O troco - Brasil 3x0 Coreia


Sem chance para surpresa nesta Olimpíada. O Brasil devolveu o 3x0 sofrido em Londres e enterrou de vez este fantasminha que nunca deveria ter existido.

O Brasil de 2016 vive um momento completamente diferente do que vivia em 2012 na fase classificatória. A seleção começou estes Jogos muito solta. O jogo brasileiro flui com facilidade e o volume de jogo está de alto nível.

Assim, o principal adversário que poderia estar em quadra – o próprio Brasil – não apareceu. Nada de erros de graça ou cochiladas. No máximo, alguns problemas isolados na recepção com Natália e Garay, que foram rapidamente superados.

A única queda significativa de desempenho do time aconteceu no terceiro set e foi causada pelas mudanças no time. Jaque e Gabi entraram em quadra, o que deu uma travada no nosso ataque. Jaque ainda errou uma recepção que possibilitou o empate coreano. Ainda assim, este aperto foi “friamente calculado” pelo Zé Roberto, que, mesmo com os problemas, não desistiu das modificações. E fez a escolha certa. O Brasil precisa passar por estes momentos e precisa testar a composição da linha de passe com a Jaque. 
 
*******************************

O segundo adversário, a Kim, o Brasil matou logo no primeiro set. A seleção veio com a atacante bem estudada e colocou as marcações em prática com um bom posicionamento na defesa.

A marcação fez a Kim recuar a ponto de o treinador coreano, numa decisão rara, substituí-la. Ele mostrou que a existe vida sem a Kim, mas que ela não tem a menor graça. Até que vimos a oposta Kim e a central Yang terem maior protagonismo e conseguirem bons ataques, mas a Coreia sem a Kim somente sobrevive. Vira uma Tailândia sem criatividade e sem velocidade.

No mais, para vencer a Coreia com Kim ou sem Kim, o Brasil manteve uma boa regularidade e qualidade nos saques. Só nisso já conquistou metade dos pontos no set, tamanha a fragilidade da recepção coreana.

Sem se apressar, soube trabalhar a bola para pontuar na hora certa. Natália teve uma grande noite no ataque, mostrando aquela potência física vista no Rexona na última temporada. Ao contrário de outras partidas - acho que até por causa da melhora do levantemento -, teve um repertório de golpes mais variado, mesclando força e jeito, paralela e diagonal.

Depois de dois asiáticos (ou três, contando a super defesa da Argentina), o Brasil pega a Rússia com suas bolas lentas com Goncharova e Kosheleva. Não tenho dúvidas de que a seleção vai mudar a chave rapidamente e se adaptar defensivamente muito bem para este outro estilo de ataque. A minha preocupação está no nosso passe porque o saque russo, como comentarei a seguir, venceu o Japão nesta rodada. 

*******************************
 
Rússia 3x0 Japão

Esta geração japonesa não é da mais habilidosas na linha de passe, mas acho que nunca vi um desempenho tão ruim da recepção japonesa como neste jogo. O Japão já tinha demonstrado fortemente este problema contra o Brasil, mas contra a Rússia foi mais grave.

E, surpreendentemente, a Rússia não foi tomada de altos e baixos. Pelo menos não neste fundamento - nos demais não se pode dizer o mesmo.

O Japão poderia ter complicado a partida se tivesse feito a mesma pressão contra a Rússia no saque. Fez isso no segundo set e se aproximou da vitória. A entrada da Miyashita no levantamento também deu uma melhorada no time, pois ela deu uma leve acelerada ao ataque japonês e quebrou o forte bloqueio russo.

Mas fica difícil para uma seleção ambicionar mais do que um, no máximo, dois sets contra times como a Rússia, quando, além de um passe ruim, tem pouca força de ataque. Como tenho falado, o Japão retrocedeu. Perdeu em qualidade técnica no fundo da quadra e não evoluiu fisicamente para ter maior força ofensiva. O Japão precisa de um trabalho bem mais transformador de renovação, uma repaginação mesmo.

A Rússia, por sua vez, continua a mesma. Inclusive na displicência. Em pleno sufoco do segundo set, as russas achavam tudo engraçado. A impressão que deu é que elas não estavam nem aí para a possibilidade de derrota no set ou mesmo pela situação ridícula de parar constantemente num bloqueio 20cm mais baixo do que elas. 

*******************************
 
Sérvia 3x0 China

Vitória maiúscula da Sérvia. A China mal viu a cor da bola nos dois primeiros sets, totalmente desestruturada pelo saque adversário. A pressão só não foi maior porque a própria Sérvia caiu de rendimento a cada final de set, principalmente no saque.

A China sofreu demais na virada de bola enquanto os contra-ataques da Sérvia foram fatais com a dupla Mihajlovic e Boskovic muito bem. A Sérvia foi superior até mesmo no sistema defensivo.

É surpreendente como a China, mesmo com as brechas dadas pela Sérvia em erros, não conseguiu se encontrar na partida. A seleção não está assim não consistente como eu imaginava que estaria nestes Jogos. Tanto Holanda como Sérvia são equipes que cometem muitos erros e que se desestabilizam facilmente quando o passe não funciona. Mas a China não soube em nenhum destes confrontos: primeiro, trabalhar sob pressão; segundo, aproveitar os pontos fracos dos adversários para impor seu jogo.

Jogo que, até o momento, tem ficado muito parecido com o que apresentou na Copa do Mundo e se afastado do mostrou no Grand Prix. Ou seja, muito concentrado nas bolas com a Ting Zhu e sem velocidade. O time tem sentido falta de uma saída boa com as opostos também. A jovem Gong não está segurando bem a responsabilidade de ser titular e a sua reserva, Yang, não tem melhorado a situação.

*******************************
 
Decepcionante a forma que o time começou esta Olimpíada e a posição que, ao que tudo indica, terminará no grupo - ou seja, em quarto. Ainda assim, me preocupo com o provável confronto com o Brasil nas quartas. Entre Holanda e China, ainda prefiro a Holanda. A China tem potencial para mostrar mais do que mostrou até agora, a Holanda dificilmente sairá do que vimos até o momento e que já é um nível de superação. Entre China e Sérvia, prefiro a China.

Mas preferência não define nada. Temos que esperar os dois grandes jogos de domingo que envolvem, em confrontos diretos, exatamente as quatro seleções classificadas do Grupo B: Holanda vs Sérvia e China vs EUA. 

*******************************
  
Demais resultados da 4º rodada:
 
EUA 3x1 Itália (Grupo B)
 
Argentina 3x2 Camarões (Grupo A)
 
Holanda 3x0 Porto Rico (Grupo B)
 
 

Comentários

Graças aos céus Dani Lins, e também Leia, não sofreram nada.
Dani jogou pra caramba!
Botem defeito que quero ver. :-)
Mantronix Inc disse…
A Holanda ta num bom momento, em uma crescente, e a cada dia q passa o time encorpa, ganha entrosamento, arma com mais qualidade os contra ataques, e fica mais consistente, perdeu p os EUA por 3x2. E apesar da Sérvia ter valores individuais mais fortes, o FATOR MOMENTO aponta a Holanda p ganhar esse confronto hoje contra a favorita Sérvia q deve ficar em 3º da chave atrás da Holanda 2º e EUA 1º. Meu palpite.
Mantronix Inc disse…
Se isso se confirmar a China fica em 4º e pega o Brasil, q com certeza não terá difuldades de superar a Rússia de passe C e levantamentos jacas de Marichev. Concordo Laura, a China é o time mais traçoeiro e imprevisível de todos.
Saulo disse…
Eu estou agoniado com a falta de transmissão via internet, como havia em Londres 2012. Nem gravação dos jogos eu tenho encontrado no youtube! Tá muito difícil acompanhar os jogos desse jeito... E ontem à noite mesmo, três canais passando o futebol - nenhum transmitiu o vôlei. Alguém sabe de algum canal onde posso ao menos ver algum VT?
Isa Costa disse…
Saulo, o Sportv tem 16 canais, os jogos do Brasil têm passado no Sportv 3 e o Sportv 5 só passa vôlei o dia todo, só que de outros times. O Fox Sports ou o Fox Sports 2 também mostram vôlei, foi quem me salvou no jogo contra Camarões e hoje de manhã não tinha nada bom passando na tv e assisti Sérvia x China (reprise) no Sportv 5 e depois peguei o 3° set Brasil x Coréia no Fox Sports. No ESPN também passa vôlei, não sei se Band e Record mostram.

Vai no google e escreve o nome de um desses canais e busca pela programação dele, aí você vai saber certinho aonde e o horário que vai passar jogo do Brasil.
Joffre Neves disse…
Gostei bastante do jogo do time brasileiro ontem contra a Coréia,kim foi anulada e mais na superação do que na técnica o brasil leva o terceiro set.No geral achei que o Brasil anda bem na defesa,ataque está bem e a sheila fez uns pontos de saque sem se aproximar tanto da linha,leia foi muito bem, A jucy substituiu muito bem a thaisa,dani melhorou na distribuição,garay pode render mais no passe mas tá bem.O passe ontem foi bem na maioria do tempo e fora um ou outro erro de recepção do Brasil,o geral foi bem.Senti falta de mais bloqueio em um período de tempo porque até pode ter fechado o jogo nesse fundamento mas poderia ter bloqueado mais.Mudanças hoje não foram muito boas e achei que exageraram em bolas pra jaque enquanto era melhor a thaisa pela frente,gabi também não foi bem e a fabíola ainda tá bem pesada porém com boa técnica e inteligência de aquecer a thaísa chamando pelo ataque de frente.Acho que o Brasil vence a Rússia por 3x1 ou 3x0 e pega a China na próxima fase.
Isa Costa disse…
Não tenho medo da China não, tá bem abaixo da propaganda que vinham fazendo, eu tava com medo era da Coreia de tanto ler comentário aqui falando de um monte de 'Kim' que tinha no time e que eram o máximo e tal.

De novo o ZR trocou o time no 3° set e a Fabíola ficou de fora, só entrou pra sacar e fazer fundo de quadra, Dani continuou em quadra, sinal de que ela está muito pior do que eu esperava fisicamente.

Quando Dani e Léia se chocaram eu fiquei com a cara igualzinha a do ZR, desesperada! Já estava com medo da Coreia e achando que o jogo ia ser 3x2 muito apertado, imaginei que ficaríamos sem líbero e sem levantadora, porque Fabíola tá fazendo não sei o que no time.

Nosso saque/bloqueio/defesa fuincionou muito bem e se continuar assim teremos chances reais de conquistar o tricampeonato.
Luis Carlos disse…
O Brasil está com um volume jogo de encher os olhos, temos a melhor dupla de ponteiras do mundo, me lembram a seleção de 2008 com Mari e Paula, estamos no caminho certo para o tri!
Alysson Barros disse…
A bruxa tava solta ontem! A Léia e a Dani se chocando, depois a Natália e a Léia quase se estropiando e por fim a Natália caindo em cima da coreana no bloqueio. Ufa! Também pus a mão na cabeça e temi o pior no choque das duas... Ainda bem que p ZR deve ter encomendado um trabalho forte antes do início dos jogos e nada aconteceu...

Essa situação me lembrou a sina que as ponteiras brasileiras passou antes de Londres. Ainda bem que não aconteceu nada!

Apesar de alguns pontos negativos em breves momentos, não vou criticar ninguém. Por quê? Por causa do sistema defensivo espetacular, com absolutamente todas contribuindo com defesas maravilhosas, e pela melhora na distribuição/precisão da Dani.

Os erros de passe foram sobrepujados pelas inúmeras defesas, que devem ter deixado as coreanas um tanto impacientes. O contra-ataque do time está avassalador.

Léia reina absoluta no fundo de quadra. Errou apenas um passe e quinou outro. Cada vez mais confiante, tá começando a liderar melhorar a linha de recepção ao meu ver. Se ela era a melhor defesa e a 3a melhor passadora, creio que depois de ontem ela deva ter melhorado - ainda não vi as estatísticas. Destaque para ela pegando a diagonal da Kim e pondo na mão da Dani. Aliás, como defende bem essa baixinha porreta! Eu sabia do que ela era capaz. Como ela já jogou contra as russas, não espero nada diferente. Que venha a Kosheleva! Certamente ou ela ou a Goncharova, uma das duas, vão sair do jogo por causa do sistema defensivo do Brasil.

Isso se não entregarem p jogo.

Parabéns, meninas!
Alysson Barros disse…
Você está exagerando um pouco. Rs! Mari e Paulanão quinavam e tomavam aces seguidos como Natália e Garay, além do que sempre que o passe era B ou C, elas sempre botavam no chão, o ataque de ambas era simplesmente fulminante - coisa que nao acontece com naturalidade hoje em dia.

O time de 2008 foi um verdadeiro time dos sonhos. O de hoje tá tacando 3-0 em todo mundo também, mas tem que melhorar ainda!
Luizhcruz disse…
Pessoal, o Brasil vai jogar as quartas as 10:00 da manhã se passar em primeiro? Ou vão jogar as 22:15? Ou não dá pra saber isso? Pelo que vi joga as 10:00.... :-(
Ander disse…
Brasil jogou muito bem ontem!! Acabou com a poderosa Coréia e a idolatrada Kim. Leia mostrando que a escolha do Zé por ela foi certa. Fabiana voltou a jogar com tudo e quero Thaisa de volta titular. Ansioso para o jogo contra a Rússia!! Quero muitas provocações kkkk
Unknown disse…
Não pude ver todos os sets, mas o que vi dos jogos de BR e demais times, nosso favoritismo aumentou. Porque os outros times pouco evoluíram a partir do que mostraram no Grand Prix, o BR foi o único time que melhorou, e foi consideravelmente.
Concordo com a Laura, o grau de previsibilidade sobre os adversários está bem alto, apenas a China está mais incerta, porque no GP antes das finais seu nível técnico estava bom. E sempre é bom lembrar, o próprio BR foi mal na primeira fase em Londres, mas deu a virada no primeiro jogo da fase de knockout.
Então não tem nada garantido, acabou a fase de grupos, começa outro campeonato.
Agora, se concordarmos que tecnicamente os times estão nesses patamares que falamos aqui, BR tem boas chances. Então o que valeria a pena discutir são as questões não técnicas, como a tal da vontade de ganhar.
E nesse aspecto os times em que eu mais percebo isso são Brasil, Sérvia, Holanda e EUA, nessa ordem. A Rússia oscila um pouco nesse quesito, talvez porque o Marichev não consiga liderar bem a equipe.
A Rússia tem alguma margem de complicar o jogo, talvez no saque, porque neste quesito elas estão melhores que no GP, pois o nível mostrado lá foi de time aspirante a profissional. O termômetro da Rússia vai ser seu passe, mais especificamente a Scherban. Quando ela passa bem em um jogo, a Rússia fica bem perigosa. E a Scherban não oscila no passe dentro de um jogo, ou ela joga bem no jogo todo, ou joga mal. Quando joga mal, apenas a Goncharova ou apenas a Kosheleva joga bem, e elas viram presa mais fácil.
Agora, se o passe da Rússia funcionar, aí o jogo vai ser emocionante.
Dou meu braço a torcer no caso da Coréia, eu achava que elas poderiam complicar para o BR. Ao contrário, estão mal em fundamentos que se esperava mais, especialmente no passe. Aliás, junto com Japão, foram as seleções que mais demonstraram queda no fundamento comparando com o passado recente.
O Japão está muito mal nisso, não tem como competir nesse nível, porque o ataque não tem força pra vencer bloqueios altos.
A Coréia ainda é um time Kim-dependente, e eu achava que isso tinha reduzido, mas ainda não.

O jogo chave para o BR vai ser o primeiro da fase de knockout, se vencer este jogo, vamos para o hino nacional brasileiro. Este é o jogo que mais me preocupa. Posso estar exagerando, mas pra mim este é o divisor de águas para a SFV nesses JOs.
Unknown disse…
Complementando o meu comentário anterior, digo que o primeiro jogo do mata-mata é divisor de águas para o BR porque:
- É o jogo da confiança. A pressão é bem diferente daquela da fase de grupos
- É o jogo que permite comparar o desempenho da SFV com o dos times do outro grupo
- É o jogo que coloca à prova a regularidade em alto nível

Luizhcruz disse…
Se o Brasil passar em primeiro joga as quartas as 10:00 da manhã? É regra isso?
Johnny disse…
Sinceramente, continuo achando os levantamentos de Dani Lins muito baixos, inclusive comprometendo os contra ataques, sendo que uma bola baixa no final do terceiro set fez até a Natália errar. Outra coisa, a Dani Lins só levantou bola nas pontas, alguém viu isso? Praticamente não levantou bola china e poucas bolas no meio. Não gostei do jogo da Dani Lins.
Outra coisa, quando a Jaque entrou, a Dani Lins disparou a colocar bola para a Jaque, sendo que podia inverter para a Gabi ou chamar bola "paip" (não sei se é assim que escreve kkkkk).
Sheila graças a Deus melhorou o saque e não pisou na linha.
Thaísa está muito lenta, pelo pouco que vimos ela jogando. Precisaria ter entrado desde o começo do jogo contra a Coreia, na minha opinião.
Adenísia, conforme todo mundo falou, foi na olimpíada só para ficar no banco...
Fabíola não está tendo grandes chances, e na minha opinião deveria ter entrado no começo do terceiro set.
Garay e Natália erraram alguns passes e Leia acho que errou só 1 ou 2.
Léia até agora está muito bem na olimpíada.
Dani e Léia quase se machucaram sério, graças a Deus que nada aconteceu, senão estaríamos no buraco kkk
Bruna Volochova disse…
O time está perfeito para mim. Nada a adicionar.
O nome da jogada é pipe e a Adenízia joga nos bastidores. É a 8 jogadora, a que não entra em quadra mas joga também.
fredrise25 disse…
Ela esta fazendo aquilo que vc não faz. Parte da seleção.
Isa Costa disse…
Ué, Fabíola tem poucas chances por questões óbvias, muito pesada e lenta, ainda entrou mal contra o Japão, posição de levantadora é muito importante, não dá pra entregar o jogo nas mãos de uma jogadora sem condições físicas ideais.

Eu tinha até esquecido que a Adenízia tinha sido convocada, não faz diferença, todo mundo sabia que não ia jogar mesmo. O ZR é supersticioso, provavelmente ele mantém a Adenízia no time baseado nisso, e talvez ele tenha atribuído o péssimo início em Londres ao corte da Fabíola e por isso disse que a vaga na Rio 2016 era dela, mesmo ela estando grávida ainda, fez ela treinar feito louca em saquarema pra disfarçar, ele ia levar ela de qualquer jeito.
Jonas M.B disse…
Enquanto isso na seleção masculina...
Bruna Volochova disse…
fredrise25, ela está fazendo aquilo que Nós não fazemos. Parte da seleção. Não entendi o recalque.
Bruna Volochova disse…
A seleção masculina vai de mal a pior. Quase a mesma situação da feminina em Londres. Mas ainda depende de si. Se ganhar passa. E o Rah Silva, pediu o Bernardinho na seleção feminina.
Cadê ela agora?

Para relembrar

Não sei mais meu sonho seria ver o Bernardinho na Seleção feminina e salvar o tricampeonato olímpico 😥
A seleção Ta de passar vergonha vai apanhar e muito dos Estado Unidos, Rússia, Sérvia, China principalmente e até da Turquia se brincar.

Isso foi no Grand Prix, que por um acaso a seleção foi campeã, em cima dos Estados Unidos, de quem iria apanhar muito.

Adooooooooro essas voltas que a vida dá. E Adenízia segue nos bastidores.
Alysson Barros disse…
Adenízia será a única bicampeã olímpica eternamente lembrada como amuleto e trocadora musical oficial de um time caso o time vença.

O cd ficará para sempre na história.

Eu acho que não iria querer uma fama dessas. De qualquer forma, é impagável. Assim como aquele ataque que ela deu no jogo contra a Coréia.
Alysson Barros disse…
Quanto à seleção masculina... Você via a cara de derrota e de entrega no quarto set. é o que o Berbardo faz quando tudo já estava perdido? Tira o filho dele e deixa outro levantador perder no lugar. De novo.
Joffre Neves disse…
Tô pouco é me importando com a masculina,se passar bom agora se não acho que não mudaria nada mesmo.Acho que hoje o brasil vence a Rússia por 3x0 e 3x1 com sheilla arrebentando e todas as jogadoras jogando bem,inversão de rede apenas se for preciso mesmo e não protocolar porque a gabi leva desvantagem medonha contra as russas.No mais a seleção masculina que se vire,espero mais nada dela.
Yana Souza disse…
E meu amigo, mas ela esta la representando o Brasil e estara jogando na Itália, ganhando por mes o que vc nunca ganhara em 100 anos... inveja mata... yana, novinha e gata. Hummmf p vc.
Luizhcruz disse…
Bruna, se o Brasil passar em primeiro do grupo vai jogar as quartas as 10:00 mesmo? Ou por ser o país sede pode jogar as 22:15?
Vicente Maia disse…
Acho que o Brasil ganha da Rússia, pena que não vou ver o jogo. Estou num fuso horário de + 4 horas e o jogo vai começar umas 3 da madrugada pra mim. O jogo mais difícil vai ser contra China, se o Brasil ganhar acredito será campeão.
Joffre Neves disse…
Prefiro que o Brasil enfrente a China mesmo,não tá jogando tudo que sabe e tem jogadoras muito novas mesmo,opostas que não estão segurando o jogo e jogo sobrecarregado na ting zhu.Holanda venceu a Sérvia por 3x2 jogo que acabou nesse instante.
Bruna Volochova disse…
Luizhcruz, como podes ver no link abaixo, essa informação ainda não foi divulgada. Os horários de todos os jogos estão às 0:00.


http://rio2016.fivb.com/en/volleyball/women/schedule#/d20160814
Isa Costa disse…
Eu nunca dei moral pra seleção masculina, só passam vergonha. O Bernardinho não chega ao pés do ZR, o Rio sempre esteve na elite, quando o ZR comandou o Campinas já no seu primeiro ano com time cheio de jogadoras mais ou menos, o time terminou em 3°, a diferença entre os dois técnicos é muito grande.

ZR tem melhores estratégias e é muito observador. Bernardinho é melhor em desenvolver talentos, como técnico de seleção ele é bem fraco
Alysson Barros disse…
Essa será a primeira e ilúltima vez que irei replicar um comentário seu, criatura: ao invés de vir com clichê e esses comentários torpes e abjetos que só a sua pessoa consegue fazer por aqui, por que não tenta argumentar melhor as suas frases e assim manter uma discussão que valha a pena e seja construtiva de fato?
Simples, seria igual á Adenízia ser titular na seleção: vice não tem a capacidade.
Jonas M.B disse…
Bernardinho é fraco, reclamar de uma jogadora que foi para não jogar é ser recalcado , china já era, etc. Que fase os comentários..
Yana Souza disse…
Vc ta falando sério.. alguém pode acreditar..rsrs. menos, bem menos.. yana, a gata...
Yana Souza disse…
Se ela esta lá, alguma qualidade ela deve ter... Vc deveria ser menos subjetivista em seus comentarios... Tenta ser mais raciona e entender pq o ze a levou... um tecnico como ele nao a levaria se ela n tivesse suas qualidades comi jogadora... os atletas merecem respeito... hummmf.. a gata
Mantronix Inc disse…
Querem apostar quanto q o jogo contra a China vai ser 10x mais difícil q contra a Rússia?
Joffre Neves disse…
Brasil fez 3x0 na Rússia agora e pega a China,Japão enfrenta os estados unidos e o sorteio vai ser entre a holanda que ficou em segundo e a servia em terceiro no grupo dos estados unidos já a russia ficou em segundo e a coreia do sul em terceiro,outro sorteio.
Joffre Neves disse…
Sheilinha no jogo de hoje fez 18 pontos e dividiu as principais ações de jogo com a Natália com 14 pontos,thaisa(8)e fabizona com 7 pontos poderiam ter atacado mais na minha opinião,garay jogou no primeiro set e saiu no segundo com 8 pontos e jaque entra no lugar fazendo um bom fundo porém sua recepção não foi tão boa assim em uns momentos mas no geral foi bem e ajudou o brasil a levar o set,a jaque terminou com 3 pontos e chamou a responsabilidade no final do terceiro set,inversão hoje com a gabi poderia ter sido mais aproveitada mas ela se virou e até pontuou uma vez,no terceiro set quando tava perto de acabar a goncha bloqueou a nat no simples e a mesma foi bloqueada outra vez...Não acho que a inversão foi a causadora da melhora russa no terceiro set,achei que a nat levou uns bloqueios e a bola deveria ir pra as meios de rede.Gostei do jogo de hoje do time br e acho que levamos bem contra a china.Só pra dar destaque nesse fato : camarões jogou bem contra a coréia,do mundial pra cá elas melhoraram muito e bloquearam 8 vezes as coreanas,não é time ainda para títulos mas gostei muito de ver essa melhora e o espírito olímpico/esportivo dos torcedores foi lindo de ver aplaudindo as camaronesas.