Beato Praia Clube

Dentil/Praia Clube 3x1 Sesi-SP

Comprovado: com o milagre desta sexta-feira, o Praia Clube foi declarado beato. Trouxe de volta à vida o moribundo Sesi. Essa boa ação pode até o levar ao céu, mas certamente não o levará para o pódio da Superliga 15/16. Pelo contrário, pode transformar o Sesi em seu algoz mais uma vez e sofrer, novamente, com uma eliminação nas quartas de final.

Eu poderia falar desta partida sob a perspectiva do Sesi. De que como o time de São Paulo ressurgiu das cinzas. Como Ellen teve uma noite inspiradíssima e impulsionou o ataque da equipe, que tanto penou neste fundamento a competição inteira. Poderia mesmo dizer da atuação competente da (quem diria!) Priscila Heldes.

Mas não adianta. Os méritos da vitória do Sesi são quase todos do Praia Clube, da fraqueza emocional e imaturidade do time de Uberlândia que não soube lidar com o favoritismo. Não gosto de justificar resultados de partidas por questões emocionais, mas elas foram decisivas neste jogo.

O resultado foi uma demonstração do quanto o Praia está despreparado para enfrentar decisões. Porque a questão não foi somente cometer erros e dar oportunidades para que o Sesi ganhasse moral, confiança e jogasse sem pressão. Foi se assustar e se apequenar contra um tipo de jogo e um time medíocres. Quando a Natasha é a jogadora que chama pelo time, e não Ramirez ou Wal, é que se vê a gravidade da situação.

Em nenhum momento o Praia assumiu o comando da partida e, quando esboçou reações no placar, esbarrou na ansiedade e na falta de frieza para decidir. Assim, a partir do segundo set, os papeis se inverteram. O Praia assumiu o papel do time desacreditado e frágil que o Sesi encarnou durante toda a SL enquanto o Sesi jogou como nunca antes na competição. Uma atuação digna de um vice-líder. 



*************************


Estou bastante curiosa pela segunda partida, não sei o que esperar. Tenho dúvidas de como as duas equipes irão reagir às situações em que se encontram. De um lado, temos o Praia com uma pressão ainda maior por resultado. Se não soube lidar com a pressão do favoritismo, saberá lidar com a necessidade do resultado?

Do outro, temos o Sesi, que tem em mãos uma chance que não imaginaria ter. Deixa de ser um azarão para tomar a dianteira do confronto. Afinal, além da vantagem, joga em casa. Precisa aproveitar a vantagem surpreendente conquistada para apagar a campanha da fase classificatória. Será que consegue se agarrar a esta oportunidade ou irá esbarrar em suas limitações técnicas?

Para o Praia, a questão é muito mais emocional, pois, com a confiança no lugar, é mais time que o Sesi. Agora, se ele não se apropriar deste confronto e entender que não foi vice-líder por acaso continuará como um mero coadjuvante na SL.


*************************

Vôlei Nestlé 3x0 Terracap/Brasília 


No segundo confronto das quartas desta sexta-feira, o Osasco mostrou ao Praia o que deveria ter feito. O Brasília poderia ter incomodado muito mais se as paulistas não tivessem assumido o controle da partida.

O Brasilia até correu atrás, volta e meia encostou no placar aproveitando as falhas do Osasco, mas não teve qualidade para manter a vantagem ou o equilíbrio no placar. O saque, que poderia ser uma arma importante para o Brasília equilibrar a partida não foi regular e suficientemente desafiador ao passe do Osasco.

O Osasco, por sua vez, além de qualidade mostrou maior maturidade. Não se desesperou quando os momentos não eram dos mais favoráveis, como quando cometeu erros em sequência. Outro ponto positivo da equipe paulista foi a competência de seus contra-ataques. O jogo foi de muitas trocas de bolas, de volume defensivo de ambas equipes. O que definiu o vencedor foram as poucas saídas efetivas para pontuar no ataque do Brasília nestas ocasiões enquanto o Osasco, com Carcaces, foi matador.

A Dani Lins nem tem pensado duas vezes na hora de escolher a atacante. É a cubana que está virando e pra ela vai a maioria das bolas. Carcaces vive, para sorte do Osasco, um momento especial. Mas se, com tantas opções, a distribuição é tão concentrada em uma só bola é porque há outras coisas que não estão funcionando ainda como deveriam. E, jogando assim abaixo do potencial, fica difícil imaginar o Osasco fazendo frente ao Rexona na semifinal.

Comentários

Abraão disse…
Ola pessoal, uma duvida, se o SESI passa para a semifinal ao invés do Praia Clube, o Osasco, em caso de bater o BRASÍLIA, se livraria do confronto com o RIO? Afinal, o cruzamento deve ser, em confrontos eliminatórios, entre o time de melhor e o de pior campanha na fase classificatória. Nesse cenário, do SESI eliminar o PRAIA, ele seria o time de pior campanha entre todos os quatro postulantes a vaga na grande final, portanto pela regra, obrigatoriamente teria que encarar o REXONA em busca do seu lugar na decisão, o que convenhamos seria uma sorte inacreditável do Luizomar.
Rafael Modesto disse…
Acho que não rola isso, Abraão. O vencedor do confronto entre 1 e 8, enfrenta o vencedor do confronto entre 4 e 5, no caso Osasco ou Brasília. O vencedor do confronto de 2 e 7, enfrenta o vencedor do confronto entre 3 e 6. Então, caso o Sesi avance às semifinais, enfrenta ou Rio do Sul ou Camponesa Minas. Inclusive, acho que esse jogo é o que promete mais equilíbrio. Estou, particularmente, esperando um tie break. Veremos logo mais.
Nei disse…
O Praia foi bizarro. Ramirez sumiu e Walewska deveria ter sido mais utilizada. Agora sabemos porque Klineman não é titular na seleção dela. Fiquei triste pelo praia, mas feliz pelos Sesi. Gosto quando os piores ganham. Nem fizeram nada de mais mesmo. Improvisaram uma oposta com Deyse, o que foi muito engraçado, mas funcionou.
Não quero ser abutre mas o útil pode se unir ao agradável. Esse mal estar do Luizomar bem que serviria para afastá-lo definitivamente do comando técnico do Osasco. Torço pela saúde dele e que fique bem, mas bem que poderia passar a bola, né?
Ah, sobre o desfile de moda de roupas do Osasco senti falta da camisa que mais me marcou que foi a do finasa. Sei que o patrocinador não vai divulgar outra marca, mas poderia ter uma blusa branca e vermelha lá sem o nome. Pra mim foi a melhor época do Osasco, ou pelo menos a que eu mais gostava.
85 989825799 add galera do papo, daí faremos um grupo bacana.
Bora Nei... AII.. e vc tambem Laurita. Se puderem e quoserem claro. Mas seria massa assistir conversando com vcs.
Vicente Maia disse…
Todo mundo esperava um passeio do Praia, mas quem passeou em quadra foi o SESI. O time da Fabi jogou como nunca nessa temporada. Uma partida impecável onde o time do Praia foi anulado, se desestabilizou e não viu a cor da bola. O time, mesmo em casa, não suportou a pressão e pagou caro pela sequência de erros cometidos. Agora vai ter de jogar mais pressionado e fora de casa.
No SESI, destaques para Ellen, merecidamente a melhor em quadra, e Pri Heldes, mas todo time jogou bem. Parece que o gigante acordou. Vamos ver como vai ser o segundo jogo que, pelo visto, será um jogo tão emocionante quanto imprevisível.
Alysson Barros disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Alysson Barros disse…
Discordo completamente, O SESI, no papel, tem muito mais time que o Praia Clube.

Eu acho muita coincidência o time desencantar assim logo agora, nos play-offs, com todas jogando bem, ou no mínimo não comprometendo - como Dayse. E em caso de prosseguimento pegar Minas ou Rio do Sul e se tornar finalista pelo "caminho mais fácil".

Tem algo de muito estranho aí, parecia que o time estava escondendo o jogo, que queriam, sei lá, derrubar o técnico...

Bom, meras conjecturas de um torcedor do time que estava bastante desapontado com a situação vexatória. Vamos ver como será daqui para frente. Elas ainda estão devendo e muito.
A lI disse…
Olá amigos!!! Vocês se lembram que nos comentários do texto "TEMPORADA PERDIDA" euzinha comparei a situação do SESI com a situação do BRASIL em Londres/2012???
Eu me lembro de um time desacreditado em Londres,que não dependia apenas de seus próprios resultados p/se classificar e,por isso,teve que torcer p/os EUA vencerem a TURQUIA para não ser desclassificado ainda na fase de classificação.Esse time era o Brasil,que se os EUA quisessem poderiam ter mandado p/casa já na fase de classificação.Mas contra todas as expectativas,o Brasil que ganhou de presente dos EUA a última vaga p/as quartas-de-final,fez as americanas se arrependerem amargamente disso na final conquistando o OURO olímpico.A grande responsável pela reviravolta no time foi a Capitã Fabiana,que a equipe em conflito emocional c/o Zé Roberto em torno de um objetivo maior que era o OURO.Vale ressaltar que Jac,melhor atacante da final,foi outra que deu a volta por cima.Tanto Jac quanto Fabiana estão no SESI e,se quiserem,independente do técnico,podem unir o time em torno de um futuro melhor nessa Superliga...Acho que o Campeonato só acaba quando termina e,com o elenco que o SESI tem,tudo é possível... Afinal,a partir das quartas-de-final,os pontos todos são zerados,todas as 8 equipes classificadas estão em pé de igualdade e reviravoltas podem acontecer... A única chance do SESI é esquecer a fase de classificação e pensar daqui p/frente,afinal tudo começa do ZERO!"
Ou seja,meio sem querer querendo,acabei prevendo o que aconteceu entre SESI e DENTIL/PRAIA CLUB.
Hoje em dia vou além e comparo o SESI ao Rocky Balboa que apanha,apanha,apanha e depois vence quando menos se espera ou então à BELA ADORMECIDA que finalmente foi beijada pelo PRÍNCIPE ENCANTADO e acordou p/a vida!!!
Infelizmente,sou torcedora do PRAIA CLUB e não queria ver meu time eliminado agora. Mas o PRAIA,mesmo fazendo uma campanha formidável na fase de classificação,pegou o adversário MAIS INDIGESTO DESSE PLAY-OFF,o SESI.
Ao meu ver o SESI estava fazendo o estilo "TIME PREGUIÇOSO E DESMOTIVADO" que só queria garantir sua vaguinha entre as 8,sem muito esforço,para vir com tudo a partir da fase mata-mata, e foi isso que aconteceu...
É triste,mas DAYMI NÃO RENDEU NADA nessa partida,acho que a contusão quebrou muito o ritmo dela,ela estava irreconhecível... E a KLINEMAN abusou dos ERROS DE SAQUE!!!
Enfim,as GRINGAS do PRAIA decepcionaram ao passo que o SESI,QUE NÃO TEM GRINGAS,não teve esse problema...
Agora,gentem,um time que tem como líder uma personalidade com a CAPITÃ FABIANA CLAUDINO tem que ser muito respeitado,pois se ela conseguiu unir o time em Londres em busca do Ouro,ela pode fazer a mesma coisa com o SESI agora,carisma e personalidade forte ela tem de sobra para isso!
Enfim,convenhamos,tirando as levantadoras que não estão entra as TOP da SUPERLIGA,o time do SESI tem estrelas de primeira grandeza do voleibol nacional que são as CENTRAIS FABIANA e BIA,a LÍBERO SUELEN e a PONTEIRA JAC.
Nessa partida a ELLEN definidora da época do PINHEIROS mostrou as caras.A gordinha fofucha Suelen,que eu mesma já critiquei sua forma física,mas aprendi a admirar sua técnica e raça dentro de quadra, foi outra que fez uma partida espetacular e não errou praticamente nada,dando segurança à PRI HELDES trabalhar.
ANDREIA LAURENCE tem que voltar a ser central,porque oposta que só ataca bolas rápidas ou chinas não funciona,melhor a DAYSE ficar no lugar dela mesmo revezando com a SABRINA na saída de rede.
A tarefa do PRAIA será árdua em São Paulo,mas como a LAURA frisou,o vôlei feminino é muito psicológico e tudo pode acontecer,afinal o Praia tem um ótimo elenco e não ficou em segundo lugar por acaso nessa Superliga.Espero um jogaço e que as gringas do Praia possam render o que se espera delas.
A lI disse…
No jogo contra o Brasília aconteceu a festa de 150 anos da NESTLÉ...É bom festejar mesmo logo agora,pq se,por acaso,o Nestlé passar pelo Terracap/Brasília,será eliminado pelo Rexona,que peninha,não é mesmo???Então festejem logo,e não deixem p/depois,pois a DESCLASSIFICAÇÃO está próxima!!!Não adianta,o REXONA é um time e não só uma jogadora,quem entra dá conta do recado.Quando Jucy estava se recuperando,Mayhara deu conta do recado.Quando Monique esteve fora,DRUSSYLA e LORENNE deram conta do recado.Se Gabi estiver fora,DIVA RÉGIS ou DRUSSYLA darão conta do recado.O fato é que NÃO HÁ CHANCE NENHUMA DO NESTLÉ SER FINALISTA!!!
A lI disse…
O Psicológico... Ah esse psicológico... Eh óbvio que o RIODOSUL vencerá sua partida em casa lá em Santa Catarina,afinal de contas o RIODOSUL não perde em casa,o único time que conseguiu derrotar o RIODOSUL em SC foi o REXONA e mesmo assim só num TIE BREAK DISPUTADÍSSIMO 15-17,os demais ADVERSÁRIOS todos foram DERROTADOS.Mas que mole O RIODOSUL deu em BH contra o Minas. Foi uma TREMENDA DE UMA AMARELADA,MEDO DE VENCER ou sei lá o quê... O RIODOSUL tinha tudo p/vencer essa partida em BH,MAS NÃO ENTROU EM QUADRA P/O TIE BREAK??? Não entendo pq a Rosamaria tá bancando p/Tandara,ela é a melhor oposta do Minas,entrou e mudou o jogo,principalmente no tie break!
Para mim, quem salvou o Minas foi a Rosamaria e ela deveria ter levado o VIVAVÔLEI...
Rafael Modesto disse…
A Rosamaria equilibrou o passe, que estava ruim com a Carla em jornada pessima e até mesmo com a Léia, que errou recepções que não costuma errar. Mara foi completamente inútil no jogo. Não bloqueou, não atacou. Virou algumas bolas na sorte. Já a Valquiria entrou com personalidade e confiança.
Mari Paraíba deu um show. Pontuou em momentos importantes da partida, além de não ter comprometido na recepção. Excelente partida dela.
Tandara também jogou muito e quando a partida estava mais apertada, somente ela virava com naturalidade. Mereceu sim ganhar o Viva Vôlei. Como se pôde perceber, o elenco do Minas salvou o jogo, além da contribuição do Rio do Sul no quinto set e também nos predecessores, onde errou nos momentos de definição.
No Rio do Sul, boa partida de Ju Nogueira. Helô foi razoavelmente bem, podia ter sido mais fria e errado menos ataques.
Rio do Sul tem tudo pra vencer o jogo em casa. Só não pode amarelar no tudo ou nada...
Nei disse…
Beto, infelizmente sou meio reservado e não uso redes sociais, especialmente facebook e whatsapp. No máximo o skype. Se quiser adicionar é supernei@hotmail.com. Eu acharia o máximo se a Laura colocasse aqui um chat em tempo real.
Alysson Barros, sua teoria tem muita lógica. Seria horrível se fizeram isso para derrubar o técnico, mas pode ser real. Só o tempo pode dizer ou nunca ficaremos saber.
A II, lembro do seu post e concordo contigo: quem tem Fabiana e Jaque, tem tudo. Não duvido do Sesi na final, especialmente agora com o praia tendo que correr atrás. Mas creio que perca para o Rexona se na final chegar. Lembro da semi entre Rexona e Camponesa/Minas ano passado, na qual a Jaque não recebeu NENHUM saque, pois nenhuma jogadora do rio sacou nela. Isso é disciplina tática e visão de jogo. Isso é Bernardinho querendo vencer, enquanto os outros times sacam aleatoriamente em Suellen, Camila Brait, Leia e Fabi.
Andreia Laurance é uma fraude. Não sei como contratam e pagam um salário a ela. Só me lembro dela bem no Pinheiros, há dois anos, jogando como oposta clássica, atacando meio fundo e fundo pela saída muito bem. Depois disso, ladeira abaixo. A Mara também é outra que não me agrada. Tem que treinar muito.
Acho que as jogadoras teriam que fazer mais autocrítica. Se perguntar por que sou reserva? Por que não estou na seleção? Perguntar às colegas, ao técnico, ouvir a resposta e trabalhar em cima disso. A superliga agradeceria.
Yana Souza disse…
Quanta Ilusão, gente, a verdade é que nossa superliga é fraca. Rio que é o melhor do Brasil, anda levando arrocho até do Pinheiros, imagina se o Rio pega um Konsheleva de novo pela frente. No último mundial de clubes era despachou o Rio.. Ela fez 34 pontos.. Pode? cadde o bloqueio do Rio, que dizem aqui que é tão bom assim... Não me iludo, não...
Rafaela Cruz disse…
Também entendo que um time que tem nomes como Fabiana e Jaqueline não pode ser desacreditado.É bem verdade que a campanha foi decepcionante mas agora é outro campeonato e mesmo com toda deficiência que a gente sabe que o Sesi tem, se elas se encontrarem enquanto equipe darão ainda muito trabalho a qualquer que seja o adversário.
O ótimo time do praia amarelou no primeiro jogo e não acho que isso deva se repetir hoje, teremos um jogo difícil e nervoso pra ambas as partes mas eu acredito no Sesi e espero por elas na final contra o Rexona.
Yana Souza disse…
O Sesi tem jogadoras como Jaqueline e Fabiana, mas acho que a principal jogadora do Sesi vai ter que ser a levantadora, pois se ela realmente for efetiva o Sesi sairá campeão...