A Muralha de Osasco


Sesi 2x3 Molico/Osasco (1º jogo da semifinal)

Quem não achou que o Sesi, depois do começo arrasador no primeiro set, iria bater mais uma vez o Molico que atire a primeira. Eu achei que veríamos o mesmo filme das últimas partidas: o Sesi dominando a partida e anulando o ataque do Osasco.

Graças aos deuses do voleibol, a partida não seguiu o roteiro de sempre e esteve repleta de momentos inesperados. Quando pensávamos que um time tinha engrenado no placar, o outro se recuperava; e vice-versa.


*********************************

Entretanto, a partida esteve nas mãos do Molico e foi ele, pelo bem e pelo mal, que definiu os rumos de cada set. Isso porque foi superior em quase todos os fundamentos, principalmente no bloqueio, onde foi arrasador. 27 pontos é um número absurdo e fez a diferença na partida, pois deixou o ataque adversário desnorteado. O Osasco, que era sempre tão bem marcado pelo Sesi, deu o troco desta vez. 

A diferença abismal no bloqueio só não decidiu mais rapidamente a partida porque o Osasco errou demais. Se olharmos o tie-break, no qual cada equipe deu apenas um ponto em erro uma a outra, percebe-se claramente a superioridade do Molico. O jogo poderia ter acabado no terceiro set se o time não tivesse baixado a guarda e dado tantos pontos de graça. 

O Osasco não soube aproveitar ali a vantagem moral que tinha sobre o Sesi. Afinal, o time da capital estava com o segundo set na mão e, numa incrível sequência de erros de Claudinha e Fabiana, entregou a parcial para o adversário. Era, portanto, para o Sesi voltar cabisbaixo, na pressão. Mas o Osasco aliviou e o Sesi se reergueu.

Por isso, muitas vezes na partida de hoje pensei estar assistindo a Minas vs Praia Clube. O Osasco fazendo o papel do Minas: superior, mas complicando o jogo por causa dos seus erros. O Sesi, é claro, o do Praia: se esforçando e suando para marcar cada ponto no ataque e se beneficiando das falhas adversárias. 

O time do Talmo teve muita dificuldade na virada de bola. O problema minimizou com a entrada da Mari Cassemiro, mas, durante toda a partida, a única saída segura de bola no chão foi a Fabiana. E isso é muito pouco para quem enfrentou do outro lado Ivna e Carcaces.

*********************************

A boa notícia para os torcedores do Sesi é que, obviamente, o time não é o Praia. Tem qualidade e um conjunto que funciona bem. Os confrontos anteriores já mostraram que, mesmo com um elenco menos estrelar, o Sesi consegue fazer frente ao Osasco se conseguir manter a disciplina na marcação e uma estabilidade na recepção.

A má notícia para os torcedores do Sesi é que o “gigante acordou”. Ou seja, a confiança e a moral do Molico foram recuperadas com esta partida. Jogar em casa, então, vai dar ainda mais força para as meninas do Luizomar, que andavam tão inseguras. O Osasco tem a faca e o queijo na mão.


*********************************

Pê esse:

- Comentamos aqui a temporada apagada que a Adenízia estava fazendo. Hoje, no entanto, ela deu show, superando a colega Thaísa tanto no ataque como no bloqueio e sendo a maior pontuadora no bloqueio, fundamento que fez a diferença pro Molico.

Comentários

Unknown disse…
No inicio do jogo eu tinha a nitida impressão que o Molico estava com medo do SESI! E de repente tudo mudou...a Ivna jogou muitissimo bem, menos na hora que mais precisou, final do jogo...ainda bem que tinham a Carcases. Não sei porque o Talmo insiste com a Daroit quando os torcedores so esperam ela disparar a fazer cagadas pra Casemiro entrar e tentar ganhar o jogo...eu nao apostava no Molico de jeito nenhum, mas agora acho que elas nao perdem mais não...
Laura disse…
Eu não desacreditava tanto o Molico, mas tb achava que o Sesi levava a disputa. O Molico se reergueu e tomou a vantagem.

Sobre a Ivna, é verdade. Na hora H, quem deu conta mesmo do recado foi a Carcaces.

Prefiro a escalação do Sesi com a Mari Casemiro como titular. Acho até que com ela o time fez as melhores atuações na SL. Mas entendo a situação do Talmo: ultimamente, nem ela nem a Daroit rendem bem quando começam como titulares.
Paulo Roberto disse…
O jogo foi bom de ver pela disputa e pela rivalidade que se formou entre os dois times, entretanto não foi não teve tanta beleza técnica assim.

O grande problema do Molico está no banco. Nos momentos cruciais em que uma simples orientação pode mudar o rumo do jogo elas não tem. Luizomar não consegue fazer isso. É sempre aquela: "vamo dá pressão, continua assim." ou então "agente tem que rodar agora, tem que rodar" mas não tem uma instrução técnica ou tática. Um exemplo: ontem Dani Lins não esteve bem, imprecisa, fazendo escolhas erradas em vários momentos, usou pouco as centrais mesmo quando tinha passe, alguém viu o Luizomar falar alguma coisa pra ela, orientá-la de modo a desafogar a cubana nos momentos em que Carcaces esteve mal? Não.

Incrível o jogo da Adenízia ontem, realmente dou a mão à palmatória. Tomara que mantenha a pegada. Sobre a Ivna acho que ela cabe na mesma categoria do Wallace do masculino: do que adianta um oposto fazer um caminhão de pontos e na hora decisiva só mandar balão?
Tive a oportunidade sim de assistir o jogo, confesso que ao ver o inicio da partida o sentimento que me tomou foi o mesmo da Laura (Osasco levaria uma surra bem dada na partida) porem a grande melhora no desempenho do bloqueio foi fundamental para a recuperação do time. Porem o Osasco cai muito de rendimento, ele se apaga do nada. Embora tenha gostado da partida, eu ainda acho que esta muito indefinida, acredito que o SESI tenha todas as possibilidades de revirar o resultado.

Li no GloboEsporte que a Ivna sonha em jogar pela seleção e acredita que seu desempenho nessa final possa ser fundamental. Mesmo com a ausência da Sheila e da Tandara, acredito que ela ainda tem muito a evoluir pra assumir essa posição na seleção. Conforme os comentários, ela amarela demais na hora de decidir e a sensação que tenho é que ela não tem muita consciência de onde esta batendo. Acho que sera difícil ela tirar essa posição da Monique que fez uma bela passsagem na seleção no ano passado.

Adenizia acho que leu nossos comentários, ficou com medo da crise econômica (afinal não esta fácil pra ninguém manter o emprego no Brasil) e resolveu voltar a jogar...rs. Fico feliz por ela, mas se comparar a temporada dela com a temporada de outras centrais como a Bia do Sesi ainda acho que ela esta bem abaixo e que deveria ficar fora da escalação da seleção nessa temporada.

Carcaces tem tudo pra manter o emprego, esta sendo decisiva nesses últimos jogos.

Mas quando olho pro time do Osasco ainda fica na minha cabeça...será?
"Será que realmente o time acordou?"
"Será que vencendo o SESI esse time tem raça pra vencer o Rio ou Minas?"
"Será..." vou assistir com atenção o próximo jogo pra começar a sonhar com uma possibilidade de titulo.