Bobeou, o Rexona papou



Rexona-Ades 3x1 Vôlei Nestlé

Mais um clássico para testar os corações dos torcedores. Este segundo confronto nos iludiu o tempo todo. Quando o momento parecia favorável a um time, o outro revertia a tendência. Com exceção do último set, nada esteve definido até o ponto final de cada set.

E o Rexona soube jogar melhor neste vai-e-vem porque não pecou nos momentos finais. O terceiro set é o melhor exemplo disso. Erros de escolha da Roberta e da Thompson em contra-ataques comprometeram a recuperação do time no set, mas foram as decisões erradas da Dani, mesmo contando com um bom passe, e as precipitações da Gabi que acabaram por definir a vitória do Rexona.

O Osasco bobeou demais para quem encara um líder do campeonato - um líder que, vamos combinar, tem dado chances além do normal ao adversário, tamanho o número de erros não forçados que tem cometido. A vantagem que abriu no início do segundo set era para colocar o Rexona no bolso. A moral estava toda com o Osasco enquanto o Rexona estava perdido e atordoado. No terceiro set, novamente o Osasco teve a oportunidade de colocar o Rexona numa situação delicadíssima e de pressão depois de ter saído atrás no set e ter chegado ao final dele com a vantagem de 21 a 17. 


***********************************

Mas o trem passou, o Osasco não entrou e o Rexona tomou o comando da viagem. E quem colocou o time carioca no comando foi a levantadora Roberta. A entrada dela mudou, assim como no primeiro confronto, a cara do jogo carioca. E não foi somente o ataque, com a maior variação das jogadas, que deu um salto de qualidade. Ao se encontrar no ataque, o time melhorou também o sistema defensivo.

Já havíamos comentado aqui no Papo a limitação da Thompson. Até o momento, porém, o fato de ela não ter segurança com as centrais e preferir sempre uma chutada na entrada não tinha comprometido. Isso até chegar o Osasc e, com sua marcação perfeita sobre o jogo da norte-americana, anular o jogo carioca.

Bernardinho demorou demais para colocar a Roberta. Por mim, ela teria entrado logo no primeiro set. A Thompson já dava sinais de um jogo lento e previsível, além de apresentar uma dificuldade em consertar os passes ruins. A levantadora reserva colocou a Jucy e a Monique no jogo, além de tornar as bolas mais à maneira de Natália e Gabi.

Acho que é o caso do Bernardinho começar a terceira partida com a Roberta em quadra. A questão é que, certamente, o Osasco virá mais preparado para isso e ajustará sua marcação ao estilo de jogo da jovem levantadora. Ainda assim, manter a Thompson é sacrificar o ataque, pois o Osasco faz uma leitura perfeita do jogo da levantadora titular.


***********************************

Falando em levantadoras, esta posição acabou sendo a protagonista da história deste jogo. No Rexona, pela troca que comentamos acima, que trouxe o time de volta ao jogo. No Osasco, pela atuação meia-boca da Dani Lins. Acho que faltou sensibilidade ao insistir demais com a Gabi quando a ponteira esteve sobre pressão na recepção o tempo inteiro. É muito peso para alguém que não tem esta responsabilidade de pontuar no time.

A Adenízia foi esquecida quando poderia ter sido acionada numa china, ainda que o passe não fosse o ideal. Sabemos que a levantadora tem habilidade e que o entrosamento com as centrais é bom o suficiente para forçar jogadas com elas mesmo quando os passe não ajuda. Em resumo, esperava mais da levantadora. Quando o momento esteve favorável, a Dani brilhou. Quando complicou, ficou devendo. 

***********************************
Pê ésse:

- Nestas semifinais, tem dado gosto de ver a defesa do Osasco, liderada pela Camila Brait, jogar. É o sistema defensivo que tem tornado este duelo tão equilibrado. Afinal, o Rexona sempre desafiou o adversário a jogar, a trocar bolas, confiando na sua defesa e contra-ataque. Mas o Osasco tem usado esta mesma arma e tem feito Natália e cia suarem no ataque.

- Vimos a Carol durante a SL inteira fazer a diferença nas partidas com seu saque, além do bloqueio. Só que o fundamento não tem sido um forte nem da equipe nem da central nestas semifinais. O curioso é que a Jucy, que não costuma se destacar neste fundamento, tem compensado a fraca atuação da colega com sequências boas de saque e que têm resultado em momentos de recuperação para o time.

Comentários

Vicente Maia disse…
Esperando aqui ansioso para assistir a reprise do jogo que não pude assistir ao vivo.
Rafael Modesto disse…
Pra mim o Osasco teria fechado esse jogo em 3x0, não fosse as escolhas da Dani. Não da pra entender o porquê dela desistir da Carcaces e Thaísa nessa partida, e sobrecarregar Ivna e Gabi, que não são carregadoras de piano. Defendi a levantadora muitas vezes, mas na partida de ontem não deu. À essa altura, o Osasco já estaria classificado para a final. O Rexona tá bobeando demais nessa série. Mesmo que o Osasco tenha despertado nesses playoffs, o time carioca vem jogando abaixo do que rendeu a temporada toda, com Thompson devendo na fase mais importante. Bom pra Roberta, que pode ter a chance de ser titular do time na próxima temporada. A atuação dela foi bastante digna.
Laura disse…
Concordo em tudo, Rafael. E não sei se o Osasco não deixou escapar sua última chance de classificação.
Rosário Serpa disse…
Sou fã do Rexona e torço para que seja campeão. Mas, está jogando na semi final bem menos do que jogou durante o campeonato. Mas, que venço o que for melhor no terceiro jogo. Ontem o show tem nomes : Roberta e em especial Natália, que cresce demais sob o comando de Bernardinho.
Welmer Sales disse…
Osasco teve a chance de conseguir a classificação nessa partida, mas deixou deixou escapar a vitória e talvez a chance de classificação.

Pra quem já leu meus comentários por aqui sabe que não dos maiores defensores da Dani e que já a critiquei muito, mas desde o ouro em Londres eu tenho me esforçado para não criticá-la desnecessariamente para não ser injusto com a jogadora. A Dani nunca me encheu os olhos, embora a considere hoje a melhor opção para a seleção ao lado da Fabíola, é uma jogadora com técnica muito apurada, mas que ao meu ver não consegue comandar um time e nessa temporada, pra mim, ela tem deixado a desejar tanto na técnica quanto na estratégia. No jogo de ontem, com o set na mão ela deixou o set escapar após levantar sucessivas bolas para a Gabi que não vinha virando. Nessa sequência de bolas levantadas, a única que ela não mandou para Gabi foi ponto de Osasco e durante o tempo técnico o Jefferson pediu para a ela chamar a Adenízia na china ou alguém pelo fundo, mas ela insistiu na Gabi o que acabou custando o set. O time como um todo deu suas bobeadas ontem, mas eu coloco 50% da derrota na conta da Dani. Como torcedor, espero que ela não cometa os mesmos erros na segunda e que Osasco consiga a classificação!
Luis Carlos disse…
Não estou conseguindo entender o Rio Nesta semifinal, o time do Rexona é muito superior ao de Osasco, mas esta sofrendo com erros bobos. A equipe paulista teve a chance do campeonato, mas deixou o Rio voltar para a briga. Acredito em terceiro jogo mais fácil pra o esquadrão carioca!
A lI disse…
Olha o NESTLÉ novamente com CHORORÔ de perdedor, não vi NADA DEMAIS NO VÍDEO... O NESTLÉ não jogou o suficiente para evitar a derrota para o REXONA que foi superior... Principalmente a ROBERTA que deu um banho de voleibol na DANI LINS!
Nossa o que a ROBERTA jogou foi fenomenal, entrou em quadra e pôs a JUCIELY e a MONIQUE para jogar, enquanto a THOMPSON estava sobrecarregando NATALIA e GABI.
Parabéns à ROBERTA, ao BERNARDINHO que pôs ela em quadra e a todo o time do REXONA!
A JUCIELY é um MONSTRO DE ATACANTE, acabou com o NESTLÉ com o jogo pelo meio!!!
Galera precipitada... osasco fechando em 3x0,poderia ser, se o time fosse outro, até parece que vcs esqueceram de quem estava do outro lado da quadra, e de quem estava no Osasco? Gente o osasco veio querer acordar (para nossa alegria) agora no finalzinho. Essa superliga merece sim, tecnicamente ser esquecida. O time do Luizomar no papael veio pra ser lider abosoluto, condições humanas ele tinha. Nós sabemos que os outros times, principalmente o liderado pelo Bernado, treinam pra tirar a diferença técnica e a tática é o diferencial, alguém disse que a unilever não gosta de investir uma grana alta, que fecha o "bolso" para as contratações de peso, sinceramente acho que não é bem por aí não. Lá eles tem um teto, e a comissão técnica ganha muiiiiito bem. E o que a jogadora do quilate da NATÁLIA ou quaisquer que seja ganha indo jogar lá? recusando propostas astronomicas de certos clubes, tendo seu salário reduzido, principalmente em relação a bolada que ganhou no amil? Vão me dizer que vcs não sabem? TREINAR COM A MELHOR COMISSAO TECNICA,com o
CARA! acho que já disse tudo. E ela realmente precisava disso após a cirurgia.Voltando ao assunto, daí eu leio aqui um companheiro me dizendo que o osasco teria fechado em três parciais diretas, que desatino...até parece que não assiste vôlei FEMININO. Esse argumento baseado no placar não tá dizendo nada. Pra avaliar uma partida destas ponha aí outras variáveis companheiro,para só então, podermos analisar. Primeiro que um set só acaba no vig. Quinto ponto, ou passando disso com dois pontos de diferença, segundo, essa oscilação da parcial é mais que normal pra ambos os lados, aí onde mora o perigo, as oscilações do vôlei feminino ... vocês esqueceram que este mesmo Rexona ano passado contra o Pinheiros fez o dec. Quarto ponto no quinto set equanto davamos a partida por vencida, com o time ainda do wagao, com miseros sete pontinhos, a equipe paulista sobrevivel até o dec. Segundo ponto? E os jogos em que o Rio foi busca os placares? Minha gente bombeou o Rexona vira, empacota e leva (Poderia citar outros jogos de seleções até, mas já foi tão batido).Lá elas sabem trabalhar o EMOCIONAL, estamos falando da principal característica delas, o jogo emocional,sabem jogar com o 24x19tanto a favor, tanto quanto e principalmente contra.
E não vamos nos iludir não, sabemos das dificuldades que o Rio por culpa dele mesmo,se embaralhou nestas finais. Eu nem ia falar mas, olha só, eu não entendo o PORQUÊ do Bernado ter tanta má vontade com a Roberta, eu não sei que negócio ele andou fazendo com o amigo dele lá, o técnico americano.Trouxe uma Tompson que tem como principal característica um jogo nas extremidades, agora o quê é o vôlei europeu? Bola alta, na ponta, como é que mesmo sendo especialista nessa bola ela ainda assim,não era titular do seu time? Sabe pq minha gente, o problema é que ela não sabe. Uma levandora de nível de seleção americana... e mundial,simplesmente não sabe, não sabe e ponto,trabalhar com as meios e com o agravante de jogar, nas melhores ligas e de ter sido treinada pelas melhores escolas de vôlei e comições técnicas do mundo, já na casa dos trinta (dizem que elas amadurecem, se formam quando chegam na idade Balchiana) não saber usar uma central? sem mais... e por favor aos fãs,ou aos que discordam não venham usar o velho cliché da estatura, ou terei que refresca a memo de vocês sobre o que o Bernado fez com a Fofao na rede, estamos falando da ausência do saber no caso dela e não de limitações. Era só o que me faltava mesmo, criaram dois tipos de libero, o que acho uma aberração,um de passe e outro de volume, defesa, agora vão criar duas levantadoras? Uma pras centrais e outra pras extremidades? PALHAÇADA.
Na fase classificatória em meio a toda essa crise do osasco que tem sim time pra está em primeirao, e a já costumeira bagunça do sesi, fator este que levou o praia a ser segundo, a equipe do Rio não tinha sido testada por uma equipe de vergonha pq todos tremiam na base, o nome pesa, e aliado a tática e técnica advindas de muito suo.Foi só a Thaisa e cia, resolverem realmente treinar mais forte e entenderem que jogo não é só ter o melhor material humano,e que no papel, nao se ganha campeonato , e sim, tática,técnica e grupo, que o caldo engrossou. E talvez mesmo o Bernardo supondo que uma hora o gigante acordaria, ele não imaginou, ao menos nessa temporada que seria tão mais difícil,pq nem nos seus piores pesadelos ele conseguiu visualiar sua equipe errando,e passando este perrengue por conta da péssima contratação que ele fizera e por não ter investido na Roberta, este último fator, foi o crucial para a Queda.Eu não entendi isso. Mas o vôlei já nos mostrou que mais jogo e menos Jogo a justiça é feita. Olha aí a aula que Roberta deu, e olhe que ela não foi tão bem não. Entrou no fogo, foi covardia, ser colocada nos acréscimos do segundo tempo, qualquer um sente, mas ela mesmo com estes agravantes deu conta. O Bernado já levou uns "tapas" na cara pelas suas escolhas errôneas e teimosias.parece ter aprendido,antes tarde. Outro ponto que li foi que a Gabi do osasco não é carregadora de piano? Gente e o que esta "coitada"tem feito desde que o osasco dispensou a Jack e não contratou uma ponteira de vergonha pro lugar dela? piano pode até ser, mas um grande teclado (YAMAHA) ela tem levado na cacunda (nos ombros como se diz aqui No Ceará ) A bixa é escrota. agora é isso aí, um time respeitado e reconhecido mundialmente, e que visa o bi do interclubs, que tem na Gabi sua referência nas pontas... pelo amor de Dios. Țodo mundo entrou e entra em pane,mas ela, é quem leva esse time nas costas viu, mesmo emocionalmente fragilizada por vezes, acho que faz demais até.enfim não quero falar da Dani lins pq já fiz muito isso, e todo mundo sabe o que realmete ela é.Ivina idem, e o resto...chega. Agora o praia, pra minha tristeza, foi esse fracasso todo, só endorssa nossos comentários de que terminou a fase classificatória por circunstâncias e não por méritos, alex voltando a ser Alix, a Tassia eu descobri que só melhora depois dumas puxadas nas orelhas (a bixa é atrevida) no outro jogo começou como de costume, péssima, levou umas e respondeu ao técnico, mas até que melhorou, terminou o jogo num chororò... mas aí devem ter conversado e o picinin é muito paciente, nesse jogo, pelo menos nem vi pq quando vi a bagunça mudei de canal, ela não levou, mas a Michele eu reconheço é HUMANA, também erra, ela sim leva o time todo nas costas no passe, e no volume Pq Tassia... Agora tô começando a entender pq nao esta tendo o mesmo desenpenho no ataque que tivera na equipe anterior, coitada.waleska mesmo com a "boa" sintonia com a claudinha ainda usa de muita invergadura e de sua técnica apuradissima pra virar, se entorta toda para atacar, pq ainda não é a bola ideal, nem a china pode atacar pq senão fica mais marcada do que vem sendo, isso tudo se deve ao fato de que a china é a única bola que a dona Nataxa ainda vira com uma certa frequência, a única. Então pra não ficar mais taribada, a jogada,a wal abre mão de usa lá , pq ela sim tem todos os golpes, é completa,do resto gente, destesto ter que comentar sobre jogo em que o vencedor ganha quando o outro time entra em PANE.Não estou aqui tirando meritos do grande Minas. É uma pena, mas eu já estava preparado, era questão de tempo pro praia. Eu como torcedor fico muito arrasado mesmo, mas friso aqui novamente, não sofro de paixonites, bairrismo. se o GRANDE MINAS TENIS CLUBE passar meu coração será azul... o club, merece sim, tem tradição, e se formos analisar,o elenco tem melhores condições de fazer frente a uma das duas equipes que vão a final.
Se for pro Praia passar e fazer Merd**** e nos deixar mais envergonhados ainda, será melhor nem chegar lá. Ao menos na final quero ver um espetáculo, antes de ser torcedor de algum time, minha paixao é voleybol, gosto de bons jogos,independente que seja time A ou B. Time que quer ser grande não pode ter uma Nataxa de titular, uma Tassia como libero. MEUS DEUS todo mundo sabe o quanto gosto da Ramires, mas ta devendo, e né só na hora do jogo não, ela precisa entrar em forma. Ainda tem muiiita lenha pra queimar e dinamite pra despejar na quadra adversária. Gostei muito de ver a Tandara voltando a dar suas pauladas. Que bom, fico feliz pelo jogo dela.
Emenda.
O praia terminou a fase classificatória em segundo circunstancialmente e não por meritos.
Abraão disse…
Todos os especialistas disseram em uníssono quando elas surgiram, enquanto fans zombeteiros atiravam pedras e criavam alcunhas das mais desrespeitosas, como as tais panes e eternas promessas.
Mas a verdade de modo algum pode ser negada e salta aos olhos nessa semifinal. Embora cometa pecados imperdoáveis em momentos decisivos do jogo, como a sequencia de bolas levantadas para Gabriela no fim do terceiro set quando seu time tinha tudo pra fechar, Dani Lins é sim, hoje em dia, a melhor levantadora brasileira disparada, não existe ninguém com seu refinamento técnico, ninguém capaz de inverter bolas em grandes distâncias como ela, ninguém com a experiência que ela acumulou. Pra mim em Osasco o que lhe falta é comando, orientação sobre qual melhor jogo fazer, quando ela joga bem, como fez no primeiro jogo, é capaz de desequilibrar. Já Natália teve que enfrentar mais desconfiança do que a própria Dani, e depois de todos os problemas pelos quais passou, afunda na quadra toda a má vontade demonstrada por tantos, ao longo de quase uma década. E hoje, como todo mundo que compreende voleibol profetizou, é com sobras a melhor jogadora brasileira em atividade. E será uma das melhores do mundo, podem apostar, Daqui a 131 dias!
Abraão....Você escreve com amor. aqui não tem ninguem bobo, todo kundo assiste e acompanha.sem mais.
Nei disse…
Beto, tá revoltado? rs
Abraão, acho que as críticas à Natália eram sobre as oportunidades que ela tinha enquanto estava quebrada e sem jogar nada devido às cirurgias, barrando outras jogadoras em melhores condições que nestes 3 ou 4 anos não tiveram oportunidades justas na seleção. Um exemplo é ela ter ido para a Olimpíada no lugar da Mari e ser campeão Olímpica sem méritos. Ruim por ruim, a Mari estava melhor e também poderia entrar para passar.
Sobre o seu desempenho também não há nada de novo. O talento dela é nato e é por isso que é campeão em todas as categorias que passou e já era muito boa em osasco como oposta, dando inclusive um campeonato ao time jogando muito na final e acabando com o rexona, batendo a mão no chão e tudo. Isso fez o olho do Bernardo crescer nela pois via que poderia barrar o rexona aqui. Não sei por quais motivos ela foi para o Rio, mas o Bernardo foi bem esperto pois desestruturou o osasco e garantiu uma jogadora que desequilibra no seu time.O Bernardo a lapidou e melhorou o passe. Em contrapartida ela ataca mal na saída agora.
Mas voltando e resumindo as críticas eram pertinentes sim. Pri Daroit, por exemplo, Ellen, Neneca, etc. não tiveram tantas oportunidades na seleção, algumas tiveram chance 0.
Deixo claro que não tenho nada contra a jogadora, pelo contrário, mas que ela foi protegida, foi.
Abraão disse…
Nei, gosto da sua honestidade ao fazer seus comentários. voce não dissimula sua opinião, considero isso muito importante ao debater um assunto. Não falo sobre as críticas que voce citou, também não concordei à época com a decisão de Zé Roberto em levar a Nati para uma olimpíada, sendo que ela, obviamente não tinha condições de jogar. Meu comentário versa sobre aqueles que disseram muitas e muitas vezes que Natália, por conta da dificuldade que teve durante e depois dos problemas de saúde, de reencontrar um bom nível de preparação, tanto físico, quanto técnico, se tratava de uma jogadora promessa que jamais se consolidaria. Esses todos imagino que devam se contorcer de espanto ao ver que sim, ela deixou o tempo de promessa pra trás, e hoje nenhuma brasileira, seja em nossas quadras, seja em outras quadras ao redor do mundo, chega perto da bola que Natália está jogando.
Abrão aqui no papo o bom dos comentários è que todo mundo assiste aos jogos, e entendem um "pouco" de volei, são leitores alternativos e inteligemtes que por sua vez não andam repetindo o que a midia no geral esbraveja. Ou seja, alienação zero . Esse seu padrao de percepção da realidade distorcida onde você, enchega no outro um defeito exclusivamente seu meu caro,aqui, não entra no nosso inconcinte, além do eletrochoque, o seroqüel resolve seu caso (melhor o RX). Nem adianta vir com pseudo poesias, ou com estas distorções, e quem dissimulou aqui.... bem o nível do papo, e o meu, fator este que me leva ser leitor aciduo e fã number one da LAURITA, não me permiti continuar, ou ao menos tentar dialogar com vc, vá continuar escrevendo seus 5000000000 (cinco milhões ) de eu te amo pra sua idola que é mais digno.sobre Natália Ney já disse tudo e comungo com a opinião dele que representa a REALIDADE, Mari poderia ter ido pros jogos, o cara me leva uma jogadora recém operada onde todo mundo sabe que qualquer machucado no pós cirurgico representava o fim da carreira dela.enfim acho que vc sentiu que todo mundo aqui é situado! e no mais, não converso com presidente de fã club.PAREI.
NEIIIIII (mil corações, saudades)!!!!!
Poise, poderia citar também a Sabrina, enfim, pensando bem essas meninas que foram pro sesi... rapaz, olha a Neneca, tinha feito ótima superliga na temporada anterior, mudou de time, ficou na reserva, contudio a mão e adeus, que desperdício. mas é isso, Nei não desapareça.
Ps:
Laura me reporto exclusivamente à vc neste último parágrafo para me desculpar se por vezes pareço ser, e sou, intolerante com algumas opiniões. Mas fico tão chateado com certos comentários, acho que alguns leitores não entendem o serviço que você presta a nós que amamos vôlei, perdão por algumas vezes não saber demosntrar minha indignação com mais paciência. Ademais você sabe o quanto sou seu fã.
Abraão disse…
Beto eu não te entendo, juro que não, eu não falei com você, eu sequer sabia que você existia semanas atrás, frequento esse blog tem muito tempo, leio, tenho um respeito enorme pelo que a Laura escreve, mas de você não me lembro. Eu não escrevi o que escrevi procurando por discussões dessa natureza meu querido. Eu falei com o Nei, já debatemos outras vezes, sempre de forma muito sadia, sem provocações ou insultos. Eu só compartilhei uma opinião, sem qualquer direcionamento pessoal, e se observares meu comentário com mais rigor, tu vais poder notar que também cito a Dani Lins, todas as injustiças que ela também sofreu. Se eu sou fã dessas duas jogadoras? Com certeza poderia dizer que sim, porém minhas observações nada tem haver com fanatismos, tratam-se de constatações que qualquer um pode fazer.
Nei disse…
Pessoal, não brigue. Beto se acalme, não pessoalize os posts, não vamos tornar o blog chato como há uma semana estava sendo com comentários ofensivos e intolerantes. Não vamos perder isso de bom que temos e gostamos muito. Há tão poucos meios onde podemos comentar e debater e por isso temos que respeitar o espaço e a todos que dele participam.
Beto, este não é você. Parece que tá chateado com algo e descontando no Abraão. Abraão, sabemos que os fãs de vôlei são apaixonados e os comentários muitas vezes refletem esta paixão, igual a quando as pessoas estão apaixonadas e vão metendo os pés pelas mão e fazendo besteiras. No caso Natália, eu acho que quando se chamava ela de promessa era muito mais por frustração por ela não estar apresentando aquilo que todos sabiam que ela era capaz, associado a insistência em mantê-la na seleção durante muito tempo sem mostrar serviço. Daí os comentários muitas vezes maldosos. E esta dúvida sempre surge quando algum grande atleta faz uma cirurgia e fica a incógnita de se ele vai voltar ao nível anterior. Já vimos muito isso. Atualmente tem o caso do Murilo que operou o ombro e foi questionado se voltaria a ser como antes. Eu acho que a falha, ou o que gera os comentários, é quando os técnicos os mantém lá como se estivessem 100%, entrando pra sacar ou comprometendo o jogo. Na Liga Mundial do ano passado o Murilo não virava uma bola na rede sobrecarregando o Lucarelli e isso gerava a polêmica. O mesmo com a Natália.
Aff, chega.
É isso galera, vamos ser felizes e aproveitar que hoje tem mais dois jogões pra gente.
Nei, tô bem, não estou canalizando nenhuma frustração ou problema em ninguém, acho que ficou entendido, os pqs da discussão, sei que posso ter sido um pouco deselegante, inscisivo, e pouco educado mas acho que não feri a honra de ninguém aqui,já me desculpei com a Laura (minha idola kkk) E não se preocupe, pq o papo vai continuar. (Não deixe o samba morrer meu rei,jamais)!!!!!!
Ney estava pensando nisso, não somente na questão da final em si, mas nos jogos, na superliga... logo logo não vamos mais sentir aquela anciedade gostosa, aquele friozinho na barriga que sentimos no trabalho ou nos estudos em dia de jogo, rezando pra chegar a noite, pena. Já tô com saudades!
Nei disse…
Que nada Beto! Acaba a Superliga e sai a convocação e já ficaremos ansiosos com a nova formação para o Gran Prix e depois a Olimpíada. Quer mais ansiedade que isso?????
Não sei você, mas também sou fã do masculino e torço horrores também. Então estou sempre ansioso, rs.

E o Osasco ficou no caminho né. Vamos esperar o post.
Yana Souza disse…
Mais uma vez um time com orcamento altissimo n consegue irp final faltou uma ponta passadora..gabi e suellen n resolve...Gabi pinga demais..verdade seja dita n é jogadora p luderar time nenhum. Espero que o osasco contrate melhor p proxima..e a Dani n jogou nada nao variou as jogadas e n surpreendeu orio em nada. Se ela jogar assim nas olimpíadas estaremos perdidos..nao é de hoje que falo que Dani nap esta re dendo...hj repetiu bolas p suellen qdo tinha lisa e carcaces pelo fundo.. que burra...afff
Yana Souza disse…
Pessoal, tenho pena de alguns comentários que vejo aqui. O fato é que brilhar em um campeonato mediano para medíocre como a superliga do Brasil é fácil ainda mais estando em um time mais organizado taticamente, mérito do Bernardinho, é claro. Agora virem aqui ofenderem uma the Best chamada thayza, que impõe respeito em russas, chinesas, servias e americanas é demais para minha paciência.. Queria ver se fosse a Carol em Londres o que ela faria de melhor que a thayza, nada, NE... Na realidade me preocupo e muito quando a aposentadoria de thayza e Fabiana, pois tendo centrais de 1,84 não vejo grande futuro não... Então galera, parem de menosprezar a bi campeã olímpica thayza e agradeçam por ela estar na seleção e por fim, não esqueçam de bater muitas palmas quando virem a raça e a virada de bola de uma grande líder.. Parem de se iludirem com superliga liga, lá fora o nível está muito além de nossa fraca superliga, como já podemos comprovar nos MUNDIAIS DE VOLEI FEMININO, onde o maior time do Brasil leva surra fenomenais do 5 time lá de fora. Acordem... Parabéns ao Rio pela classificação... Mais menos, muito menos...
Yana Souza disse…
Hummm..que coisa feia, Beto. Se vc n sabe dialogar n participe, pois ninguem é obrigado a pensar como vc. Beto.. que cousa chata...hu.mmmf