Minas de volta ao comando


Quartas de final – 2º jogo

Genter Bauru 0x3 Camponesa/Minas 
 
 
É raro, mas às vezes eu acerto nas minhas previsões. Imaginei que não teríamos, neste segundo encontro, uma partida tão equilibrada como a primeira. 
 
O Bauru sem dúvida deu trabalho nos dois primeiros sets, mas ficou difícil, desta vez, fazer frente a um Minas que - embora abaixo da sua capacidade - esteve muito melhor do que no primeiro jogo e com controle sobre a partida. 

Naiane, ainda que por vezes deixando a Hooker em bolas baixas, se acertou com a oposto. E melhor: saiu do seu roteiro e colocou as centrais, tanto a Mara como a Gattaz, para jogar.

Servindo-se de um passe bem mais seguro e com uma distribuição correta - chamando a Hooker para os momentos mais apertados -, a levantadora conseguiu quebrar a marcação do Bauru que tanto tinha atormentado o Minas na primeira partida.

Foi o Minas, por sinal, que dificultou o ataque do Bauru, principalmente no terceiro set. E mais: conseguiu desestabilizar o passe da equipe paulista. Rivera não teve boa atuação no fundamento, o que comprometeu a armação de ataque do Bauru.
*****************************

O que cobramos de ousadia no Anderson, treinador do Brasília, não falta ao Marcos Kiwek, do Bauru. Só não acho que é uma ousadia muito inteligente.

Talvez ele tenha tentado surpreender a defesa mineira ou mesmo não sofrer com um bloqueio baixo, mas a verdade é que, ao começar o jogo sem a Thaisinha no time titular, acabou por deixar a Bruna um tanto isolada no ataque. Mari está totalmente sem poder de definição. O tipo de ataque da Mari mais favoreceu o crescimento da defesa mineira do que outra coisa.

Está certo que quando a Thaisinha entrou, já tarde do terceiro set, não ajudou em nada. Mas achei desnecessária a mudança na estrutura do time que vinha jogando bem.

Este foi um bom exemplo do que foi o Kwiek no comando do Bauru durante esta temporada. Um time que sofreu com o troca-troca e a indefinição das titulares do início ao fim. Quando acertava o passe, perdia no ataque; quando acertava o ataque, caía a qualidade da recepção.

Mesmo assim, o Bauru conseguiu brilhar na defesa, tendo a líbero Brenda Castillo como destaque da temporada. E, no fim, o Bauru acabou por dar muita briga nestas quartas de final, chegando muito perto de uma vitória no primeiro jogo. Tá aí uma coisa que eu realmente não imaginava.

*****************************

Obrigado, Arlene

O repórter do SporTV ignorou, mas deu para perceber pelas imagens finais de que este foi o jogo de despedida da Arlene. A passagem da Arlene pela seleção, como líbero, foi curta e, por consequência, pouco premiada. Mas na minha opinião, ela foi a melhor líbero que a seleção já teve. Superou a Fabi ao ser mais completa, habilidosa tanto no passe como na defesa.

A entrega dela em quadra sempre foi comovente. Quando o Brasil venceu o ouro em 2008, uma das jogadoras que mais lamentei não ter experimentado a conquista foi a Arlene, que esteve presente na fatídica Olimpíada de 2004.

Ela merecia ter tido uma atenção maior por parte da imprensa ao dizer o seu tchau. Da minha parte, recebe os agradecimentos e toda a admiração.

Comentários

Anônimo disse…
Bruno BH

O Minas pareceu-me mais equilibrado emocionalmente. Jogou com maior atenção, sintonia e por isso dominou o jogo. Porém, contra o Rexona é preciso que as ponteiras ajudem na virada de bola, além da central Mara - grande no bloqueio, deixando a desejar no ataque. E Naiane e Gattaz um pouco mais de precisão. Contra o uno decacampeão (que nos últimos anos tem feito feito menor investimento que os concorrentes) é preciso frieza e não temer os próprios limites, autoexigência sem autopunição. Camisa e história o Minas tem para isso, falta à boa comissão técnica nível de cobrança na medida. Espero que Rosamaria se recupere e volte a virar bolas - antes mesmo de sua lesão, ao ver a Hooker (motivadíssima nos playoffs) sobrecarregada, já lamentava a ausência de Carla muito subaproveitada no Praia. Carla por sinal vira muito mais que Ellen que tem tido alguma chance no desequilibrado e caro Praia. Se no Minas tivesse ficado Carla seria uma potência a mais na virada de bola.
Por fim, também percebi e ressalto as homenagens a mais uma boa mineira no Vôlei, Arlene. O canal que compra e controla a competição (final de jogo único é uma péssima ideia imposta pela emissora) demonstrou que paga não para promover (apesar da grande cobertura nas finais) e sim para não deixar outros canais transmitirem. Foi feio nem mencionarem e mesmo entrevistarem a Arlene. Parabéns a ela pela carreira.
Yano o Chato disse…
Laura, você é uma verdadeira lady ao citar a Arlene. As jogadoras do Bauru estavam tão abaladas que nem deram a devida importância ao fato, mas a Arlene realmente estava muito emocionada. Deveriam fazer um jogo de despedida para ela. Ela realmente foi muito importante para a seleção e para a continuidade da posição de líbero. Parabéns para ela.

Sobre o jogo foi como eu disse: se não pegar a Hooker na defesa, no bloqueio é que não vai ser pois ela passa por cima, não adianta. Mas o Kwiek realmente errou a entrar com a Mari. Não entendi. Jogadora sem ritmo e que perdeu toda a moral durante o campeonato perdendo a posição para a Bruna. E ao colocá-la tirou a principal referência do time que é a Thaisinha. Jogou no limite o Bauru e fez o o que deu. Se a Rivera fosse a Bethânia De La Cruz talvez desse. Mas fica a experiência. Fez uma bela Superliga o time.

Vamos ver o que o Praia vai aprontar.
L.MESQUITA disse…
Ah Laura, não acredito! Despedida da Arlene não! Fica Arlene! O voleibol precisa muito de você!!! Arlene mostrou no Bauru,que joga em altíssimo nível ainda, só não foi a LÍBERO TITULAR DO BAURU, porque lá estava a MELHOR LÍBERO DO MUNDO na atualidade: BRENDA CASTILLO!!! Arlene poderia ser titular tanto no FLUMINENSE quanto no PINHEIROS que estavam CARENTES DE LÍBEROS!!! Fica ARLENE, o voleibol arte precisa de vc!
Minas tá vindo com tudo na semi e com mais confiança do que na final da copa do Brasil. Logico que jogar com o Rexona requer muita atenção e paciência , é um time muito chato de se jogar. A Hooker começou a mostrar por que veio, e tá voando, tá chamando a responsa , e é isso que a jack , a Rosa precisam fazer. Apesar que a Jack costuma virar a chave nos momentos decisivos e aparecer, vamos aguardar. Ontem a Naiane não tremeu , espero que continue assim. Em relação ao Bauru foi uma otima surpresa pra mim nessa SL, não esperava tanta consistência.Agora estou ansiosa pelo jogo Praia e Brasilia,quem será que passa?? vejo os dois com condições e uma leva vantagem para o Praia por estar decidindo em casa.
Paulo Roberto disse…
Excelente leitura Laura, mais uma vez.

Sobre o Minas acho que Gattaz e Jaque, por serem as mais experientes tem que chamar mais o jogo. Entendo que a Jaque principalmente não me parece 100% ainda da sua forma física, mas acho que ela pode sim aparecer mais um pouquinho no ataque. Não estou dizendo aqui que ela deve ser uma bola de segurança, mas contra o Rexona só a Hooker não vai dar, então ela vai ter que aparecer um pouco mais. Entretanto se já foi difícil a Naiane se acertar com a Hooker, não totalmente ainda, mais difícil ainda vai ser a acertar a bola da Jaque que é muito específica. Me parece também que a sintonia dela com a Gattaz caiu um pouco o que prejudica as jogadas rápidas com a central que era uma arma poderosíssima que ela tinha. Outro ponto a se falar no Minas é a Leia: como caiu o nível dela nos últimos jogos para cada passe A ela manda uns três C e pelo menos uma bola de cheque pro adversário. Isso é muito perigoso porque o Rexona cresce em cima dos erros do adversário.

Sobre a Arlene, nada a acrescentar, simplesmente concordo contigo: foi a melhor líbero que vi jogar por ser mais completa. E por isso acho que gosto tanto da Brait, porque me lembra muito o estilo de jogo da Arlene. Simplesmente mais uma figura que vai deixar saudades no vôlei nacional.
L. Mesquita disse…
Yano, discordo de vc em relação ao bloqueio e a HOOKER,O REXONA conseguiu marcar bem a HOOKER no BLOQUEIO.Apesar de ter jogadoras baixas,elas são ágeis e obedientes taticamente e conseguiram marcar a HOOKER.Bernardinho,taticamente,orientou o bloqueio a sempre priorizar a HOOKER e surtiu efeito.HOOKER é uma excelente atacante de força,mas não tem uma boa variação de golpes como a MONIQUE para enfrentar os bloqueios, ou HOOKER passa na porrada ou a bola volta no pé ou ela bate uma avião pra fora. Então,basta ter obediência tática e agilidade que dá sim pra marcar HOOKER no bloqueio. O Praia quando venceu o MINAS também fez uma marcação especial na HOOKER.
L. Mesquita disse…
Acho que o BAURU se despediu da SUPERLIGA dando vexame dentro de casa.O Kwiek com o seu troca-troca,acabou matando o time.Kwiek quis aumentar o bloqueio trocando THAIS por MARI STEINBRECHER,mas não adiantou nada simplesmente uma jogadora mais alta e não combinar taticamente uma marcação especial da HOOKER,principal atacante do MINAS.Simplesmente aumentar o BLOQUEIO,não impediu que HOOKER marcasse seus 20 pontos na partida!O REXONA mesmo com o bloqueio mais baixo que o BAURU conseguiu marcar a HOOKER,pois houve uma tática específica pra isso.Trocar RIVERA por MARI CASSEMIRO,também não surtiu efeito,perdeu-se muito no ataque.RIVERA é muito mais atacante que CASSEMIRO,fazendo com que o time perdesse em pontência de ataque.
George disse…
Preciso fazer uma menção honrosa para a Juma que fez uma excelente (e consistente) SL, espero que cresça ainda mais nas próximas temporadas, tem tudo para ser convocada para a seleção nesse ano. Valquiria e Bruna também deve ser testadas com a camisa verde e amarela.
Quanto ao Minas, achei uma boa partida da Rosa, apareceu e pontuou bem. Tomara que esteja plenamente recuperada para a semi. E, preciso reforçar o que vi ontem, a Léia caiu MUITO de produção, o que aconteceu? Está muito abaixo da jogadora de 2016. Tomara que cresça na semi-final também.

p.s.: no final até achei que comentariam sobre a Arlene, percebi o clima quando a Valquiria abraçava muito emocionada a libero antes de tirarem a foto.
Laura disse…
Paulo, compartilho a admiração pela Brait pelos mesmos motivos.

Bruno, é verdade. Carla teve uma passagem importante no Minas temporada passada e foi esquecida pelo Praia nesta edição da SL.

George, acho que Juma e Bruna foram dois pontos positivos - além da Castillo, claro - deste time do Bauru. A levantadora é ainda de alternar jogadas geniais com erros bizarros na mesma partida, mas isso aconteceu bem menos nesta temporada, que foi, como vc observou, consistente. Tenho a impressão de que ela tem um pouco de dificuldade em acionar a primeira bola. Mesmo assim sabe trabalhar muito bem com velocidade nas pontas. Tomara que cresça.

Kenia, ontem Naiane e Rosa foram bem mais seguras. Gostei que o Paulo Coco tenha insistido com elas no time titular. Agora, o grande teste mesmo será contra o Rexona.

Pois é, a Leia caiu muito de rendimento. Mas devo confessar que esta queda me saltou mais aos olhos desde a entrada da Jaque. Desatenção minha ou vcs tb têm esta impressão?
George disse…
A propósito, Jaque muito abaixo do que pode render. Muito mesmo. Nem explorar o bloqueio ela estava conseguindo, um horror! Não acho que o fundo de quadra dela estivesse compensando a falta de efetividade no ataque, eu teria colocado a Daroit no lugar dela em algum momento do jogo.
Eu torci demais por uma terceira partida. Pena que não deu.
Não gostei da postura de algumas jogadoras do Minas: particularmente, eu não gosto de provocações. Gosto do jogo limpo e na bola, mas é só minha opinião. Acho que a escolha das ponteiras iniciais não foi feliz, pois, apesar de gostar muito da Mari, ela demorou demais a pontuar e acho que deu um certo prejuízo, pois a maioria dos ataques era defendida.
Embora a Hooker esteja em ótima fase e a levantadora precise ser objetiva, acho que Naiane, para enfrentar um Rexona, vai ter que variar mais. A cada 10 bolas, 6 vão pra Hooker. E tem horas que são inúmeros levantamentos seguidos. Jaqueline, por exemplo, mesmo não sendo uma atacante de bolas altas, penso que pode receber muito mais do que vem recebendo. Ela é uma boa atacante.
Quanto à aposentadoria da Arlene, também acho uma pena uma jogadora com quase 50 anos sair dessa forma. Só tenho dúvidas, Laura, se ela é a mais completa. Concordo contigo que ela é mais completa que a Fabi (que é muito melhor defensora que passadora), mas eu acho a Ricarda a mais completa líbero que tivemos. Aliás, as nossas três melhores líberos são Ricarda, Arlene e Fabi.
Rodolpho Francis disse…
Oi? Arlene mai completa que a Fabi? Fabi em 2008 defendia até pensamento. Sem contar a liderança que a Fabi exerce dentro de quadra. Coisa que a Brait não tem.(A Arlene é indiferente)
Laura disse…
Rodolpho, cada qual com sua opinião e admiração. Só acho que liderança é uma questão de personalidade, de estilo, que não dá para servir como base de comparação. Brait, para mim, não deixa de ser uma grande líbero pelo fato de não ser "líder". E só para esclarecer, qd lamentei q a Arlene não tenha conquistado o ouro de 2008, foi pelo que ela tinha feito no passado, sua trajetória na seleção. Na época, Fabi era dona da posição, sem dúvida.
Mantronix Inc disse…
Laura,

Topa montar um time B para mandar p/ o Montreux?

Drussyla, Bruna Honório, Bárbara, Mara, Macris, Malu, Helô, Paula Borgo etc..
Paulo Roberto disse…
Laura, realmente essa queda da Leia foi mais notada a partir do momento que a Jaque entrou pro time titular. Não sei se por relaxar um pouco com a presença da Jaque ali ou por qualquer outro motivo, mas se formos pegar uma sequencia maior de jogos não me lembro de um jogo da Leia de encher os olhos nessa temporada com o foi no final da temporada passada.
E sim, também acho que Jaque poderia render um pouco mais no fundo de quadra, mesmo sem estar 100% ainda.
Rafael Pais disse…
Arlene sempre foi uma jogadora habilidosa (inclusive como central), de bom posicionamento, e com excelente leitura de jogo. Pra mim também, foi a melhor, e lamento muito não ter sua medalha. Fez uma Olimpíada (inclusive o fatídico jogo) impecável. Uma pena Sportv ter ignorado sua aposentadoria.

Em relação ao jogo, Nai tentou variar mais o jogo, mas Hooker ainda recebeu muitas bolas. Contra o Rexona não pode ser assim. Pelo visto, Daroit deve jogar, dada a contusão da Rosa.
Jess disse…
Pelo que parece a contusão da Rosa não foi nada serio, ela mesma falou que esta apta pra jogar essas semi..

Jaque tem que aparecer mais para atacar, pq se for jogar só bola pra Hooker contra o Rio, pode até funcionar no inicio, mas depois ficará marcadissima..