Finalmente, Praia!

Já diz o ditado: água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Pois a água do Praia bateu insistentemente na pedra das quartas-de-final para, finalmente, conseguir ultrapassá-la na SL 15/16. Chega, assim, à primeira semifinal de sua história.

É um presente que o clube e a torcida de Uberlândia mereciam. O clube, por manter um bom investimento no time durante todas estas temporadas; e a torcida, por se manter fiel nos bons e maus momentos. 

*********************************

Dito isso, é hora de colocar os pés no chão. A classificação inédita veio por meios mais difíceis do que deveria. O Sesi não se classificou em sétimo lugar por acaso. Por mais Fabianas e Jaquelines que tivesse, o Praia, com a sua segunda colocação, deveria ter se apropriada do confronto e ter passado com maior facilidade - devido a méritos próprios e não fragilidades do Sesi.

A sorte do Praia neste último confronto foi que o Sesi não teve capacidade de segurar a vantagem que abriu nos dois primeiros sets e deu inúmeras brechas para o time da casa crescer e se recuperar. Apesar do bom volume de jogo, a equipe paulista desperdiçou muitos contra-ataques que poderiam ampliar a vantagem e colocar o Praia numa espiral descendente como a do primeiro jogo das quartas.

Digo isso porque acredito que o Praia é que deveria ter assumido o controle da partida e imposto o seu ritmo de jogo, coisa que só foi fazer, desde o início, no último set. Nos outros, demorou para pressionar o Sesi na recepção e no bloqueio, em reações retardadas que poderiam ter custado as vitórias não fosse a debilidade do Sesi. 

*********************************
No mais, gostei de ver a Álix nestas duas últimas partidas assumindo a responsabilidade do ataque enquanto a Ramirez vai, aos poucos, reencontrando o seu ritmo. Michelle também foi muito bem nestes confrontos na recepção e no saque. E o Praia, ao contrário do Sesi, soube trabalhar melhor as bolas para o contra-ataque e contar com um bom bloqueio nas trocas de bola.

O Praia parece que está ainda se acostumando com este novo papel que assumiu na SL e com as expectativas que foram criadas em torno dele. Por isso tanta instabilidade, ansiedade e receio em quadra. E terá que lidar com isso novamente agora nas semifinais. Com duas vitórias durante a competição sobre o Minas, além dos últimos títulos mineiros, o favorito é novamente ele. Sei que é um clássico, o que coloca todos em níveis semelhantes, e a diferença em quadra para o Minas é pequena. Mas a responsabilidade da vitória, ao meu ver, permance no lado do Praia. 

*********************************
O Sesi foi tema de diversos comentários no Papo durante esta SL 15/16 e não vou me repetir. É uma temporada para esquecer.

Só quero destacar nesta disputa final o desempenho da Ellen. Se não fosse por ela, a morte do Sesi seria muito mais rápida. Ela levou o ataque paulista já que foi difícil jogar com a Fabiana, a Jaqueline atravessa um mau momento e a Dayse... é a Dayse, não se pode esperar muito dela. Crescer neste momento de decisão indica personalidade e qualidade. 

*********************************
Pê ésse: 
 
- Bonita declaração do Picinin ao final do jogo agradecendo e compartilhando a conquista do Praia com todos que passaram por sua história recente, inclusive e principalmente o Spencer Lee. Grande atitude do treinador e um justo reconhecimento.

Comentários

Laura, você como sempre.... disse tudo.
Eu quase tive um troço, eita que foi muita gritaria aqui em casa, hahah nem assisti direito pq não aguentava. Principalmente no terceiro set qnd vi o sesi tirar aquela diferença.Nossa! enfim, tomara que o time entre com a cabeça fria querendo jogo, assuminado esse papal de favorito, mas sempre com a cabeça no lugar e passe, não sera fácil pq o Minas ao que demosntrou está focado e equilibrado. Enfim tô feliz.
Vicente Maia disse…
Alix Klineman 3 x 0 SESI
O jogo começou com uma improvável vantagem do SESI, foi para primeira parada com 8 x 4 no placar e parecia que iria fazer um jogo bem equilibrado, mas pouco a pouco o Praia foi tomando a supremacia da partida e dominando o jogo em todos os fundamentos. As pingadas do SESI não caiam, os erros se multiplicavam, os contra-ataques eram perdidos, o bloqueio parava o ataque do SESI, a exceção da Ellen que mais uma vez consegui se sobressair. Jaqueline jogou uma partida medíocre, afundou o time do SESI e sua má fase no ataque, que não acaba, é preocupante.
E sobre o ataque do Praia, bem, esse é um capítulo especial que tem um nome. Alix ofuscou todo mundo na quadra. Ela ofuscou todas as atacantes nessa fase, confirmando sua posição de melhor atacante da Superliga. Praticamente imparável pela defesa adversária, a americana foi a rainha absoluta do jogo e atacou bolas do jeito que quis. A bola está boa, levanta pra Alix, a bola está ruim, levanta pra Alex, dizia o narrador com propriedade.
O jogo contra o Minas, se este jogar o que jogou contra o Rio do Sul, promete ser um jogo empolgante.
A lI disse…
Só lembrando Laura, MONIQUE é a OPOSTA do REXONA e MICHELLE é PONTEIRA do PRAIA...
Mas que buraco é esse em que a Jaqueline foi parar??? Marcou MENOS 8 PONTOS(-8),ou seja,CEDEU 8 PONTOS PARA O PRAIA e marcou APENAS UM (1) MÍSERO PONTINHO PARA SESI??? Afinal de contas a Jac estava jogando para o SESI ou para o Praia??? Desse jeito Jac nem merece ir à Olimpíada!!! Parabéns a guerreira ELLEN e às centrais BIA e FABIANA e à líbero SUELLEN que foram as jogadoras mais esforçadas do SESI, enquanto JAC estava sendo um peso morto. Redundante dizer que as levantadoras do SESI foram um fiasco, que falta fez CAROL ALBUQUERQUE nesse time!!!
Parabéns mesmo ao PRAIA e principalmente ao TÉCNICO RICARDO PICININ, que além de fazer um bom trabalho de recuperação depois da derrota em casa, reconheceu o trabalho que já vinha sendo feito antes pelo Spencer. O PRAIA CLUB entra contra o MINAS com a responsabilidade de quem conquistou o HEXACAMPEONATO MINEIRO atualmente, além de ter vencido os 2 confrontos com o MINAS nessa SUPERLIGA. Entra como favorito e tem que fazer valer esse favoritismo em quadra!!!
A lI disse…
Terminadas as quartas-de-final, a estatísticas apontam como as melhores jogadoras ATÉ AGORA na Superliga:
MAIOR PONTUADORA EM TODOS OS FUNDAMENTOS(SAQUE,ATAQUE e BLOQUEIO): ALEXANDRA KLINEMAN,DENTIL/PRAIA CLUB,com 387 pontos.
MELHOR LEVANTADORA: MÁCRIS CARNEIRO,TERRACAP/BRASILIA,25.6% de EFICIÊNCIA.
MELHOR OPOSTA: MONIQUE PAVÃO,REXONA,34.3% de EFICIÊNCIA.
MELHOR LÍBERO: LÉIA SILVA,CAMPONESA/MINAS,53.9% de EFICIÊNCIA.
MELHOR PONTEIRA-PASSADORA: GABRIELA GUIMARÃES,REXONA,48.4% de EFICIÊNCIA.
MELHOR SACADORA: COURTNEY THOMSPSON,REXONA,5.8% de EFICIÊNCIA.
MELHOR ATACANTE: WALEWSKA OLIVEIRA,DENTIL/PRAIA CLUB,45.7% de EFICIÊNCIA.
MELHOR BLOQUEADORA: ANA CAROLINA,REXONA,1.06 PONTOS/SET
Alysson Barros disse…
Parabéns ao Praia! Eu não tinha muitas esperanças de vitória do SESI.

Vai ser um jogão contra o Minas, clássico regional.
Nubia Silva disse…
Primeiramente o Praia mereceu a classificação. Tenho um belo time e a melhor atacante da competição em uma fase incrível, pois o que a Alex está jogando é uma barbaridade.
O Sesi terminou demonstrando todos seus erros da temporada inteira. Levantadora frágeis, time sem oposta e Jaqueline mal. Sou admiradora da Jaque e é perceptível que ela está mal fisicamente, não tem força no ataque. Acho que ainda é a lesão nas costa que incomoda. Penso que ela tem tudo para se recuperar na Seleção, já que lá ela encontrará um levantadora que irá levantar suas bolas rápidas, e não será a bola de segurança, já que na defesa ela continua ótima. VC concorda Laura?
Rafael Modesto disse…
Parabéns ao Praia Clube e à Alix, que deixou sua marca no time por ser uma das principais responsáveis pela classificação histórica. O Minas mostrou estar muito bem, apesar dos erros. Espero que esta semifinal seja muito equilibrada e que finalmente essa Superliga nos mostre uma partida de bom nível técnico. Elenco pra isso, os dos times têm.
Edson Pelegrino disse…
E a Jaque hein...parece que esqueceu como se joga vôlei.Se fosse por voleibol nem convocada seria.Espero que o Zé seja coerente porque quando cortou a Mari ela estava melhor que a Jaque nos dias atuais.
Marco Barbosa disse…
Querida Laura e caros leitores, eis que conhecemos os quatro melhores times do Brasil na temporada. Rexona venceu sua série sem maiores problemas, mesmo tendo que poupar a contundida Gabi; o Pinheiros foi esforçado, mas só a Paula Borgo não haveria de bastar contra o cascudo time do Bernardinho. Entretanto as paulistas vão para suas férias com a cabeça erguida após recuperarem-se em uma temporada que tinha tudo para ser desastrosa. O mesmo não posso dizer do Brasília, que deu sua missão por encerrada no final da fase classificatória e simplesmente não entrou em quadra contra o Osasco. Se fosse judô e não vôlei, as brasilienses seriam punidas por falta de combatividade. Apesar do 'sparring' ter atuado de má vontade, vi progresso no Osasco, mesmo com o susto dado pelo Luizomar. Rio do Sul poderia ter feito mais contra o Minas, mas a derrota do jeito que aconteceu no primeiro jogo da série foi fatal para o ânimo das catarinenses. Já as mineiras encontraram um sistema sólido de jogo, confirmando a competência do Paulo Coco como estruturador de times, mas há que se cuidar da instabilidade que por vezes compromete o desempenho da equipe. Tandara, a grande contratação da temporada, parece não ter encontrado um lugar para encaixar no sistema do Paulo Coco. Por fim o Praia finalmente quebrou o tabu que o retinha nas quartas, contra um vexaminoso SESI. Volto a afirmar aqui minha impressão de que a Alix apresentou uma evolução significativa que pode levá-la de volta aos planos do Kiraly; seu jogo está indo além de aproveitar-se do perfeito biotipo e seus golpes tem variado com inteligência, além de o bloqueio estar muito mais condizente com o esperado de uma jogadora com 1,95m.
É inegável o favoritismo do Rexona, se considerarmos o retrospecto da temporada, mas eu penso que devemos relativizar a eventual vantagem carioca, que já foi maior. Lembremo-nos que no último clássico as paulistas fizeram mais pontos de ataque e bloqueio e perderam por terem cedido muito mais pontos que as sempre calmas rivais. Tal circunstância torna o problema algo a ser resolvido no Liberatti, independente do que o Bernardinho estiver fazendo na Urca; acho mesmo que o tenso técnico multicampeão preferiria ganhar por méritos de seu time, sem contar que as rivais falharão. Na outra semi, o Praia certamente é favorito, mas o Minas, se conseguir segurar a Alix, pode muito bem ficar com a vaga na final. Uma boa dica para as mineiras da capital é assistir os vídeos dos jogos do Praia contra o Rexona.
Laura disse…
hahaha Troquei as gêmeas! Obrigada, Aline, pelo toque. Já corrigi no texto.

Nubia, espero que sim! O Zé certamente não irá abrir mão da Jaque pelo valor que ela tem no fundo de quadra. Com mais tempo para se preparar fisicamente e com as "companhias adequadas" no ataque e no levantamento ela tem tudo para, aos poucos, recuperar a melhor forma no ataque.
Rafael Modesto disse…
A Jaque fez uma partida péssima no momento mais importante da temporada, isso é fato. Mas não se pode esquecer que ela foi uma das principais, senão a principal responsável pelo ataque do Sesi-SP durante essa SL. Muitas vezes foi o desafogo da equipe, a bola de segurança, a mais importante via ofensiva do clube paulistano. Ela foi fundamental para o Sesi-SP conseguir se classificar para os playoffs. Não é justo crucifica-la pelo desempenho do Sesi nesse último jogo. Mas concordo que na seleção, com o pulso firme do Zé Roberto nos treinamentos e com o entrosamento de anos com a Dani Lins, ela vai voltar ao nível técnico que apresentou na ultima temporada de clubes pelo Minas e no Mundial de 2014
CEAB disse…
Primeiro.. É verdade que o Osasco fez mais pontos de bloqueio e de ataque que o Rexona, mas o Rexona fez mis que o Dobro de pontos em contra-ataques. Isso quer dizer que a defesa trabalhou muito bem nesse confronto irritando as atacantes, que na vontade de pontuar acabavam errando.
Quem diz que esse duelo foi equilibrado nao assistiu ao mesmo jogo que eu... Pois em nenhum momento o Rexona perdeu o domínio do Jogo.
O povo ainda tá chorando pela lavada, por causa da surra que já vem por mais de ano.?
Gente osasco apanhou de 3x0 e ponto finale. Foi uma vitória maiscula parem de bobagem, as meninas do osasco nem blase mais pra este jogo, já estão treinando pro proximo. Após o jogo a Dani tava toda feliz, pq foi pau a pau né como ela disse.kkkk
No intervalo do jogo da semi entre Minas e Taubate as meninas do Rexona e da Nestlé falaram sobre a pespectiva do jogo, rapaz como esse povo está se agarrando nas estatísticas do último jogo, a adenizia (motivasdora emocional) acabou de dizer que o Rio ganha nos erros do adversário, tipo estão vendendo uma história de que só perderam, só são freguesas a muito tempo, pq erram. Vão treinar e parar de arranjarem Desculpas, a mais sensata foi Thaisa. Ainda tem sorte pq agora que a levantadora do time carioca está se aprumando com as centrais e quando a julce voltar a ser uma das principais pontuadoras? E a carol entrar de vez, é so a Tompson calibrar a mão. Aí que a surra vai ser grande.o bobagem, não adinta deturpar a realidade viu Adenizia eu assisti o jogo, vá treinar fia vá.
Só mais uma... lembrei da Sheila quando entrou ao vivo no intervalo dos sets na final Rexona e o sesi, quem não lembra daquele entrevista patetica dela dizendo que o sesi so ganhava jogo em cima dos erros adversário? Quer ganhar jogo gata pois aprende a jogar, treina. Sem mais.
Spencer Lee é um excelente técnico, devia fazer parte da CT brasileira.
Paulo Roberto disse…
Quanto à Jaque, acredito que o problema maior dela foi físico. Era nítido deste o Pan no ano passado que ela não estava legal. Não sei como foi feito esse preparo no Sesi. Mesmo assim, foi regular no fundo de quadra, (muito abaixo do que ela pode fazer mas não foi um desastre). Pro ataque ela precisa de bolas muito específicas, mais rápidas e precisas, as levantadoras do Sesi só levantam bolas altas na pontas, o que prejudica a característica de ataque da Jaqueline. Que ela pode voltar ao alto nível no ataque isso não resta dúvidas, só ver o Mundial em 2014 que mesmo depois da gravidez foi nossa melhor jogadora e quando voltou no Minas, sendo responsável por levar o time até à semifinal da SL.
Quanto às semi desde ano, acredito, pelo que mostraram até aqui, que passam Rexona e Praia, mas prometem ser excelentes jogos.
Só pra constar, tô aqui dopado, aliás nenhum vampiro chegar perto de mim de tanta pílula de alho que tomei pra não infartar com estes dois jogos.... osasco até que fim acordou.
Ancioso Laura.