jogadoras ou do ZE, pois se perderem, o BRASIL sairá completamente HUMILHADO desse torneio!!!
Agora não é nada amistoso, agora é guerra!!! Sangue nos olhos, faca nos dentes e muita raça para terminar o torneio com vitória!!!

Eric Arruda disse...

Uma pena as meninas não terem mais chances o tie break contra a China foi dramático. Mas é nas derrotas que crescemos, assimilamos os erros e aprendemos a corrigir. O Zé tem a linha de visão dele e parece sistemático todo movimento dele no jogo. Durante as partidas me fiz umas perguntas que ainda permanecem sem resposta: por que a Natália mesmo não estando bem alguns momentos não era substituída? Por que macris não foi para esta copa? Por que Amanda só entra pra sacar e fazer o fundo? Se bem que quando ela teve chance de ser firmar no ataque não rendeu nada. Enfim, essas e outras perguntas que ficam. Mas o Brasil tem muito a evoluir e vai dar muitas alegrias pra todos nós. Abraços.

Jess disse...

Oi Eric..me permita da minha opiniao..
Natália é afilhada do Ze Roberto.. só pode
Ninguém entendeu pq a Macris foi cortada..
Amanda não se ajuda as vezes tb..

L. Mesquita disse...

FREGUESAS!!! FREGUEZAÇAS!!! AMERICANAS ETERNAS FREGUESAS OLÍMPICAS!!!
Nada como enfrentar os EUA freguês pra recuperar a auto-estima, as brasileiras atropelaram as americanas literalmente e garantiram a PRATA na COPA DOS CAMPEÕES.
Como eu sempre digo, AMISTOSO não quer dizer NADA, pois quando é pra valer as AMERICANAS são FREGUESAS!!!
O BRASIL realmente só está tendo dificuldades com as ASIÁTICAS,porque contra EUROPEIAS e AMERICANAS as brasileiras tem tirado de letra!!!
Partidaça da GABI GUIMARÃES do SESC-RJ, simplesmente MATADORA!!!
Agora só falta a NAIANE dar adeus à seleção brasileira, porque lá não é o lugar dela, MACRIS faria muito mais diferença que ela nas inversões do 5x1...

Anônimo disse...

mas foi as freguesias que tiraram o título do mundial 2014 do Brasil... acho que a seleção dos EUA merecem todo nosso respeito e admiração.. querendo ou não é uma seleção de muito valor... PARABÉNS AS NOSSAS MENINAS PELA PRATA... ORGULHO.