Ela voltou


A novela Minas e Jaqueline teve um final feliz. Depois de semanas (meses?) de muita especulação, a jogadora confirmou nesta quinta-feira que retorna ao time mineiro.

Pela demora, já nem estava mais levando em conta esta possibilidade. Agora que ela se tornou real, acho que podemos ter outra expectativa em relação ao Minas na Superliga. 


É verdade que o fundo de quadra (passe e defesa), especialidade da Jaque, não tem sido um problema para o Minas. Mas desafio a me apontarem um time desta Superliga que não gostaria de tê-la no elenco. Ela é uma jogadora com qualidades raras hoje em dia e encaixa em qualquer elenco. Não é somente um reforço para o Minas e sim para a SL.

Com Hooker e Jaque, o time fica mais completo e com mais opções de composição e de troca. A combinação dos dois reforços ameniza o problema que comentei na semana passada em relação à transição da Rosamaria. Traz maior equilíbrio. Afinal, a Rosamaria, deslocada na ponta, pode ter uma cobertura mais qualificada no passe com a Jaque e uma parceria mais eficiente no ataque com a Hooker. 


******************************

Agora, para o Minas ganhar um novo status na competição há uma longa e difícil jornada. Algumas expectativas precisam se confirmar. A primeira, que a Hooker retome o ritmo de jogo e corresponda no ataque, ainda que não seja aquela jogadora de 2012 – o que certamente não será. O mesmo vale para Jaque no que se refere ao ritmo de jogo. Ela está parada desde os Jogos.

Ou seja, até o Minas ter todas elas prontas e com o elenco em estágios de preparação semelhante levará um tempo. E, até lá, o time consegue se segurar sem despencar demais na tabela? Isso é importante para determinar a sua ambição na fase final. O Minas pode pagar um preço alto por demorar a definir a sua equipe.

Como também comentei num post anterior, o Minas ainda está à procura de um estilo de jogo e uma regularidade. Nas últimas partidas, começou a se preparar para receber a Hooker deslocando a Rosamaria para a ponta e colocando a central Mara como oposto.

Seria bem importante que o time, com esta composição, conseguisse evoluir e manter uma estrutura a qual os reforços somente se encaixassem. Porque senão, serão duas etapas de adaptação: a primeira, a atual; a segunda, com Jaque e Hooker. E, para isso, o Minas não tem tempo.


Comentários

Joffre Neves disse…
Com relação a adaptação das jogadoras,treinos com bola e entrosamente das jogadoras Jaque e Hooker,creio que seja mais fácil que pensamos porque ambas tem um físico muito bom pra o esporte mesmo estando meses sem jogar e também porque estão,aparentemente,dispostas e com determinação para um título de superliga.Jaque e Hooker são amigas e acho bem parecidas em relação a personalidade então é menos provável que a briga de ego seja bem mais acentuado.É um time que se tudo ocorrer bem pode pensar em título sim e não duvidaria fazer final de superliga porque tem uma talentosa e maior pontuadora da superliga(Rosa),uma ponteira mais que completa(Jaque),oposto ainda matadora(Hooker),levantadora jovem e um pouco mais experiente(nayane-pode melhorar ainda mas está no caminho certo),uma líbero exemplar(leia) e meios de redes boas (gataz e fran).Mara não joga bem no minas no meio de rede e parece que ela diminui 60 cm na quadra.Uma pena pra uma meio de rede de quase 2m que brilhava no São Caetano.Na reserva eu diria que a situação não seria tão ruim assim porque a pri anda mt bem no passe e anda entre as maiores pontuadoras,karine sempre eficiente nas inversões e mais magra após a gravidez não esperada,domingas que ainda não mostrou a que veio,mara que pode aumentar a rede nas inversões de rede jogando de oposta.Paulo coco ta botando a Mara de oposta pra ver como ela rende e tem funcionado até agora e a rosa ta na ponta pra testar logo e ver como seria sem a hooker,preparar o time mesmo.O minas tem chance de final se tudo combinado der certo mas até lá tem que recuperar uns pontos,não tenho dúvidas que o minas fica entre os 4 melhores:Rexona-Rio,Dentil-Praia,Volei Nestle-osasco e o Camponesa Minas vão ficar entre os 4 e não necessariamente nessa ordem.Na melhor das hipóteses o Gender-Bauru fica em 5,o que já seria muito bom.
George disse…
Agora o time entra em outro patamar. Mesmo que a Hooker não volte a ser aquela do Sollys, a Rosa fica mais solta pra resolver (e, se tudo der certo, seguir evoluindo). Se o time entrosar - o que deve acontecer -, pode vir no encalço dos grandes e ir pra semi novamente.
Rodolpho Francis disse…
Todos os times ainda podem evoluir muito:
- O Rio se voltar com a China(Mortal) da Jucy e se a Buijs mantiver o bom rendimento no ataque, será campeão novamente.
- O Praia precisa ter mais regularidade na recepção, pois as bolas com a Fabiana já estão corretas.
- O Minas vai se firmar entre os grandes, com a chegada da Jaque e da Hoocker. As pontas estão ótimas, mas os meios são fracos e, pra piorar, a Naiane não joga sob pressã.
- O Osasco é sempre aquela surpresa... Um dia faz jogos impecáveis e no outro pode perder até pro valinhos.
- Bauru pode surpreender, tem um time bom. Mas não acredito que chegue na SEMI.
Gustavo disse…
Ainda dá tempo do Minas terminar entre os 4 primeiros, mesmo com o calendário complicado adiante, eu diria hoje que o grande curinga em relação a quem vai ter mando de campo nas quartas é o Brasília, ainda acho que Osasco será 3º mesmo perdendo pra elas, mas o arranjo Brasília-Minas-Bauru ainda é um mistério, perdendo pra dois deles o Fluminense acabou ficando pra trás.

Mas pra mim o melhor da contratação da Jaqueline é que torna o Minas menos impactado por um cenário em que a Hooker performe mal. A formação ideal do Minas quando tudo se acertar seria Naiane, Hooker; Rosa, Jaqueline; Gattaz, Mara; Léia. Se a Hooker não render a Rosa volta pra saída (a não ser que o Paulo Coco esteja mesmo decidido em mantê-la de ponteira, aí ele faria o mesmo de hoje, Mara na saída e Fran no meio), e Daroit volta ao time, e o mesmo aconteceria com a Jaque, com a simples troca dela pela Daroit.
Jess Bonfim disse…
Será que ela e a Hooker, ainda jogam nesse 1º turno?
renato teixeira disse…
Em relação a ritmo de jogo o problema será apenas da americana, jaque sempre se cuida e treina há tempos com o time masculino do sesi, isso já diz tudo.
L. Mesquita disse…
Rexona e Dentil-Praia Club continuam sendo os favoritos... NESTLE com PANI LINS no levantamento e com a insistência em GABIRU não vai longe não! Porque não põem CAROL ALBUQUERQUE, BJELICA E MALESEVIC para jogarem juntas??? Não dá pra entender o LUZOMAR!!! O TERRACAP-BRASÍLIA com a competente MACRIS e a MUSA PAULA PEQUENO se mostrou muito mais consistente que o NESTLÉ e, com certeza vai às semifinais, mas terá que jogar muito se quiser tirar REXONA ou PRAIA da final.
Paulo Roberto disse…
Acho que com essas contratações o Minas se credencia sim, pelo menos no papel, a brigar por algo mais que a semi nessa SL. A Jaque estando bem fisicamente é um jogadora completa (lembremos que até a temporada passada, na qual enfrentou problemas físicos do início ao fim, a Jaque vinha numa regularidade incrível mesmo depois da gravidez). A Hooker se jogar uns 60% do que jogou em Osasco vai ser um desafogo seguro pra Naiane junto com a Rosamaria. Meu único porém nessa equipe é justamente a Naiane. Vejo talento nessa garota, mas acredito que ela está mais pra uma Pani Lins do que pra uma Fofão (guardando as devidas proporções).
David disse…
Se a Jaque se preocupar em passar, e não querer atacar tudo quanto é bola.. o Time tem tudo pra ser grande, Nayane trabalhando mais com as centrais, e as três Rosa, Hoocker e Jaque segurando nas bolas abertas, Goo Minas...
Mais tem que estar pelo menos entre os 04 e tomar cuidado com Brasília e Bauru..