No suor e na defesa

Rexona 3x1 Volero Zurich

Depois de muito suor e disputas que ultrapassaram os 25 pontos, o Rexona conquistou a vitória na estreia do Mundial.

O time carioca teve que bater uma equipe com um ótimo ataque. Rykhliuk demorou para entrar na partida, mas quando entrou, foi difícil de pará-la. Não foi fácil para o Rexona se manter no mesmo nível de aproveitamento nas viradas de bola e contra-ataques do Volero. Ainda mais com Natália apagada e Gabi bem marcada. Surpreendentemente, a Régis foi a melhor atacante carioca e a melhor opção nas bolas de segurança. Drussyla também entrou bem substituindo a Natália.

Mas não seria pelo ataque que o Rexona iria bater o Volero, mas sim pelo desempenho da sua defesa. E, nisto, o time não decepcionou. Fabizinha deu show mais uma vez. O bloqueio não teve dificuldades em ler as jogadas da Thompson, mas, sim, em acertar o tempo de entrada. Assim, mesmo chegando inteiro, não aproveitou toda as oportunidades que teve em parar as atacantes adversárias. Mas, definitivamente, o Rexona foi superior na parte defensiva. 
******************************

Agora, apesar das dificuldades impostas pela qualidade do ataque suíço, não se pode esquecer que muito dos momentos complicados vividos no primeiro, terceiro e quarto sets foram provocados pelo próprio Rexona. Isso porque a equipe proporcionou a recuperação do Volero nos sets cometendo sequências de erros. Os de saque, então, foram os preferidos do time.

O Rexona também caiu de rendimento com a perda de fôlego da Fofão. Nos dois primeiros sets, a levantadora conseguiu movimentar mais o ataque carioca, explorando as bolas com as centrais e acelerando os contra-ataques. Depois, ela diminuiu o ritmo e o ataque ficou mais marcado e óbvio. 

******************************

O Rexona que vimos na estreia não foi diferente daquele da Superliga, suas virtudes e defeitos foram os mesmos. Mas reforço novamente o mérito carioca em conseguir equilibrar a disputa nos pontos de ataque contra uma equipe que, assim como as demais europeias, baseia muito o seu jogo no aproveitamento deste fundamento.

Não que o Rexona não tenha arsenal para tanto, mas é um tipo de jogo que ele não enfrentava na SL. Em quatro sets, cada equipe fez 70 pontos de ataque. Acho que nem indo para o tie-break algum time brasileiro fez tantos pontos assim numa partida.

Assim, com mais repertório e qualidade em outros fundamentos, o Rexona desequilibrou o jogo a seu favor. 

******************************
 
Só um pê ésse sobre esta partida: foi o encontro dos treinadores de comportamentos mais opostos do cenário internacional. Deus deve ter tirado toda a expressividade do holandês Selinger e dado ao Bernardinho.

******************************
Eczacibasi 3x0 Dinamo Krasnodar
 
É, vocês têm razão. Nenhum dos times do grupo B é um bicho de sete cabeças. Ao menos, foi o que se viu na partida de hoje.

Certamente não era este placar que se imaginava entre os “fodões” da outra chave. A verdade é que, mesmo necessitando de uma vitória depois de ter perdido na estreia para o japonês Hisamitsu, o turco Eczacibasi não precisou de suar sangue para vencer o Dinamo Krasnodar.

Não sei se foi somente um dia ruim, mas o time russo foi uma vergonha. É compreensível a falta de agilidade russa na defesa e nas coberturas de ataque e bloqueio. Mas não dá para entender como um time com a estatura e a origem que tem ser tão fraco no bloqueio.

Pior ainda, não dá pra entender como um elenco de atacantes de ponta forme uma equipe com tão pouco poder de definição. O Dinamo Krasnodar amarelou nos finais do set.

Enquanto isso, o Eczacibasi mostrou ser muito mais ágil e forte defensivamente. E nem precisou recorrer às estrangeiras. As jogadoras de casa Neslihan e Gözde deram conta do ataque e ofuscaram a já apagada Larson.

O Dinamo Krasnodar agora vai decidir a vaga com o Hisamitsu. Ou seja: ataque vs defesa. Só que o time japonês tem boas saídas para equilibrar o ataque com a Mihajlovic e a Ishii, maiores pontuadoras na partida contra o time turco. Vamos ver quem leva a melhor. 

****************************** 
Mercado 15/16

- Durante a transmissão, anunciaram que a levantadora Thompson irá defender o Rexona na próxima temporada. Nada de apostar na Roberta, então. Thompson vai manter a deficiência do time na altura (tem só 1,70m), mas pode compensar com habilidade. Entre as estrangeiras, certamente é uma das que melhor pode entender e se adaptar ao estilo de jogo brasileiro.

Comentários

Welmer Sales disse…
Não vi o jogo do Rexona, acompanhei apenas o livescore e me pareceu ter sido um bom jogo pra se assistir a. Não tenho muito o que falar, mas parece que o time suíço jogou bem como eu havia comentado no meu último comentário com Rykhliuk sendo o grande destaque na equipe.

Sobre o primeiro jogo do dia, o Krasnodar perdeu, mas faltou calma ao time para conseguir um resultado melhor. No primeiro set o time foi prejudicado com um erro de arbitragem bem no final do set. No segundo, o time foi superior, mas na hora de definir faltou sangue frio e, principalmente, tranquilidade na recepção. No terceiro set, o time russo chegou a equilibrar a parcial, mas Kosheleva perdeu fôlego e isso contribuiu para a derrota do time.

Espero que amanhã o Krasnodar se recupere e que tenhamos nas semifinais as quatro grandes equipes do torneio.
Paulo Roberto disse…
O problema do Krasnodar é que no ataque é só Kosheleva. O time está visivelmente cansado, parecem se arrastar em quadra. Garay não tá bem no passe e tem perdido seu poder de decisão no ataque, erro algumas bolas que anos atrás não erraria. Sokolova não é mais a mesma, definitivamente e o jogo pelo meio é praticamente inexistente.
O jogo do Rexona foi muito bom, equilibrado quase o tempo todo, mas ainda não acho que seja pário para o time turco que não sei escrever o nome (rsrsrsrs).
A lI disse…
MELHOR E NUNCA SUBESTIMAR O ADVERSARIO!!!
O Rexona,se perder por ate 3x1 para a Selecao da REP.DOMINICANA,sob a ALCUNHA DE MIRADOR,estara ELIMINADO DO TORNEIO, pois seu saldo de pontos esta BAIXISSIMO devido aos sets contra o VOLERO serem APERTADISSIMO!!!
As atitudes mais CORRETAS E SENSATAS seriam:
1. Entrar com FORCA MAXIMA ATROPELANDO para tentar ganhar os 2 primeiros sets das DOMINICANAS;
2. Ganhando os 2 primeiros sets, a classificacao estaria garantida;
3. Entao no TERCEIRO SET seria hora de DESCANSAR TODAS AS TITULARES e POR TODAS AS RESERVAS para jogarem e ganharem ritmo de jogo.
4. Perdendo por 3x2 Rexona esta dentro, mas por 3x1 nao!
5. Logo, se as DOMINICANAS ganharem o PRIMEIRO OU O SEGUNDO set, ALERTA VERMELHO LIGADO, e NINGUEM PODE SER POUPADO ate que se GANHE 2 SETS.
6. Esse MUNDIAL e o MAIS FORTE DE TODOS OS TEMPOS, nao se pode DESCONCENTRAR COM NENHUM TIME porque MIRADOR e HISAMITSU ja provaram que podem GANHAR SETS E JOGO! Todas as EQUIPES SAO PERIGOSAS, logo NAO E RECOMENDAVEL ESCOLHER ADVERSARIO E NEM POUPAR NINGUEM SE A PROPRIA CLASSIFICACAO ESTA EM GRANDE RISCO!!!
7. Qualquer adversario da outra chave sao PEDREIRAS, em um dia bom tanto HISAMITSU, quanto KRASNODAR e ECZACISABASI tem TOTAIS CONDICOES DE FAZER JOGO DURISSIMO com o REXONA, portanto o MAIS IMPORTANTE DE TUDO e tentar ganhar os 2 primeiros sets das DOMINICANAS, para descansar as titulares dA PEDREIRA DA SEMIFINAL SEJA QUAL FOR O ADVERSARIO!
8. Ja deu pra perceber que nesse Mundial NINGUEM VEIO A PASSEIO, TUDO E POSSIVEL! Vai depender mais da GARRA e da CONCENTRACAO de cada time pois TODOS sao MUITO BONS!!!
A lI disse…
Bernardinho faz mais uma das suas…
Como carta na manga, Bernardinho usa uma juvenil como trunfo para derrotar um time MAIS ALTO, MAIS FORTE, MAIS RICO, DE MAIOR INVESTIMENTO E, AINDA POR CIMA, JOGANDO EM CASA!!!
Confronto de DAVI contra GOLIAS.
O Rexona,DAVI, com suas baixinhas mas aguerridas jogadoras e o VOLERO, GOLIAS, com suas gigantes de mais de 1,90m. Mas quem brilhou mesmo foi uma juvenil...
AVE CÉSAR!!! AVE DRUSSYLA!!!
Nossa quanta PERSONALIDADE DESSA JUVENIL DRUSSYLA,coube a ela a HONRA DE MARCAR O PONTO DECISIVO QUE FECHOU JOGO!
Para quem não sabe DRUSSYLA é nome de PRINCESA ROMANA, e quem reinou nas quadras europeias hoje foi a DIVA JUVENIL DO REXONA: DRUSSYLA.
Além da frieza nos momentos decisivos, a jovem Drussyla, que entrou como titular no último e decisivo set no lugar de Natália, marcou em poucos minutos de atuação 9 pontos, com 57% de aproveitamento no ataque.
Andréia e Roberta foram muito bem nas inversões do 5x1.Giovana fez um ace importantíssimo.
As outras jogadoras também foram muito bem, com exceção de Natália que estava num dia ruim,mas espero que se recupere.
A lI disse…
Daniel e queridos amigos, as vezes leio cada absurdo voleibolistico de quem sediz entendido noassunto... Eu acho que o VOLOCH,na verdade,nao saca NADA DE VOLEI.Pois o CRITERIO VOLOCH para eleger a MELHOR JOGADORA de um jogo eh qtos pontos ela fez.Nao interessa o qto ela errou,qtos tocos tomou etc....P/ele BASTA SER A MAIOR PONTUADORA.
ELE nao sabe analisar desempenhos q nao pontuam diretamente como passes A,saques taticos, recuperacao de bolas na defesa, amortecidas no block q facilitam o contra-ataque etc...
Voloch e CEGO p/todos esse outros fatores, so interessa a ela QUANTIDADE DE PONTOS. LOGO,VOLOCH pensa como uma CALCULADORA E NAO SABE NADA DE VOLEI REALMENTE!
O q esperar de um SUJEITO q fica INSISTINDO q a LARSON eh a MELHOR DO MUNDO????
A lI disse…
Situacao da outra chave,pelos criterios da competicao:
1. Hisamitsu vencendo por QUALQUER PLACAR se classifica em PRIMEIRO e ECZACIBASI em SEGUNDO
2.HISAMITSU perdendo por 3x2 fica em SEGUNDO e ECZACIBASI em PRIMEIRO
3.KRASNODAR vencendo por 3x0 ou 3x1, fica em SEGUNDO e ECZACIBASI em PRIMEIRO
4.KRASNODAR vencendo por 3x2 fica ELIMINADO EM TERCEIRO LUGAR,HISAMITSU em SEGUNDO e ECZACIBASI em PRIMEIRO.