sexta-feira, 9 de junho de 2017

Montreux - Brasil 3x1 Tailândia

seleção brasileira vôlei feminino

O Brasil viveu seu primeiro momento de pressão na temporada. Precisava da vitória no Montreux para avançar às semifinais – e evitar um vexame que complicaria o início de trabalho.

E a seleção lidou bem com a responsabilidade. Claro que a fragilidade do adversário também ajudou. A Tailândia levou logo de cara cinco pontos de saque. Se o trabalho de pontuar no ataque já é difícil pela baixa estatura, sem um passe razoável ficou ainda mais complicado.


De qualquer maneira, o Brasil me pareceu mais interessado e combativo na partida do que nas anteriores. Acho que isso se mostrou principalmente no volume de jogo. Defensivamente conseguiu acompanhar o nível da Tailândia.

É bem verdade que o ritmo e concentração iniciais, mais uma vez, caíram no segundo set quando o Brasil cometeu erros, principalmente de saque, que encorajaram a Tailândia a buscar o resultado. Acabou por complicar algo que poderia ter sido simples. 


************************************

A Tailândia concentrou o saque na Natália, o que, para o Brasil, foi bastante positivo, pois a ponteira manejou sem grande dificuldade a pouca agressividade tailandesa neste fundamento. E permitiu, assim, que a Roberta pudesse (finalmente!) usar as centrais – coisa que ela fez desde o início do primeiro set com sucesso.

O Brasil, com Adê e Carol ativas no ataque, pela primeira vez teve cara de Brasil nesta temporada.

************************************

+Mais:

- Nas semifinais, o Brasil enfrentará a China. O time B chinês pode ter perdido para a Argentina e ter se classificado em segundo no grupo, mas o Brasil,  pela bola que vem jogando, não tá com muito mais moral no Montreux.

- Pelo jeito, a segunda vaga de ponteira passadora vai ficar no rodízio por um bom tempo. Apesar de ter despontado como favorita à vaga, Drussyla, surpreendentemente, foi muito mal no ataque contra Tailândia. Ela, Rosamaria e Amanda estão rendendo melhor quando entram durante a partida do que quando começam como titulares.

- Curiosidade desinteressante: a Tailândia perdeu pelo mesmo placar as três partidas que disputou e, em todas elas, venceu o segundo set.

9 comentários:

Sergio disse...

Estava vendo um blog de um maluco, que agradeceu por ter colocado a Ana Rosa no jogo e falou uma asneira sem tamanho, dizendo que a Ana era mais jogadora que a Amanda e Drussyla. Na minha opinião as três se completam, mas com uma leve vantagem para a Drussyla, pois passa bem e sabe usar o bloqueio quando esta apertada, diferente da Ana que só sabe dar pancada. O que acham?

L. Mesquita disse...

Concordo SERGIO!!! Contra o bloqueio inexistente da TAILÂNDIA 🇹🇭 é fácil, o problema é enfrentar bloqueios altos de EUROPEIAS e DOMINICANAS, aí a ROSAMARIA some no jogo, como teve dificuldade nos jogos contra as DOMINICANAS. Nesse quesito, DRUSSYLA por ter jogar vôlei de praia e ser da escola BERNARDINHO leva vantagem. Amanda tbem sabe explorar bloqueios altos melhor q ROSAMARIA.

Isa Costa disse...

Discordo no que diz respeito à defesa. O Brasil está muito ruim nesse fundamento, qnd a bola passa pelo nosso bloqueio já me dá aflição de ver buracos enormes na quadra por conta do mau posicionamento das jogadoras. Qnd nosso ataque bate no bloqueio e volta não tem cobertura ajudando, e quando tem, a bola não é recuperada da melhor maneira atrapalhando o contra-ataque.

Li em algum lugar que a Suellen não podia ser líbero da seleção por ser gorda, achei forte e preconceituoso, porém hj ao prestar mais atenção nela vi que no passe e na defesa parada (qnd a bola é atacada em cima dela) ela tem um bom controle de bola, já nas defesas que pedem mais agilidade ela falha, demora a correr e acaba não alcançando a bola. Se fosse magra seria muito mais eficiente.

A Rosa calou a boca de muita gnt, Drussyla errou assim como a Rosa qnd começou de titular e hj foi decisiva assim como Drussyla em outra ocasião.

Amanda não chega aos pés da Jaque, é boa só no saque, quina passe e é muito ruim na defesa, sempre mal posicionada e não tem habilidade para recuperar bolas no chão.

Bia foi fazer turismo? E Fernanda Tomé deverá ser cortada.

Anônimo disse...

Drussyla boa passadora?
Acho que não.
Ela defende e ataca bem mas não é boa passadora.
Concordo plenamente quando dizem que Rosa é mais jogadora. Sempre jogou com mais pressão. Pra mim, é claro.
Amanda é boa jogadora e Drussyla também, mas ambas não tem aquele estilo destruidora de jogo como tem a Rosa. Único problema dela é que ela é muito irregular, um dia joga bem e acaba com um jogo e no outro dia joga mal.

Chandler Bing disse...

Bia não foi para o Montreux por conta da inflamação em alguma parte do pé que eu não lembro o nome.

Infelizmente hoje não há uma jogadora brasileira que possa se comparar à Jaqueline no quesito recepção/defesa. Sassá no auge de sua carreira era a única com tais qualidades.

Acho que Suelle era a quem mais se aproximava das características da Jaqueline e da Sassá, mas teve algumas interrupções na carreira por conta de lesão, temporadas no banco, e também a falta de um bom técnico que desse continuidade a este tipo de trabalho mais específico com ela.


Sobre o jogo, Drussyla errou demais, Tandara também. Foram muitas bolas pra fora.
Rosamaria entrou muito bem, e Roberta foi feliz acertando o tempo de bola dela. Aliás, não só dela, com o passe melhor, usou bem as centrais.

Tanto Rosamaria como Drussyla ainda são jogadoras jovens, ainda sofrem bastante com a irregularidade, mas quando bem concentradas são jogadoras que mostram excelentes qualidades.

Óbvio que Rosa leva alguma vantagem, por jogar há mais tempo como titular nos clubes, por exemplo, mas eu vejo ambas (Rosamaria e Drussyla) como jogadoras de potenciais a serem trabalhados e que podem torná-las excelentes jogadoras.

Isa Costa disse...

Criticaram o novo uniforme no começo, mas vendo no corpo das jogadoras em quadra ficou muito melhor, achei o azul lindo. Nossa bandeira já é escandalosa por causa do amarelo e eu odiava a gola da camisa com cor diferente, agora eles tiraram isso, ficou show.

Anônimo disse...

A Rosamaria tem que melhorar mais o passe e a defesa. Ela precisa ir mais na bola e defender e não ficar só olhando a Suellen e a Nati fazer isso. Infelizmente não tem outra jogadora com o passe e defesa de Jaque. Brasil tem que tomar cuidado com os EUA e Servia que são os mais dificeis. China precisa da Zhu pra vencer. O passe ta muito ruim e o Zé tem a Maira do Pinheiros na SL! Ta precisando de boas Opostas : Monique e Bruna. Zé tem que parar de morrer agarrado com a Natalia.

Gilbert Angerami disse...

Oi Laura, vcs tem algum grupo no zap que fale sobre vôlei?

Laura disse...

Oi, Gilbert. Não, não tenho.