domingo, 24 de agosto de 2014

O rescaldo da festa

Bom, tá tudo muito bom, tudo muito bem, mas vamos ao que interessa. O decacampeonato é muito bom e tal... mas o que o GP nos diz da seleção e de suas adversárias para o Mundial - esta sim a taça que realmente nos interessa?

Sobre o Brasil, fica a tranquilidade em saber que se encontrou e entrosou o seu time titular. Tínhamos duas peças importantes que precisavam jogar e se adaptar à equipe: Jaqueline e Camila Brait.

A volta da Jaque deixou claro: sem ela, o Brasil inexiste. Tá, meio dramático isso, mas fica um timinho bem meia boca. E os adversários devem ter observado isso. Vamos sofrer muita pressão no saque e o alvo preferido vai ser a Garay.

Camila Brait assumiu a titularidade e nos deixou tranquilos. Não, ela não é uma líder como a Fabi, mas adicionou muita qualidade à defesa brasileira. Acho que a volta da Jaque fez bem à Camila, que estava sobrecarregada na outra composição. É uma dupla que tem entrosamento. A líbero foi a jogadora mais regular da seleção no GP, nossa segurança na defesa, sem dúvida. 
*************************

No entanto, duas coisas preocupam: o Brasil foi a única seleção a jogar com força máxima durante todo o GP. Será que não foi desgaste demais? Pior, será que não nos expusemos demais? Pior ainda, será que não chegamos ao nosso máximo antes da hora?

Sabemos que o Zé Roberto sempre faz esta escolha. A maioria das vezes não comprometeu. Houve casos, como a Copa do Mundo de 2011, no entanto, que a seleção chegou aos pedaços.

O Zé fez uma opção de entrosar ao máximo aquele que considera seu time titular. A meta foi alcançada, mas a escolha pode cobrar o seu preço, ao menos numa situação. Se o time titular está tinindo, as reservas não. Elas entraram em poucos momentos. 


E se, por um azar, a Dani Lins se machuca? Fabíola mal entrou (e, aliás, quando entrou na partida da Turquia foi a única a levar uma bronca do treinador e ser esquecida no banco por dois sets mesmo quando a titular não estava bem).

O Zé não parece confiar nas suas reservas, o que tem dois efeitos negativos: o primeiro é comprometer um resultado ao demorar para tentar uma troca, como aconteceu contra a Turquia no GP; o segundo, é tirar a confiança das próprias reservas ao não se sentirem úteis

*************************
 
Em relação aos adversários, acho que tivemos sinais de que, mesmo renovado, os Estados Unidos entram na briga pelo título mundial. E é um adversário especialmente difícil para o Brasil.

Também vejo a China como uma força para o título, ainda que correndo por fora. Lang Ping tem em mãos uma geração muito forte no ataque.

E temos a Rússia. Nem precisa de GP para saber que ela é uma das favoritas ao título. O que a seleção russa apresentou agora no GP não é nada do que vai ser no Mundial, tenham certeza disso.

40 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo que vc escreveu Laura. Esse texto ficou excelente. O seu blog e um dos melhores no Brasil. Parabens.
Bom vamos falar agora da selecao feminina, o ZR alcancou o objetivo de entrosar ao maximo o time brasileiro e ganhar o GP antes de tentar o mundial.
Mas acho que o Brasil se expos de mais para as outras selecoes ao utilizar muito as centrais no ataque, quase nao utilizou as reservas no campeonato e estarao sem ritmo tbm no mundial e tbm tenho medo de terem alcancado o apice antecipadamente, mas o ZR e muito experiente e deve saber o que esta fazendo.
Os times que podem dificultar para o Brasil e os Estados Unidos que fazem jogos dificeis e iguais contra nos e a Russia que contara com o reforco da Gamova e Sokolova.
A China, Japao e Turquia correrao por fora, pois podem ganhar dos times do primeiro escalao.
Quanto as reservas da selecao a Natalia esta no fim de carreira mesmo, pois so entra pra sacar e quando o time precisa o treinador nao a coloca em quadra por nao confiar no seu trabalho. Infelizmente e uma jogadora a menos.
Todo mundo que entra depois joga melhor que ela como: Gabi, Tandara e Garay.
Renato

Paulo Roberto disse...

Muita gente tem comparado a preparação pro Mundial com a preparação pra Pequim. São situações completamente diferentes. A competição olímpica é mais rápida e tem menos jogos que o Mundial, Sheila, Fabiana e Jaqueline não são mais garotinhas, Dani Lins embora tenha ganhado uma confiança sobrenatural continua com o mesmo padrão de jogo (excelente com as centrais, irregular com as pontas), os pontos fortes da seleção foram mostrados, bem como os pontos fracos. Ganhar é sempre bom, mas lembremos da seleção cubana dos anos 90, que ganhou apenas 2 GP, salvo engano, e foi tri olímpica e bi mundial. Acho que o importante agora é dar o maior ritmo de jogo possível pras reservas, porque o que aconteceu em Londres, dificilmente se repetirá.

Paulo Roberto disse...

Só pra acrescentar, uma crítica à FIVB: que confusão é essa com essa questão do desafio? Custa sentar e definir os critérios de como esse requisito vai ser utilizado? É o padrão Ari de qualidade.

Welmer disse...

Depois desse Grand Prix ficou claro que Jaque é peça fundamental na composição. Sem ela em quadra a seleção não apresenta um padrão de jogo o que torna a seleção num time comum.

Acho que a preocupação com as reservas são pertinentes, mas acho que todas elas tem potencial pra substituir as titulares à altura, com essa exceção da Jaque, visto que nenhuma das reservas tem no fundo de quadra o seu ponto forte.

A seleção tem pontos a serem ajustados, mas acho que hoje é grande seleção do mundo. Espero que esse período pré-mundial seja bem aproveitado e que elas cheguem em grande forma para ir em busca do inédito título mundial.

Anônimo disse...

Zé confia extremamente no time titular e no poder de reação das titulares,o que pode acabar não ocorrendo e pode nos custar o mundial novamente.
Zé é lento,demora muito a agir,não dá oportunidade às reservas,contra a Turquia esperou estar perdendo de 2x0 em sets e de 6x1 no terceiro set para por as reservas.No dia seguinte,mesmo com excelentes atuações de Tandara,Gabi e Carol contra a Turquia,preferiu tomar sufoco do time B da China sem dar a oportunidade das reservas entrarem em quadra:Absurdo e revoltante!!!
No jogo contra a Turquia, vimos que sem passe somos piores que as outras seleções.
Sem Jaque e com Natália no lugar dela, perdemos 4 amistosos contra os EUA.
Sem passe, a seleção brasileira é muito vulnerável,pois as ponteiras não podem jogar com bolas rápidas e as centrais raramente veêm a cor da bola.
Além disso,Dani Lins não sabe trabalhar bem a bola sem passe.
A substituta ideal para a Jaque que tem as mesmas características de passe dela é a Michelle Pavão e não a Natália.
Natália está com uma contusão na coxa e não foi relacionada para a fase final do GP.
Será que Zé vai ser antiético mais uma vez e repetir Londres quando Natália,sem condições de jogo,ficou e Brait,no auge da forma,foi cortada já lá na Inglaterra?
Zé Roberto, que fez de Natália um talismã e uma versão fake do que Amanda faz no Unilever(entra para sacar).
Mas,se a função da Natália é sacar,então o Zé deveria convocar a própria Amanda,pois o saque da Amanda é muito mais venenoso e eficiente que o da Natália!
Se 90% da torcida faz chacota da Natália,deve ter algum motivo né? Também não tenho culpa, que as próprias jogadoras entre elas,falam mal do ZRG via Skype,Whatsapp e dão indireta em redes sociais.
Não tenho culpa que ela foi levada a Londres 2012 e ficou 99,99% das olimpíadas sentada no banco e só entrou para sacar. Não tenho culpa que ela está desde 2011 sendo reabilitada e também não sei e nem tenho bola de cristal para saber mais quantos anos essa "reabilitação" vai durar.Tbm não tenho culpa se a Gabi com seus 20 anos,até 2016 provavelmente terá bagagem para ser titular,até lá Natalia estará beirando os 30 anos e provavelmente como sempre no banco de reservas.
Alguém lembra do jogo do Campinas no qual a Daymi mandou o ZRG tomar no C...?Ele a fez entrar em vários jogos contundida,como ela levava o time nas costas,ele queria de qualquer jeito passar das semifinais e fez a coitada jogar machucada e ainda faltava com a educação.Ano passado,alguém lembra quem levava o time dele nas costas?Tandara né?Ela foi a maior pontuadora da superliga e ele gritava,berrava com ela,alguém lembra do episódio dele chamando a Claudinha de burra em rede nacional?E a Natália lá fazendo merda,alguém lembra dele gritar com ela?Alguém lembra da MAri no Pesaro da Italia?Cujo time ele era técnico?Fazia dela uma máquina de fazer pontos,fez ela jogar machucada no time e na seleção, alguém lembra da PP4 dizendo que teve que se recuperar em tempo recorde,pois,segundo ela tinha levado um "toque" do técnico e poderia perder a vaga?DE repente todo mundo tá sem memória ....
Todo mundo sabe que nas Olimpíadas nas quartas de final,as jogadoras fizeram reuniões entre e si e jogaram sozinhas sem "acatar" ordens do técnico.Ficou evidente isso,inclusive até fizeram aquele documentário "mulheres de ouro" para mascarar a situação,mas, mesmo assim deu pra ver que algumas jogadoras ficaram de receosas de dar o "testemunho".O que mais ficou evidente e estranho pra mim,foi a tentativa da PP4, Fabiana,Jaque e Sheilla de pedir dispensa,depois dos cortes humilhantes e desumanos de Fabíola e Juciely no aeroporto e de Mari na lavanderia. Foi unanime na seleção a politicagem e a inconformidade das jogadoras com as convocação Natalia sem reais condições de jogo.

Anônimo disse...

Zé x Fabíola de novo???
Por quê o Zé persegue tanto a Fabíola e protege tanto a Natália???
Será que uma frustração dele por ter sido um levantador medíocre?
Claudinha e Fabíola várias vezes foram escrachadas por ele.
Claudinha nem mais viu a cor da amarelinha...
A presença de Fabíola no mundial da Itália era dada como certa durante o Grand Prix.Porém,até a partida contra a China quando a levantadora e o técnico José Roberto Guimarães se desentenderam ainda no aquecimento.
Como castigo, Fabíola não entrou em quadra.Triste e inconformada, a jogadora comentou com as companheiras que iria deixar o grupo assim que o time voltasse ao Brasil,após ouvir do Zé que 'não faria falta e que iria só com Dani'...Será???

Sugar disse...

Assédio moral é crime, bem me lembro do ZRG chamando Claudinha de burra em rede nacional, a coitada tinha pavor das broncas dele, me lembro da cara dela durante os tempos técnicos e morro de dó, sério, Venturini disse q um dia escreveria um livro e contaria quem é o ZRG de verdade, mas acho q nem precisou disso O mais engraçado é q Zé só dá bronca e se mete com quem ele sabe q abaixará a cabeça, pq me lembro q com a Ramirez ficou pianinho, foi querer dar bronca nele em quadra ela respondeu a altura ele ficou bem na dele. O cara pode campeão, isso ñ dá o direito dele desrespeitar quem quer q seja, uma pessoa q faz isso não tem caráter algum, pode até ter medalha, mas caráter ZERO.Fabiola me parece extremamente desconfortável dentro de quadra. Td mundo adora criticá-la mas qdo Dani só levantava jacas foi Fabíola q segurou a onda do time e levou o Brasil à final do mundial em 2010, me parece q ZR escolheu seu novo bode expiatório, assim com fez com a Mari. Natália vem jogando mal demais, é irregular no passe, no ataque e vive lesionada, porém é intocável, me parece q ZR é extremamente injusto e trata as jogadoras de forma diferente, as q ele gosta tem privilégios, as q ele ñ gosta ele faz de tudo pra boicotar, eu entendo a postura apática da Fabíola, já vivi uma situação idêntica no trabalho, onde minha chefe só depreciava meu trabalho e me fazia de tudo pra chamar minha atenção e me envergonhas publicamente, não há profissional q renda em uma situação dessas!

lb disse...

Sugar-não te conheço mas me solidarizo com você e com a Fabíola.Coitada dela-sempre tão esforçada humilde e amiga de todos e o ZRG fica diminuindo ela assim.Ela é guerreira e não merece passar por isso de novo.Abraços.

Pappi disse...

Se ele chama de burra, grita, dizendo que a atleta não vai fazer falta, na frente de todo mundo, imagine o que essas meninas devem passar nos treinos fechados. Educação não faz mal a ninguém.

Anna disse...

Nossa... coitada da Fabíola. Não sou torcedora de nenhum time em específico, amo o esporte e acompanho todos os jogos que posso. Penso que a Fabíola vai sim fazer falta no Mundial. E se a Dani não estiver bem em um dia de jogo ou se contundir? Com todo respeito que tenho pelo Zé, acho que ele tem que medir as palavras antes de falar com suas comandadas. Temos o exemplo do que aconteceu com a Claudinha na Superliga. Ninguém merece ouvir grosserias!!!

Tavi disse...

Como sempre ele querendo ser melhor que todos. A sorte dele é a safra de jogadoras brasileiras que digo e repito, até eu ganharia o mundial com a safra dessas jogadoras. A arrogância de Zé Roberto parece não ter fim. Se eu fosse as jogadoras faria um boicote, coisa que só não acontece pq estamos prestes do mundial e logo dps dos jogos olímpicos. Mas acho que essas jogadoras deveriam ter coragem e vir a mídia esclarecer as coisas. Não é de hoje que a grosseria dele e suas decisões são motivo de discórdia na seleção.

Ju disse...

Se eu fosse a Fabíola, não teria voltado ao time depois do corte em Londres. Já começou errando por aí. Ela tem que se valorizar e deixar aquela atmosfera horrível. Está prejudicando o seu desempenho e fulminando a sua autoestima. Entra desanimada, derrotada. Tem que se afastar um pouco, dedicar-se à evolução no Krasnador, recuperar a confiança e seu bom voleibol. Zé ruela sabe que, se Dani der pane, só Fabíola pode entrar, já que Claudinha, se tiver um pouco de integridade, não volta mais para a seleção enquanto o ruela estiver lá. Pastora, valorize-se e deixe o Zé ruela de lado. E não fique incomodada se Lins der pane e o Brasil perder o mundial de novo, pois quem cavou isto tudo foi o ZR.

AANJGA disse...

O sonho de todo atleta é servir á seleção, jogar as olimpíadas, o mundial, talvez por isso, a Fabíola vem aceitando e tentando lidar com esta situação, que convenhamos, não é nada fácil. Tudo por um sonho.Que no caso da coitada da Fabíola se tornou um tremendo pesadelo!

Flavia disse...

E a lista só aumentando, ainda dizem que ele sabe lidar com mulheres ao contrário de Bernardinho....só rindo mesmo kkkkk mas neste caso, digo pra Fabíola se ela tivesse dado uma de Mari, jogado tudo no ventilador quando o treinador assaltou sua medalha olímpica,não teria necessidade de ouvir isso da parte dele. Quis dar uma de humilde e esquecer, então foi humilhada, de graça!! Bem fez a Mari e Paula Pequeno, que saíram de cabeça erguida, com brio e franqueza. Como profissional, os títulos de ZRG o elevam ao status de "incontestável" para alguns, mas pra mim, como pessoal, deixa a muito a desejar. Não vou nem citar os episódios que comprovam isso porque não tem espaço no quadro para comentar....Durma com (mais) essa agora Fabíola!

Anônimo disse...

Fabíola se rendeu ao amor a seleção e decidiu engolir o que ele fez com ela. No entanto essa decisão de Fabíola não foi correta pois ele nunca terá respeito com ela. Era melhor ela ter deixado a seleção de lado e ter vindo a mídia falar a verdade e pelo que está passando. Parabéns Fabíola por ser essa atleta de fibra que não aceita as ignorâncias de Zé Roberto gratuitamente.

Nei disse...

Parabéns pelo blog. Começo a acompanhá-lo agora.

Anônimo disse...

Zé tenta manter a pose de bom moço em frente as câmeras, pior por trás. Nos últimos anos, ele fez da SFV uma extensão de treino para jogadoras de seu time. Sem contar em tratamentos diferenciados dados as jogadoras, protecionismos. Tudo isso é nítido, mas a maioria não questiona, porque os resultados estão vindo. O pré-Londres foi uma amostra da outra faceta dele, mas o ouro tornou tudo irrelevante. E assim vai ser até o dia em que houver um grande tropeço. Ai vão cair matando, como fizeram com o Felipão. Em relação as jogadoras, vão defender a ‘amiga’ até onde não vão se comprometer, pois sabem que ele é rancoroso. Viram o ex de Mari e Paula. Enquanto a SFV estiver ganhando títulos, ele vai fazer o que bem entender e elas vão ter que consentir, caso queiram continuar lá. E muitos vão achar que tá certo.

Chiasm Liquefy disse...

Laura,
É verdade q Cuba voltaráp/o Mundial com as veteranas Calderon, Herrera, Carcaces, Santos etc..?

Eduardo Almeida disse...

Seria bom demais, mas não parece ser para esse mundial ainda.
Pensa num time com Calderon, Carcases, Palacios, Herrera, Carrilo, Giel, Silva, Ramires, Santos, Cleger e alguma libero quinadeira qualquer.

Anônimo disse...

AS veteranas não tem interesse nenhum em representar Cuba,lutaram anos para poder sair e ganhar algum.Além disso,as que conseguiram sair ficaram NO MÍNIMO DOIS(2)ANOS PARADAS sem poder jogar vôlei suspensas devido a represália da federação cubana.
Depois de todos esses transtornos,as veteranas que jogam no exterior não defenderão mais Cuba.
Já saiu a escalação do MUNDIAL MASCULINO, e lá não consta nenhum dos cubanos que atuam no exterior,porque no feminino seria diferente???

Eduardo Araujo disse...

Oi gente, vi os comentários sobre a seleção, eu nem consegui assistir esses jogos, alias vi 2 jogos da fase final, os 2 primeiros o resto ate comecei a ver, mas desisti a maioria dos times nem conseguia devolver a bola, o nível foi horrível, acredito que no mundial a coisa fique mais pesada, todo mundo vai estar com o time teoricamente mais forte.

Não sei se vocês notaram ou é coisa da minha cabeça, mas nos jogos que eu vi muitas vezes a Dani Lins ia chegar inteira na bola e alguma jogadora entrava na frente dela para levantar a bola em um contra ataque por exemplo, não sei pq faziam isso.

A Laura escreveu da bronca que a Fabíola tomou do ZR, eu achei ate interessante essa bronca, a Dani Lins não estava bem no jogo errando td.. tanto bolas na mão como bolas que ela teve que correr atrás, ai tem a inversão do 5 X 1.

A Fabíola participou de 5 bolas "antes de escrever eu assisti o vídeo novamente para não falar bobagem", dessas duas as atacantes bateram sem bloqueio, uma ela teve que conduzir para chegar na bola, a recepção da jaque foi parar na arquibancada praticamente e a ultima a bola tava espetada passando para a outra quadra e a Fabíola levantou com uma mão, foi oq deu para fazer e a Thaisa foi bloqueada.

Logo depois o ZR tira o 5 x 1 e da uma bronca na Fabíola, no qual eu não entendi.

Eu não vi essa discussão que teve no aquecimento do jogo da china, como era o time reserva da china e nos outros jogos elas quase não conseguiram passar a bola para o outro lado da quadra eu não me importei em ver.

O ZR tem suas opiniões, quem acompanha o vôlei e não é fã, mas sim analisa o vôlei sabe da historia do ZR, ele é um cara vitorioso, entre as jogadoras a fama dele é eu venci e elas perderam, ele não é aquele profissional que após uma derrota vai colocar o dele na reta para assumir a culpa do fracasso, é costume dele colocar algum outro profissional para receber a porrada.

Geralmente é o levantador que leva a porrada, exemplos: Fernandinha foi a culpada do fracasso da AMIL no primeiro ano, Glaudinha no segundo ano da equipe e ate a Fernanda Venturine nas olimpíadas.

Com a Dani Lins ele tem um tratamento especial, para vcs terem ideia logo após, as olimpíadas ele da uma entrevista falando que ele sempre falou para a Dani que ela não era culpada pela fase do time, a culpa era das outras jogadoras que não conseguiam explorar o bloqueio, ou seja não era responsabilidade dela tirar o bloqueio ou colocar no simples era responsabilidade das outras explorar o mesmo.

E essa proteção a Fabíola não tem, o fato é que ele não gosta dela...

Por isso qualquer motivo sobra para ela, a culpa vai ser sempre dela, pelo que eu entendi lendo alguns comentários em outros sites, não sei oq ele falou para ela, mas deve ter sido grave, pq a mesma falou para ele que iria sair da seleção e ele falou que poderia sair que não iria fazer falta, após o jogo, a Fabíola explicou a decisão para as outras jogadoras, que não deixaram ela sair e ainda obrigaram o ZR a pedir desculpas para a mesma.

Já faz tempo que o clima não é bom entra a maioria das jogadoras e o ZR.

E não acho que a Fabíola vai para o mundial, acredito que ele use a mesma tática que fez nos jogos olímpicos.

Mas somente o tempo dirá.

Paulo Roberto disse...

Infelizmente no Brasil os fins sempre justificam os meios. O ZRG é campeão e blá blá blá, pronto, automaticamente se torna um deus, cujas decisões e posturas não podem ser questionadas. Ele é um bom treinador, mas bom líder nunca foi. Não sei se realmente procedem essas informações sobre a discussão com Fabíola, mas pelo histórico da rádio bastidor devem proceder sim.
Se a situação interna realmente é tão caótica assim, as meninas merecem todo aplauso por serem profissionais e aguentarem um chefe assim por tanto tempo. Se fosse a geração da Ana Moser, Zé Roberto tava pianinho ou já tinha caído fora.

Chiasm Liquefy disse...

Proximo capítulo Fabiola cortada no aviao e saindo pelo escorrega da saída de emergência com empurraozinho do ZRG.

Zé Henrique disse...

Na boa, em esporte coletivo, as vezes não só nele, paz significa pasmaceira.
Tensões são essenciais a times vencedores.
Rusgas, briguinhas e brigonas têm que servir de alimento para vitórias.
A seleção brasileira de futebol nessa última Copa foi um exemplo de paz, "grupo fechado" que não deu em nada.
O que importa no frigir dos avos é o talento das jogadoras(es) e se estão bem treinadas - pelo jeito estão/são.
É isso que ganha títulos.
O resto é perfumaria.

Anônimo disse...

Nao acho imposível a volta das cubanas veteranas, afinal, o Mundial da uma boa premiação em dinheiro.

Paulo Roberto disse...

Zé Henrique, isso é a exceção da regra. Como você disse o volei é um esporte coletivo. Grupo fechado significa meio caminho andado pras coisas funcionarem dentro de quadra, ainda mais no feminino. Em Londres só funcionou porque no meio da crise o grupo se fechou. No futebol o talento de um desequilibra muitas vezes, no volei sabemos que não é assim. Raramente um único atleta talentoso consegue carregar o time nas costas, se fosse assim a Coréia de Kim e o Japão de Saori seriam imbatíveis.

Anônimo disse...

A GLOBO/SPORTV dona do Vôlei faz o que quer com seu ESCRAVO:O VOLEIBOL...
Enquanto isso o BASQUETE reina soberano ao SABOR DA LIVRE CONCORRÊNCIA.
Vale ressaltar que assisto ao MUNDIAL DE BASQUETE pela ESPN, pois as transmissões são mil vezes melhores: MAIS DIDÁTICAS, MAIS PROFISSIONAIS!!!
Porém,infelizmente,em relação ao Vôlei, não tenho direito de escolha,pois só o SPORTV trasnmite e mesmo assim SÓ QUANDO QUER, e na muitas das vezes no SOPORTV3 sem direito à imagem em HD!!!
PObre Vôlei HUMILHADO E refém da GLOBO/SPORTV,oom péssimos narradores e comentaristas!
A MAIOR BOLA FORA DE TODAS,foi o MUNDIAL DE VÔLEI ser NA MESMA ÉPOCA que o MUNDIAL DE BASQUETE. NÃO DÁ!!!
Em países como EUA,Argentina, Canada,Espanha,Croacia,Mexico,Australia,França,Grécia,Turquia,Venezuela o basquete é muito mais popular que o Vôlei e a prioridade nas transmissões televisivas é sempre para o Basquete.
Até no Brasil o basquete está sendo transmitido pela ESPN e SPORTV, enquanto o Vôlei só pelo SPORTV.
O Vôlei se vendeu ao monopólio GLOBO/SPORTV e fica cada vez mais isolado, enquanto o Basquete tem liberdade e independÊncia e disputa a concorrÊncia entre ESPN e SPORTV!
PORQUE o Vôlei não se valoriza e se livra da escravidão da Globo?

Anônimo disse...

Que o gigante russo joga muito é fato, pena que não vimos!
Cadê o vôlei Sportv?
O que mais vemos na Sportv?
Mesas redondas intermináveis discutindo o sexo dos anjos? Sim!
Reprises aos montes? Sim!
Documentários melodramáticos que mais parecem novelas mexicanas? Sim!
Mais de um jogo do Mundial de Basquete por dia? Sim!
Mais de um jogo de Tênis por dia? Sim!
Mais de um jogo de futebol por dia? Sim!
Muito blá,blá,blá? Sim!

Anônimo disse...

O pior quando eles passavam aqueles esportes bizarros tipo peteca na neve ou aqueles entediantes campeonatos de golfe e beisebol, traduzindo a síndrome do cachorro viralata.

Anônimo disse...

Aonde chegamos?Na IDADE MÉDIA?Na IDADE DAS TREVAS do VÔLEI?
Que site ridículo e decepcionante esse do Mundial da Polônia!
Gosto de esportes em geral,mas tenho uma quedinha a mais pelo vôlei.Mas não dá para deixar de comparar o Mundial de Basquete com o de Vôlei...
A começar pelo site:o site do Mundial de Basquete é muito bem feito e interativo,livescore,estaísticas on line e em TEMPO REAL,tem um design leve,um MENU fácil de achar o que vc quer,e carrega rápido as informações,totalmente ao contrário do site do Mundial de Vôlei:
Os jogos ArgentinaxSérvia e IranxEUA começaram às 8h e,até agora,às 12h não temos as estatísticas nem P2,nem P3...
O que é isso gente? Pq no Basquete é em tempo real e no vôlei estamos na idade da pedra?
O pior de tudo é que o Vôlei andou para trás pq tanto no GP, quanto na Liga Mundial tínhamos livescore e estatísticas mais modernas que essa do Mundial.
Outro ponto é o baixíssimo nível técnico desse Mundial.
Se as equipes usaram a Liga Mundial para se preparar,o que houve com essa preparaÇão?Por que o nível técnico está tão baixo?Por que esse show de erros?E o saque?Todo mundo desprendeu a sacar?Virou SAQUEBOL em vez de voleibol?Um festival de saques forçados a esmo que param na rede ou viram tremendos aviões para fora...
Eu seria a favor de mudar a regra de o time que errasse saque perdesse 2 pontos para o adversário,pois do jeito que tá não dá:SOFRÍVEL!
O Ary DESGraça foi,no mínimo, BURRO e PREPOTENTE de marcar o Mundial de Vôlei para a mesma época do de Basquete:INEVITÁVEL AS COMPARAÇÕES!
Aliás, a seleção de vôlei dos EUA está mais preocupada em acompanhar os jogos do DREAM TEAM do Basquete do que focar no Mundial de Vôlei, já perderam pontos importantíssimos para Bélgica e Iran e nem enfrentaram França e Itália ainda....

Anônimo disse...

Laura aconteceu DE NOVO!
Zé repete Londres, leva Natália mesmo sem estar 100% fisicamente e corta jogadoras no auge da forma!
Concordo plenamente contigo filhodedavid!
Não é exagero nem injustiça criticar os critérios de corte e convocação.
Injustiça sim é privilegiar algumas jogadoras que SÃO INTOCÁVEIS MESMO SEM ESTAR 100% FISICAMENTE em detrimentos de outras que estão no auge da forma e não tem oportunidades.
Natália não estava contundida e SEQUER PARTICIPOU da fase final do GRANDPRIX?
Porque Natália é sempre privilegiada? Porque sofre MIL CONTUSÕES e NUNCA É CORTADA DA LISTA FINAL?
É justo Natália ir e Monique ou Andreia ficarem de fora?
Monique nunca deixou a seleção na mão e sempre correspondeu dentro de quadra, é uma jogadora completa, muito técnica e obediente taticamente.
Andreia arrebentou na Superliga, mas sequer teve chances de mostrar seu jogo na seleção, pois nem ficava em quadra.
Bia é a central novata mais promissora, é a que deveria ir como terceira central pois tá jogando muito no SESI, MAS PEDIU DISPENSA DA SELEÇÃO.
CAROL tá muito melhor que Adenízia na atualidade.
Se Natália não teve condições de disputar as finais do GRAND PRIX em menos de UM MÊS está pronta para o MUNDIAL?
Mesmo antes de se contundir, Natália só entra pra sacar?
Se for levar alguma jogadora SOMENTE PRA SACAR que LEVE A AMANDA, que é indiscutivelmente a MELHOR SACADORA DO BRASIL... Ora bolas, não que eu ache que deva ter alguma jogadora só pra sacar na seleção... MAs se Natália cumpre só essa função, então a AMANDA É MAIS EFICIENTE no QUESITO:SÓ PRA SACAR!
É ser muito inocente acreditar que critérios técnicos ou táticos estão acima da PREFERÊNCIA PESSOAL na hora do corte. Entendam PREFERÊNCIA PESSOAL como APADRINHAMENTO, QUERIDINHA, AMULETO, PANELA, PROTEGIDA ou qualquer outro termo do tipo.
Só sei que não dá pra engolir certas FIGURINHAS REPETIDAS que nunca saem DESSA LISTA DE CARTAS MARCADAS!

Anônimo disse...

O Mundial masculino chegou na metade da competição c 3 jogadores contundidos; Wallace, Murilo e Sidão. E olha q Bernardinho, ao contrário do ZRG, utiliza os jogadores reservas nos jogos teoricamente mais fáceis, o Mundial é desgastante, espero q ZRG tome consciência disso.

Crowley.

Zé Henrique disse...

Saudade de ver a seleção feminina jogando. Da masculina não gosto. :-)

Zé Henrique disse...

Ahh, Natália, apesar dos pesares, ainda ttem o que dá.
Além do mais todos os técnicos tem suas apostas pessoais.
ZRG apostou em Dani Lins para Londres, quando 90% a cortaria, e acertou.
O que não dá para engolir é o cara ganhar, ganhar e ganhar e nego(a) ficar com limão na boca.

Anônimo disse...

O problema da Natália é o passe. Ela tem seus méritos sim, senão Bernardinho não puxaria ela de volta pro Unilever.

Zé Henrique disse...

Pois é.
O Bernadinho e o Zé Roberto são dois burros criadores de panelinhas.
Tem razão, o passe dela tá péssimo.

Anônimo disse...

Amanha sai a lista das 12 q vão p/ Turquia antes do Mundial.

Crowley.

Eduardo Araujo disse...

Opa sobre a equipe que vai para o mundial, oq me preocupa são as passadoras, pq time sem passe não joga.

Quem esta indo para fazer essa função, Nathalia, Jaque, Garay e a Gabi, a Jaque sem duvidas é o melhor passe da seleção, depois vem a Garay.


Não confio na Nathalia e nem na Gabi para assumir isso, ai vcs falam a mas caso precise tem a tandara que pode ser passadora também, gente o passe dela é uma droga também!!, caso aconteça algum imprevisto com alguma titular, isso é obrigação do técnico prever, por isso que você leva as reservas, eu trocaria uma jogadora de força por uma passadora muito boa de passe, mas claro com uma altura para você poder utilizar de vez em quando no ataque e no bloqueio, pra que caso agente precise tem opção.

Não sei como esta o estado físico da Nathalia se ela tiver fora de jogo, eu espero que tenhamos a mesma sorte das olimpíadas que com mudanças e ninguém se machucando o Brasil ganhou mesmo com gente baleada na equipe.

Nesse torneio deu certo, já no torneiro anterior aquele para a classificação para as olimpíadas, o ZR levou jogadoras baleadas para o torneio, algumas titulares se machucaram e ele não tinha banco para usar, tendo que recorrer a Camila Brait como ponteira passadora, lembro ate que a Camila chegou na rede para o bloqueio oq foi ridículo e bizarro.

É obrigação do treinador pensar nessas coisas todo mundo esta sujeito a lesão.

Anônimo disse...

No caso se houver algum desfalque da Jaque ou Garay, Monique seria a mais indicada p/ ajudar a manter a segurança na linha de passe.

Anônimo disse...

Laura
Quase 1 mês sem atualizar o Blog..aff