Paulista: um aquecimento morno para a SL


O campeonato paulista costuma ser um bom aquecimento para a Superliga. Nesta temporada, no entanto, o aquecimento está meio morno. As semifinais me pareceram um tanto inferiores às que vimos nos últimos anos.

Normalmente, os times menores levam vantagem na reta final do Paulista pelo entrosamento. Afinal, ao contrário dos favoritos, não cedem jogadoras à seleção e, portanto, não possuem alterações de última hora na equipe. O conjunto, muitas vezes, equilibra a disputa contra um elenco mais qualificado. Mas não foi bem o que aconteceu nestas semifinais. 


O Pinheiros, principal adversário dos grandes nos últimos anos, desta vez sequer chegou à semifinal. O grupo está fraco e perdeu a vaga para o sempre bem organizado e esforçado São Caetano. Só que o Sanca não tem a vocação do time da capital para infernizar os favoritos. Conseguiu até dar um certo trabalho ao ex-Molico e agora Vôlei Nestlé na segunda semifinal e elevou um pouco o nível da disputa, mas muito em conta das bobeiras do time de Osasco. 

*********************************

Do outro lado da chave, o Sesi teve a vida muito facilitada. Só se complicou na primeira partida quando se enrolou com ele mesmo. Aliás, o que foi a Jaqueline se incomodando e se desestabilizando por causa de meia dúzia de torcedores do Bauru que xingavam o time? Não duvido que as tenham desrespeitado, mas uma jogadora como ela tem que saber se abstrair destas coisas e se concentrar com o que acontece dentro de quadra.

Acho que o Sesi, ainda que recém tenha começado a contar com a Jaqueline, já está dando sinais de que oscilará de acordo com a atuação da jogadora. Ela será o termômetro do time assim como foi no Minas temporada passada.

Falando do adversário do Sesi, o Bauru não conseguiu ter um padrão de jogo no mínimo consistente. Não esperava grande atuação, mas um pouco mais de organização por parte da equipe do Chico dos Santos. Nos dois jogos, o Bauru deu muitos pontos em erros, a recepção foi muito mal e as ponteiras não corresponderam, sendo constantemente trocadas.

*********************************

Então, para a final, teremos Vôlei Nestlé e Sesi.

O Sesi parece mais coeso, mas foi muito menos testado. Tem problemas na recepção com a Ellen e com a Michele, o que pode comprometer as jogadas com a Fabiana e a Bia, opções importante para um time com uma oposto que não é “matadora”. Temos que ver, também, como a Carol Leite responde quando a pressão aumentar.

Já o Osasco tem mais recursos individuais, mas muita inconsistência. Carcaces, Gabi e Ivna são de altos e baixos. Suelle, que poderia dar uma estabilidade à recepção, está se recuperando de uma lesão, voltando aos poucos às quadras. Em compensação, tem uma dupla afinada com Dani Lins e Adenízia, e a opção da belga Lise para oposto.

Enfim, duas equipes ainda em formação - o que pode garantir equilíbrio à disputa, mas não exatamente qualidade...

Comentários

A lI disse…
A passagem de Tandara pelo Dentil-Praia-club não deixou nenhuma saudade nem ao Clube, nem ao patrocinador Dentil e muito menos à torcida.
Não bastasse ter deixado clube, patrocinador e torcida na mão, a ver navios, Tandara escolheu o ARQUI-RIVAL do Praia Club para jogar na temporada seguinte!!!
Claro que nós da torcida do Praia club não queremos ver Tandara NEM PINTADA DE OURO!!!
Tandara foi contratada como o MAIOR SALÁRIO DO PRAIA CLUB, não valorizou o apoio da torcida, do clube e patrocinador e deixou muito a desejar, além de tudo VIRA-A-CASACA e vai para o maior rival CAMPONESA MINAS.
Não resta dúvida que quando Tandara vier jogar em Uberlândia a torcida vai pressionar ela.
O PRAIA CLUB fez ótimas contratações, se reforçou bastante e com certeza vai detonar esse time do Camponesa/Minas que perdeu a jogadora que levava o time nas costas para o SESI: JAQUELINE ENDRES.
Sem JAQUELINE esse time do Camponesa-Minas não vai conseguir fazer frente a PRAIA CLUB.
Nei disse…
Para mim, e cometei na época em vários locais, foi uma das maiores sacanagens isso que a Tandara fez. Ela destruiu o trabalho de técnico e acabou com o time. Era visível a cara de decepcionado do Picinin no último jogo da equipe. E o choro da Tandara era de remorso e dor na consciência. Ela pisou mesmo na bola. Minas só vai compor a Superliga.
Este comentário foi removido pelo autor.
O A DOIS copiou e colou o mesmo texto em todos os blogs, tá certo nós entendemos.
Gente, tudo bem que muitos mencionaram o fato, o lado humano, porém galera, é de se decepcionar mesmo, aliás, é e foi frustante o que uma proficional do nível olímpico feito essa moça fez na temporada passada ao engravidar. Quer ser mãe? Gata dá uma pausa na carreira, é simples, honre seu clube, tocida e pateicinadores, que no caso do vôlei todo mundo sabe que rapidinhos eles caem fora, quase que comprometeu eu penso, o vinculo da equipe com o patrocinador master, oras bolas não venha ela e tao pouco os que a defendem, subjulgar, derrubar por terra a nossa inteligência, ser mãe ou pai deve ser a maior dadiva da vida do ser humano, com certeza, mas nas condições em que ocorreu com a atleta em questão foi? Ei dona Tandara e senhorita Karine, acordem, não venham usar do sinismo para conosco e dizer que faltam a aula sobre controle de natalidade... aiai eita Brasil, só aqui mesmo nessa província. E artes que os compadecidos se levantem contra mim, galerinha elas atletas, figuras publicas que nos representam, posso até dizer que o comportamento dessas moças influenciam adolecentes ainda bem que, nem todas as meninas faltaram ou mataram aula né, grande exenplo, de responsabilidade e comprometimento enquanto proficionais. Deviam ao menos devolver a metade do dinheiro das suas respectivas contratações. E outra acordem, não achem que dona Tandara é salvadora de Pátria não, ela só joga bem em solo verde amarelo e vide a última temporada nem aqui ela andou fazendo o feijão com arroz que justifique seu certo status.
Galera desculpem os erros de ortografia, estava em aula e nem corrigi.
Este comentário foi removido pelo autor.
Gente, tudo bem que muitos mencionaram o fato, o lado humano, porém galera, é de se decepcionar mesmo, aliás, é e foi frustante o que uma proficional do nível olímpico feito essa moça fez na temporada passada ao engravidar. Quer ser mãe? Gata dá uma pausa na carreira, é simples, honre seu clube, tocida e pateicinadores, que no caso do vôlei todo mundo sabe que rapidinhos eles caem fora, quase que comprometeu eu penso, o vinculo da equipe com o patrocinador master, oras bolas não venha ela e tao pouco os que a defendem, subjulgar, derrubar por terra a nossa inteligência, ser mãe ou pai deve ser a maior dadiva da vida do ser humano, com certeza, mas nas condições em que ocorreu com a atleta em questão foi? Ei dona Tandara e senhorita Karine, acordem, não venham usar do sinismo para conosco e dizer que faltam a aula sobre controle de natalidade... aiai eita Brasil, só aqui mesmo nessa província. E artes que os compadecidos se levantem contra mim, galerinha elas atletas, figuras publicas que nos representam, posso até dizer que o comportamento dessas moças influenciam adolecentes ainda bem que, nem todas as meninas faltaram ou mataram aula né, grande exenplo, de responsabilidade e comprometimento enquanto proficionais. Deviam ao menos devolver a metade do dinheiro das suas respectivas contratações. E outra acordem, não achem que dona Tandara é salvadora de Pátria não, ela só joga bem em solo verde amarelo e vide a última temporada nem aqui ela andou fazendo o feijão com arroz que justifique seu certo status.
Unknown disse…
Bom dia Laura,

Estou aqui para fazer campanha em favor da Lili.
Acabei de ler uma materia em outro blog sobre a negativa que ela teve de redução de pontos para poder participar da proxima superliga.
É um absurdo o que esta virando o nosso volei.
Qual a sua opinião sobre o tema, concorda com os clubes ou com a Atleta?

Link da materia completa.

http://esportes.estadao.com.br/blogs/bruno-voloch/sesi-pinheiros-e-praia-com-conivencia-da-cbv-abreviam-carreira-de-medalhista-olimpica/


Abs
Gakera vamos olha como podemos ser fortes, que felicidade unknown você vestil a camisa do respeito, do reconhecimento de uma trabalho bem feito como o da nossa linda e amada Lili, sim....
Muitos podem se questionar sobre o "amada"
Galera para alem do ser humano grandioso, querida por todos/todas está nossa brilhante Elisangela... fez historia na seleção quando ainda, nos anos 90 cuba era a toda poderosa, e aos nossos olhos viamos raiar sob a tela da tv o amargor de mais um vice, e sob desdenho caribenho, és que raiou o sol esperannça, esperança de poder acreditar que o grito de campeão tão sufocado pela geração de Mireya poderia ecoar mundo a fora... Lili você representa uma das nossas maiores inspirações no vôlei.... você representa essa torcida apaixonada, obrigado pir todo trabalho e por ter dado aquela bolada naquela cubana kkkk. Gente ninguém desequimibrou tanta,, una saque forte um ataque potente e as defesas, e pra fechar com o outro uma bela sambada como nós gostamos, quem não lembra da pingada do último ponto, simplesmente demais.
Galera conto com vocês vamos ajudar a Lili, muitas vezes perdermos nosso tempo falando de comportamento pífio de jogadores midiáticos que nem merecem nossa atenção, vamos ajudar não só o atleta e sim quem brilhantemente representa nosso amado voleibol.
A lI disse…
Cara só no Brasil mesmo uma atleta do porte da LILI ser DESRESPEITADA DESSA FORMA!!!
Duvido que na Turquia, Itália, Japão, Polônia ou Rússia, uma atleta que tenha conquistado tudo o que LILI conquistou tenha que passar por um vexame desses!!!
Galera o FOCO DA CAMPANHA deve SER CONTRA O RANKING!!!
BASTA DE RANKING!!!
Esse ranking até hoje não serviu para mais nada a não ser trazer INDIGNAÇÃO ENTRE OS ATLETAS E TORCEDORES!!!
É um absurdo a GRANDE HUMILHAÇÃO pela qual essa GRANDE ATLETA LILI está passando, sendo IMPEDIDA DE JOGAR VOLEIBOL!!!
Para quem não se lembra, LILI foi a maior protagonista de uma das vitórias mais EMBLEMÁTICAS do vôlei brasileiro sobre a CAMPEONÍSSIMA GERAÇÃO CUBANA TRI-CAMPEÃ OLÍMPICA.
A GRANDE FINAL dos JOGOS PAN-AMERICANOS de WINNIPEG, foi uma das maiores batalhas entre BRASIL e CUBA de todos os tempos: 20-25 25-22 25-27 25-22 15-13!!!
Rivalidades à flor-de-pele, provocações, xingamentos contra um time cubano no AUGE DO SEU MELHOR VOLEIBOL da geração de REGLA BELL e Cia.
O Brasil foi CAMPEÃO PAN-AMERICANO derrotando as CUBANAS em AGOSTO de 1999, esse mesmo time cubano que 2 meses depois em NOVEMBRO de 1999 viria a conquistar o TETRA-CAMPEONATO DA COPA DO MUNDO DE VOLEIBOL.
Portanto, valorizem tudo o que LILI representa para o voleibol brasileiro.
A lI disse…
É por essas e outras que Marianne Steinbrecher e Sheilla Castro tiveram que sair do Brasil e que Jacqueline ficou um tempão sem jogar...
Chega de ranking, por favor!!!
jogadores são seres humanos e não objetos para levar pontos de um famigerado ranking, isso é preconceito, basta de ranking!!!
A lI disse…
Tá com cara de GOLDEN SET!!!

É pessoal, a decisão do CAMPEONATO PAULISTA 2015 está caminhando para ir para o GOLDEN SET!!!

Contrariando todos os seus críticos, e olha que não são poucos, IVNA foi o grande nome desse primeiro jogo da final.

Parece que a chegada da BELGA LISE VAN HECKE deu um ânimo a mais para IVNA jogar, a fim de não perder a sua vaga de titular.

E com a belga na sua cola, IVNA foi o ponto de desequilíbrio do jogo tanto no ataque quanto no bloqueio.

Carcaces é um horror passando!!! Brait e Gabiru tiveram que cobrir a cubana, mas tinha hora que não dava.

Pelo SESI esperava uma atuação mais contundente de Jacqueline, mas creio na finalíssima Jac vai dar tudo de si.

Gostei muito da atuação da líbero Suelen e das centrais do SESI.

Enfim, está tudo em aberto ainda... E pelo jeito, vai dar GOLDEN SET...