De boa na liderança? Nem tanto


Camponesa/Minas 1x3 Rexona/Sesc

Depois da derrota no clássico, nada mais tranquilizador para o Rexona do que vencer o Minas e garantir, assim, a liderança do primeiro turno na SL 16/17. Correto? De certa forma sim. A vitória evitou que os times que estão no bolo da 2ª a 5ª colocação se aproximassem do Rexona. Mas não escondeu as dificuldades que a equipe do Bernardinho está enfrentando e as ameaças que pode enfrentar no segundo turno.

Nos três últimos confrontos, quando teve os embates mais fortes da competição até o momento, o Rexona não mostrou a segurança e a qualidade daquele time vencedor de outras temporadas.

Tem um problema na recepção com a Buijs, e até com a Gabi, que tem comprometido. Buijs também não tem compensado a falta da Natália no ataque, o que deixou o time com menor poder ofensivo pelas pontas e dependente de bolas aceleradas, pois suas ponteira e oposta são jogadoras baixas.

Acho até que a Roberta tem se saído bem com a qualidade de passe que tem recebido e feito uma distribuição em boa parte correta. O problema maior, porém, está na construção do contra-ataque. Como o Rexona é um time que trabalha muito a bola e tem tido dificuldade de virar de primeira, o contra-ataque é uma arma fundamental. Mas as oportunidades que o time desperdiçou contra o Minas por levantamentos ruins da Roberta nos contra-ataque, por exemplo, não foram poucas.

Então todo o volume de jogo espetacular que o Rexona mostrou contra o Minas acabou demorando a surgir efeito, em disputas que se estendiam mais pelas bobeadas do time do que pelo mérito mineiro. 


**********************************

É verdade que, apesar de o esforço ter sido enorme, o Rexona ainda assim levou a partida. Nos momentos decisivos dos sets, em geral, foi mais controlado e preciso, ao contrário do Minas. E também contou novamente com aquele equilíbrio de responsabilidades que comentei na partida contra o Brasília. No segundo set a Monique foi decisiva, no quarto a Buijs ressuscitou e virou bolas importantes assim como a Gabi. Só a Jucy foi a mais regular no ataque. E assim, cada uma fazendo um pouquinho, conseguiram levar o time à vitória.

O mesmo não aconteceu com o Minas que teve na Rosamaria durante a maior parte da partida sua principal arma de ataque. A Hooker foi entrar de forma mais decisiva no jogo no terceiro set. Mesmo atuando agora como ponteira, a Rosa ainda faz o papel de uma oposto. Só que ela não é uma jogadora de muito fôlego. Chega ao final da partida, ela perde potência, exatamente quando tem que lidar com uma marcação reforçada do adversário.

Acho que a Naiane pode contar mais com a Hooker como opção desde o início da partida. Sei que a norte-americana ainda está pegando ritmo e teve um início de partida morno contra o Rexona, mas eu insistiria em coloca-la no jogo.
 
O mesmo eu diria para as centrais. Isso falamos desde a primeira temporada da Naiane no Minas. Ela só se sente bem fazendo a china com a Carol. A bola de primeiro tempo com a Mara quase inexiste, o que é um desperdício não aproveitar a altura da meio de rede. Dá para enriquecer este repertório, sem dúvida. 

************************************

De qualquer maneira, não se pode fechar os olhos para a evolução do Minas desde que definiu o time titular tendo Hooker de oposto e Rosa de ponta. Está com outro gás no ataque, deixando aquela dificuldade absurda de colocar a bola no chão que apresentou no início da temporada para trás.

O bloqueio, comandado pela Mara, também teve um upgrade. O fundamento contra o Rexona foi um diferencial, responsável por conduzir o time à vitória no terceiro set e atrapalhar - e muito - a vida das atacantes cariocas.

É uma pena que o Minas esteja se encontrando somente agora, quando já está longe do primeiro bloco de classificados. Vai entrar no segundo turno com uma responsabilidade maior pela busca de resultados. O que conforta é que, se seguir nesta toada, não terá porque temer qualquer confronto nas quartas de final. 

************************************

Demais resultados da 10ª rodada da SL 16/17:

Vôlei Nestlé/Osasco 3x0 Renata/Valinhos

Pinheiros 3x1 Sesi

Fluminense 1x3 Dentil/Praia Clube

São Cristóvão Saúde/São Caetano 3x0 Rio do Sul 


Comentários

L. Mesquita disse…
Minas não terá porque temer qualquer confronto nas quartas???O REXONA tem que se preocupar??? Se o MINAS jogar 10 vezes contra o REXONA vai perder 11!!! Esse texto está estranho! O REXONA saiu do Rio pra vencer o Minas em BH, cala a boca da torcida mineira, tem 28 pontos na liderança isolada, enquanto o Minas não tem nem a METADE, apenas 13 mesmos pontos de FLU e SAO CAETANO. E, segundo o texto, o MINAS é que não deve TEMER NINGUÉM??? No mínimo ESTRANHO!
Joffre Neves disse…
Gostei do jogo e posso dizer que o Rexona não é tudo isso não !Se os outros times parassem de desfocar,errar absurdos em momentos inapropriados tenho que concordar que vencem sim o Rexona.Ao minas houve um crescimento notável e vai crescer mais com a Jaque e ao Rexona que melhore esse passe e faça essa holandesa jogar mais porque uma jogadora de 1.91 render nada no passa,nada no ataque em muitos sets em relação a jogadoras de menos de 1.80 é sinal que algo tá muito errado.
Joffre Neves disse…
Nesse momento era muito melhor ter convencido a natália,arranjado patrocinador nem que seja exclusivo,enfim dava seus pulos a ficar do que a Buijs.
Gustavo disse…
Rexona parece menos dominante e mais vulnerável, mas no fim das contas devem acabar na frente, principalmente porque farão a maioria dos jogos contra bons times em casa no returno.

Buijs até apareceu bem no fim da partida mas ainda não tá rendendo o que pode, recepção não é o forte dela, mas é problemática o suficiente pra ela ser sacada em favor da Drussyla em quase todo jogo, Gabi alterna entre erros bobos em alguns momentos e super decisiva em outros, continuará de qualquer forma sendo a bola de desafogo pro REX.

Outro campeonato pro Minas a partir daqui, elenco completo, hora de deixar essas oscilações do primeiro turno pra trás, estão muito longe dos 5 primeiros, acho que se acertarem podem vencer Praia, Bauru e Brasília nas quartas, ainda acho que precisarão de bem mais pra bater o Rexona e até mesmo Osasco.

E a Naiane tem que melhorar, ao menos nos jogos do Minas que eu vi, ela não tá passando muita segurança, nenhuma evolução pra uma levantadora que poderia ser selecionável, distribuição foi bem questionável e não acertou a bola com a Hooker, especialmente na saída, ou mandava muito pra trás ou colada na rede, também a acionou pouco no começo do jogo pra depois mandar várias bolas seguidas que acabaram por facilitar a marcação do bloqueio, além de ter mandado bolas pra Daroit, que não jogou bem, em contra-ataques decisivos.
Rodrigo André disse…
Sinceramente acho que os playofs vão ser definidos muito em função das equipes estarem completas ou nao. Um desfalque pode fazer toda diferença. Quem não se lembra do ano em que o Praia foi eliminado no quinto set do terceiros jogo quando não pode contar com Herrera, que era seu desafogo? Da mesma maneira, em geral os bancos não correspondem... Praia precisa da Alix e Ramirez bem, Minas vai precisar de Rosamaria, Hooker e provavelmente Jaque em forma, Rio da Gabi e Osasco da tandara. Se alguma dessas peças chave se machucar, os outros vão sambar na cara. Espero que todos tenham times completos na fase decisiva. Quem perder uma jogadora chave deve cair fora. Quanto ao Rio, ainda é o melhor conjunto, mas a diferença diminuirá até o final do returno. Vão ser nos detalhes...
George disse…
Foi um jogo interessante. Estou achando essa a SL dos erros, todos os times estão com excessos de erros em todos os fundamentos. A Naiane está muito abaixo da SL passada com uns levantamentos horríveis, tá uma cosplay de Pani Lins. A Daroit fez um jogo pra esquecer. E a Hooker se apresentou muito bem, ajudando a pobre da Rosa que recebe tanta bola durante o jogo que chega no fim ela nem consegue mais pular direito. Vai chegar uma hora que vai lesionar feio.
Outra que deve lesionar logo é a Roberta que não para mais de correr atrás do passe. A Gabi desaprendeu a passar?! A Buijs muito abaixo do investimento feito nela. Drussyla agradece e está se saindo muito bem, dentro do possível.
L. Mesquita disse…
Papel ridículo dos dirigentes do Fluminense que queriam vencer o Praia literalmente pelo CANSAÇO!!!Cadê o FAIR-PLAY???Depois do exemplo de DIGNIDADE que os COLOMBIANOS deram aos BRASILEIROS no caso da CHAPECOENSE,era de se esperar que os brasileiros aprendessem alguma coisa...Enfim,os dirigentes do Fluminense usaram do mesmo jogo sujo que costumam fazer no Futebol!!!É por essas e outras q o vôlei não tem espaço na TV ABERTA!Moro no RIO e essa cidade não tem NADA DE MARAVILHOSA!!!O legado olímpico pra mim foi:uma cidade e um estado FALIDOS,CORRUPÇÃO,VIOLÊNCIA,TRÂNSITO CAÓTICO,POLUIÇÃO,CAOS NA SAÚDE,EDUCAÇÃO E,principalmente, na SEGURANÇA!O RIO é um vexame nacional!Eu,como carioca,tenho poucas alternativas de praticar esporte,quer seja por falta de estrutura,quer seja por falta de segurança,violência urbana!O Rio é um CAOS TOTAL!!!
Pra quem não sabe,o ginásio do Fluminense e o ginásio do Hebraica ficam no mesmo bairro de LAranjeiras,é tão perto que dá pra ira a pé.Não havia necessidade nenhuma de deixar as jogadoras do Praia fazendo papel de palhaças esperando tanto tempo,num ginásio úmido pela chuva constante,que não iria secar por milagre.Desde o dia anterior o ginásio estava molhado,a não ser pela má-fé,as jogadoras do PRaia não precisavam passar por esse desgaste.Se o Flu quisesse vencer,que vencesse na moral e não pelo cansaço.Além disso a REDE TV e o público televisivo ficaram a ver navios com essa palhaçada!Pra que serve o delegado e os árbitros que chegam horas antes do jogo e não conseguem solucionar o problema?E o supervisor do Fluminense?Se a quadra estava úmida e escorregadia desde o dia anterior,claro que a partida não aconteceria de tarde.Então por que não transferir o jogo de cara e evitar esse desgaste?
Não era necessário esperar quase duas horas já com os times em quadra para decidir levar a partida para o ginásio ao lado.Ainda havia os BUROCRATAS SUJOS que queriam fazer as jogadoras esperarem as 4 horas previstas no regulamento para a realização da partido no mesmo ginásio.Vício corrupto do futebol brasileiro!Fabiana,capitã da seleção,protestou indignada,corretíssima.Fabiana,líder nata,detonou nossos dirigentes e a Superliga alegando com muita sabedoria que era inaceitável passar por essa situação.É vergonhoso o Rio dos jogos olímpicos passar vergonha com ginásios precários, de segunda linha e péssima estrutura e dirigentes CORRUPTOS que agem de má-fé.Prejudicaram o público,A REDE TV,as jogadoras e,mesmo assim,não ganhram as valentes praianas pelo cansaço!depois reclamam que o volei não tem espaco na TV!
Paulo Roberto disse…
O Rexona está na liderança em função de dois fatores: o Bernardo e as bobeadas dos adversários. O time apresenta muito mais fragilidades agora que se forem bem aproveitadas poderiam complicar a vida mansa do time carioca.
Quanto ao Minas, senti falta mesmo das jogadas pelo meio. Mesmo quando o passe saia a Naiane parecia enxergar somente a Rosa.
Concordo com o George que essa SL tem sido a SL dos erros, mas tenho notado isso no vôlei nos últimos anos, principalmente no feminino. As partidas tem apresentado uma quantidade de erros incrível, mesmo o time vencedor erra tanto ou às vezes até mais que o perdedor, sendo decida a vitória nos detalhes.
Rodolpho Francis disse…
Verdade. Mas o Rexona ainda está alguns degraus acima dos demais times. Perdeu nos detalhes para o Volei NEstlé(Tandara estava inspiradíssima) e PErdeu um set para o Minas. MAs todos os times ainda tem margem de crescimento. Quanto ao Rio a Carol precisa voltar urgentemete. A MAyhara é uma jogadora muito boa, mas continua não vendo a cor da bola no bloqueio. Estou sentindo a Gabi sobrecarregada na recepção(foi assim tambem quando a Natalia saiu para jogar no AMIL e o RJ contratou a Brankica) Gabi é muito jovem e tem que entender que é fundamental para o esquema de jogo do RJ. Roberta precisa voltar a ser aquela jogadora da SEMI da edição passada e a Buijs precisa mostrar a que veio. Tenho fé que ela vai fazer como a Mihajlovic, na hora certa estará distribuindo bombas contra os adversários.
Alysson Barros disse…
Todo mundo sabe que o Rexona aqui é o time da arrancada e que podem virar qualquer set desfavorável, mas isso em virtude da incompetência e respeito exacerbado dos outros times.

O time do Rio está longe, muito longe de ser imbatível.

Queria que aparecessem jogadoras e uma comissão técnica que peitasse o Bernardo, perdesse o respeito e impusesse derrotas ao seu time. As jogadoras adversárias encolhem o braço na hora de decidir e os técnicos assistem resignados, como se fosse missão impossível a vitória.

Terracap, Genter, Minas e Nestlé são times que podem derrotar as cariocas. Não sei por que tanto medo e tanto respeito.

Acho que no dia que o Bernardo deixar o time as coisas mudam. Tenho quase certeza disso.
L. Mesquita disse…
BERNARDINHO é BERNARDINHO não é mesmo gente??? O cara tem ONZE títulos de SUPERLIGA e 4 finais olímpicas consecutivas,não é à toa!!! No CAMPEONATO MUNDIAL-2016, as baixinhas do REXONA enfrentaram as gigantes europeias e venderam caríssimo a derrota por 3x2. O melhor exemplo disso é a oposta MONIQUE que não se intimidou diante das GIGANTES EUROPEIAS e fez um excelente MUNDIAL! Já aqui na SUPERLIGA vai ser difícil alguém tirar o título do REXONA... No mínimo, tem que jogar a 100% o tempo todo!
George disse…
Posso estar muito errado, mas pra mim essa é a formação mais insegura que o Rexona teve desde que perdeu o titulo pela ultima vez. Na temporada passada quem foi pressionada - e correspondeu muito bem - foi a Natália. Nessa temporada, muito pelas baixas atuações da Buijs, a Gabi tem sido pressionada e está com atuações não muito inspiradas. Se o panorama seguir o mesmo, tende a ter muita dificuldade pra segurar essa 1ª colocação no returno. Vai precisar de um crescimento da Buijs e a volta urgente da Carol.

p.s: a Régis nem entra mais, nem pra tentar uma salvação no final do jogo. O que será q aconteceu? Bem q fez a Amanda em ir se destacar no Brasilia.
Yana Souza disse…
O Rio ta errando menos e com certeza será o campeão novamente, apesar de la fora não ganhar nada... a liga ta graça mas ja ficou claro que já tem nome p campeão deste ano: Rio de Janeiro. Não irei bem acompanhar o restante dos jogos... Prefiro ver o turco que está muito mais interessante...
Joffre Neves disse…
Acho que todo mundo já sabe que o Rexona leva no feminino e o sada no masculino...Assim como nos próximos anos,só acompanharei algumas jogadoras em crescimento que podem jogar lá em Tóquio.Só um milagre ou uma zebra do tamanho de um elefante tira esse título do Rexona,o mesmo serve pra o Sada.
Yana Souza disse…
Verdade, gato.. mas em segredo.. torço p um destes times aprontaram p Rio... mas como disse o Praia vai morrer na recepção inconstante como pode contratar tanto e não concertar o pior que o time tinha: a recepção. E o Osasco como sempre veremos o luizomar insistindo com Dani e gabiru.. um absurdo.. tomo mundo vou o tanto que a Gabi erra e ele tem coragem de sacar a Sérvia p colocar gabiru p entregar o time... e a Dani sem visa o ainda levanta tudo pra ela. Fico sem entender isso... Alguém me explica? Yana, a gata.
Yana Souza disse…
O Praia vai morrer na praia, literalmente... para quem achava que a Fabiana seria a salvadora do Praia estão percebendo que sem a Alix o Praia vira presa fácil... espero que com a Alix mude um pouco esta realidade... vai perder p Osasco ou.Minas nas semis.. Duvidam?