Em busca da coroa


O grupo é seletíssimo. Matera, Bergamo, Cannes, Tenerife e Vakifbank. São poucos os clubes da Europa que podem registrar na sua história a conquista de três importantes títulos no mesmo ano: o campeonato nacional, a Copa nacional e a Champions League.

A conhecida tríplice coroa é para poucos. Com apenas cinco anos de existência, o Conegliano está tentando entrar para este seleto grupo.

O primeiro passo foi dado com a vitória sobre o Modena por 3x0 na final da Copa Itália neste domingo.

No campeonato italiano, o time segue líder, nove pontos a frente do Casalmaggiore. Na Champions já está garantido no Final Four. 

*************************************

O caminho é longo e disputado, mas há motivos para o Conegliano acreditar na "coroação" em 2017.

Até o meio da temporada era difícil imaginar que o Conegliano pudesse fazer frente aos super elencos turcos. Apesar de ter saídas importantes no ataque com as centrais De Kruijf e Folie e a revelação mexicana Samantha Bricio se destacando pela ponta, o time precisava mais.

Após desclassificação prematura dos seus times chineses, as norte-americanas Fawcett e Robinson (essa retornando ao seu clube da temporada passada) chegaram para reforçar o grupo. Não são nenhuma Kim ou Zhu, mas elevaram o nível de competitividade da equipe. E mais: deram opções de sobra para Davide Mazzanti compor diversas formações.

O também comandante da seleção italiana, ao contrário do que acontece aqui, parece não ter se atrapalhado com tantas opções. Encontrou uma forma de aproveitar os reforços, deixando o time bastante ofensivo, sem perder a organização e qualidade do fundo de quadra que já apresentava. Em semelhança ao Rexona, somente duas jogadoras ficam responsáveis pela recepção, Robinson e a excelente líbero De Gennaro. Ortolani e Fawcett ficam livres para atacar. Bricio,doente, pode voltar para reforçar este poder ofensivo. 


**********************************

O Conegliano está descobrindo a forma de manter o equilíbrio entre o bom conjunto e o valor das individualidades. Uma versão melhorada - com mais recursos e jogadoras mais diferenciadas - do Casalmaggiore campeão da Champions ano passado.

Na Itália, o Conegliano já venceu tudo que podia: campeonato italiano 15/16, Supercopa 2016 e agora a Copa Itália. Conseguirá acrescentar um título continental ao currículo?

Comentários

L. Mesquita disse…
Eh ateh interessante esse objetivo da TRIPLICE COROA, mas na verdade prefiro ver FABIOLA e MARI-PB Campeas da Champions pelo VOLERO ZURICH!
L. Mesquita disse…
A minha FINAL DOS SONHOS da CHAMPIONS LEAGUE seria: Fenerbahçe x Volero Zurich.
George disse…
No comentário do post anterior sobre a Champions, minha aposta foi no Conegliano. Acho o time mais homogêneo e capaz de surpreender. É um time bem mais interessante do que aquele Casalmaggiore que foi campeão da última edição. Além disso, terá a torcida à favor, o que não deve ser ignorado.
Não sei o que acontece, mas nos jogos que eu vi da Robinson no chinês, ela estava sofrível, agora o que eu vi no Conegliano, ela estava numa forma incrível. Talvez tenha demorado um pouco mais a ganhar ritmo de jogo, fato é que ela acrescentou muito ao time na ausência da Brício.

P.S.: Laura, me permita te corrigir. A Fawcett estava na China na temporada passada, nessa ela rescindiu com o Sariyer para voltar à Itália. Ou foi uma confusão com a Faucette que é companheira da Garay por lá?
Laura disse…
George, obrigada pela correção! Eu achei q a Fawcett estivesse na China mesmo!
L. Mesquita disse…
Laura, de acordo com um jornal italiano, segundo as regras da CEV:"Nel caso in cui due squadre dello stesso paese si qualificano per le semifinali, che saranno chiamati a svolgere un l'altro." Ou seja, equipes de um mesmo pais se enfrentarao na SEMIFINAL. Como o CONEGLIANO ja esta classificado, seu adversario seria o MODENA na semifinal caso ele passe pelo DINAMO MOSCOW.
L. Mesquita disse…
Creio que passem para as SEMIFINAIS o VOLERO ZURICH, o FENERBAHCE e o MODENA. Se isso acontecer, uma das SEMIFINAIS, obrigatoriamente, seria CONEGLIANO X MODENA, de acordo com as regras de confronto de equipes do mesmo pais nas semifinais, e outra semifinal VOLERO X FENERBAHCE.
Laura disse…
Mesquita, esta informação é atual? Pq para este a ano a CEV tirou a obrigatoriedade de um confronto de times do mesmo país na semifinal. "La novità di questa stagione è invece legata ai sorteggi della fase play off. Al contrario delle passate stagioni la Cev targata Boricic ha eliminato il sorteggio forzato che portava a derby nazionali. Una finale di due squadre della stessa nazione è quindi tornata cosa possibile."
L. Mesquita disse…
Ueh Laura, acho que os italianos nao estao se entendendo... Uns dizem que se o MODENA se classificar vai pegar "obrigatoriamente" o CONEGLIANO... Temos que ver entao o regulamento em si para tirar essa duvida...
L. Mesquita disse…
Final Four Rules: A single-elimination format where the three winners of the Playoffs are joined by the Final Four hosts and draw to play the semifinals (winners advance to the final and losers to the 3rd place match). In case two teams from the same country qualify for the semifinals, they will play each other. Dessa forma se o MODENA se classificar, obrigatoriamente enfrenta o CONEGLIANO na SEMIFINAL, nao havendo FINAL entre clubes do mesmo pais. Bem como: Se 2 equipes turcas se classificarem, se enfrentam em outra SEMIFINAL.
Laura disse…
Isso era até o ano passado, para este mudou: http://www.fivb.com/en/about/news/cev-unveils-new-format-for-champions-league?id=59274

De qq forma, o encontro entre os italianos pode acontecer naturalmente pelo sorteio q foi feito. Assim como entre os turcos, caso o Vakif passe pelo Volero. O cruzamento ficou assim: o vencedor de Modena e Moscow pega o Conegliano; o de Eczacibasi e Fener pega o Vakif ou o Volero.
L. Mesquita disse…
Laura, voltando a Superliga, a disputa mais interessante na ultima rodada esta entre BRASILIA, BAURU E MINAS pelos QUARTO, QUINTO e SEXTO lugares. Porem, o SEXTO lugar se torna muito mais interessante pelo fato de que o vencedor da disputa entre o QUARTO E O QUINTO sera eliminado pelo REXONA na SEMIFINAL. A maior PROVA DISSO foi mais uma derrota do MINAS para o REXONA. O Minas acumula 3 derrotas para o Rexona: turno, returno e COPA BRASIL, logo o MINAS NAO VAI CONSEGUIR VENCER 3 partidas do REXONA numa semifinal. Moral da HISTORIA: o SEXTO lugar tem muito mais a comemorar que o QUARTO OU QUINTO, pois se livra de enfrentar o REXONA NUMA SEMIFINAL que significaria eliminacao certa!
L. Mesquita disse…
Os ultimos confrontos sao SAO CAETANO X BRASILIA, BAURU X NESTLE, VALINHOS X MINAS. Tudo esta nas mais do BRASILIA que para garantir a SEXTA posicao basta perder para o SAO CAETANO, pois se o BRASILIA vencer, MINAS OU BAURU podem lhe tomar a SEXTA posicao. Se eu fosse o Anderson pouparia as principais jogadoras e daria rodagem as reservas para garantir essa sexta posicao. Na CHAMPIONS LEAGUE, as equipes ja classificadas pouparam algumas jogadoras da ultima rodada. Uma das poupadas foi a KIM, por exmplo, nao jogou a ultima partida. Na EUROPA se faz isso direto, esse negocio de poupar jogadores quando o time ja esta classificado e dar chances as reservas de jogarem. O Bernardinho fez isso contra a Bulgaria no Mundial de 2010 que foi campeao e alguns brasileiros hipocritas reclamaram do cara. Qual o problema de o REXONA entrar com as reservas pra jogar contra o Praia e poupar as titulares para o playoff? Na Europa nenhum... Ja na mentalidade de Terceiro Mundo, eh um carnaval. Logo, se eu fosse o BRASILIA trataria logo de garantir a SEXTA POSICAO se livrando de um encontro com o RExona na semifinal, escando as reservas contra o Sao Caetano.
L. Mesquita disse…
Eh tao facil neutralizar o MINAS... Praia e REXONA mostraram o que devem fazer: BLOQUEIO PESADO EM CIM DA HOOKER, bem marcada a HOOKER afina. Contra o PRAIA, HOOKER foi a que mais recebeu bolas: foram 42 bolas e conseguiu virar APENAS 14. Claro, a NAIANE eh MEDIANA e nao ajuda muito. Mas HOOKER nao tem os mesmos recursos q a MONIQUE para virar BOLAS RUINS. MONIQUE consegue trabalhar mesmo com bolas mal levantadas, ja HOOKER, se a bola nao estiver na pinta, ela se perde. Contra o REXONA, novamente HOOKER recebeu mais de 40 bolas e teve rendimento baixo, pois nao tem recurso e foi muito bem marcada pelo BLOCK.
Jess disse…
L. Mesquita..

Torcendo pro Volero tb, mas acho MUITO DIFICIL, elas passarem pelo Vakif..

Acho que passam Vakif, Fener e Modena
Jess disse…
Acho que se mesmo o Rexona colocando as juvenis, ganha do Praia
Chandler Bing disse…
Me desculpe, pois então eu morrerei sendo 3° Mundo.
Eu não concordo com este tipo de atitude. Mas vamos por partes.

* Naquele jogo que a seleção masculina entregou eu achei errado pelo simples fato de que se uma seleção quer ser a melhor do mundo, ela não tem que ficar escolhendo adversários. Se o time/seleção quer ser o melhor, tem que enfrentar qualquer um, seja em que momento for do campeonato. E o Bernardo entregou o jogo pra não enfrentar adversário X. Isso pra mim foi errado.

* No caso daquela ladainha "não altera em nada a posição do time na tabela", mas se afeta a posição de outros times porque time X decidiu não se importar com a tabela pra se beneficiar em um cruzamento futuro, isso pra mim é injusto também.


Brasileiro que disser que isso não é nada de mais, tem que criticar a decisão da equipe feminina dos EUA em Londres 2012, que poderia ter eliminado o Brasil, mas não, jogou como tem que ser jogado. Não entregou o jogo. O resto todos sabem.



Enfim. Eu discordo de ENTREGAR JOGO, eu acho isso injusto.
No caso da Champions League, se as equipes já estavam classificadas e os confrontos definidos pra próxima fase, problema nenhum em colocar as reservas pra jogar, já que não altera em nada as posições de ninguém.
L. Mesquita disse…
No caso da CHAMPIONS fazia diferenca sim, pois somente 2 segundos colocados se classificaria. Mas o problema eh dos outros, o REXONA garantiu o primeiro lugar com varias rodadas de antecedencia, se quiser poupar TODAS AS TITULARES e principalmente a FABI que trabalha como louca no fundo de quadra, o problema eh dele. O REXONA nao tem nada a ver com outras equipes q nao dizeram seu DEVER DE CASA. Cada um eh responsavel por sua classificacao, o REXONA EM NENHUM MOMENTO eh obrigado a AJUDAR O NESTLE a garantir a segunda posicao!
Chandler Bing disse…
Em relação à Champions, por isso eu usei o SE, justamente pelo fato de estar impossibilitado de acompanhar e não saber da classificação.

Hey, calminha, please. Eu só discordei do que você disse com a justificativa de achar isso injusto. Minha mentalidade, meus princípios. Eu sei que cada um que cuide do seu, mas foi exatamente por isso que eu citei o caso de Londres 2012, pois se os EUA tivessem entregado aquele jogo, só pra eliminar o Brasil, seria duramente criticado e com razão. Eu não acharia isso correto.
Qual é, pregam tanto pelo Fair Play e achar certo entregar jogo pra se beneficiar.
Como eu disse, se quer ser time grande, grandes jogadoras, etc., não pode ficar escolhendo adversários. Se quer ser grande, tem que enfrentar os melhores independente do momento.
Veja o exemplo da Itália nos Jogos Olímpicos do Rio, colocou os reservas em um jogo no intuito de eliminar um dos grandes (Brasil e/ou França) e na final pegou justamente o Brasil.
L. Mesquita disse…
O fato eh que a estrategia da ITALIA surtiu efeito: a ITALIA ficou com a PRATA e FRANCA ficou de maos abanando! Pra mim o melhor jogo da OLIMPIADA foi BRASIL E FRANCA digno de ser uma FINAL! A ITALIA foi estrategista, conseguiu eliminar um adversario direto. Sera que se a FRANCA passasse de fase, a ITALIA ficaria com a PRATA??? No final das contas cada jogador italiano do RIO 2016 tem sua medalha em casa e os franceses nao!
Chandler Bing disse…
No final das contas não fazia diferença pra Itália, pois de acordo com os cruzamentos, só pegaria Brasil ou França em uma possível final ou disputa de bronze, então sem essa de adversário direto. Mesmo que Canadá fosse eliminado na fase de grupos, Brasil e França teriam que se enfrentar numa semifinal, caso passassem pelas quartas, ou seja, não fazia diferença pra Itália, na minha opinião eles queriam era eliminar o Brasil mesmo.
E é esse o ponto que eu tenho destacado: Agir de má fé em um esporte que cobram Fair play.
Defendo sim o jogo limpo, se é atitude de 3° Mundo, beleza.