quarta-feira, 29 de março de 2017

Vôlei Nestlé x Praia Clube: quem leva?

Acredito que será uma série mais equilibrada do que Rexona x Minas, mas vejo que o Vôlei Nestlé sai na frente na disputa:



Nesta temporada o Praia Clube resolveu tomar para si a coroa de rei da inconstância que sempre foi do Osasco. Por isso, a equipe do Luizomar de Moura entra com um certo favoritismo na disputa de semifinal, na minha avaliação.

Além disso, o Osasco tem tido mais recursos para resolver suas “panes” quando elas aparecem. Primeiro, porque a Tandara está numa temporada especial; segundo, porque tem uma inversão 5x1 que funciona muito bem. As saídas do Praia ficam mais restritas à uma opção, Ellen, que nem sempre é garantia de sucesso.

É verdade que por ser um time bastante agressivo ofensivamente – e não só por isso, o Osasco também tem cedido muitos pontos em erros ao adversário. 

É uma brecha da qual o Praia pode se aproveitar. O time de Uberlândia entra em quadra com uma vantagem também que é a de ter uma distribuição de jogo mais equilibrada.

Só que, como sabemos, toda qualidade das mineiras tem ficado à mercê da sua insegurança emocional, que não tem ficado restrita somente aos confrontos com o Rexona. Então fica difícil saber se o Praia conseguirá segurar a onda quando se deparar com momentos críticos e que exigirão uma reação.

Até porque o Praia, para se classificar à final, terá que vencer um difícil obstáculo: a torcida de Osasco. Ela sempre criou uma atmosfera de bastante pressão ao adversário e nesta temporada está especialmente inspirada neste quesito. Esta é uma carta na manga poderosa para o Osasco chegar à final.

15 comentários:

Chandler Bing disse...

Confesso que para mim seria uma baita surpresa se o Praia Clube superasse o time de Osasco, simplesmente pelo fator emocional que falta ao time... embora Osasco não seja nenhum exemplo de equilíbrio emocional.
Acredito que tudo dependerá de Claudinha estar inspirada, distribuir o jogo bem, saber usar cada peça do time e o principal, não se perder.
Praia tem uma recepção bem mais equilibrada que a de Osasco e pode usar seu saque (em cima da Tandara, óbvio) pra tentar para-la, já que ela é a grande viradora de bolas da equipe.

Anônimo disse...

Para mim Osasco leva essa . 3x0 ou 3X1.

Jess disse...

Fator casa vai ajudar DEMAIS o Osasco..

L. Mesquita disse...

O Praia depende de como vai estar Claudinha... No jogo passado, Claudinha jogou o q nao tinha jogado a Superliga inteira. Claudinha tem um leque de atacantes excelentes a disposicao, se ela souber usa-las com inteligencia e levantar bolas no tempo e altura certos o PRAIA eh favorito contra o Nestle, basta Claudinha jogar como jogou contra o Brasilia.

L. Mesquita disse...

Perfeito comentario Chandler! Excelentes atacantes o Praia tem, basta saber como Claudinha ira usa-las...

Joffre Neves disse...

Deixaria nestlé com 65 por cento,no mais não tenho mais nada a falar.

Yano o Chato disse...

Laura, por tudo que você argumentou no texto a conclusão, que você colocou na abertura do post deveria ser: "Acredito que será uma série menos equilibrada".

Eu também acho que vai ser menos equilibrada e que o Osasco leva fácil por 3 a 0 ou no máximo 3 a 1.

Jess disse...

Com certeza a comissão do Osasco já deve saber que vão forçar o jogo na Tandara.. e acho que estão treinando alternativas em relação a isso..


No jogo de amanhã, creio que o Osasco leva sem sustos 3x0 ou 3x1 no maximo .. Mas o time não tem o mesmo ritmo fora de casa, vamos ver como vai se comportar lá em Uberlândia..

Camilla Paiva disse...

Acho que em relação ao praia, tudo depende de duas coisas: a estabilidade emocional do time e se a Claudinha tá num bom dia. O praia quando se desorganiza parece que desaprende a jogar, se desespera. A Claudinha num dia ruim prejudica todo o time, mas quando ela tá bem...Se jogar o que jogou na última partida contra o Brasília, será um jogo muito equilibrado.

Sergio disse...

Jesse, tás dizendo que o técnico do Osasco está treinando para sair do problema do saque? Sei não, passou o campeonato inteiro com esse problema, tu achas que agora vai resolver. Esse mesmo problema o SESC tem e não resolveu.

Joao Ismar disse...

Acredito em um 3x2 na série, o fator casa pesa bastante nesta disputa, a meu ver as levantadoras são as peças chave nestes jogos, claro que a qualidade do passe vai ajudar no desempenho das mesmas, mas sabemos que nenhuma delas é exemplo de regularidade (mesmo com o passe na mão). Os elencos titulares se equivalem, exceto pelas centrais que pelo lado do Praia são mais fortes (se a Fabiana jogar), mas Osasco tem mais banco. Serão jogos interessantes, mas provavelmente com uma enxurrada de erros.

Jess disse...

Sergio.. não resolver até porque estamos falando do Luizomar, rsrsrs.. mas pelo menos amenizar..

Anônimo disse...

Não acredito em suposições e probabilidades, jogos são vencidos dentro de quadra e nesse momento está 50% para cada time e diferente da maioria acredito que o favorito é o Praia.

Joffre Neves disse...

Thaísa vai passar por cirúrgia,parece que a turquia só ajudou na questão financeira.

Laura disse...

Joffre, faz um tempo recebi um email da assessoria da Thaisa dando a notícia de que ela tinha rompido parcialmente o ligamento do joelho, mas que, mesmo assim, iria jogar pela Champions logo depois porque o time precisava dela e etc. Eu não sou especialista no assunto, mas achei um risco não poupá-la. Não entendi pq colocá-la contra os outros adversários do grupo q, vamos combinar, não ameaçavam seriamente o Eczacibasi.

Como depois não tive mais notícias sobre a lesão e o desempenho da Thaisa parecia ok, imaginei q a situação não era tão grave, tanto q nem me lembrei que este problema poderia explicar a sua má atuação contra o Fener na Champions semana passada. E agora se vê como a situação só piorou: ela está sem poder ajudar com o seu melhor o time e com o físico seriamente comprometido. Aliás, o restante do ano está comprometido, pelo jeito.