Das surpresas, uma outra surpresa



Genter Bauru 3x0 Terracap/Brasília

O resultado do encontro entre as surpresas da Superliga 16/17 não poderia ter sido outro senão surpreendente. Tanto o placar como a feição de boa parte partida fugiram do equilíbrio esperado.

E o responsável por desequilibrar a balança – contra ele próprio – foi o Brasília. O time não se encontrou no passe e no ataque pelas pontas. Paula fez novamente uma partida ruim nos dois fundamentos. Há entre ela e a Silvana um espaço de indefinição na linha de recepção em que uma não confia na outra e nenhuma faz o seu trabalho direito.

E olha que o Bauru deu chances para o Brasília recuperar a confiança no passe com uma enormidade de erros de saque. Aliás, a partida teve uma quantidade de falhas absurda para uma disputa de três sets. O placar final neste quesito foi de 22x31.
 
**********************************

Macris forçou as bolas pelo meio, mas como eram quase que as únicas saídas de jogo para o Brasília, ela foram bem marcadas pelo Bauru. Por isso não entendi porque o Anderson não recorreu à Sabrina com mais convicção, colocando-a para ficar no jogo e não apenas como uma cartada final.

O Kwiek, por sua vez, contou muito mais com seu banco de reserva. A Bruna entrou com um bom saque no final do segundo set e a Rivera assumiu o passe e o ataque no lugar da apagada Mari Cassemiro. A responsabilidade da virada de bola ficou muito mais equilibrada em Bauru.

Acho que aí esteve a chave da vitória do Bauru que também sofreu em alguns momentos com a qualidade do passe e com o excesso de erros cometidos. A equipe paulista teve mais recursos de elenco para compensar os maus momentos. Além disso, veio bem preparada para agredir o Brasília no saque e teve uma leitura perfeita do jogo da Macris que acabou, sem as pontas virando, ficando um tanto óbvio. 

**********************************
 
O Brasília pela segunda vez é superado por um time que não está entre os favoritos. Contra o Rio do Sul tinha obrigação de vencer e perdeu feio, sem ver a cor da bola. Contra o Bauru, a disputa era para ser mais equilibrada com até certo favoritismo ao Brasília pela campanha que vinha fazendo. Mas foi mais uma atuação ruim e um resultado negativo.

Pelo jeito o time da capital federal não está se encontrando na posição de favorito. O peso de se destacar é exatamente esse. Brasília chamou a atenção e está sendo mais estudada do que antes. Agora é uma outra etapa que o time vai precisar enfrentar e muito mais difícil de se obter sucesso.

Afinal, para se confirmar no topo, terá que tirar mais coelhos da cartola. O Brasília joga ainda muito no limite, sem folga para um desempenho mais abaixo de uma jogadora ou outra. Acho que da Paula pode-se esperar muito mais tanto na qualidade do passe como no ataque. Do banco de reservas, a Sabrina pode dar uma boa resposta, mas é só. E da Andreia não acredito que venha algo além do que vimos até agora. Ou seja, a margem de melhora é pequena e não sei se será suficiente para continuar no encalço dos favoritos. 
 
**************************

Em relação ao Bauru, acho que o time deve permanecer nesta mesma onda até o final da fase classificatória: dá trabalho aos favoritos e vence bem os seus iguais e inferiores. Acho que a Mari certamente enriquece o grupo, mas não a ponto de elevá-lo a outro patamar na SL. 
 
E, na real, o grande trunfo do Bauru é mesmo esta regularidade, sem grandes oscilações. É um time cumpridor, não está abaixo e nem muito acima do que se espera dele. Entre tantas equipes de picos e vales, quem sabe esta consistência não seja um diferencial na fase decisiva?
 

Comentários

grievoblivioned disse…
Thaisinha, Castilho e Macris foram os destaques para mim. Como é bonito vê-las jogar.

E surpresa das surpresas foi a Mari voltando e detonando nos dois primeiros sets. Acho que não errou nas duas parciais. Entretanto, sinto que ela não consegue - ou tem medo - de soltar a mão. Afinal, foram tantas lesões... Enfim... Viva Vôlei era da Thaisinha, porém fiquei contente com a atuação da campeã olímpica. Espero que seja ascendente e que o time mantenha o padrão contra o Nestlé na semana que vem. O banco de reservas é muito equilibrado, coisa que o time osasquense não possui. São tantas boas combinações que o Marcos pode fazer e sempre terá alguém á disposição caso uma das jogadoras não esteja bem. Muita versatilidade tem o time. Porém o passe das ponteira precisa melhorar bastante ainda - já que ninguém é louca de sacar na Brenda. Mari Casemiro devia ser banco nesse time.

E aquela Andréia lá... Putz grila, que coisa lamentável! Não derruba nada. Que tipo de oposta é essa? Por que não deixar a Sabrina logo de vez? Quem essa jogadora conhece de importante que nenhum técnico - a não ser o Bernardo - a coloca no lugar que ela merece ficar, que é no banco? Afundou o SESI e tá afundando o Terracap agora. Fez três míseros pontos! Por que ninguém a impede de ser a âncora dos times pelos quais passa?
L. Mesquita disse…
Laura não entendo pq vc enfatizou q o BAURU não está entre os favoritos??? Um time q vem de uma sequência de 7 partidas INVICTO, está sim entre os favoritos! Além disso, o BAURU atual é MUITO DIFERENTE do BAURU da última Superliga. O maior avanço foi ter dispensado a INOPERANTE ANA TIEMI e ter posto JUMA de titular!!! Além disso contratou 2 dominicanas com vasta experiência em torneios INTERNACIONAIS e também a CAMPEÃ OLÍMPICA MARIANNE STEINBRECHER. O BAURU tem ima bela dupla de opostas: BRUNA e MARI. Contra o Brasília, as DOMINICANAS arrasaram e MARI fez justamente o que uma oposta dev fazer, ao contrário da ANDREA do BRASILIA. Acho mais interessante Brasília atuar com Sabrina,oposta clássica, de titular e Andreia entrar só na INVERSAO 5x1 nas passagens de rede, porque Sabrina ataca muito do fundo de quadra e bolas altas e Andreia é mais jogadora de rede e dá prejuízo no fundo de quadra!
L. Mesquita disse…
Quanto ao MINAS q muitos achavam favorito, está se afundando cada vez mais! Muito longe do G-5(REXONA,BAURU,PRAIA,OSASCO,BRASÍLIA)que já passaram dos 20 ptos enquanto MINAS tem apenas 13! Absurdo cogitar Naiane pra seleção se pelo menos MACRIS,FABIOLA,CLAUDIA,ROBERTA E JUMA são melhores! Partidaço da MONIQUE E DA JUCIELY dentro da casa do MINAS calando a boca da torcida!!!
Carina disse…
Eu gostei muito de assistir essa partida. É uma pena que mais jogos do Bauru não sejam televisionados com frequência. Essa equipe teve uma bela atuação, acho que vai incomodar e muito os últimos finalistas, da edição passada, da SL.
O Brasília tem uma fraca oposta, a Andrea deixou a desejar.
Gustavo disse…
Esse jogo foi bem fraco tecnicamente, show de erros, ganhou quem errou um pouco menos, que foi Bauru, Brasília conseguiu cometer mais de 10 erros por set, Mari fez uma boa atuação mas a Bruna entrou bem nas inversões, essa competição pela titularidade ainda continuará.

O Brasília perde sempre que não estabelece seu passe como gostaria, tinha o melhor passe da SL, mas tanto Rexona como Bauru complicaram a vida de suas passadoras, e pra piorar, nem Amanda, nem PP4, que jogou mal demais, estavam resolvendo no ataque, Andréia é Andréia, um cone que fez 3 pontos, ideia infeliz a do Anderson de morrer abraçado à ela e mal testar a Sabrina na saída. No mais, as inefetividade nas pontas afetou o jogo da Macris, que passou a levantar pras centrais sempre que possível, final do segundo set ela já tinha perdido qualquer confiança nas atacantes de ponta.

Bauru é um bom time, só não sei se tão bom quanto seu recorde de 8-2 aqui na competição, acho que o próprio Brasília tem sido mais coeso, só aconteceu de fazer uma partida horrorosa justo contra eles, diferença foi que Bauru não tropeçou contra ninguém abaixo do top 5, como o Praia fez contra o Minas e o Brasília contra o Rio do Sul. Defesa é ótima, vale dizer, a melhor do campeonato, recepção boa, mas ataque ainda é uma incógnita, melhorou um pouco mas é bem mais ou menos pelo meio e nas pontas ainda é bastante carregado pela Thaisinha, na saída de rede Bruna e Mari melhoraram a situação ruim que Bauru tinha no começo do campeonato, mas a Cassemiro é muito fraca, resta saber se a Rivera finalmente conseguirá lugar no time.

Por isso acho Osasco favorito pro confronto entre eles, tem a segunda melhor defesa, mas um ataque superior, melhor da competição, suas 3 primeiras opções são tão boas quanto a 2ª opção de Bauru, já do outro lado, se encaixotarem a Thaisinha e ninguém aparecer dentre Mari/Bruna/Rivera, o ataque de Bauru morre.
Raimundo Aoki disse…
Kwiek, Anderson, Picinin e Paulo Cocô. Estou curioso pra ver se algum deles conseguem levar as meninas a conquistarem o título.
Yana Souza disse…
Claro que não. Ninguém tira o título do Rio... certeza