quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Mundial: Brasil 3x0 Camarões


Há pouco a dizer sobre a segunda vitória da seleção brasileira no Mundial. O 3x0 contra Camarões era obrigatório e o Brasil cumpriu sua missão.

O Zé Roberto optou por escalar as reservas acertadamente. A única ressalva, ao meu ver, foi não ter colocado a Léia para jogar. Sei que a Camila dá uma base mais estável para o time e o treinador não quis correr risco de se complicar em algum set.

Mas a Leia é a jogadora mais inexperiente na seleção. Não entrou segura nas poucas oportunidades que teve no GP. Para ela, seria uma experiência importante e representaria um voto de confiança. E nunca se sabe, vai que o Brasil precise dela ainda durante a competição...

************************

Demais resultados da segunda rodada:

Grupo A

República Dominicana 3x0 Tunísia

Alemanha 3x0 Argentina

Itália 3x0 Croácia

- As donas da casa quase deixaram escapar o primeiro contra a Croácia. Bonitta teve que recorrer ao banco, chamando Costagrande e Diouf, para virar a história do primeiro set que chegou a estar 20x16 contra as italianas. Os demais sets foram pura tranquilidade. Também, com a Croácia dando 20 pontos (!) em erros – contra somente 8 da Itália – tudo fica mais fácil.


Grupo B

Turquia 3x0 Canadá

Sérvia 3x2 Bulgária 

- Como imaginávamos, a Bulgária deu trabalho para a Sérvia e levou a partida pro tie-break. A vantagem sérvia esteve na sua dupla de ataque, repetindo a boa atuação contra a Turquia (Mihajolovic com 31 pontos e Boskovic com 26). Enquanto a seleção búlgara ficou com o jogo concentrado na Vasileva. A sequência inicial da Bulgária neste mundial é cruel, enfrentando os três principais times do grupo. Mas a seleção tem feito um bom papel e, quem sabe, pode até roubar uma vitória contra a Turquia amanhã.

 
Grupo C

Holanda 3x0 Tailândia

EUA 3x0 Cazaquistão

Rússia 3x0 México

- A Rússia aprendeu a lição com os EUA e não quis dar a mínima chance ao azar. Independentemente do fraco adversário, jogou com todas as titulares, incluindo a Gamova.

 
Grupo D

China 3x0 Azerbaijão

Japão 3x1 Bélgica

Porto Rico 3x0 Cuba

- Japão se recuperou da derrota na estreia num jogo equilibrado contra a Bélgica. Falou mais alto o poderio de ataque japonês, que fez 14 pontos a mais que o belga. As duas equipes fizeram uma distribuição parecida, concentrando as jogadas com a Ebata, no caso do Japão, e com a Van Hecke, na Bélgica. Mas as atacantes japonesas, principalmente a Ebata que fez 26 pontos, tiveram melhor aproveitamento.

Infelizmente, estamos nos acostumando em ver Cuba como saco de pancadas das competições. Pra se ter uma ideia, 20 anos é a média de idade desta equipe.

Nenhum comentário: