Praia imune às zebras


Chegamos à terceira rodada da Superliga e temos, nada mais nada menos, do que somente dois times invictos. Não me recordo de um início de campeonato tão equilibrado e surpreendente. 

Sei que, provavelmente, o equilíbrio não signifique um nível alto de qualidade. O ideal seria vermos o Sesi e o Minas enfrentando de igual para igual Osasco e Rexona e não penando para vencer ou perdendo para o São Caetano. Mas não há como negar que estes resultados inesperados dão graça à competição.

****************************

Uma das equipes invictas é o Praia Clube, que venceu por 3x1 o Pinheiros nesta sexta-feira (20). Foi uma partida boa de se assistir, apesar de todos os sets terem tido placares alargados. É que o jogo foi resolvido mais na bola do que nos erros. 

O ataque do Pinheiros, por exemplo, foi anulado pelo ótimo bloqueio e defesa do Praia, que, por sua vez, soube aproveitar muito bem os contra-ataques. Gostei da atuação da Claudinha neste sentido. Fez uma ótima distribuição e usou a velocidade para quebrar o bloqueio do Pinheiros mesmo em bolas de contra-ataque.

Contou muito a favor do Praia o entrosamento dela com a Wal, maior pontuadora da partida. As duas estão em sintonia, o que deixou a Hage totalmente perdida no tempo da bola da central de Uberlândia.Ter a Wal como uma opção segura de ataque será fundamental para as ambições do Praia na SL, pois complementa o repertório que é puxado pela bola alta e de segurança da Alix Klineman e a de força e velocidade da Ramirez.

A Alix, por enquanto, tem cumprido bem o seu papel de bola de segurança. Resta saber como ela responderá nos confrontos mais fortes. De qualquer forma, o Praia se mostra muito bem estruturado nesta temporada. Com a Claudinha se firmando, com as boas opções no banco e o Picinin evitando o troca-troca, tem condições de chegar a tão almejada semifinal. 

O ponto frágil é a recepção. A Tássia tem que tomar conta de uma área grande para minimizar os alvos na Ramirez e na Alix e nem sempre faz isto bem, como se viu no primeiro set contra o Pinheiros. Mas com isso controlado, o Praia joga redondinho – o que é ótimo para quem assiste e para a competição.

****************************

Sobre o Pinheiros, pode-se ver no primeiro set e no início do quarto a disciplina tática que tanto caracteriza os times do Wagão e que, na Supercopa, não havia dado às caras. É um avanço e um bom sinal de que a equipe pode crescer com o desenrolar do campeonato. 

Mas é um time jovem, que vai errar bastante e vai ser irregular. Por isso mesmo, não entendi porque o Wagão sacou a Clarisse do no segundo e terceiro sets, a jogadora mais experiente em quadra no momento e a com o melhor aproveitamento no ataque. Sem ela, a responsabilidade de virar ficou ainda mais concentrada em cima da Paula e da Maira – já que as centrais foram pouco utilizadas.

****************************

A surpresa da rodada ficou por conta do Sesi, mais uma vez derrotado por um time inferior. O algoz da vez foi o São Caetano. Este início de temporada do Sesi está lembrando muito a de 13/14 quando o time teve um primeiro turno terrível – e depois teve uma recuperação fantástica a ponto de desbancar o Osasco na semifinal, é verdade.

As situações são semelhantes às de dois anos atrás: o Sesi está sem força de ataque pelas pontas e ultra dependente da Fabiana. Hoje conta com o reforço da Jaqueline, mas até o momento, ela não tem sido um diferencial no ataque. Aliás, sabemos que esta não é a principal função da Jaque, mas a expectativa em torno dela é enorme pelo que ela vinha apresentando ultimamente no Minas e na seleção e acentuada, principalmente, pela fragilidade de suas companheiras. Sem grandes opções no banco, para o Sesi sair desta armadilha só resta ficar à espera de uma melhora de rendimento individual de algumas de suas jogadoras. 

Resultados da 3ª rodada:

Pinheiros 1x3 Dentil/Praia Clube

Vôlei Nestlé 3x1 Rio do Sul/Equibrasil 

São Bernardo 0x3 Rexona

São Cristóvão/São Caetano 3x1 Sesi

Camponesa/Minas 3x2 Terracap/Brasília

Concilig/Bauru 3x0 Renata Valinhos/Country


****************************

Pê ésse

- Como vocês já devem saber, a Fabíola está grávida. Ou seja, dificilmente irá defender a seleção em 2016. Vejam a ironia da situação. Se antes ela recebeu o pé na bunda do Zé Roberto às vésperas da Olimpíada de 2012, agora é ela que deixa o treinador nas mãos. Óbvio que não foi tudo planejado, mas certamente a Fabíola neste ciclo esteve focada mais em si, na sua carreira e família, do que na seleção. E fez o certo. Ela tem que se colocar em primeiro lugar mesmo, dar prioridade ao que para ela interessa. Ainda mais depois da forma que foi tratada pelo Zé em 2012. 

Agora o Zé Roberto – e a seleção – ficam sem rede de amparo no levantamento. Se a Dani Lins não tiver uma atuação segura como em Londres, com quem iremos contar? Macris é inexperiente e precisa do tempo todo das jogadas cantadas, não tem uma grande visão de jogo. As demais testadas ao longo deste ciclo são ainda mais inexperientes em campeonatos internacionais. 

Este foi um problema que o próprio Zé Roberto armou para si e para a seleção. Primeiro, por atrasar ao máximo a renovação das levantadoras; segundo, por descreditar, tirar a confiança da Fabíola, única jogadora em condições de brigar com a Dani; terceiro, por, ao mesmo tempo que jogava a Fabíola para escanteio, não preparava nenhuma outra levantadora. Que Deus proteja a Dani até os Jogos de 2016.


Comentários

concordo que as coisas acontecem muito devagar na renovação das levantadoras na seleção, por ser uma das principais funções num time, creio que os treinadores tratam as titulares como se fossem eternas, algumas vezes como se fossem perfeitas, quando nenhuma delas é. vejamos o que houve com o longo reinado de Fernanda Venturini, teve fases esplendorosas? sim, teve; mas e as ocasiões em que não esteve tão bem, porque não foi dada uma oportunidade de nossa maestra Fofão mostrar seu talento? precisou haver desavenças, conflitos na seleção para que pudéssemos ter a Fofão no comando e assim termos nossas esperadas medalhas olímpicas. Espero que Zé se apresse em dar mais oportunidade de jogo a Macris, tenho uma simpatia muito grande pela Ana Tiemi, torço para que ela deixe de ser promessa e se transforme em realidade.
Pois e... sem querer, aliás quem somos né, mas sem desmerecer a Fernanda em 98 não estava bem, mas tinha o marido, e em 2004 tinha toda cartolagem e deu no que deu outro quarto lugar pra seleção e com um time muito bom. E em 2008 só não voltou pq o grupo bateu o pé e JAMAIS ESSE TÉCNICO DE CRITÉRIOS DUVIDOSOS, iria ter a audácia de convoca lá, até pq o mundo já tinha se rendido à Fofão. A gata já estava com a europa em seus pés.
Pois e... sem querer, aliás quem somos né, mas sem desmerecer a Fernanda em 98 não estava bem, mas tinha o marido, e em 2004 tinha toda cartolagem e deu no que deu outro quarto lugar pra seleção e com um time muito bom. E em 2008 só não voltou pq o grupo bateu o pé e JAMAIS ESSE TÉCNICO DE CRITÉRIOS DUVIDOSOS, iria ter a audácia de convoca lá, até pq o mundo já tinha se rendido à Fofão. A gata já estava com a europa em seus pés.
Nei disse…
O Pinheiros precisa urgentemente que suas centrais joguem, senão não conseguirá seguir bem na liga. Fica muito puxado para a Paula, que é nova, e para a Clarice levarem o time nas costas. O Praia tá muito bom mesmo e a Walewska jogou muito. Agora sobre a Alix: como é mais fácil para uma ponteira alta jogar e virar bolas, e ela ainda passa direitinho. Ela me lembra muito, guardadas as devidas proporções, a Kim da Coreia. O Praia esse ano chega nas semis.
Queria pontuar que não gosto do gesto técnico da Claudinha ao levantar para a entrada de rede, pois ela mostra onde vai levantar e também é muito feio, para mim.

Outra coisa, ontem assisti Conegliano e Piacenza e me surpreendi com a presença de 4 americanas em quadra ao mesmo tempo no Conegliano, que venceu por 3x0: Alisha Glass, Hodge (agora Easy), Adams (no meio) e Robinson. O quarteto mostrou o mesmo desempenho da seleção americana com um jogo muito rápido, preciso e taticamente disciplinado. Tá cotado com o favorito para a temporada. Uma fonte de estudo para o Zé Roberto.

Francisco Assis Oliveira Silva, a mesma coisa acontece no masculino, exceto com o Bruninho, é claro, porque ele foi preparado frequentando a seleção antes do corte do Ricardinho. Mas agora ele reina absoluto, nem os reservas, que são de alto nível, tem chances pra jogar, só em alguma inversão do 5x1.

Agora cabe ao Zé Roberto convocar a Fernandinha para o lugar da Fabíola, já que para ele a pequenina tem uma mão mais rápida e um jogo mais ousado e foi por ela que Fabíola foi preterida em 2012. Chama a Fernandinha, Zé.
Paulo Roberto disse…
Muito bom ver que pelo menos no início a SL tem nos preparado agradáveis surpresas, nos dois naipes.

Quanto a questão da seleção o caminho que já era tortuoso, começou a ficar mais espinhoso com a preparação do mundial do ano passado. Estratégia errada, filosofia de jogo errada e um semideus incontestável que não lida bem com críticas no comando. Temos problemas em quase todas as posições. Das nossas ponteiras só a Jaque vinha mostrando uma regularidade incrível desde Londres, inclusive sendo nossa melhor jogadora no mundial,mas agora parece passar por uma fase ruim. Thaísa ainda não está 100% mas vamos torcer para que se recupere a tempo de se apresentar em condições propícias para os jogos. Sheila não vem jogando em seu time e não é mais a mesma faz algum tempo também. Dani, mesmo sendo a levantadora campeã olímpica, eternamente protegida pela CT da seleção continua sendo inconstante, afoita em muitos momentos, e o pior extremamente insegura. Concordo com a Laura quanto à Fabíola. Ela se dedicou completamente à seleção no último ciclo, era considerada por muitos a dona da posição quando superou a Dani na quadra em 2010, vinha de duas SL incríveise foi trocada no saguão do aeroporto, pela levantadora que seria do futuro time do técnico. Depois disso tudo, também acho que eu focaria na minha vida e na minha família, se vier a seleção ótimo. E como a Laura falou o próprio Zé cavou essa cova para si e para a seleção. A percepção que fica é que chegamos às portas da Rio 2016 num estado muito pior que em Londres 2012 e pra mim, mais grave ainda é que os erros cometidos neste ciclo foram muito mais graves que no ciclo anterior. Uma pena.
Marco Barbosa disse…
Querida Laura e amigos, nesse início de SLF com escassas transmissões dos jogos, Pinheiros x Praia acabou valendo por duas partidas; na primeira as paulistas dominaram inteiramente as ações e lembraram o Pinheiros campeão da Copa do Brasil. O Praia não conseguia jogar pois o saque do Pinheiros fazia um estrago. Pareceu-me que a boa líbero Tássia não estava em uma boa jornada, mas bastou reorganizar a linha de passe que, a partir do segundo set, o jogo foi outro e, nessa 'segunda partida', as mineiras venceram com certa facilidade. Temos aqui um ponto a destacar: Alix, apesar de muito alta, passa com uma qualidade bem aceitável e a cubana Ramirez, talvez por seu passado de levantadora, tem um controle bem razoável, de modo que não parece ser necessário que a Tássia tente ser onipresente. Já vimos linhas de passe menos confiáveis serem campeãs da SL. No lado do Pinheiros, o primeiro set mostrou um potencial interessante. O time é capaz de jogar com velocidade tanto atacando quanto contra-atacando, e a Paula é uma oposta muito promissora. O problema é que não resiste à pressão e tem dificuldade para adaptar-se à uma mudança de circunstância na partida. Fruto da inexperiência, principalmente das levantadoras, e um campo onde o Wagão terá que trabalhar muito.
Fiquei feliz ao saber que logo a Fabíola será novamente mamãe, mas não dá para deixar de dizer que é mais uma má notícia para a seleção que tentará o tricampeonato olímpico, que se soma à gravidez da Tandara, aos joelhos da Thaísa, ao calote e posterior inatividade da Garay, à Sheilla presa no "chiqueirinho"... ufa! Se eu fosse o JRG começava desde já a contratar todos os corcundas que eu pudesse encontrar.
Eduardo Araujo disse…
Opa td bem com vocês? eu lembro que quando a Fabiola foi cortada no aeroporto da seleção sendo a titular e na época por uma revista Italiana que fez uma votação entre técnicos, foi eleita a 3 melhor levantadora daquele ano, bom vcs conhecem grande parte do que aconteceu.
Teve uma entrevista da mesma junto com a Jaque pela BandSports e ela falou que iria se dedicar mais a família, nesse ciclo, e ela o fez, pediu dispensa algumas vezes.
Atualmente ela esta em grande fase, muito da campanha do seu ex clube se deve a Fabiola, que sempre era eleita uma das melhores jogadoras, ganhando pela segunda vez a melhor levantadora no mundial de clubes.
Acredito que não tenha sido planejado essa gravidez, já que a mesma esta em um clube competitivo que foi o 4 na Liga dos Campeões o ano passado e esta mais forte esse ano.
Vcs lembram da Carol Albuquerque? ela deu uma entrevista a algum tempo para a BandSports, e a mesma falou que considera a Fabiola e a Dani Lins em um nível totalmente diferente das nossas outras levantadoras, tentei procurar o link dessa entrevista no youtube, mas não achei.
PS: O nível da nossa SL esse ano esta sofrível!!!, alguém pode me explicar oq passa na cabeça das levantadoras do SESI... que não usam o meio nunca e estão com uns levantamentos bizarros?
A lI disse…
Nossa, quanto cinismo!Essas declarações do Zé parecem lágrimas de crocodilo!
"– Fico feliz por um lado, pois estamos falando de uma criança, é a família. Mas triste por outro. Fabíola mostrava evolução para estar numa Olimpíada – comentou Zé Roberto, que cortou a jogadora na reta final dos Jogos de Londres.
Zé fica feliz?Claro que fica,mas não por causa da "família da Fabíola",afinal ele não gosta da Fabíola e agora tem um real motivo para não levá-la à Olimpíada.
"Zé fica triste por outro?Fabíola mostrava evolução para estar numa Olimpíada?"
Mostrava evolução??? Uma jogadora que havia sido a MELHOR LEVANTADORA da SUPERLIGA-2012,MVP da FINAL DA SUPERLIGA-2012,Troféu Melhor do Vôlei de Melhor Levantadora-2012,pelo Nestlé/Osasco:Campeã Sul-Americana de Clubes-2012,Campeã Paulista-2012,Campeã Mundial de Clubes-2012,Campeã da Superliga-2012,não estava preparada para disputar as OLIMPÍADAS DE LONDRES???
Somente em 2012,Fabíola havia ganhado QUATRO TÍTULOS IMPORTANTES como TITULAR DA NESTLÉ: PAULISTA,SUPERLIGA,SUL-AMERICANO e MUNDIAL e vários prêmios de MELHOR LEVANTADORA e,inclusive,o de MVP DA FINAL DA SUPERLIGA!!!
Será que uma jogadora que ganhou tantos prêmios e títulos em 2012 e foi MVP DE UMA FINAL DE SUPERLIGA, não estava preparada para as OLIMPÍADAS DE LONDRES-2012???
Não havia NENHUMA JUSTIFICATIVA PLAUSÍVEL para o CORTE DA FABÍOLA em 2012.Que levantadora brasileira teve o DESEMPENHO MELHOR QUE O DA FABÍOLA EM 2012?Por isso tudo, o corte foi extremamente traumatizante para ela!!!
Em sua breve passagem pelo Dinamo Krasnodar da RÚSSIA, Fabíola foi Campeã da Copa da Rússia-2014.Campeonato Mundial de Clubes-2014:Melhor Levantadora.Copa Russa:2014-Melhor Levantadora.Copa Russa:2014-MVP.
Mesmo grávida,o VOLERO ZURICH não pensou duas vezes em contratar a Fabíola por mais de uma temporado,reconhecendo a excelente fase e o grande talento da Fabíola,que sempre foi injustiçada pelo Zé,apesar de várias vezes ter sido jogada na fogueira para salvar as panes de Dani Lins e,mesmo assim,nunca foi devidamente valorizada pelo Zé.
Posso afirmar:"FABÍOLA NÃO SONHA EM DISPUTAR AS OLIMPÍADAS RIO-2016!"As prioridades da Fabíola,atualmente,são outras e não Olimpíadas ou Seleção Brasileira.O desejo da FABÍOLA era disputar as olimpíadas de LONDRES,naquele ciclo olímpico,Fabíola se DOOU AO MÁXIMO à seleção,sacrificou o convívio com marido,filha,família e amigos para se dedicar INTEGRALMENTE à SELEÇÃO e o reconhecimento que ela teve de sua grande dedicação foi um CORTE SECO num SAGUÃO DE AEROPORTO às vésperas da Olimpíada.A MELHOR LEVANTADORA DA SUPERLIGA-2012 ficou EXTREMAMENTE CHOCADA c/o corte!Escaldada pelo corte e com o sentimento de TEMPO PERDIDO ao se dedicar tanto à seleção e ser cortada de forma seca,SEM QUALQUER EXPLICAÇÃO DO MOTIVO POR PARTE DO ZÉ ROBERTO,hoje Fabíola tem outras prioridades e não se arrisca a perder mais tempo de convívio com seus familiares e amigos p/se dedicar novamente a um projeto olímpico no qual pode ser cortada novamente:"O SONHO OLÍMPICO DE FABÍOLA ACABOU NO SAGUÃO DO AEROPORTO EM 2012,NA VERDADE O QUE PARECIA SONHO SE TORNOU UM PESADELO!".Em 2012,Fabíola foi a MELHOR LEVANTADORA e a MELHOR JOGADORA DA FINAL DA SUPERLIGA e ZÉ NUNCA EXPLICOU O CORTE!Além disso,MACRIS fez uma excelente estreia em 2015,comandando a seleção brasileira como levantadora titular no PAN de TORONTO,no qual conquistou a PRATA.MACRIS escolheu jogar em BRASÍLIA junto da MVP OLÍMPICA PAULA,a quem MACRIS admira e espera trocar experiências sobre o TORNEIO OLÍMPICO.A parceria MACRIS-PAULA deu super-certo,após 3 jogos pelo TERRACAP/BRASÍLIA,MACRIS é a melhor levantadora e PAULA a melhor atacante e maior pontuadora da Superliga!Paula estava precisando jogar com uma BOA LEVANTADORA como Macris,que saiba aproveitar seu grande talento!
fredrise25 disse…
E so chamar a Fernandinha que os problemas estaram resolvido...#SQN
Nei disse…
Ele tem que chamar a Fernandinha, a pequena notável que tem mão rápida e mais ousadia (palavras dele).
A lI disse…
Após QUATRO RODADAS,os destaques da SUPERLIGA são:
MAIOR PONTUADORA: A MVP OLÍMPICA PAULA do TERRACAP/BRASÍLIA mantém a liderança com 85 pontos,na sua cola estão KLINEMAN-DENTIL/PRAIA,72 pontos;ANA PAULA BORGO-PINHEIROS,70pontos;A CAPITÃ FABIANA-SESI,66pontos.
MELHOR LÍBERO-DE-PASSE:VERIDIANA-PINHEIROS,68% de eficiência;BRAIT-NESTLE,56%;SASSA-TERRACAP/BRASILIA,53%;SUELEN-SESI,51% de eficiência.
MELHOR LÍBERO-DE-DEFESA:TATIANA RIZZO-RIO DO SUL,97%de eficiência;SUELEN-SESI,96%;SASSA-TERRACAP/BRASILIA,94%de eficiência.
MELHOR ATACANTE:KLINEMAN,DENTIL/PRAIA CLUBE,47%de eficiência;FABIANA-SESI,46%;CAMILA Paracatu-RIO DO SUL,46%de eficiência.
MELHOR SACADORA:ANA CAROLINA-REXONA,13%de eficiência;ISABELA PAQUIARDI-RIO DO SUL,10%;THOMSPSON-REXONA,10%de eficiência.
MELHOR LEVANTADORA:MÁCRIS-TERRACAP/BRASILIA,24%de eficiência;CLAUDIA-DENTIL/PRAIA CLUBE,23%;D.LINS-NESTLE,23%.
MELHOR BLOQUEADORA:ANA CAROLINA OLIVEIRA-CONCILIG/BAURU,1.23 pontos por set;EMILCE-RIO DO SUL,1,13;ANDRESSA-SÃO CAETANO,1,07.
MELHOR PONTEIRA-PASSADORA:MARI-PB-CAMPONESA/MINAS,58%DE EFICIÊNCIA;AMANDA-TERRACAP/BRASILIA,55%;CLARISSE-PINHEIROS-55%.