domingo, 25 de maio de 2014

Pra se garantir no Mundial


Terça-feira começa a temporada da seleção brasileira em 2014. Um ano importantíssimo, com o Mundial no segundo semestre. Ou seja, há pouca margem para experimentações, é o momento das confirmações.

Assim, o Montreux Volley Masters tem um grande peso no calendário da seleção já que vai ser uma das etapas para a definição do grupo. Tem algumas jogadoras que vão precisar mostrar serviço ou ficar de olhos bem abertos para não perder posição. Acho que se encaixam nesta categoria a Tandara, a Fabíola e a Adenízia. 


***************************

O risco de ficar fora do Mundial é pequeno para a Tandara e a Adenízia. Afinal, são 14 inscritas para a competição. Mas elas têm que abrir os olhos para que não fiquem assistindo às partidas da arquibancada  - o que, para ambas, seria uma baita retrocesso.

No caso da Tandara, o discurso é o mesmo de sempre. Por diversas razões, ela até agora não mostrou seu valor na seleção. Espero que ela seja titular no Montreux e consiga fazer uma sequência de jogos pela seleção. 

Ela tem o trunfo de poder jogar como oposto. O Zé pode optar por ela e pela Natália em vez de convocar uma segunda oposto. Mas vai que a Andreia se mostre mais útil e o treinador descarte uma das ponteiras polivalentes? 

*************************** 
Já a Adenízia, ao meu ver, tem retrocedido. A sua temporada no Osasco foi ruim. Ela vive um mau momento enquanto a Ana Carolina está em ascensão e a Angélica tem a simpatia do Zé. Ainda assim, o treinador afastou sua a principal concorrente até então, a Jucy.

Aqui façamos uma pausa na tentativa de entender os critérios e a lógica do Zé nas suas convocações. Até o ano passado, a Jucy era quem brigava com a Adenízia para ser a terceira central. A Jucy fez uma temporada melhor que a Adenízia, ainda que muito abaixo do que ela tinha apresentado nos anos anteriores. Pode ser que a idade tenha pesado no descarte da Jucy, mas, então, por que cargas d’água ele a convocou ano passado? 2013 era o ano perfeito para renovar, experimentar. Por que, na Copa dos Campeões, quando não pôde contar com a Jucy e a Thaisa, ele convoca a Gattaz e a Wal e não a Ana Carolina? O Zé quer renovar ou não? 


 
*************************** 
Agora, quem eu acho que corre mesmo o risco de perder o avião para o Mundial é a Fabíola. Primeiro, pelo histórico. Se ela não foi à Olimpíada quando era titular da seleção meses antes, imagina agora que perdeu espaço para a Dani Lins e não vive o seu melhor momento.

E a situação está se repetindo. O Zé tira da manga uma levantadora, a Ana Tiemi, que há anos não é convocada... Enfim. Se a japa estiver no grupo da Itália, não será surpresa.

Em 2010, o Zé optou por levar duas líberos e quatro centrais. Pode ser que esta configuração mude, mas acredito que, assim como no último Mundial, ele não vá levar três levantadoras. Ou seja, disputa acirrada para a Fabíola. 



***************************

Além de começar a definir o grupo do Mundial, outra função importante deste torneio vai ser reencaminhar a Jaqueline às quadras. Não há jogadora que faça a mesma função dela na seleção – não entre as convocadas. Michele e Suelle é que se aproximariam mais do estilo, mas a Jaqueline já está, por experiência e qualidade, em outro nível.

É fundamental recuperá-la para o Mundial, o Brasil não tem substituta. É um investimento necessário, ainda que possa fechar as portas para as demais ponteiras da seleção em busca de uma chance.



***************************

Pê ésse:

Pode dar certo, pode dar errado, mas a verdade é que essa coisa do Marco Bonitta chamar a Tai Aguero para ser levantadora só mostra como a seleção italiana trabalhou mal a renovação nesta posição. Ficou refém durante anos da Lo Bianco como se ela fosse eterna.

Sabe-se lá por que, os treinadores ignoravam a segunda principal levantadora da Itália, a Francesca Ferreti, que ficou de fora das convocações nos últimos anos. Não apostaram em uma reserva para a Lo Bianco, o que custou mais uma campanha vergonhosa na Olimpíada quando a titular mal tinha condições de jogar por dores nas costas. Escolher a Tai é uma medida de emergência e uma aposta. Pode dar certo agora, mas e depois? 

28 comentários:

Aline disse...

Nao ha como mudar a configuracao:
Para inscrever 14 jogadoras, necessariamente e necessario levar DUAS LIBEROS! Se optar por levar APENAS UMA LIBERO, so poderao ser inscritas 12 jogadoras.
Tai Aguero e uma excelente cartada do Marco Bonnita p/a posicao de levantadora, afinal de contas ela foi CAMPEA OLIMPICA como LEVANTADORA. Enquanto isso,FRANCESCA FERRETI e NOEMI SIGNORILE brigam pelo posto de segunda levantadora.
A verdade e q a ESQUADRA AZZURRA vem mais forte do que nunca p/ganhar esse Mundial dentro de casa!

Anônimo disse...

Nao esquecendo do detalhe q TAI eh uma levantadora-atacante por formacao.

Anônimo disse...

Nao acho q vale a pena correr o risco de lesoes e desgaste em jogadoras experientes como a Tandara, Adenízia ou Natália num torneio de pouca expressao como o de Montreux, ainda esse ano temos o Grand Prix q ja eh longo e desgastante, e depois o Mundial q eh muito desgastante. O Montreux eh um bom piloto de teste p/ jogadoras boas, mas ainda sem experiencia internacional.

Crowley.

Julio Cesar Rodrigues disse...

Acho que o Montreux é sim um bom piloto de teste para o inicio do calendário da seleção.

Acredito que o mais importante seria sim a volta da Jaqueline as quadras, conforme o comentário, também acredito que no Brasil hoje não exista uma jogadora de preparação com boa qualidade no passe e defesa como a Jaqueline e para o Zé é muito importante recuperar ela para o Mundial, ele quis dar a entender que estava fazendo um favor para Jaqueline mas no fim acho que a historia é bem outra. (Não poderia deixar de destacar que ele tentou fazer com que a Nathalia tivesse esse estilo de jogo, o que pra mim não deu certo pois a Nathalia é uma jogadora de agressiva e de definição.)

Quanto as levantadoras, não conheço muito a Ana Tieme, o pouco que vi dela no Volei Futuro não me convenceu...a Dani Lins desde os jogos Olimpicos está muito bem, em boa forma e com uma distribuição mais consistente (confesso que não gosto muito do jogo dela mas sendo realista acredito que ela segure a titularidade da posição dentro da seleção). Já a Fabiola realmente não teve a melhor temporada (com aquela linha de passe do Osasco nem a Fofão faria milagre) mas acredito sim que pelo entrosamento que possui com as jogadoras e a qualidade tecnica que possui deveria sim estar entre as convocadas para o mundial, saca muito bem e bloqueia muito bem. No minimo nas inversões ela pode ajudar sim. (Confesso que gosto mais do jogo dela mas sendo realista pela temporada ela não seria a titular)

Tandara deveria jogar o Montreux como ponteira dando oportunidade para a Pavão jogar como oposta. Com a Jaqueline e a libero(Brait ou Fabi) na linha de passe a Tandara ficaria menos exposta ao passe e assim teríamos mais qualidade na virada de bola. (Claro que esse cenário muda completamente com a presença da Sheila e Fernanda Garay.)

Já o time italiano não convence já a muito tempo, não acredito nem que chegue a final. Pra mim esse mundial será enroscado entre Russia, EUA e Brasil...Servia e Japão pode dar trabalho mas não tem condições de ser campeão.

Welmer disse...

Espero que o Zé não faça a burrada de levar a Ana Tiemi. Acho que em nada acrescentaria seu retorno a seleção. Fabiola, pra mim, é a segunda levantadora da selecão ainda que não viva um bom momento, mas acho que tem tudo para superá-lo (essa provável temporada na Rússia acho que fará bem pra ela.) e acho que ela merece depois daquele baque que foi o corte antes de Londres.

Montreux vai ser importante na recuperação da Jaque. Ainda que ela não volte jogando tudo o que sabe, é importante que tenhamos uma jogadora com as características dela ao menos no banco pelo fato de termos as duas melhores centrais do mundo.

Paulo Roberto disse...

Laura, entender os critérios do ZRG é um exercício mental demasiado desgastante, o qual não posso fazer agora por estar tentando terminar a monografia da especialização.

No mais concordo com tudo. Sobre a Ana Tieme, nunca achei que fosse grande coisa, mas como você lembrou se o Zé cortou a Fabíola numa época em que ela era a titular, eleita a melhor levantadora da SL, MVP da final, não vai ser agora que ele não faria isso. Acho bom Fabíola abrir o olho e começar a comer bola. Tomara que essa temporada na Rússia (se se confirmar) pode fazer muito bem pra ela.

Sobre a Adê, acho que ele se acomodou nessa temporada e precisa sim abrir os olhos também. Uma coisa que me incomoda nela é o fato de jogar desde sempre por Osasco. Acho que o Luizomar já fez o que tinha que fazer por ela. Pelo bem da sua carreira, acredito que ela deveria galgar novos voos, sair da barra da calça do Luizomar.

Eduardo Almeida disse...

Laura,

Ano passado a Jucy foi chamada de última hora também, pois não podiam contar com Angélica e Bia lesionadas. A Ana Carol ainda não tinha feito uma temporada melhor que a Jucy, que justificasse a convocação.
Com certeza para o Mundial irá a configuração de 3 centrais e 2 líberos, mesmo por que não se pode substituir uma líbero por outra posição.
A Andrea pode ganhar a vaga da quarta central, justamente por ser a mais polivalente entre as convocadas, mas pelo que vemos, a Monique conquistou a confiança da comissão e deve ser a segunda oposta.
A Tandara tem o azar de ser uma jogadora diferente no esquema tático tradicional. No ataque ela rende muito mais na entrada, uma verdadeira matadora e na saída não tem tantos golpes. Como jogamos com um esquema tático muito fixo em que as ponteiras passam o tempo todo, isso acaba a prejudicando. Mas concordo que o Zé podia testar mais tempo a formação da Jaque com a Tandara.
Graças a Deus esse ano nosso problema parece ser o excesso de boas jogadoras e boa parte com boa experiencia internacional. Somos o melhor time disparado, entre as 12 e principalmente se compararmos as 20 melhores jogadoras de cada seleção.
Espero muito que a Fabíola segure seu espaço, mas sabemos bem que o Zé não é seu maior fã e sempre procura uma substituta para a pastora.

aline disse...

Assisti ao jogo Brasil 3x2 China, mas não gostei, excesso de erros e jogo nivelado por baixo.
Sinto muito a falta das duas Fabis na seleção, a Capitã Fabizona e a líbero Fabizinha. Sem elas o jogo fica meio sem graça...
Fabiana, capitã, líder nata, leva o time com ela. E Fabizinha, vibração pura, põe fogo no time.
Não tenho dúvidas que com Fabizona e Fabizinha o Brasil venceria a China por 3x0.
Kristin Hildebrand arrebentou no jogo em que os EUA fez 3x0 no Japão, na função de Capitã, Kristin foi a BOLA DE SEGURANÇA da jovem levantadora Hagglund.
A dúvida é: a partir de JULHO/2014 Marianne Steinbrecher estará liberada para defender a seleção Alemã.
Será que Mari aceitará a proposta do técnico GIOVANNI GUIDETTI para defender a ALEMANHA no Mundial???

Anônimo disse...

Laura, aconteceu com a fantástica ELEONORA LO BIANCO na ITÁLIA o mesmo que aconteceu com VENTURINI e FOFÃO no Brasil.
LO BIANCO serviu a seleção italiana de 1998 a 2012, foram longos 14 anos. Quando se aposentou após a Olimpíada de Londres/2012 ficou um vazio na posição, assim como aconteceu quando Fofão se aposentou após a Olimpíada de Pequim/2008.
Porém, a ITÁLIA conta com um trunfo para a substituir LO BIANCO: TAISMARY AGUERO.
EM 2013, a ITÁLIA não pode contar com TAI AGUERO, pois ela engravidou e se afastou do vôlei para ter seu filho Pietro, da mesma forma que fez Jaqueline. Agora, de volta Às quadras, Aguero é a sensação do levantamento na ITÁLIA. Ela que foi Campeã Olímpica em 2000 jogando como levantadora vem com tudo depois da gravidez para lutar pelo título Mundial/2014. Enquanto isso, as promissoras levantadoras Noemi Signorile e Francesca Ferretti disputam a vaga de segunda levantadora na seleção.
Marco Bonnita reuniu o que tem de melhor na ITALIA e vem favoritíssima ao título em casa, mescalndo experiência e juventude, a SQUADRA AZZURRA está com o time mais forte dos últimos tempos.
Provavelmente o time titular vem com Aguero de levantadora, Centoni de oposta, Piccinini e Del Core de ponteiras-passadoras, Chirichella e Arrighetti de centrais e Merlo e De Gennaro se revezando como líbero passadora e defensora.
Levantadoras: Tai Aguero, Noemi Signorile, Francesca Ferretti
Liberos: Enrica Merlo, Monica De Gennaro
Ponteiras/Opostas: Lucia Bosetti, Caterina Bosetti, Francesca Piccinini, Indre Sorokaite, Valentina Fiorin, Antonella Del Core, Valentina Diouf, Serena Ortolani, Nadia Centoni
Centrais: Cristina Chirichella, Raphaela Folie, Valentina Arrighetti, Sara Bonifacio, Floriana Bertone

Anônimo disse...

Rússia sem Gamova não tem chance de título mundial, porém se a Gamovona resolver voltar à seleção a coisa muda de figura.
Não vi nada demais na seleção da China...
Japão pode brigar pelo podium, mas não pelo título...
EUA está mais fraco que nas Olimpíadas...
Alemanha pode brigar também pelo podium, mas não pelo título...
Então só sobram Brasil e Itália.
Aposto numa final Brasil e Itália.

Eduardo Almeida disse...

Com a saúde que a Gamova está jogando, está com muita cara que ela acaba jogando esse Mundial. Aí o negócio complica para gente.
Acho essa geração chinesa bastante talentosa, quando juntarem com as mais experientes, acho que dará sim muito trabalho.
Ainda acho que Brasil só perde para Itália se não estiver num bom dia, nosso time é superior.

Anônimo disse...

Com aposentadoria de Fofao, Lo Bianco e Takeshita, a unica levantadora fora-de-serie que sobrou para esse Mundial 2014 foi Taismary Aguero.
A Italia com Aguero na mao torna-se um time perigosissimo.
Sera que Gamova joga o Mundial? Ela e a maquina de fazer pontos russa!
Tbem acho q Brasil e Italia sao as favoritas p/esse Mundial. A Russia entra na disputa se Gamova jogar.

Anônimo disse...

Montreux

Brasil 3 x 2 China

Jogo dificilimo, e as meninas jogaram super bem, Carol e Adenizia deram show, Natalia e Tandara muito bem, Fabiola entrou e arrazou, Brait ficou devendo e Gabi foi muito parada pelo bloqueio chinês. Andreia entrou bem mas ta longe de ser a jogadora de decisao. Mesmo no geral todas jogando bem o jogo nao deixou de ser muito dificil. Bom jogo.

Crowley.

Anônimo disse...

Chinesa camisa 2 TING de 1.96m, um fenômeno, 20 pontos de ataque, versao chinesa da Gamova.

Laura disse...

Gente, quando falo de "mudar a configuração" estou me referindo às 4 centrais. O Zé poderia optar por levar 3 somente.

Não gostei da partida contra a China.Muitos erros. Mesmo com o desconto de ser início de temporada, acho que já começamos melhor em outros anos.

Mas gostei das atuações individuais da Ana Carolina, Adenízia, Natália e Tandara, quando entrou.

Anônimo disse...

Rússia 3 x 2 Brasil

Hj realmente o Brasil jogou mal recepcao um desastre, defesa inexistente, Carol apagada no bloqueio. E pra piorar a contusao da Tandara. Ja havia mencionado o risco q eh esse torneio p/ jogadoras importantes da sel principal.

ALINE disse...

BRASIL ELIMINADO PELO SALDO DE PONTOS DO TORNEIO VOLLEY MASTERS em MONTREUX!!!
CHINA e RÚSSIA brigam pelo primeiro lugar, BRASIL não tem chances a não ser que a SUÍÇA faça milagre contra a RÚSSIA, o que REALMENTE NÃO ACONTECERÁ!!!
Na outra chave REP.DOMINICANA, com 2 derrotas já está eliminada, ALEMANHA, JAPÃO brigam por 1 vaga, EUA já classificado.
É um absurdo JAQUELINE assistir do banco NATÁLIA como ponteira-passadora, é uma blasfêmia!!!
O Brasil foi desclassificado principalmente pelos erros de passe da NATÁLIA, principalmente no TIE BREAK contra a RÚSSIA, NATÁLIA entregou o jogo com seus erros!!!
O Brasil foi desclassificado com JAQUE no banco vendo NATÁLIA cometer seguidos erros de passe: ABSURDO!!!

Aline disse...

Que mistério é esse que o Zé tem com sua protegida NATÁLIA ZILIO?
Já não basta ele ter cortado a Brait lá em Londres para deixar NATÁLIA ganhar uma medalha de OURO sem ter condições de jogo?
Como pode uma passadora nata como Jaqueline esquentar banco para NATÁLIA ZILIO?
O que há entre Zé e Natália?
Qual é o segredo entre Zé e Natália?
Porque Natália tem tantos privilégios com Zé Roberto???

Flavia disse...

Assim fica difícil. Já não basta o treinador passar a mão na cabeça de Natália? Todas são criticadas com peso, por que só Natália é sempre isenta de críticas?Não tenho nada contra qualquer jogadora da seleção, mas sinceramente esta tolerância inexplicável com a Natália, tá me fazendo sentir antipatia por ela. Como que uma jogadora entrega o ouro no passe em todas as partidas, vai mal no ataque consequentemente, acerta um ou outro bloqueio, pode ter toda esta moral? É inacreditável! Estranho isso... Natália tá há décadas na seleção e até agora não fez jus a medalha de ouro que ganhou em Londres. Ela simplesmente entregou o ouro hoje, além de não ter fechado o primeiro set quando teve chance e quer fazer a gente acreditar que jogou muita bola? Pra mim não dá!

Anônimo disse...

Brasil desclassificado em Montreux, pelo set average, muito azar, e culpa da organizcao do Montreux por colocar na mesma chave Brasil, Russia e China. Imbecis! Como um set de 25x14 pode ser prejudicial no resultado de uma classificacao #FicaDica.

ZRG cada dia pior, No primeiro bloque em cima da Monique ele tira ela de quadra, esse cara cada dia q passa esta cada vez mais estúpido.

Anônimo disse...

correcao

O Brasil foi desclassificado nao foi nem por set average mas pelos pontos average, o set perdido por 25x14 foi decisivo pela pequena quantidade d pontos q o Brasil marcou no jogo contra a China.

Luiz Felipe disse...

Bom, no exato momento em que escrevo este comentário, a Rússia venceu o primeiro set por 25x19 da Suíça, pelo que o Brasil ainda teria alguma chance de se classificar no point average.
Mas se não der realmente, acho que não é pra tanto choro, não. O grupo do Brasil, com Rússia e China, era bem mais forte que o outro. O torneio vale quase nada, portanto não vale a pena criticar a organização dos grupos. Foi até melhor o Brasil começar este ano jogando contra China e Rússia, para avaliar nosso nível em relação a outros grandes rivais. É provável que Rússia e China façam inclusive a final do torneio. O Brasil não terá ido à semifinal por detalhes. Não é tão grave, pois o time está cheio de reservas, em formação...
O problema é que, tb com time reserva, ano passado a seleção ganhou tudo, inclusive esse Montreux. Conclui-se que as outras seleções estão "começando a esquentar os motores" para este ano de Mundial. Então, melhor o Brasil acelerar sua preparação tb, para não chorar depois, quando realmente o choro valer a pena.
O grande problema, ao meu ver, que este Montreux 2014 demonstrou, foi que os problemas de recepção que os principais times da Superliga enfrentaram nessa última temporada foram "importados" para a seleção. Esse risco já havia sido colocado pela Laura e por outros comentaristas aqui. A última Superliga teve um torneio sofrível em termos de qualidade recepção, e esse problema se prolongou para agora.

neide disse...

Luiz Felipe, a diferença da MONTREUX VOLLEY MASTERS que o Brasil ganhou ano passado p/ agora é que NATÁLIA ZILIO não era a ponteira-passadora titular!!! Por isso o Brasil ganhou, pq não tinha Natália quinando as bolas.

Eduardo Almeida disse...

Calma, galera. Esse torneio é só o primeiro termômetro do grupo.
Se a Jaque não jogou mais efetivamente, é pq ainda nao tem condições fisicas para isso. Não adianta apressar sua volta e ela se contundir por não estar com físico em dia. Volei alem de técnica é muito físico, precisa estar malhando forte para aguentar o desgaste, o impacto, conseguir explosão para o ataque etc.
Vamos pensar que já tivemos bons sinais no torneio. Gabi e Natália atacando melhor que atacaram a temporada inteira de clubes, vimos que a Tandara pode ser uma boa reserva na saída também (eu particularmente achava que ela só renderia na ponta), Carol confirmando o bom momento e Ade evoluiu muito com a Dani.
Ainda não temos estabilidade necessária no fundo de quadra, mas o Zé passou a temporada inteira trabalhando a Natália, caso a Jaqueline não estivesse nas melhores condições de atuar como atacante e defensora. Por mais que o passe tenha sido ruim em grande parte do jogo, sinto a Dani ter desistido das bolas de meio quando ainda teve chance no jogo. Quando a Tandara saiu, as pontas ficaram ainda mais marcadas e complicou nosso jogo.

Eduardo Araujo disse...

E o Brasil rodou...

Meu é incrível perdemos para o time B da Russia, ate ai td bem, o problema foi que fomos para o 5 set somente pq jogamos contra as reservas do time B da Russia.. toda vez que eles colocaram o time b titular agente não aguentou.

Pior a Dani Lins não muda todos os levantamentos óbvios, bloqueio chegando em todas incrível!!! desculpem os fans dela, mas pra mim 4 jogos nas olimpíadas não apagam 4 anos muito instáveis sendo ate nos torneios importantes reserva da Fabíola.

É difícil entender o ZR, nem as atletas entendem, quanto mais agente, mas se é para testar jogadoras e na cabeça dele a Dani Lins é titular e ele já sabe como a Fabiola joga, pq não testar outras levantadoras.

Levou a Ana para assistir o torneio? ela entrou algumas vezes contra a suíça em uma inversão, ou ele não gostou dos treinos da mesma?

Alguns ai falaram que o Brasil teve uma evolução, gente jogaram bem somente contra a Suíça os outros foram erros de recepção, bloqueios sempre montados, jogadas lentas, erros de levantamento...

Contra a china foi um jogo duro de assistir.




Anônimo disse...

Natália faz a seleção jogar feio.
Seus passes horrorosos, quinadas ridículas, cruzes!
Natália faz o voleibol parecer um show de horrores com suas quinadas repetidas!
P/que insistir em Natália?
Será que não temos jogadoras que passam melhor que ela?
Se Natália não aprendeu até hoje, não vai ser até o Mundial que ela vai melhorar.
Natália: FORA DA SELEÇÃO Já!!!!!!!!!!!!!!

Aline disse...

Acabei de assistir ao "massacre" alemão sobre o Japão.
Gostei muito do que vi no time alemão: jogadoras malhadas, em forma, fortes fisicamente, jogando com raça.
Comparando Alemanha e Brasil no Volley Masters/2014. Vi que o time alemã está melhor no passe e no bloqueio, facilitando o trabalho da levantadora e do bloqueio.
Estreou como titular da equipe uma central incrível "Stefanie Karg", muito forte, ataca a bola altíssima, simplesmente acabou com as japonesas. Ela entrou de titular no lugar de Corina Voigt e está sendo a sensação da Alemanha em Montreux. A outra central é a gigante Cristiane Furst.
A oposta Kozuch tbém fez uma excelente partida, pena que nenhum time brasileiro a contratou.
As vice-campeãs europeias estão com um time alto e muito forte fisicamente, na estreia após estarem ganhando levaram a virada dos EUA, mas depois trucidaram dominicans e japonesas em dois 3x0 seguidos.
Nunca tinha visto essa garota Stefanie Karg jogar na seleção alemã, mas o alcance de bola e altura que ela salta é impressionante!!! Ela faz uma bola de meio virar uma bola de segurança, difícil de ser marcada.

Anônimo disse...

A Alemanha esta sem a GRÜN um nome de peso q faz diferenca.