GP - Brasil 3x0 Tailândia



Era previsível que o Zé Roberto voltasse com o time titular contra a Tailândia, que é um adversário chato pelo seu volume de jogo. Com as “oficiais” em quadra, o Brasil não correria o risco de ter mais trabalho do que o necessário para encerrar a fase classificatória invicto.

E foi assim que aconteceu. Mesmo com toda eficiência defensiva da Tailândia, o Brasil achou o caminho para pontuar no ataque com a Fabiana. A central foi nossa melhor jogadora. Ela se adapta melhor ao jogo veloz do que a Thaisa, tanto no ataque como no bloqueio. 
 
************************

A baixa estatura das tailandesas poderia representar maior facilidade do nosso bloqueio, que tem atropelado os adversários. Mas não foi o caso nesta partida. O bloqueio brasileiro foi discreto, bailou com a habilidade da levantadora Tom Tom – Thaisa que o diga...

Desta vez, o saque acabou por ser mais decisivo, recuperando o Brasil nos momentos de crescimento da Tailândia, como na entrada da oposto reserva no segundo set e dos nossos erros de recepção. 

************************
 
Ao final da fase classificatória, pode-se dizer que a Andreia dá adeus à seleção este ano. Passou em branco nas inversões que entrou. Não me parece que haja uma confiança por parte da Fabíola em acioná-la e também nem dela própria. Vejo-a perdida, sem a determinação que víamos no Pinheiros. Ainda não se adaptou. Foram poucos os testes, é verdade, mas não correspondeu. Ao contrário da Monique que, mesmo com pouco espaço, mostrou mais resultado. 

************************


Quarta-feira começa a fase final. Além de Brasil, Bélgica, Rússia, China, Turquia e Japão participam.

Destas equipes, só a Rússia é capaz de atrapalhar a conquista do decacampeonato brasileiro. Ainda assim, o Brasil tem se mostrado em um nível superior a todas essas seleções; só perde o título se permitir.

Comentários

Anônimo disse…
Que levantadora espetacular essa TOMKOM NOOTSARA, dá gosto vê-la jogar com seu toque refinado, sua criatividade e sua visão de jogo... Pena que suas atacantes são NANICAS, na casa dos 1,70m... Se ela tivesse atacantes pelo menos na casa dos 1,80m a Tailândia daria muito mais trabalho!
Acho que os adversário mais difícil do Brasil na fase final será a Bélgica, que é a equipe que mais tem evoluído na Europa, principalmente depois do Bronze no Campeonato Europeu de 2013.
A Turquia é outra equipe que mostrou peças novas de muito talento nesse GP.
China e Rússia são velhas conhecidas e NÃO METEM MEDO, talvez com Gamova e Sokolova, a Rússia melhore para o Mundial, mas para o GP, a Rússia não vence o Brasil.
Adorei a partida da Gabi Guimarães ontem, o potencial de ataque dela é incrível. Fabíola e as centrais Fabiana e Carol tbém foram muito bem.
Anônimo disse…
Pelo menos no quesito beleza a Bélgica já é a grande campeã desse Grand Prix. Haja mulher bonita e gata nesse time!
Só tem mulher alta também, até a levantadora tem 1,86m e um saque fulminante, figurando entre as melhores sacadoras da competição nas estatísticas.
R.TIGRE.
Chiasm Liquefy disse…
Nao tem.outra palavra q descreva melhor esse FORMATO do Grand Prix do q IRRACIONAL ! O Brasil passou ileso mas o time q saiu mais prejudicado foi os EUA, o único time q teve q enfrentar o Brasil 2 vezes e q acabou nao conseguindo passar para fase final, enquanto a Turquia sequer enfrentou o Brasil mas esta la.
Anônimo disse…
Kosheleva literalmente caregando esse time russo nas costas. 25 pontos Kosh fez contra Alemanha, com uma única jogadora assim fica fácil de marcar,eh saque e bloqueio triplo armado sempre em cima dela.
Anônimo disse…
Eu vi,o negócio q ela batia sempre por cima do bloqueio, entao eh atrasar,atrasar,atrasar e salta.
Anônimo disse…
ALEMANHA jogou sem a central Klarg.
Anônimo disse…
O GRANDE ACORDO da GLOBO com a FIVB é que TODOS os jogos do Brasil fossem às 3h da madruga!
Porque:
1. O último jogo da rodada, às 7h, sempre é o jogo das DONAS DA CASA, as japonesas jogarão SEMPRE às 7h, por isso o último jogo do Brasil será às 7h.
2. A GLOBO NUNCA TRANSMITE JOGO DE VÔLEI À MEIA-NOITE, esse horário ainda é NOBRE para a GLOBO e rende bons patrocinadores. Logo, não há espaço para o vôlei.
3. Só restou o horário das 3h da madruga para o Vôlei, então GLOBO e FIVB entraram em acordo para que todos os jogos do Brasil, exceto contra o Japão, serão às 3h!!!
POBRE VOLEIBOL!!!
Anônimo disse…
O tal do pseudo-jornalista e fofoqueiro de plantão e puxa-saco profissional quer dar logo o MVP para a Thaísa...
Que ridículo, seria a mesma coisa que dar a BOLA DE OURO da COPA DO MUNDO após a fase de classificação.
Na verdade, o Grand Prix começa mesmo agora na FASE FINAL.
A FASE FINAL é um campeonato completamente diferente da FASE DE CLASSIFICAÇÃO, é agora que se separa as crianças dos adultos, e todo mundo joga pra valer.
Agora é hora dos pontos corridos e o MVP está totalmente em aberto.
Adoro a Tahísa, acho ela uma das melhores centrais do mundo junto a Fabiana, mas não tem nenhum MVP garantido não.
Antes disso tem 5 partidas da fase final para sabermos realmente quem será a MVP.
Qualquer jogadora está no páreo, começa tudo do zero a partir de quarta-feira, pois o prêmio MVP não leva em consideração o desempenho na fase de classificação e sim o desempenho da fase final, que é a mais impostante.
Então como o Voloch já elegeu a MVP sem ter ocorrido sequer um jogo da fase final.
Candidatas a MVP:
Brasil: todas estão no páreo, ponteiras, centrais, líbero e levantadora, qualquer uma tem condição de fazer a diferença e o desempenho nesses 5 jogos é que dirá quem será a MVP.
Turquia: a ponteira Sonsirma, a central Akman Kubra e excelente levantadora Naz Aydemir.
Bélgica:a oposta Lise Van Hecke,a levantadora Frauke Dirickx, a cntral Freya Aelbrecht,a ponteira Charlotte Leys
Japão: as ponteiras Saori, Nagaoka, Ebata e a levantadora Miyashita.
Rússia: Kosheleva(time de uma jogadora só)
China: reservas... Sem chance.
ALINE disse…
Parabéns Laura por ser tão sensata e cuidadosa nos seus textos.
Acabei de assistir a derrota do Brasil para a Turquia por 3x2.
E pensei como pode ser tão ridículo essa ameba do Voloch, as previsões dele são piores que a da Mãe Dinah, só fala besteira, mostra cada vez mais que não entende NADA DE VÔLEI e sua especialidade é ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE FOFOCA, vai trabalhar na CONTIGO seu analfabeto em vôlei!
Últimas coisas ridículas que ele disse:
1.Se Carol não estará no mundial, por que então não ter inscrito Adenízia na etapa da Tailândia?
Ora, pelo que tenho VISTO DENTRO DE QUADRA, a central CAROL está ANOS-LUZ à frente da Adenízia e merece ser a terceira central do mundial.
2.Como a Turquia não tem tradição, não seria tão absurdo ver as russas brigando pelo título.
Nossa a Turquia está jogando MUITO VOLEIBOL e vem mostrando isso desde o início do Grand Prix, a Turquia esteve a fase de classificação inteira sempre dentro do G4, na zona de classificação. Além disso, a Turquia conta com uma Liga fortíssima com 4 das equipes mais poderosas e vitoriosas da Europa: VakıfBank,Fenerbahçe,Galatasaray e Eczacıbaşı. Quer mais tradição que isso querido?
3.Antes de iniciar a FASE FINAL, Voloch já estava elegendo Thaísa como MVP do torneio. Eu havia dito que era a mesma coisa que dar a BOLA DE OURO da COPA DO MUNDO, após a FASE DE GRUPOS. A fase da classificação e a fase final são 2 campeonatos completamente diferentes, a primeira é usada para testes pela maioria das equipes e a segunda é a HORA DA VERDADE, PONTOS CORRIDOS, TODOS ENTRAM AFIADOS NA BUSCA DO TÍTULO.
Gosto muito da Thaísa,UMA DAS MELHORES DO MUNDO,mas a PREVIAMENTE ELEITA MVP DO VOLOCH,jogando os 3 primeiros sets como titular terminou o jogo sem NENHUM PONTO DE BLOQUEIO OU DE SAQUE,enquanto CAROL que a substituiu e foi titular nos 2 últimos sets fez 5 pontos de bloqueio e 1 de saque.
Não considero que o Brasil jogou mal, mas que a Turquia jogou muito bem e conseguiu anular taticamente algumas das principais jogadoras do Brasil como Thaísa, Fê Garay e Sheilla.
A levantadora NAZ AYDEMIR foi espetacular e muito feliz na sua excelente distribuição.
A Capitã Sonsirma deu show.
A Central novata Akman é muito alta e promissora e a outra central mais experiente, Bahar Toksoy, fez ótima partida no ataque e no bloqueio.
O time turco defendeu muito, o sistema block-defesa estava marcando muito bem as jogadas brasileiras que parecem ter sido muito bem estudadas.
Menção honrosa para Tandara e Carol, que entraram e fizeram EXCELENTE PARTIDA.
Enfim, Voloch mais uma vez tomou na lata em TODOS OS SENTIDOS, falando um monte de besteiras e como sempre quebra a cara.