A Superliga 15/16 já começou

Como sempre, antes do término dos contratos, o mercado de transferências é um mundo de muita especulação e poucas confirmações. Mas das poucas certezas de que temos notícia, já dá para deduzir os caminhos que certos times vão tomar

O Pinheiros, por exemplo, é pura renovação – o que não é exatamente uma boa notícia. Está praticamente montando uma nova equipe com as saídas de dois de seus pilares, Macris e Ellen. Leia também se foi. No sentido contrário, chegam a ponteira Paulo Borgo (do Sanca), a levantadora Ananda (do Brasília) e as centrais Letícia Hage (Praia) e Lara (Osasco). Se continuar nesta toada, Wagão terá um desafio absurdo em tornar o Pinheiros em um time competitivo para a próxima temporada. 


****************************

O Praia Clube, desta vez, começa de mansinho no mercado. Até agora, nenhuma contratação bombástica, o que deixa a dúvida quanto ao ânimo do clube em investir. Falou-se da Fabiana, mas nada certo. O Praia fez duas boas contratações, Wal (Minas) e Claudinha (Sesi). Traz experiência e, ao meu ver, garante estabilidade ao levantamento. A Claudinha ainda não se firmou, é verdade. Mas acho que ela, nas mãos certas, pode render muito mais. O problema é que não sei se o Picinin tem as mãos que ela precisa (por favor, tentem ler esta frase sem dar uma conotação que não a técnica e esportiva rsrs).

O Praia ainda renovou com Ramirez, Natasha e Tássia. Falta, portanto, um nome de peso para o ataque para nos dizer qual a real intenção da equipe para a SL 15/16. 

****************************

O Sesi vai reduzir os investimentos. O único boato de uma grande contratação que ronda o clube é a da Jaqueline. No mais, só peixe pequeno. Renovou com o Talmo, Bia, Dayse e a líbero Suellen. Acho que é uma força que perdemos pra próxima SL. Apesar de achar que o Talmo faz melhores trabalhos quando tem grupos menos estrelados e sem favoritismos, só um milagre garantiria o Sesi no pódio se as movimentações permanecerem assim.

O Minas está ainda com muitas indefinições. A principal delas é a Jaqueline. Até mesmo a possível vinda da Rosamaria ganha outro peso caso a Jaque fique. De qualquer forma, o Minas trouxe um importante reforço, a Leia (Pinheiros), além da central Mara (Sanca). Renovou ainda com a levantadora-revelação Naiane e com a Mari PB. Para ter maiores ambições, além de reforçar o time titular, o Minas precisa de um grupo com mais peças de reposição. E talvez nem precise de grandes investimentos, acho até que a sua base seja mais útil do que contratar jogadoras do tipo da Lia e Ju Nogueira. 

****************************

O Rexona está garantindo as suas estrelas. Mantém Gabi, Natália, Carol, Roberta e Mayhara. Ao que tudo indica, Roberta deve ser mesmo a levantadora titular na próxima temporada. Fica em aberto ainda o ponto crítico da temporada, a posição de oposto. As atuais Andreia e Bruna devem ser dispensadas. Dizem que Monique pode ser o nome. É uma boa já que, com Gabi e Natália, o time não precisa necessariamente de uma super carregadora de piano. Equilibraria bem.

A mesma tendência deve ser seguida pelo Molico, renovando a base titular. Confirmadas estão Ivna e Gabi, mas todas as outras titulares, inclusive Carcaces e Thaisa, devem ficar. A pergunta que fica é: o treinador também? Com Luizomar no comando, o Molico precisa ter um time mais equilibrado. Precisa de uma jogadora técnica para a ponta e de uma oposta mais consistente. É arriscado se fiar na Ivna, ainda que ela tenha a Carcaces ao lado. 

***************************

No mais, temos Sassá indo para o Brasília – uma combinação mais que perfeita. É o mesmo destino da Macris (Pinheiros) e onde a central Roberta permanece.

Ou seja, com estas primeiras movimentações, parece que teremos nenhuma força, ao menos em investimento, competindo com Rexona e Molico. Fora estas duas equipes, que estão tentando manter as “estrelas”, os demais parecem estar segurando o caixa, como são os casos de Sesi e Praia, e trocando seis por meia dúzia. 



***************************

Ranking das jogadoras para SL 15/16

Quem estiver interessado em ler um documento de incoerências, eis o Ranking da CBV para a SL 15/16 aqui.
 
Só para listar algumas pontuações "nada a ver":

- Tandara, grávida, vale sete.

- Ana Carol, do Rexona, vale menos que a Bia, do Sesi.

- Camila Brait, a melhor líbero da SL, vale cinco, enquanto a Fabi, seis.

- Seis também é a pontuação da Ramirez e da Gabi, do Rexona. Dá para equiparar a qualidade atual das duas jogadoras? 


Comentários

Paulo Roberto disse…
O ranking é todo montado com motivações políticas e só. Por isso é que não vai pra frente esse nosso campeonato.
Welmer Sales disse…
Gostaria de ver mais estrangeiras na SL, mas, infelizmente, os investimentos feitos pela maioria dos times não são suficiente para bancar um reforço gringo. Já li algumas especulações sobre algumas jogadoras que podem vir pro Brasil e gostaria que essas especulações se confirmassem, principalmente as que tratam da azeri Rahimova e da turca Sonsirma, acho que são duas jogadoras que agregariam valor à SL.

Vendo essas movimentações iniciais, gostaria de ver as seguintes equipes montadas:

Rexona: Roberta/Monique/Natália/Gabi/Jucy/Carol/Fabi

Molico: Dani/Rahimova/Carcaces/Suelle/Adê/Thaisa/Brait

Praia: Cláudia/Ramirez/Sonsirma/Pri Daroit/Fabiana/Walewska/Tássia

Minas: Naiane/Rosamaria/Jaque/Mari PB/Mara/Valquíria (apostaria nela e deixaria Gattaz com suplente)/Léia

SESI: Carol Leite/Joycinha/Ellen/Dayse/Bia/Bárbara/Suellen

Pinheiros: Ananda/Paula/Gabi (Osasco)/Ju Costa/Letícia/Lara/Verê

Brasília: Macris/Andreia/Michelle/Sabrina (Sanca)/Angélica/Roberta/Sassá

São Caetano: Ana Maria/Mari/Thaisinha/Sonaly/Larissa/Fran/Nine

Bem, eu sei que muitas das formações que escrevi são difíceis de se concretizar, mas sonhar não custa nada :D
Welmer Sales disse…
Ah, e quanto ao Ranking, acho que já deu o que tinha que dar. Nunca equilibrou e nunca vai equilibrar, tinham que banir esse ranqueamento ridículo!