sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mercadão turco


Mercado brasileiro no marasmo, vamos ver como anda a movimentação nos times turcos?
Kosheleva sai do Eczacibasi e vai para o Galatasaray

A principal notícia da semana é o destino de Kosheleva. Nada de Itália ou Japão: ela permanece na Turquia, mas troca o Eczacibasi pelo Galatasaray, time que surpreendeu nesta temporada com o vice-campeonato turco.


Mesma origem e destino teve a oposto Neslihan Demir, capitã e símbolo do Eczacibasi. O time ainda perdeu a líbero Gulden que se aposentou, e deve ceder a central Rachel Adams. Thaisa permanece e o mesmo deve acontecer com as demais estrangeiras do elenco (Boskovic, Ognjenovic e Larson). 
 
Para o nível com o qual o Eczacibasi nos acostumou, os reforços estão bem tímidos, são todos turcos. A principal aquisição é a atacante Onal, ex-Galatasaray. Provavelmente, Marco Aurelio Mota, o novo treinador, não está querendo extrapolar o limite de estrangeiras e sofrer com a falta de entrosamento como aconteceu na última temporada. 

*******************************
 
Outro time coadjuvante da liga turca, o Bursa não ficará com Joycinha. Para seu lugar, traz a oposto búlgara Nikolova, que estava no Japão. Reforçou-se também com a meio de rede holandesa Yvon Belien, que defendeu o Modena na última temporada. Em contrapartida, perdeu o treinador Jan De Brandt para o Fenerbahce.

O Fener confirmou a contratação da levantadora Lloyd para o lugar de Tomkom e da oposto Rahimova. Lembrando que a atacante azeri chegou a ser especulada para o Sesc. A grande estrela do time, a coreana Kim, deve ir para a China. Oficialmente, as demais jogadoras titulares da última temporada ainda não foram confirmadas e boa parte do banco está de partida. Mudanças bem significativas no elenco do campeão turco para a próxima temporada, como se vê.
 
*******************************

Ao que tudo indica, o VakifBank vai manter a base para a próxima temporada, a começar pelo treinador Giovanni Guidetti. Por enquanto, a única despedida é da Hill. No seu lugar, vem Robinson, que estava no Coneglaino. O time italiano, por sua vez, trouxe quem para o lugar da Robinson? A Hill. Um troca-troca perfeito e interessante para as duas jogadoras. 
 
Será um teste bastante forte para a Robinson, que terá uma responsabilidade grande na recepção. Já a Hill fará dupla com a compatriota Megan Easy. A Hill meio que se escondeu entre tantas estrelas do campeonato turco. Recuperou-se na última temporada com maior regularidade no passe, mas ainda assim não manteve o brilho no ataque. Quem sabe os ares italianos não devolvam a ela aquele desempenho do Mundial de 2014...

5 comentários:

Nilton Silva disse...

Uma linha de passe com Hill é Easy, 100or, já tenho pena da coitada da líbero viu, rsssss

Jess disse...

Uma pena a Kim está saindo do Fener..

Anônimo disse...

Kim fora do Fener é a mesma coisa de Goncharova fora do Moscow, imaginável.
Estou triste.

Jess disse...

Pois é anônimo... mesma coisa se a Brait e a Fabi fossem jogar em outros times tb..

Sei que aqui não se fala no volei masculino.. mas vcs estão sabendo que eles querem fazer uma liga tipo independente? Pq querem q a SL seja até abril e que a final seja em melhor de 3... Bem que o feminino poderia seguir..

Mantronix Inc disse...

q loucura deixarem a Kim sair do Fener