Caiu na real


Sesi-SP 1x3 Dentil/Praia Clube

O sonho do Sesi se classificar para as semifinais ainda continua vivo, mas a derrota no segundo jogo, em casa, foi um tapa na cara para o time acordar para a realidade. O objetivo é difícil e, para conseguí-lo, das duas uma :ou conta com a ajuda do adversário ou melhora sensivelmente (e milagrosamente) o seu vôlei. Desculpem-me os torcedores do Sesi, mas o time é muito frágil, se desestrutura muito fácil, o que não exige grandes esforços por parte do adversário para vencê-lo.

E esta fragilidade não é só técnica, ela vem acompanhada também do lado emocional. Quando as coisas começaram a dar errado no terceiro set, principalmente no levantamento, o time perdeu totalmente a confiança e a concentração. Isto, infelizmente, não é nenhuma novidade. Foi o que vimos durante a SL inteira. 
 

*****************************


Tivemos uma partida nervosa, com muitos erros, sobretudo na recepção. Isso acabou equilibrando a partida até o terceiro set. Aos poucos, o Praia controlou melhor as suas falhas e fez valer sua superioridade.

Superioridade que pôde ser vista na defesa com a Tássia numa ótima atuação. Também no bloqueio e ataque, com destaque para boa distribuição das jogadas pela Claudinha, forçando as jogadas com a Wal. Acho que a central teve um papel importante - ainda que não decisivo - para a vitória do Praia. Mesmo com oportunidades limitadas para atacar, a Wal fez pontos importantes, ali pelo meio da partida, no ataque e no bloqueio que frearam o ímpeto do Sesi e estabilizaram o time para o restante da disputa. Tal atitude não apareceu no primeiro confronto, nem com ela nem com a Ramirez.

E isso foi um ponto negativo que se viu nos dois jogos até então. Jogadoras importantes não apareceram para chamar a responsabilidade para si. Jaqueline, pelo Sesi, foi uma que decepcionou. Não tem sido uma boa temporada da Jaque e, neste confronto, ela foi muito mal. Não garantiu um bom passe (pelo contrário) e errou ataques bobos. 


No entanto, a atuação ruim não foi exclusividade da Jaque. As levantadoras do Sesi novamente deram o ar da sua graça de forma negativa. Primeiro, a Pri Heldes insistindo com a Jaqueline numa bola de entrada de rede num momento crucial no terceiro set. A ponteira, além de não estar virando com facilidade, estava muito bem marcada. Ela levou uma série de tocos que deu muita moral ao Praia e decidiu o set. Segundo, a bolas coladas na rede tanto da Pri quanto da Carol Leite facilitando o trabalho da parede do Praia. Só serviram para consagrar a Álix no bloqueio. 


*****************************
 

Não vou me arriscar a adivinhar o resultado do próximo confronto porque já aprendi nesta SL que só há um time que cumpre com as expectativas, que é o Rexona (ao menos por enquanto). Mas acho que o Sesi caiu na real. O Praia terá que ser muito amarelão para não aproveitar toda a fragilidade emocional e técnica do time paulista para conseguir a classificação para a semifinal. 


****************************



Terracap/Brasília 0x3 Vôlei Nestlé/Osasco

E nos despedimos da primeira equipe destas quartas de final da SL 15/16. O Brasília se foi, deixando uma melhor imagem na fase de classificação do que neste confronto. Esperava um pouquinho mais de briga por parte do time, admito. Mas tenho que reconhecer que o Osasco entrou muito bem para a fase decisiva. Sem ter o que aproveitar de erros do adversário, o Brasília esbarrou nos seus pontos fracos.

O Brasília deu, nesta temporada, a oportunidade para a Sassá se confirmar como líbero e para a Paula recuperar seus melhores momentos no ataque. Com Macris no levantamento, o time teve um esqueleto bem estruturado. Mas faltou complementos importantes de ataque. O Brasília chegou até ao final da SL sem uma oposto capaz de fazer companhia à Paula no ataque. Esta posição está em falta no mercado, é verdade. Mas nem uma ponteira passadora com maior poder de ataque também o Brasília teve.

E a falta de repertório comprometeu o desempenho do Brasília nestas quartas. O Osasco tem um bloqueio forte e leu muito bem o pouco variado jogo da Macris. Tivemos assim uma disputa sem graça, que mostrou que, apesar de colados na tabela, há um abismo entre o 4º e 5º colocados da SL. 


****************************
 

Sobre o Osasco, gostei muito da atuação. O time foi muito consistente, sem panes e desesperos. Adenízia e Thaisa, que tanto caracterizam o estilo de jogo do Osasco, foram mais utilizadas e corresponderam. Esta é uma saída importante para o time não ficar dependente da Carcaces.

A postura da equipe também foi muito positiva. Com o que vimos até aqui nesta SL, somente o fato de não bobear e fazer a sua parte pode ser considerada uma conquista a ser destacada. E isso o Osasco fez e fez bem. Falta levar esta postura e qualidade de jogo contra quem interessa: o Rexona nas semifinais. 
 

Comentários

Nei disse…
Laura, não achei que a Jaque comprometeu no passe, pelo contrário, ajudou muito, embora tenha errado alguns. Pra mim a derrota passo mesmo pela falta inexperiência da Pri e da falta de saber levantar para a Jaque e para a Fabiana. Jaque não vira bola alta e lenta, a bola é chutada e a Pri não consegue, daí o show de tocos que a ponteira tomou. E é um crime Fabiana passar limpa pela rede, uma mulher que é decisiva, matadora, que ganha campeonato. Se eu fosse o técnico parava tudo e treinaria apenas os levantamentos para a Jaque e para a Fabi, que é o que falta acontecer. Achei o resto bom. Na rede com as duas empacava. Ela é muito lenta nas bolas de meio e até na china, onde ela bota uma bola alta na ponta, descaracterizando a jogada.

Sua descrição do jogo do Brasília foi perfeita!! Sinto pelo time. Paula jogou ilhada e Macris precisa aprender a distribuir melhor, surpeender, inovar, brilhar. Não adianta ter movimento técnico perfeito e precisão se as escolhas são erradas, se não sabe tirar um coelho da cartola. Sei que tava difícil pois as atacantes não ajudavam, mas ela precisa melhorar. Que seja na próxima temporada.
Um voto de louvor à Paula que voltou a uma excelente forma.
Vicente Maia disse…
O SESI voltou a ser o SESI. Jogou mal, passou mal, levantou mal, não compareceu ao último set. Salvou-se a Ellen. Tem de se reinventar para próxima partida.
O Praia se estabilizou e jogou muito bem. o saque funcionou, o passe estava muito bom dessa vez e o ataque estava bem servido pela levantadora, com destaque para americana Alix que deu um show e foi escolhida, merecidamente, a melhor do jogo.
Alysson Barros disse…
Hoje não era o dia da Jaqueline atacar, mas sim compor, coisa que fez com eficiência - não perfeição. Parece que ambas as levantadoras não entendem isso. Ela tem que atacar na boa. Não acionam as meios - mesmo tendo uma Fabiana da vida - e, quando acionam, é aquela lástima. Aí vira pra saída e vê que não elas não têm oposta. Então mandam tudo pra entrada mesmo. A falha do SESI são essas duas posições, que ao meu ver são cruciais. Pode-se ter fraqueza em uma ou outra, mas não em ambas simultaneamente. Quando, por milagre, a levantadora joga bem, o time inteiro acompanha naturalmente. Mas, por ser extremamente medíocre, isso é fato raro.

Enfim, a outra barraqueira lá querendo tomar cartão vermelho e o SESI não quis. Podia ter melhorado a situação a seu favor ali, bombardeando-a no saque e tirado onda nos bloqueios. Aliás, o que essa cubana toma de toco feio ou manda balão é em igual proporção a seus ataques bonitos.

Tem que por a Suellen pra levantar na última partida. E não entendo até agora por que Sabrina não entra mais no time. Andréia é a maior enganação dos tempos recentes de Superliga. Olhar para ela e para a Carol Leite na inversão é de desesperar! E Dayse... Bem, Dayse é a mesma desde os tempos de Blausiegel. Pelo menos a Sabrina é jovem e tem disposição.

Existiam opções melhores de levantadora no mercado e poderiam ter insistido na Claudinha também. Deixar a Suele ir embora também foi um erro, a linha de passe poderia ter se tornado perfeita e a Ellen poderia ter feito o papel de oposta.

O terceiro e último erro já foi sanado, que era o técnico e suas contratações esdrúxulas. Enfim... Espero que o próximo treinador seja um ser mais lúcido e competente.

Não acho que o SESI deva avançar, acho que o Praia merece, muito embora não tenha mais time. Deixar uma Natasha da vida jogar é o fim da picada. Merece a eliminação.
Vinicius disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinicius disse…
Bom dia !!!
Achei muito pertinente os comentários sobre a rodada de ontem. O Brasília apesar de estar em 5 encontrou um adversário que apesar da 4 posição poderia ocupar o primeiro lugar da tabela, no entanto vimos que o time está em ascensão e fará um jogo duro contra o Rexona.

No Brasília fiquei feliz pela boa temporada da Paula e principalmente pela Sassá, o Brasília apostou em revelações e algumas jogadoras que estão em transição de posição. Das apostas diria que apenas Sassá supriu as expectativas, Barbara esteve abaixo da temporada anterior que a projetou para seleção e Amanda todos esses anos entrando apenas para sacar limitou seu repertório de ataque, apesar de ser boa jogadora no fundo de quadra não possui muitos recursos no ataque. Ja a Sassá foi muito bem é impressionante a categoria e a qualidade dela no passe, na defesa ela peca em alguns momentos quando defende na posição 5, muito em fato dos longos anos defendo na posição 6, porém quando está na posição que está mais ambientada ela dá um show, achei uma grata surpresa para a sua primeira atuação.

Com relação ao jogo do praia, o time merece chegar pelo projeto bem estruturado que vem realizando ao longo dos anos e sempre batendo na trave, creio que esse ano é o grande momento delas. Claudinha está gastando a bola jogando demais, de uma sensibilidade cirurgica em sua distribuição e precisão.

Hoje é torcer pelo rio do sul para coroar o otimo Spencer Lee que transforma elencos medianos em times extremamente competitivos.
Yana Souza disse…
Até gostaria de torcer para o Spencer, mas um time leva de 15 a 3 em um tye brak não merece passar para semi.final não... Este set mostrou a vulnerabilidade a inexperiência e a oscilação do Rio do Sul, apesar de ser um time jovem... Sinto muito para os fãs do Rio do Sul, mas vejo que o Minas, apesar de ser fraco também, merece ir para a semi.final... Saudades dos grandes jogos das superligas passadas... Ta dificil de acompanhar estes jogos.. muito difícil, nível técnico muito fraco. Que pena...
Yana Souza disse…
Estou impressionado com os jogos da nossa super.liga este ano.. Ontem o Brasília não rendeu nada.. como alguém em seu juízo pode querer colocar o Brasília num patamar de nível alto de jogo. Não foi o que eu vi, falta muito para que o Brasília se iguale com as equipes intermediárias ainda desta liga... E o Sesi? Digam que jogo o Sesi tem para ser campeão da Super.liga. Nem Sesi, nem Praia, nem Rio do Sul, nem Brasília, nem Minas, tem padrão de jogo atualmente... O que resta e a gente contentar com um jogo um pouquinho melhor entre Osasco e Rio de Janeiro e ver mais uma vez o Rio ser Campeão, não por merecimento e por ser grande coisa, mas sim, pelos times medianos que cada vez mais lotam nossa superliga... Mudança de regra, pontuação urgente, pois o que é para melhorar o nível dos jogos na verdade está piorando mais ainda... mudança urgente...
Rah Silva disse…
Esse desandar do Sesi é todo culpa do Talmo a contratou esse elenco deficiente somente algumas se salvam ali.umas merecem renovar mais outras precariedade. Acho q deveriam ter renovado com a Carol Albuquerque e Contratado a Roseane Maggioni pra posição de levantadora. Renovado tbm com a Suelle.
Espero q o Sesi planeje um time bom o próxima temporada, mesclando boas atletas com jovens. Pra mim seria ótimas opções para o Sesi.
Levantadoras: Carol Albuquerque(que n entendo pq o Talmo n renovou e contratou essas duas inexperientes), Ana Tieme, Roseane Maggione ou Diana(Que está no Osasco).
Oposta:Natiele, Helô ou Joycinha
Ponteiras: Elen(merece renovar), Jaque(tbm renovaria), Carla(do Minas), Kasiely(do Brasília) e Samara(tbm do minas)
Centrais: Fabiana(atleta q já é um símbolo da equipe), Bia(Renovaria), Mayhara(do rexona) e Camila Paracatú(do Rio do Sul)
Líbero: Suelen e Andressa(que foi dispensada do Bauru).
Rah Silva disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Joao Ismar disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Joao Ismar disse…

Uma pena o Brasília ter encontrado Osasco nas quartas. Infelizmente por demérito do time Paulista. Contudo, Paula mostrou que ainda é umas das melhores jogadoras que temos, só faltou alguém para dividir a responsabilidade no ataque com ela. A final do Rio será contra Osasco, tendo em vista que o jogo do Praia não encaixa contra o time carioca. Em caso de vitória de Osasco o título fica em aberto. O Rio do Sul, apesar da linda campanha na fase de classificação, fica devendo. O time jogou no limite, mas nos playoffs é necessário um algo a mais, que infelizmente o elenco limitado não dispõe. O Spencer, a meu ver, foi o melhor técnico desta edição, merecia estar na semi, mas hoje o Minas é superior. Mais tarde irei torcer pelo Rio do Sul, mas falta camisa p decidir e certamente a semifinal será mineira
Yana Souza disse…
João Ismar... Amigo acho que não vimos o mesmo jogo. Para mim a paula não fez nada, especialmente, nestes mata.mata.. Acho que ela foi irregular, até a Domingas, que é uma menina de 21 anos, que entrou no segundo set, foi melhor que ela, Domingas fez 21 pontos... Por mais que me esforce não entendo a análise de vcs, se deixam levar por preferências pessoais... Achei que o Brasília deixou muito a desejar nesta partida... Espero que nãos seja excluído por que falei a verdade aqui... só vou elogiar um time quando o mesmo merecer e isso vale para as jogadoras...
Galera sofrendo com este jogo do Minhas vs Ril do sul, como pode o time catarinense jogar sem as centrais? Num dá. A Mimi não está sendo a sombra do que foi ano passado. Infelismente não vai rolar. Alguem mais vendo ai?
Abraão disse…
Rio do Sul caiu, mas tem que se orgulhar do que fez ao longo da temporada. Por tudo isso esperava mais das meninas, mas alguém tem que vencer. Parabéns ao Minas que pode ir ainda mais longe do que foi no ano passado.
Vicente Maia disse…
Os dois emocionantes jogos desse cruzamento foram os melhores. Minas mostrou a importância de ter banco e ser mais controlado sob pressão, mas as meninas do Rio do Sul fizeram uma temporada magnífica e estão de parabéns.
Yana Souza disse…
A suelle no osasco nao ta correspondendo ao principal motivo que a levou p lá..o passe...nao ia fazer diferença ela renovar com o sesi.
Yana Souza disse…
A suelle no osasco nao ta correspondendo ao principal motivo que a levou p lá..o passe...nao ia fazer diferença ela renovar com o sesi.
Yana Souza disse…
A suelle no osasco nao ta correspondendo ao principal motivo que a levou p lá..o passe...nao ia fazer diferença ela renovar com o sesi.
Vicente Maia disse…
Yana, o problema do SESI é levantadora. As duas meninas são inexperientes e isso faz com que o bloqueio adversário tenha o trabalho facilitado. Não creio que o SESI passe pelo Praia.
Joao Ismar disse…
Yana, nem sei se ainda vai ver este comentário, mas fiz uma análise de toda a temporada e nao apenas da última partida. Moro no DF e acompanho os jogos do BSB e posso te afirmar que a Paula levou o time nas costas. Brasília perdeu vários jogos devido a falta de poder de ataque quando a Paula estava no fundo. O último jogo nao reflete o que foi o time na temporada.
Joao Ismar disse…
Yana, nem sei se ainda vai ver este comentário, mas fiz uma análise de toda a temporada e nao apenas da última partida. Moro no DF e acompanho os jogos do BSB e posso te afirmar que a Paula levou o time nas costas. Brasília perdeu vários jogos devido a falta de poder de ataque quando a Paula estava no fundo. O último jogo nao reflete o que foi o time na temporada.