É bom para o moral

Se na rodada passada os invictos da Superliga flertaram com a derrota, nesta, ao menos, um namoro se confirmou. O Praia Clube perdeu a invencibilidade para o até então criticado Sesi. 

A partida, vencida no tie-break, deve ter sido muito curiosa porque, olhando as estatísticas, o Sesi, que tanto sofreu com a ineficiência do seu ataque, deu de goleada neste fundamento contra um adversário que, no papel, tem mais saídas para pontuar. E foi o ataque mesmo que, nas contas frias, fez a diferença para o Sesi.

Pela leitura dos números, concluiu-se que o Sesi abriu esta diferença no aproveitamento dos contra-ataques. Ou seja, defensivamente trabalhou melhor do que o Praia. A volta da Jaqueline também ajudou a equilibrar as forças de ataque. É que o Praia mirou o saque na Dayse deixaram a Jaque tranquila para pensar somente em pontuar. O aproveitamento da bi-campeã olímpica não foi dos mais maravilhosos, ainda mais para quem foi pouco pressionada no passe, como foi o caso da Dayse. Mas ao menos deu opção de saída para o ataque junto com a Dayse e a Fabiana. 

A central pode-se dizer também foi um diferencial para o Sesi, principalmente se comparada com a sua adversária direta, Walewska. O aproveitamento da Fabiana foi muito superior ao da Wal, que, depois de um jogo extraordinário contra o Pinheiros, tem sido muito bem marcada. 
***************************

Pelo que se viu contra o Minas, o Praia precisa acertar a recepção para colocar não só a Wal, mas também a Michelle, que tem tido atuações muito discretas, nas partidas. A Michelle não consegue aparecer no ataque nem na recepção, uma de suas especialidades. Os times fogem de sacar nela e miram na Ramirez e na Álix. A Tássia tenta cobrir toda estas áreas e não tem respondido da melhor maneira possível.
 
A conquista do Sesi foi importante, mas ainda deixa um ponto de interrogação nas nossas cabeças de como seguirá na competição. Novos tropeços virão? O time engrenou de vez? De qualquer forma, a vitória veio num momento importante, essencial para elevar o moral da equipe para o restante da competição. Afinal, desbancou um invicto. Vamos ver se com a auto-estima elevada a equipe se acerta.



 ***************************

Resultados da 6ª rodada 

Sesi 3x2 Dentil/Praia Clube 

Rexona/Ades 3x1 Terracap/Brasília

São Bernardo 0x3 Rio do Sul/Equibrasil

Concilig/Bauru 2x3 São Cristóvão Saúde/São Caetano
 
Pinheiros/Klar 2x3 Vôlei Nestlé/Osasco
 
Renata Valinhos/Country 0x3 Camponesa/Minas
 
- Enquanto a invencibilidade do Praia foi para as cucuias, a do Osasco resiste bravamente. De novo o time teve que ir para o quinto set para vencer um adversário inferior. Desta vez, o Pinheiros, que saiu perdendo por 2x0. Mas, ao contrário do que aconteceu contra o Brasília, a recuperação na partida se deveu muito mais ao relaxamento e número de erros excessivos por parte do Osasco do que por mérito do adversário. Aliás, foram muitos erros de ambas as partes, o que não deve ter colaborado para a qualidade da partida. Osasco relaxou e deu espaço para o Pinheiros crescer. A vantagem do time do Luizomar é que tem jogadoras que crescem nos momentos de definição. Mas bem que ele poderia se poupar destas situações, não é?

- No jogo da TV, o Rexona venceu o Brasília de virada. Depois de um primeiro set perfeito, com ataque virando bem e bloqueio marcando, o time da capital federal murchou. Muito em conta da qualidade da recepção que caiu e da recuperação da levantadora do Rio, Courtney Thompson, que não havia feito um bom início de partida. As jogadas do Brasília ficaram muito previsíveis e se tornaram presas fáceis para o bloqueio do Rexona. Até por isso, não entendi porque o treinador Manu não providenciou algumas mexidas no time para tentar, ao menos, mudar o padrão de jogo e surpreender o Rexona. 



Comentários

Nei disse…
Não tenho nem forças pra comentar o post, pois estou chocado com a saída do Wagão do Pinheiros. Não entendi nada e fico muito triste e preocupado. Como é que uma coisa dessas pode acontecer e em início de temporada com um treinador que dá tanto resultados e lapida tantas jogadoras como o Wagão. Pobre do nosso vôlei. Queria entender como isso é possível.

Sobre o vôlei, tô amando a PP4 e a Sara. tem futuro a garota. A Domingas também é boa, deveria entrar mais quando a Amanda tivesse na rede. E quando a Bárbara voltar o time deve crescer mais, com mais alternativas.
A lI disse…
A Tandara é muito cara-de-pau mesmo e gananciosa, afundou o Praia, ganhou dinheiro sem estar em condições ideais de jogo e está processando o Praia pra ver se arranca mais dindin...
Por que a Tandara não toma vergonha na cara e vai jogar voleibol?
Não cumpriu o contrato, deixou o Praia Clube na mão recebendo salários sem jogar e agora ainda quer ganhar mais dinheiro movendo um processo trabalhista contra o Praia. Ele deveria é ter vergonha na cara do que fez com o Clube, a torcida e os patrocinadores. Se a justiça for realmente feita, ela é que terá que ressarcir os cofres do Praia Clube.
A lI disse…
Nei,em relação ao Pinheiros,a nova diretoria está cumprindo o que está escrito no Estatuto do Clube.Segundo os Estatuto do Pinheiros,o Clube deve ter equipes de atletas "amadores" e,não,profissionais.O Estatuto diz que o Pinheiros é um clube formador de atletas e não de sustentação de profissionais.Veja,a seguir,a explicação que deu uma das Conselheiras do Pinheiros:"Sou Conselheira do Clube Pinheiros,o Clube mais rico do Brasil,pela Chapa Transparência.Nosso esporte NÂO é profissional.Depois da aberração que foi manter equipes de atletas profissionais que contrariou o estatuto,nosso Presidente está fazendo um trabalho intramuros em prol do esporte com alta performance por amor ao esporte.Este Presidente cumpriu a promessa da posse.Lamento,mas o técnico Vagão tem que procurar emprego em clubes-empresa e o Pinheiros não é um deles."explicou a Conselheira do Pinheiros Aurea Ferronato,dizendo que o Presidente está cumprindo o que diz o estatuto sobre o amadorismo nos esportes do clube.O mesmo está acontecendo na Natação e no Basquete do Pinheiros.
A lI disse…
Nei também estou empolgadíssima com as belas atuações da nossa eterna MVP OLÍMPICA PAULA,ela está realmente inspiradíssima e,como sempre,fazendo seu papel de líder-nata orientando as demais jogadoras dentro de quadra e vibrando como nunca.
A lI disse…
O SESI resolveu fazer o papel de "Robin Hood"da Superliga: roubar pontos dos mais ricos e dar pontos para os mais pobres,vai entender esse Sesi...
Outra coisa que não entendo é o que a Bia está fazendo no banco? Acho que Bia não poderia bancar para a Angélica.Por acaso a Bia estaria com algum problema físico,tipo contundida mesmo ou voltando de contusão???
A lI disse…
Engraçado que Tandara deu entrevista ao Globo Esporte reconhecendo que ficou devendo e agora quer arrancar dinheiro do Praia.
Com a gravidez durante a temporada,a ficha pode demorar a cair,pois o investimento feito pelos patrocinadores e o objetivo traçado pelo diretoria não foi cumprido.
– Com certeza poderia ter dado mais, sempre saio com isso na minha cabeça. Pela Superliga que fiz no ano passado, acho que saio devendo, sim - disse Tandara, que estava grávida de quatro meses,quando o Praia foi eliminado da Superliga.
Além de reconhecer que estava longe da melhor forma técnica,Tandara,contratada a peso de ouro,citou pontos em que a gravidez atrapalhou dentro de quadra.
Unknown disse…
Acho que essa moça que a cada ano derrapa em nossos conceito, seja por esperar dela uma sequência boa de campeonatos o que não é muito fácil vide a forma física.... Agora processando o praia... Tenho certeza que as atletas vêem o blog por isso senhora Tandara com todo respeito, você devia era cuidar da sua parte física, cuidar em crescer, maturar sua postura como atleta profissional e se preocupar em ser. Bom exemplo de profissional, mais prejuízo você deu ao praia. Devia era jorar uma temporada de graça. Duvido essa banca toda com cachorro grande. No dia que você passar pelas mãos do Bernado você aprende a ser profissional, lá ele derruba sua cristã e você nem que não queira resolve, ou CAE fora pq lá num tem pra Narizinho em pé não, lá ou é bola na rede ou e saída pelos fundos como fez a americana metidinha.
renato teixeira disse…
Baixaria isso da parte dela, devia ir estudar, voltar a ter aulas de ciências, será que tem ensino fundamental? Existem métodos contraceptivos, alguém indica um profissional pra orientar está jovem.
renato teixeira disse…
Baixaria isso da parte dela, devia ir estudar, voltar a ter aulas de ciências, será que tem ensino fundamental? Existem métodos contraceptivos, alguém indica um profissional pra orientar está jovem.
renato teixeira disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
renato teixeira disse…
Indivisível uma equipe não usar suas meios como ponto de apóio, passe não vira um jogo de cartas marcadas, jogo dependente das extremidades cantado, Laura minha linda concordo como sempre você muito coerente e inteligente nos seus comentários, uma equipe que tem wal como jogadora não pode ficar sem usa lá, se ela está marcada, ensaia mais jogadas ela não é limitada como a maioria das centrais. Derruba bola de todos os lados só depende da levantadora. Porque repertório ela tem, pode até não ser tão pontuador como as demais em sua posição mas se bem usada corresponde.
renato teixeira disse…
Acho que essa moça que a cada ano derrapa em nossos conceito, seja por esperar dela uma sequência boa de campeonatos o que não é muito fácil vide a forma física.... Agora processando o praia... Tenho certeza que as atletas vêem o blog por isso senhora Tandara com todo respeito, você devia era cuidar da sua parte física, cuidar em crescer, maturar sua postura como atleta profissional e se preocupar em ser. Bom exemplo de profissional, mais prejuízo você deu ao praia. Devia era jorar uma temporada de graça. Duvido essa banca toda com cachorro grande. No dia que você passar pelas mãos do Bernado você aprende a ser profissional, lá ele derruba sua cristã e você nem que não queira resolve, ou CAE fora pq lá num tem pra Narizinho em pé não, lá ou é bola na rede ou e saída pelos fundos como fez a americana metidinha.
Nei disse…
A II, entendi a sua explicação sobre o caso Pinheiros. Mas não entendo como isso foi acontecer dessa forma. Pois essa coisa de atletas profissionais já estava acontecendo há alguns anos. O Wagão não sabia disso? Não estava no contrato? Tinha que ser dessa forma? Não podia esperar o fim da temporada? E agora? Para o Wagão e para as jogadoras? Achei tudo muito estranho e baixo.
Mais baixa foi a Tandara. Ridícula essa atitude dela. Concordo que ela deveria jogar de graça ou devolver o dinheiro que ganhou no período em que afundou o Praia. Sempre a achei irresponsável, preguiçosa e debochada em quadra. Só tem o nome por causa da força, que não depende dela, é um atributo natural. Por ela não seria nada. Técnica zero. Nunca melhorou em nada. Várias vezes Zé Roberto a colocou na seleção em momentos que a Sheilla não estava conseguindo virar e ela entrava e dava várias largadas. É outra que só está na seleção por potencial de ser, não por desempenho e produtividade. O Praia deveria processá-la retroativamente, se fosse possível.
Eu estou muito feliz com a PP4, muito mesmo. Tomara que ela siga nessa crescente e quem sabe posa pleitear uma vaga na seleção. Se ela voltar a velha forma, a prefiro mil vezes que Natália e Gabi, com todo respeito a seus trabalhos.
E hoje o Praia tombou o Osasco. Pobre Ivna, entrou pra passar, mas não sabe. E aí, o que fazer? E o Juiz tendencioso?
Não entendo por que não temos o desafio ainda no "melhor campeonato do mundo" do "melhor vôlei do mundo", como insistem nossos comentaristas. A CBV tá quebrada, é?
A lI disse…
É verdade Nei,infelizmente,em tempos de crise,o uso da tecnologia do desafio torna uma partida de vôlei "MAIS CARA QUE O NORMAL",e mesmo em países que não sofre tanto com a crise essa tecnologia não tem sido muito utilizada justamente por tornar os jogos mais caros.Geralmente quando adotam o desafio é mais para as fases finais e não para jogos da fase de classificação.Enfim,acho que a melhor saída seria ter juízes e fiscais de linha mais bem treinados,para reduzir a chance de erros.
Nunca vi um início de Superliga tão equilibrado.O Praia Clube esse ano vem mesmo brigar pelo título.Ainda considero o Rexona favorito,mas acho que o Praia tem tudo para estar na final.
Em relação à Tandara,é só decepção com essa Senhora,ela é muito irresponsável,já passou da hora de ela ser mais madura.
O fato é que a Monique está bombando no Rexona e,das opostas brasileiras em atividade,é a que vem jogando melhor e crescendo nessa Superliga.Mesmo Sheilla estando na reserva confio em todo seu talento e até prefiro que ela só entre nas inversões do 5x1 e se poupe para 2016,Sheilla tem talento e não desaprende,ela é craque.E Monique também é craque de bola,tem técnica apurada e varia o ataque sempre com muita inteligência.Pra mim,Sheilla e Monique formam a dupla de opostas perfeitas para a seleção,pois as duas tem características muito parecidas e sabem muito bem selecionar seus golpes,em vez de usar apenas a força bruta.
Esse começo de Superliga é o mais equilibrado e interessante dos últimos tempos,a grande e boa surpresa é o Rio do Sul que faz questão de se manter na ponta da tabela entre as equipes de mais investimento devido ao excelente trabalho que Spencer Lee faz com suas jogadoras,além do que as Gringas do Rio do Sul,as ARGENTINAS Tatiana Rizzo e Mimi Sosa são um espetáculo à parte.
Por falar em Argentinas,a seleção Argentina deu uma salto de qualidade a assumiu de vez a condição de segunda força da América do Sul à frente de Peru,Colômbia e Venezuela.A Argentina entra como favorita no Pré-Olímpico Sul-Americano.As peruanas que dominaram o vôlei Sul-Americano até o início da década de 1990 e era a Pedra-no-sapato das brasileiras até hoje não conseguiram se recuperar,tal qual as cubanas na Norceca.
Se Rio do Sul é a surpresa positiva da Superliga,o Pinheiros é a negativa,está ladeira abaixo na tabela de classificação,e agora sem o Wagão,a tendência do Pinheiros é ficar fora das 8 equipes classificadas para as QUARTAS-DE-FINAL.Posso até estar errada,mas se por acaso o Pinheiros se classificar,deve ser lá na rabeira da tabela,lá pela sétima ou oitava posição,no máximo.
A lI disse…
O fato é que já estava demorando cair essa invencibilidade do NESTLÉ depois de penar para vencer tanto TERRACAP/BRASILIA quanto PINHEIROS/KLAR em tie breaks sofridos,estava na cara que iria sucumbir ao DENTIL/PRAIA CLUB,que neste ano está muito consistente e muito forte para brigar pelo título.Claudinha está de parabéns pela grande partida,assim como todas as demais jogadoras,destaque para as centrais do Praia WALEWSKA e NATASHA,cada uma com 7 pontos de bloqueio.