quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Ponto final para o primeiro turno


A Superliga estreou em 2014 com os jogos da última rodada do primeiro turno. Destaque para o Vôlei Amil que venceu com tranquilidade o Brasília, que vinha numa crescente. Roubou o segundo lugar do Unilever com uma atuação mais equilibrada no ataque entre Tandara e Kristin.

Ressalto também a vitória fácil do Sesi contra o Uniara/Afav por 3x0. Com a campanha que tem feito, qualquer vitória, mesmo que obrigatória, é de se comemorar.

Além disso, tivemos o Pinheiros confirmando a ótima fase e fechando o primeiro turno em quarto lugar, com o mesmo número de vitórias que o Unilever.Venceu o São Bernardo por 3x0.


************************

O Banana Boat/Praia Clube acabou a primeira fase em quinto. O time teve um certo trabalho para vencer o Maranhão Vôlei/Cemar por 3x1. Não foi um turno fácil para as mineiras, muitas vitórias suadas. O desfalque da Herrera, principalmente, pesou nas rodadas iniciais.

Agora, e até a fase de classificação, o Praia enfrenta outro desafio. O Spencer tem que, aos poucos, colocar a cubana e a Mari em condições de brigar pela titularidade sem comprometer o conjunto - que, finalmente, está ganhando corpo - e a classificação.

Minha preocupação é que a busca pelo resultado e a necessidade de recuperar as lesionadas resulte em muitas mudanças e pouco entrosamento. Ou seja, meu receio é que o Praia vire um Sesi da temporada passada: muitas opções, mas pouca eficiência. 

***************************
Eis a classificação final do primeiro turno:

1- MOLICO/NESTLE: 37 pontos, 13 vitórias.

2- VOLEI AMIL: 32 pontos, 11 vitórias

3- UNILEVER: 30 pontos, 10 vitórias.

4- PINHEIROS: 27 pontos, 10 vitórias.

5- BANANA BOAT/PRAIA CLUBE: 26 pontos, 9 vitórias.

6- SÃO CRISTOVAO/SÃO CAETANO: 21 pontos, 7 vitórias.

7- SESI-SP: 19 pontos, 5 vitórias.

8- BARUERI: 18 pontos, 5 vitórias

9- BRASILIA VOLEI 18 pontos, 5 vitórias.

10- SÃO BERNARDO VOLEI: 15 pontos, 6 vitórias.

11- UNIARA/AFAV: 10 pontos, 4 vitórias.

12- RIO DO SUL/EQUIBRASIL: 8 pontos, 2 vitórias.

13- MINAS TENIS CLUBE: 7 pontos, 2 vitórias.

14- MARANHÃO VOLEI: 5 pontos, 2 vitórias.

 
Obs: O pecado do São Bernardo foi vencer demais por 3x2 e não perder nenhuma por esse placar. Em um campeonato com pontuação “normal” (3 pontos por qualquer vitória) ultrapassaria Sesi, Brasília e Barueri. Ocuparia o sétimo lugar e com muito merecimento.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tinha q acabar logo essa palhaçada mal sucedida de set 21 pontos.

Aline disse...

Laura, a "PONTUACAO NORMAL" agora, no mundo todo e essa, COPA DO MUNDO, OLIMPIADAS, SUL-AMERICANO,enfim todos os campeonatos da FIVB tem a seguinte pontuacao:
1. Uma partida vale 3 pontos;
2. Para conquistar os 3 pontos, uma equipe nao pode deixar o jogo ir para o QUINTO SET;
3. Caso o jogo va para o QUINTO SET, os 3 pontos serao divididos entre o vencedor e o perdedor: nesse caso o vencedor fica com 2 pontos e o perdedor fica com 1 ponto, respeitando o somatorio de 3pontos que vale uma partida.

Nao concordo que o Sao Bernardo deveria ocupar a SETIMA COLOCACAO e com muito merecimento:
1. O Sao Bernardo, quando venceu, teve muitas dificuldades para evitar que o jogo fosse para o QUINTO SET, nao demonstrando competencia para conquistar os 3 pontos;
2. Por outro lado, quando perdeu, nao teve forcas suficientes para conquistar pelo menos 1 ponto;
3. As regras sao claras e justas para todos. Todas as equipes entram em quadra sabendo o que e necessario para conquista 3, 2, 1 ou ZERO pontos.
Logo, com o desempenho que teve o Sao Bernardo merece a posicao em que esta e nao a setima colocacao.

Aline disse...

Concordo com a SAMANTHA, muitos querem crucificar o TALMO, no entanto a culpa nao e so dele, algumas jogadoras na estao correspondendo. Dentre elas, as que mais dao prejuizo ao time sao a libero Suelen e a levantadora Dani Lins.
O SESI possui um TIMACO, fez um grande investimento e tem um elenco p/estar disputando a lideranca da tabela c/o MolicoNestle e nao disputando a OITAVA e ULTIMA VAGA c/o BARUERI e o SAO BERNARDO que tem investimentos bem mais modestos que o SESI.
Prova disso foi a excelente campanha que o SESI fez no CAMPEONATO PAULISTA, no qual chegou ate a grande final contra o MolicoNestle.
O CAMPEONATO PAULISTA 2013 foi fortissimo, o melhor estadual do Brasil, contando com SETE equipes da SUPERLIGA: SESI,AMIL,PINHEIROS,MOLICO,SAO BERNARDO,BARUERI e SAO CAETANO. Foi disputado nos meses de SETEMBRO,OUTUBRO E NOVEMBRO, c/a grande final marcada para 01 de Dezembro de 2013.
No paulista o SESI jogou como time grande, fazendo uma campanha impecavel, vencendo o TODO-PODEROSO MOLICO por 3x1 na fase de classificacao, numa partida equlibrada em que jogou de igual para igual. Na SEMIFINAL, o SESI eliminou o AMIL vencendo tanto a partida de IDA qto a de volta, ao passo que o MOLICO, na outra semifinal, perdeu a partida de volta para o surpreendente e guerreiro PINHEIROS, necessitando do GOLDENSET para nao ser eliminado.
Porem, enquanto a maioria dos torcedores esperava uma final equilibradissima entre SESI e MOLICO tal qual tinha sido o embate entre essas equipes na fase de classificacao, tiveram uma grande decepcao.
Ao contrario do que se esperava numa final, o SESI nao jogou NADA!!! Enquanto o SESI estava apatico, o MOLICO estava num ritmo ALUCINANTE, entrou a mil por hora com a FACA NOS DENTES. Foi um verdadeiro massacre, um arraso, um vexame para o SESI, pois o Molico aplicou logo um 3x0.
As jogadoras que mais deram prejuizo foram:
Suelen, errou passes bobos e na defesa esteve longe de acompanhar o ritmo, a agilidade e a disposicao de sua adversaria Camila Brait.
Dani Lins, apatica, preguicosa e burocratica ao extremo, nao demonstrava animo para consertar os passes ruins e qdo teve a bola nas maos nao teve ousadia e criatividade para livrar suas atacantes do bloqueio do Molico.
A verdade e que depois de levar essa surra humilhante na final do Paulista em 01/12/13, o SESI entfrou em decadencia na Superliga, terminando Dezembro na rabeira da tabela.
Apesar de o SESI ter time para estar na ponta da tabela, corre serio risco de nao ficar nem com a OITAVA e ultima vaga, pois enquanto o SESI esta em decadencia, seus adversarips diretos na luta pela oitava vaga, Brasilia, Barueri e Sao Bernardo estao na cola e crescendo.
Fabiana Claudino, Ivna e Mari Cassemiro tem sido as jogadoras mais guerreiras do time, mas precisam da colaboracao do time, principalmente da levantadora que tem se demonstrado preguicosa e acomodada com a posicao do time.
Apos a fatidica e traumatizante FINAL do PAULISTA, o SESI teve CINCO DERROTAS e apenas UMA VITORIA em Dezembro na SUPERLIGA.
Baseando-se nesse retrospecto, creio que o SESI corre risco real de ser eliminado precocemente e esta muito longe de chegar a uma FINAL como fez no Paulista.

Laura disse...

Aline, entendo seu raciocínio pois pensava da mesma forma que você até pouco tempo atrás. Porém, mudei de opinião em relação a esta forma de pontuação (e até já escrevi sobre isso semanas atrás). Em alguns casos, a pontuação "tradicional" (tens razão, agora todos os campeonatos praticamente usam esta regra) torna o campeonato mais interessante, mas acho que potencializa a injustiça para o vencedor. O Molico poderia não ser líder mesmo sendo o único invicto! E isso não faz o menor sentido. Para mim, quem venceu mais, merece melhor posição, independente de como foi a vitória. E os sets ficam como critério de desempate.

Por isso, acho que o São Bernardo merecia melhor posição - na minha visão, no critério que EU considero mais justo. Mas claro que sei q esta é a regra, apesar de achá-la ruim. Os times é que não têm direito a reclamar. Assinaram a regra, se submetam a ela. E se é assim, 'boralá!