domingo, 23 de abril de 2017

O Rio continua lindo e... soberano!

Rexona-Sesc 3x2 Vôlei Nestlé
E o Rexona não se cansa de levantar a taça! Parabéns Bernardinho e equipe por mais um título de Superliga!
**************************************

Dizem que a primeira impressão é a que fica. E é melhor mesmo ficarmos com ela ao lembrarmos da final da Superliga 16/17 porque o quarto set e, principalmente, o tie-break foram tão desequilibrados que não fizeram jus à qualidade da disputa entre Rexona e Osasco até então.

Uma final em que as duas equipes foram bastante semelhantes nas falhas e virtudes. O Osasco foi um pouco melhor na virada e o Rexona superior no bloqueio. Mas, no geral, ambos trabalharam melhor defensivamente e na armação do contra-ataque do que na virada. Também fizeram um jogo concentrado nas pontas, exageraram nas falhas e tiveram em duas jovens jogadoras os seus destaques individuais. 

**************************************

O Osasco conseguiu tirar um pouco da velocidade do Rexona a partir do segundo set com um saque mais agressivo. Isso prejudicou a Gabi no ataque, mas a ponteira também não esteve numa manhã boa no fundamento. Poderia, assim como sua colega Monique, ter explorado o bloqueio e buscado outros recursos. Ao invés disso, perdeu a confiança pela forte marcação que sofreu, tanto que até no tie-break, quando a coisa estava mais tranquila, teve dificuldade em pontuar.

Drussyla acabou por ser a segurança no ataque carioca. Ela deu prejuízo no passe, mas compensou consertando os erros no ataque, sempre com muita agressividade e coragem, postura que não se viu, por exemplo, na Paula, pelo lado do Osasco. 

**************************************

Do outro lado, Osasco cresceu na partida quando, além de sacar melhor, o seu volume de jogo cresceu. E isso se deu com a entrada da Gabi, naquela tradicional troca com a Malesevic.

Porém, o Osasco teve, durante quase toda a partida, maior dificuldade de manter uma pressão constante sobre o Rexona. Mesmo com as cariocas apresentando problemas na virada, o Osasco dava uma aliviada na pressão com seus erros de saque e ataque em momentos inoportunos.

Sem Bjelica e Paula Borgo efetivas no ataque, e a Dani arriscando pouco a primeira bola, o jogo paulista ficou sobrecarregado na Tandara que, como se sabe, sempre vai para o tudo ou nada. Ou seja, acaba dando muitos pontos em erros para o adversário. 

**************************************

A relação saque-bloqueio do Rexona funcionou muito bem. A parceria Carol e Jucy, quando as duas se encontravam em quadra, uma no saque e outra no bloqueio, apareceu bem nesta final, lembrando a temporada passada.

E foi a Jucy que decidiu a partida a favor do Rexona, praticamente. A Roberta esqueceu dela durante o jogo, talvez por não se sentir segura com o passe que recebia. Mesmo assim, quando resolveu acioná-la no quinto set, Jucy não desperdiçou uma oportunidade.

Começou o tie tão inspirada que, depois de um bloqueio sobre a Paula e dos pontos no ataque, a Tandara ficou com medo de enfrenta-la no bloqueio e colocou a bola na antena. 
Jucy assustou o Osasco, que não se encontrou mais na partida. 

**************************************

A Unilever se despede da Superliga com 12 títulos em 20 campeonatos. Os números falam por si: foi uma parceria com o Bernardinho extremamente vencedora. Nós, torcedores do vôlei, agradecemos pelo investimento e apoio ao esporte. 

**************************************

As melhores da SL:

Maior Pontuadora – Tandara (Vôlei Nestlé)

Melhor Saque – Tandara (Vôlei Nestlé)

Melhor Ataque – Destinee Hooker (Camponesa/Minas)

Melhor Bloqueio – Mara (Camponesa/Minas)

Melhor Recepção – Tássia (Dentil/Praia Clube)

Melhor Defesa – Brenda Castillo (Genter Vôlei Bauru)

Melhor Levantadora – Macris (Terracap/Brasília)

Craque da Galera – Tandara (Vôlei Nestlé)

Tandara roubou a cena nas premiações individuais. Uma temporada de recuperação da atacante. 


Agora as estatísticas às vezes são tão "bola fora"... Como premiar a Tássia como melhor recepção? Na média ela até pode ter sido a melhor, mas cada erro de passe que cometeu em momentos decisivos!

24 comentários:

Cesinha disse...

nunca levo estatísticas em consideração , pra mim é totalmente o contrário do nós estamos vendo , como um time campeão não entrou em nenhum quesito ? Tássia melhor passe ? sobre o jogo o Osasco sem uma jogada alternativa só tandara fica muito difícil , a Paula para mim é só gritaria tipo Mara mais jogar só contra o pinheiros mesmo , no Rex Gabi muito marcada e o Osasco subestimou a Drussyla e pagou caro Jucy sem comentários Carol hoje foi mais efetiva no saque e bloque Monique é craque sempre na habilidade Roberta gosta de complicar as coisas passa muito tempo sem chamar a bola de segurança que é Jucy e ainda faz escolhas equivocadas mais no geral o Osasco correu atrás o tempo todo salvo quarto set , mais foi um jogão bom de assistir ! gostei da transmissão do Jader Rocha pra mim o melhor do Sport TV

Camilla Paiva disse...

Uma pena essa final ter sido em partida única. Estava torcendo pro Osasco (por motivos de querer variar o campeão da superliga) e até achei que daria certo pelo final do quarto set, mas o time não chegou pro tie brake, deu foi vergonha de ver o quanto Osasco se perdeu. Além de não ter conseguido manter a pressão no rexona, por errar muitos saques ao longo do jogo, acho que dani Lins pecou ao esqueceu completamente das centrais no set decisivo. Tandara, como você bem disse, vai pro tudo ou nada sempre, e hoje errou demais. Por outro lado, gostei muito da atuação da Gabi, que fez defesas belíssimas. O rio é aquela coisa de sempre, sabe se reerguer diante de situações difíceis, tanto que voltou pro tie break depois da derrota daquele quarto set já resetado. Agora com o fim da superliga é torcer para que os times brasileiros na competição consigam resultados expressivos. Foi muito bom acompanhar as análises dos jogos feitas aqui no blog por você, Laura, e pelas outras pessoas que comentam. De longe o melhor blog do nincho.

Obs- o que foi a cara do marido da Brait quando a repórter disse que a Camila tava grávida de duas semanas? Ele ficou muito sem graca!

Pop On Air disse...

A Oposta ideal seria a junção da Força da Tandara com a Técnica da Monique.. Tandara sempre quer usar a força para resolver, nas maiorias das vezes sai como maior pontuadora mas é erra muito e dar muito pontos aos adversários. Acho que novamente o Osasco irar mudar o seu elenco, enquanto o RIo vai mantendo a mesma base ano após ano, isso ajuda muito nesses momentos decisivos.

Esperava que houvesse o Video Check na final ao menos, chega da uma dor no ouvido quando os comentaristas dizem que temos a melhor liga, basta ver a Italiana, a Turca,Chinesa dentre outras, ambas muito organizadas.

No masculino é mais cansativo ainda, Cruzeiro vai passear na final, não importa se contra o Sesi ou Taubaté. Falta mais competitividade e melhor elenco aos times brasileiros, tem muitos jogadores estrangeiros bons e barato, mas parece que esses SONHADORES que formam um elenco só querem estrangeiro se for alguem que eles nao conseguem pagar tipo Zaytsev, algum americano, etc...

l.mesquita disse...

Somente o LUIZOMAR mesmo na face da Terra, pra achar que seria CAMPEÃO com GABIRU de titular... Bem feito,se despediu da SUPERLIGA com um SURRÃO no TIE BREAK: 15 x O6? Tem que ser técnico do PERU mesmo!

Jess disse...

Enquanto o Bernardo for técnico.. acho que o resultado sera o mesmo.. cara é fera demais.. e quando vai acabar isso de jogo único?

To triste por motivos óbvios.. além de torcer pro Osasco.. gosto muito desse grupo

L. Mesquita.. discordo.. pra mim a Gabiru foi a melhor do time..

Uma pena o Osasco não ter entrado no tie.. tirando esse set, gostei muito do jogo..

Brait não vai jogar o mundial.. vao trazer a Tassia.. kkkkkkkkkkkk.. cada K é uma lágrima

Joffre Neves disse...

Nada mais que o esperado,agora é bom reforçar o time com peças boas.Se continuar com peças estilo tássia vai passar muita vergonha,ao sesc : só contrate estrangeira boa,foi thompson e agora buijs.Vai aprender quando ??? Não sei o que tanto viram nessa holandesa,até no bloqueio a Drussyla é superior.

Boa sorte aos dois times no mundial lá no japão,irão precisar muito.

L.MESQUITA disse...

CESINHA, você está certo,as estatísticas da SUPERLIGA estão ERRADAS e tendenciosas, algumas foram calculadas errado.Sou especialista em estatística e sei do que estou falando.Detectei alguns erros nos cálculos da estatísticas,os quais achei que foram tendenciosos,como você disse é estranho nenhuma jogadora do REXONA ter aparecido nas estatísticas,refiz os cálculos e constatei:
1.Estatística de PASSE:A eficiência do passe é calculada subtraindo-se o total de passes errados do total de passes positivos, dividindo-se o resultado pelo total de ações efetuadas pela jogadora. Passes positivos são considerados os passes A e B, "AÇÃO" é considerado o passe C, que dá continuidade ao jogo. Oponente é o passe de primeira que vai direto para o outro lado da rede sem que haja o segundo toque. Erro é considero o passe que gera ponto direto ao adversário. Passe A é o passe efetuado próximo a rede, passe B é o passe efetuado na região da linha dos 3m e passe C é o passe que fica atrás da linha dos 3m. Tássia não foi a melhor passadora da SUPERLIGA, pelos dados da CBV e segundo meus cálculos, a melhor passadora da superliga foi BRENDA CASTILLO,%EFF=(total de positivos:268-total de erros:18)X100/total de ações:416=60,09%.O percentual de acerto de Brenda foi 60,09%, acima do de Tássia que foi 52,19%.Não sei porque motivo Brenda não estava no topo da estatística...
2.Estatística de ATAQUE: A eficiência do ATAQUE é calculada subtraindo-se o total de ATAQUES errados do total de ATAQUES positivos, dividindo-se o resultado pelo total de ações efetuadas pela jogadora.ATAQUES positivos são considerados os que se tornaram pontos diretos para a atacante, "AÇÃO" é considerado o ATAQUE que não surtiu em ponto,o que dá continuidade ao jogo.Erro é considero o ATAQUE que gera ponto direto ao adversário(na antena,pra fora,na rede,invasão).Bloqueado é o ataque que virou ponto de bloqueio do adversário.Da mesma forma que Brenda foi excluída da estatística de passe,Juciely foi excluída da estatística de ataque.HOOKER não foi a melhor ATACANTE da SUPERLIGA,pelos dados da CBV e segundo meus cálculos,a melhor ATACANTE da superliga foi JUCIELY,%EFF=(total de positivos:236-total de erros:34)X100/total de ações:455=44,39%.O percentual de acerto de JUCY foi 44,39%, acima do de HOOKER que foi 27,92%.Não sei porque motivo JUCY não estava no topo da estatística...
3.Estatística de SAQUE: A eficiência do SAQUE é calculada subtraindo-se o total de SAQUES errados do total de SAQUES positivos,dividindo-se o resultado pelo total de ações efetuadas pela jogadora.SAQUES positivos são considerados os que se tornaram pontos diretos "ACES"."AÇÃO" é considerado o SAQUE que não surtiu em ponto,o que dá continuidade ao jogo.Erro é considero o SAQUE que gera ponto direto ao adversário(na antena,pra fora,na rede,invasão da quadra).Tandara não foi a melhor sacadora da SUPERLIGA,pois ela fez 29 ACES,mas cedeu 35 pontos em ERROS DE SAQUE,ou seja mais errou saques do que fez aces.MONIQUE foi a melhor sacadora da SUPERLIGA pois fez 31 ACES e cedeu apenas 20 pontos em erro de saque,ou seja mais marcou pontos do que cedeu.Da mesma forma que Brenda e Jucy foram excluídas acima, Monique foi excluída da estatística de SAQUE.
4.Estatística de BLOQUEIO:NO primeiro turno, ROSAMARIA liderava as estatísticas de bloqueio,refiz os cálculos e ROSAMARIA estava à frente da MARA nas estatísticas de bloqueio,de repente a a CBV sumiu com a ROSAMARIA das estatísticas,assim como fez com Branda Castillo no passe..
5.Estatísticas de DEFESA,LEVANTAMENTO: conferi essas duas estatísticas e elas estão certas!
Com as estatísticas corretas, as melhores por fundamento seriam:
Maior Pontuadora:Tandara(Nestlé),Melhor Passadora:Brenda Castillo(Genter/Bauru),Melhor Defensora:Brenda Castillo(Genter/Bauru),Melhor Levantadora:Macris(Terracap/Brasília),Melhor Sacadora:Monique(REXONA/SESC),Melhor Atacante:Juciely(REXONA/SESC),Melhor Bloqueadora:Rosamaria(Camponesa/Minas).

L.MESQUITA disse...

LAURA e amigos,assisti hoje à tarde pelo LAOLA à final da Champions League:VAKIFBANK 3x0 CONEGLIANO.Pelo que vi,acho que a final da Superliga foi muito melhor tecnicamente.Os times europeus são mais altos e fortes fisicamente,mas achei os times brasileiros mais técnicos e com mais volume de jogo.Acho que o Mundial está em aberto e os times brasileiros tem chance sim...

Jess disse...

Momento fofoca: Genten vcs viram a Carol e a Buijs? Que amorzinho

HAROLDO CALDAS disse...

Estou feliz com a conquista de mais um título pelo Rexona. Não posso, porém, me furtar a elogiar o grande trabalho feito no Volei Nestlé, cujo elenco nesta edição da superliga teve apenas quatro atletas do grupo anterior. Estou realmente surpreso com o desempenho da Drussyla a partir do jogo em que passou à titularidade. Começou muito nervosa hoje (sobretudo no passe) mas soube recuperar-se e foi peça fundamental nas viradas de bola. Fabi agigantou-se, como de costume, na decisão. Porém, quem mais me emocionou novamente foi a Juciely. Que jogadora fantástica e grande ser humano. Não sei o que aconteceu com ela nesta temporada para que ela mencione com constância e lágrimas nos olhos o termo “superação”. Seja o que for, ela realmente superou. No Osasco não me incluo naqueles que com tanta ênfase criticam a Gabiru. Tem limitações no ataque, mas dá grande volume de jogo ao time. Hoje me parece que defendeu mais do que a própria Camilla. Um monstro neste fundamento. Não sei se alguém concorda comigo, mas penso que Gabiru seria uma ótima líbero, com muito maior chance de progresso e até mesmo de alcançar a seleção, o que não acontecerá como ponta. A propósito Jess: Fico feliz que a Anne e a Carol estejam se dando tão bem. Porém, como a holandesa com certeza deixará o time de volta ao exterior, creio que o time terá que buscar uma nova central. Alguns sites dizem que será a Vivian.

Cesinha disse...

no fim das contas eu fico com dó dos árbitros é muito difícil para eles sem vídeo check a velocidade do jogo é muito intensa as vezes a tv precisa repetir várias vezes para ter certeza o árbitro só tem uma chance outra coisa todo mundo reclama que o juiz errou e tal eles são passíveis de erro igual ao atacante sem bloqueio erra não acho que seja tendência para favorecer A ou B é falta de tecnologia

Chandler Bing disse...

Gostei do jogo, pra uma final, tinha sim que ter sido 5 Sets, mais emoção.

Gostei muito da entrada da Gabi no time de Osasco, entrou com raça, fazendo grandes defesas e pontuando mais que a Malesevic. Time de Osasco entrou forçando mais o saque e obviamente errou mais nesse fundamento. Confesso que enquanto assistia o 4° Set eu pensei: "Osasco vai ser campeão!" [...] Mas daí o time que se cagou todo no 4° Set (me perdoem pela expressão) voltou ligado no 220 pro Tie Break... Roberta usou e abusou da china com a Jucy, que se saiu muito bem, dona do tie break, me fez até lembrar àquela Jucy da final 2012-13, contra o mesmo Osasco, também num tie break, onde ela reinou.
Drussyla deu outra cara ao time do Rio, a menina de 20 anos tem muita coragem, muita raça, mesmo quando quina o passe ela da um jeito de virar no ataque. Essa menina precisa jogar uma temporada inteira como titular, precisa ser posta na fogueira na seleção, tem que jogar, tem que investir nela, pois da nova geração é uma das mais promissoras, se controlar um pouco mais a ansiedade, afobação no ataque, vai ser sem dúvidas uma das grandes ponteiras, pois talento pra isso ela tem.

Yano o Chato disse...

Técnico espetacular o Bernardinho, o melhor do mundo. Tiro meu chapéu para ele. Não há time do Rio, há Bernardinho. Seu mérito começa ao escolher as jogadoras: sempre contrata jogadoras intrépidas e corajosas, com a personalidade que a modalidade pede. Songa mongas não ficam. A Roberta só está porque é um investimento da base. As outras todas são guerreiras e inteligentes, o que falta a outros times. Me perdoem o desrespeito, mas as jogadoras dos outros times, pensando somente nesta edição, são muito tontas e burras, principalmente em momentos decisivos. Com o Bernardo isso não acontece.

O segundo mérito vem com seu treinamento, que deve ser "o treinamento". Tira o melhor de todas as suas jogadoras e faz todas jogarem no alto nível o máximo de tempo possível. Todas tem fundamentos apurados. Falta isso nos outros times.

Tem visão de jogo e experiência diferenciados, o que define muitas partidas. Conhece suas jogadoras como ninguém e sabe trocá-las como ninguém.

Falo sem medo que ele treinasse o Sesi, Rio do Sul, São Caetano, Bauru, Brasília, Minas, Praia Clube, Osasco, seria campeão. Os outros técnicos têm muito que aprender com ele.

Só não gosto da pessoa dele porque o acho antiético beirando a desonestidade, além de ser muito desrespeitoso. Mas é o melhor técnico. Voltando, não há Rio, há Bernardinho.

Dani Lins jogou muito mal, distribuiu o jogo mal e sobrecarregou a Tandara, que todos sabíamos que estaria marcada. Não jogar com o meio acabou com o time. Bia pipocou e Nati martins é uma boa reserva para o Osasco, titular não.

Eu acho até que a Gabiru tem a melhor atitude do Osasco. Guerreira, pena que a altura a limita.

Como diz o Voloch, eu antecipei sobre a Anne e a Carol aqui no blog há um tempo, mas impactou no desempenho da Carol, que ficou com a cabeça nas nuvens.

L. Mesquita, eu achei a sua estatística muito mais coerente. Concordo plenamente com ela, especialmente no saque, ataque e recepção. Só um conselho: da próxima vez que for escrever um texto tão longo, faça uns parágrafos e dê uns espaços entre eles. Ás vezes fica difícil ler da forma como está,

Ontem o Sada Cruzeiro ganharia de qualquer seleção, até da do Brasil. Quem quiser aprender a jogar voleibol assista ao jogo de ontem do Sada.

Edu disse...

Acho que ao invés de premiar por estatísticas, deveriam fazer a seleção do campeonato ficaria mais coeso


Hooker
Tandara e Amanda
Dani Lins
Juciely e Walewska
Castillo

Was disse...

Grande final. Uma pena osasco não ter entrado pro jogo no 5* set..
Infelizmente assisti pela globo (só pude ver mais tarde pelo youtube a transmissao do sportv) e quando fiquei sabendo que a Sheilla iria comentar pensei: hum.. será que ela vai comentar da mesma forma claudicante como dá as entrevistas? Mas me surpreendi. Sheilla tem bom faro pra comentarista! LOL

Danilo dos Santos disse...

L.MESQUITA, interessante sua análise! Você tem ideia da razão para essa lambança que a CBV faz com as estatísticas? O sumiço da Brenda nas estatísticas de recepção eu também tinha notado, mas não tinha visto ainda que haviam sumido com a Rosa da lista de bloqueio. Deve haver um motivo, mas não me surpreenderia se fosse simples descaso e negligência com os dados de estatística para apontar dados convenentes. Acho bem pobre também a forma como a CBV apresenta as estatísticas de cada partida, somente com números absolutos de dos dois principais atletas de cada fundamento no time, sem o porcentual de eficiência. Gostaria de ver dados mais completos e confiáveis!

Alysson Barros disse...

O que a Carol e a Anne fizeram que eu não reparei?

Sei que é um assunto delicado, mas acho incrível como as mulheres representam tão dignamente o ser humano que são, independente de qualquer coisa. Carol, Gattaz, Larissa, Naiane e mais recentemente a Mari. Enquanto isso, no maculino, só tem o Michael - que, aliás, teve que passar por aquele episódio lamentável há alguns anos atrás para se posicionar. Não que isso seja obrigatório, mas...

Enfim, tergiverso. Parabéns ao Rexona. Agora fica aquela apreensão de sempre no fim da Superliga. Quais projetos vão continuar? Se irão continuar, quais manterão o investimento? Algum dos times irá investir mais? Teremos jogadoras repatriadas? O que será do SESI?

Torcerei sempre para que surjam cada vez mais times fortes. Que Minas, Praia e Bauru se fortaleçam para fazer frente ao Rexona. Que o Pinheiros permaneça com a garra de sempre. E que o Barueri não seja como o Amil.

L. Mesquita disse...

Essa nao eh a selecao do campeonato. Essa eh a sua selecao. Dani Lins? A diferenca entre a PREVISIVEL DANI LINS e a ROBERTA foi evidente no tie break: ROBERTA ousou e fez Juciely brilhar no tie break, Dani Lins insistiu em Tandara marcadissima, nao soube utilizar a Bjelica e jogou pouco com as centrais. Resultado: 15 x 6. Parabens a Dani Lins pela preguica, previsibilidade e sobrecarregar a Tandara, o bloqueio do Rexona agradece!

L. Mesquita disse...

Danilo, acho que as estatisticas foram tendenciosas, foi uma sacanagem excluirem Brenda Castillo do PASSE, Juciely do ATAQUE, Rosamaria do BLOQUEIO e Monique do SAQUE... Nao sei quem foi o responsavel por isso e nemsei bem qual o motivo, soh sei que essas jogadoras foram injusticadas. Menos mal para Juciely e Monique que foram Campeas da Superliga, mas Rosamaria e Brenda Castillo foram garfadas e nao subiram no podium...

Cesinha disse...

boa observação , são muitos os críticos dá Roberta mais ela para mim tem potencial as vezes ela não faz a leitura correta do jogo ex ontem todas as vezes que ela chamou a Jucy desafogou aí ela passou o segundo chamou a Jucy duas vezes o Osasco ganhou o set , até o insuportável do marco Freitas disse se ela tá virando bola pra ela , mais no tie ela leu o jogo é Jucy fez um estrago no Osasco ! olhei a estatística das maiores pontuadoras dá competição a criticada Roberta foi a levantadora que mais fez pontos 100

Sergio disse...

Yano, boa tarde!

quando você fala:"--Só não gosto da pessoa dele porque o acho antiético beirando a desonestidade, além de ser muito desrespeitoso. Mas é o melhor técnico. Voltando, não há Rio, há Bernardinho".
Então para você o Bernardo tem essas características:
1 - Infringi regras de convivência social;
2 - Tem uma forma de agir perante a sociedade o qual o qualifica antiético;
3 - Tem um comportamento moral perante a sociedade errado;
Dessa maneira não concordo e lhe dou alguns motivos:
1 - Tem um trabalho voltado para o esporte de relevância em 6 estados do brasil formando crianças e jovens no meio esportivo;
2 - Em nenhum momento escutou-se ou falou-se em rede nacional que ele está envolvido em determinado esquema de corrupção;
3 - Mostra-se ser pessoa que gosta da familia e as prestigia;
4 - Vive do seu trabalho e não denegriu ou maculou a imagem de alguem.
Não gosta da pessoa não significa desqualifica-la. Não gostar dele pelo comportamento em quadra é uma coisa.


Jess disse...

Essas estatísticas são muito sem base..

Dani Lins... nem comento mais

Alysson a Anne ia beijar e a Carol desviou, foi bem rápido.. delicado falar nesse assunto, mas acho que pra um cara se assumir, deve ser mais difícil.. (ACHO), tanto é que se conhece mais casos de jogadoras.. Enfim..

Espero que o Zé dê chances pras novas e não tente ressuscitar ninguem..

Chandler Bing disse...

Acredito que o Yano tenha mencionado o comportamento do Bernardo em situação de jogo, onde ele realmente é bem "chato", da muita pressão na arbitragem.


Mas eu digamos que apoio o que ele faz (não em relação aos xingamentos, óbvio) em pressionar a arbitragem, principalmente quando se trata de erros. Se ele não o fizer, as jogadoras iriam pra cima da arbitragem (como o time masculino do SESI faz, coisa feia e chata), e acabariam se desconcentrando do jogo, que é o foco principal. O Bernardo chama a responsabilidade para si, ele se encarrega de reclamar, pressionar, e as vezes xingar também. Tanto é que no time do Rio quem mais recebe cartão é a comissão técnica.


Enfim.

MINEIRIM disse...

Deu o previsível, em minha humilde opinião nessa temporada só o Minas, se mais entrosado, poderia tirar o título do Rio. No Osasco somente Tandara não pipoca, e uma andorinha só não faz verão. Dani não esta realmente em uma boa temporada, porém acredito também que a comissão técnica não soube trabalhar melhor suas opções. Malesevic poderia ter chegado melhor na final se em toda a temporada não tivesse sido sacada no primeiro erro, a mesma não foi submetida a pressão. Gabi foi super bem, mas Malesevic jogando o que jogou na olimpíada do Rio teria feito maior diferença. Quanto às opostas instáveis demais. Com relação às centrais, se não estavam ganhando com Thaísa e Adenízia, que dirá agora rsrs.

Os prêmios individuais apesar de opiniões contrárias acho que ficou em boas mãos com a Macris, ela é precisa e fez muito com as poucas opções de ataque e sem oposta, agora convenhamos que foi uma temporada péssima para as levantadoras, logo qual motivo outra levantadora tiraria esse prêmio da Macris? Quando se fala em TÁSSIA, ai é realmente uma piada, insegura e só sabe jogar sem pressão, tenho pena de quem compõe uma linha de passe com ela, mas infelizmente é estatística pura que pode coincidir ou não com quem esta melhor no momento. Quando se fala em saque ninguém saca melhor do que algumas jogadoras que só vem do banco pra sacar, por exemplo.