sexta-feira, 27 de março de 2015

Minas de volta ao top 4


Dentil/Praia Clube 0x3 Camponesa/Minas

Talvez o 3x0 e os placares desta partida não façam a perfeita justiça ao embate entre Minas e Praia Clube. Mas não há como negar que o resultado final da disputa de quarta-de-final tenha sido o mais justo. 

Finalmente, o Minas fez valer a sua superioridade técnica e tática sem ser atrapalhado por seus próprios erros. Quase deixou que isso acontece no segundo set, é verdade. Nos demais, no entanto, o time surpreendeu pela tranquilidade nos pontos finais e não deu brecha para qualquer recuperação do Praia.

****************************

O Praia, desta vez, não teve tanta ajuda do Minas e tampouco se ajudou. Quando apostei que o time de Uberlândia levava esta série - ainda que com pouca convicção – foi porque acreditava que a força das individualidades pudesse compensar o fraco conjunto. 

Só que foi exatamente as individualidades que comprometeram o desempenho do Praia e deixaram fugir as poucas oportunidades de reação da partida. Aí incluo erros de ataque de Ramirez, Tandara e Natasha, dois toques de Ju Carrijo e bobeadas de uma ou outra na defesa. Erros que pesaram demais num time que é e esteve tão pouco consistente no jogo de hoje.

*******************************

O Minas parte agora para uma missão quase impossível: tirar o Rexona da final. A vantagem é que, nas semifinais, as mineiras podem entrar em quadra sem qualquer obrigação, afinal, já fizeram a sua parte. Quem sabe assim, sem tanta pressão e ansiedade, consigam segurar os erros e fazer uma série equilibrada contra o favorito.

O Praia, por sua vez, deixa a competição como uma das grandes decepções da temporada. Não só pelo fato de ter, novamente, caído nas quartas de finais, mas pelo o que não rendeu. Se nos anos passados faltou ao Praia um elenco mais forte, neste ano, faltou treinador. 

O Picinin pode reclamar das contusões, da dificuldade de ter duas grávidas no elenco, mas a verdade é que ele não conseguiu fazer um conjunto sólido e organizado que se apresentasse ao menos duas vezes consecutivas de forma convincente. A impressão que o Praia deu durante toda a competição é que, independentemente da escalação, as vitórias vinham mais pelo o acaso e pela fraqueza do adversário do que pelo merecimento.

O Praia sempre contou com patrocinadores dispostos a investir em nomes de peso e espero que o resultado abaixo do esperado não os tenha feito desistir do projeto. Desejo também que, na temporada que vem, o clube consiga acertar o equilíbrio entre elenco e treinador e dar um grande motivo para a já fiel torcida de Uberlândia comemorar.

8 comentários:

Welmer Sales disse...

Acreditava desde o início que o Minas se classificaria. Durante as três partidas o time foi melhor, mas em algumas momentos o time se perdia dentro de quadra e com inúmeros erros cometidos acabava ajudando o Praia a se manter firme lutando.

Nesse confronto, fiquei dividido entre os dois times. Torcia muito para o Praia, para que elas pudessem finalmente chegar às semifinais, mas ao mesmo tempo torcia para o Minas, que teve uma evolução incrível durante a competição.

Fico triste pelo Praia, pois o time vem lutando muito nas últimas temporadas, mas tem ficado nas quartas-de-final. Espero que o Praia não desista e continue acreditando no voleibol e venha mais forte na próxima temporada.

Quanto ao Minas, vai ser uma parada muito difícil para o time de BH essa semifinal, mas acho que o time tem chance de se classificar, se fosse pôr em número colocaria entre 30% e 35% as chances de classificação do time mineiro. Acredito que se o time tiver disciplina tática e diminuir o número de erros tem boas chances de fazer um confronto equilibrado contra o Rexona. Acho que o principal fundamento pro Minas vai ser o saque, se o time mantiver uma regularidade nesse fundamento poderá complicar a linha de passe do time carioca.

Nei disse...

O caminho das pedras para o Minas contra o Rio é o saque. A recepção do Rio é muito vulnerável, e se o Minas mantiver o desempenho de bloqueio que teve hoje, é só alegria. Mas vai ser muito difícil ganhar. Bernardinho é monstro e só Jaqueline pode não bastar para a vitória. Uma observação: Carol Gattaz nunca foi de errar saque. Sempre sacou aquele saquinho morto na frente, mas não errava. Incrível como agora, em momentos decisivos ela força um flutuado maluco que vai sempre fora. E além disso deixa muito a desejar no ataque nas bolas pela frente da levantadora, só batendo a china mas manjada do mundo. Se liga Carol, o Minas vi precisar de você.

Welmer Sales disse...

Laura, vai ter seleção do blog?

Welmer Sales disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Roberto disse...

Feliz pelo Minas, principalmente por causa da reviravolta da Jaque. O time se reinventou durante a competição e apresentou , com algumas exceções, um voleibol de boa qualidade.

Tomara que a Jaque segure esse desempenho até o próximo ano, vamos precisar muito dela pro Rio 2016.

Vai ser dureza passar pelo Rexona. Concordo com o Welmer, acho que as chances do Minas estão entre 30 e 35%, mas confesso que meu coração está muito dividido. Gostaria de ver Fofão encerrar a carreira com mais um título, mas também gostaria de ver o Minas chegar à final.

Welmer Sales disse...

Pessoal, eu pesquisei no Youtube do jogo entre Rexona e Minas e encontrei esse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=WR76xMxkVbA

Assistindo a esse vídeo deu para ver que o Minas jogou muito bem. Elas conseguiram quebrar a recepção do time carioca e jogaram bem taticamente.

Acredito que se o Minas aliar consciência tática, saque regular e um número baixo de erros o time de BH pode complicar as coisas pro Rexona.

Acho (e estou torcendo) que teremos uma grande série seminal, assim como acredito que será SESI e Molico, só que sem a mesma rivalidade.

Vinicius disse...

Sassá foi a melhor do praia nos playoffs fez os dois ultimos jogos extremamente consistente no ataque saque e fundo de quadra que nao precisa nem de comentario.

Julio Cesar Rodrigues disse...

Como a Laura comentou, nessa serie venceu o melhor time, o MINAS foi mais time nos 3 jogos mas teve momentos de "apagão" que contra um time como o Rio será fatal.

Mas ao contrario dos amigos, eu acho que o time do Minas tem chances de engrossar o jogo contra o Rio sim, o jogo do returno realmente foi um bom jogo, o Rio venceu nos detalhes.

Mesmo sendo Osasco, mas minha torcida nessa temporada esta para equipe do Minas, gostaria sim de ver uma final atípica, vai que da uma "jaca" como ano passado e nesse ano teremos o Rio fora da final. Acho que seria saudável para o esporte e também motivaria os investidores a continuar acreditando na modalidade.