Recordar é viver


Final de ano pede o quê? Retrospectiva, claro! Mas para não ficar tão entediante, resolvi criar uns tópicos para separar os momentos marcantes de 2013.

Repassei os posts deste ano e fiz a minha seleção, mas vocês já sabem: se faltou algum assunto, comentem! 


***********************
O primeiro campeão

Mesmo tendo sido o líder da fase classificatória, o Unilever não convecia na Superliga 12/13. O Sollys/Osasco tinha, além da seleção brasileira em quadra, mais qualidade. Só que na final, nada disso valeu. E o Bernardinho comandou a sua equipe para uma virada extraordinária e para mais um título da SL:

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/04/acordaram-o-dragao-unilever-campeao.html

***********************
 
Top 5

A seleção brasileira conquistou os 5 torneios que disputou. Com time misto, titular, B... Independentemente da composição, traçou todas as competições. A última foi a Copa dos Campeões:

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/11/copa-do-brasil-campeao.html



 ***********************
Esconde-esconde

A fase final do Grand Prix foi o momento mais esperado pelas seleções. Certo? Não. Foi chegar o momento decisivo para que China, Sérvia e Itália resolvessem colocar seus times reservas na disputa, inclusive contra o Brasil. As europeias alegaram o Europeu, que iniciaria a disputa logo na semana seguinte. As chinesas, o cansaço. Resultado: fase final decepcionante e um Brasil soberano na conquista do seu nono GP:

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/09/gp-de-volta-as-maos-brasileiras.html


***********************
  
Pra frente é que se anda

Sem poder contar com a Thaísa e a Jucy na Copa dos Campeões, o Zé Roberto resolveu revirar o baú e trazer Walewska e Carol Gattaz para seleção. Nada das novatas Ana Carolina, Letícia Hage ou Ana Beatriz. E olha que o treinador tinha comentado meses antes que não tem aparecido tantos talentos no Brasil e que estava preocupado com a renovação da seleção para 2020. 


http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/10/de-volta-ao-passado.html 


***********************

Novelo

O enrolado calendário que misturou Supelriga e campeonatos estaduais. Confuso, anti-producente para as equipes e um desprestígio para as próprias competições.

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/09/opa-ja-comecou.html



***********************

Tá difícil engrenar

Natália. Fez uma ótima final de SL, o que levou a crer: finalmente ela está recuperada! Quando achávamos que ela iria voltar para a seleção (de verdade mesmo, não aquele mentirinha da Olimpíada de 2012) ela volta é à mesa de cirurgia. Depois, é pega no antidoping. E até agora, nem no Brasil nem no Vôlei Amil, alcançou uma regularidade.

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/07/nao-foi-desta-vez.html 


***********************

Boas novas

Acostumados a perder equipes a cada SL que passa, fomos surpreendidos positivamente com a entrada de novos times para disputa d temporada 13/14: Brasília, Barueri, Uniara/AFAV e Maranhão Vôlei/Cemar. A competição feminina passou de 10 para 14 equipes. Na época, o Papo comentou as novidades na lista divulgada pela CBV. No fim, mais uma equipe entrou na disputa e o Jacareí passou a ser Barueri.

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/07/a-superliga-1314.html



***********************

Legião estrangeira 
 

A SL nunca esteve tão internacional: Mihajlovic, Sanja, Richards, Bosseti, Pavan, Glass, Scott, Herrera... Dá quase pra fazer um All Stars Game com estrelas brasileiras x estrelas internacionais.

Sei que tem gente que não gosta da vinda dessas jogadoras, por tirarem espaço das brasileiras. É verdade, mas acho que a participação delas na SL ainda está na medida certa. Elas somente compõem a competição, não tomaram conta – e há um regulamento que evita que isso ocorra. Acho que enriquece e valoriza o campeonato.


***********************

A decepção

O Sesi, claro. Na SL 12/13 foi um time com potencial enorme, mas com uma campanha bem mais ou menos. A verdade é que Tandara levou a equipe para semifinal. Nesta edição, sem sua milagreira, o time do Talmo é só fiasco. 



***********************

A má ideia

Só poderia estar falando dos sets de 21 pontos que entrou em vigor nesta SL. Além de ter submetido o esporte às exigências da TV, a nova medida empobreceu as disputas. Admito que nos jogos em que predominam o tédio e a disparidade entre as equipes, fico feliz que o sofrimento em assistir à partida não se prolongue aos 25 pontos. Porém, e o mais importante, é que nos bons jogos a nova pontuação tirou a possibilidade que da reversão do placar quando o set ultrapassava os 20 pontos. Diminuiu as chances de recuperação e consequentemente a emoção do vôlei.

http://papodevolei.blogspot.com.br/2013/08/a-superliga-dos-21-pontos.html  

  
E, segundo pesquisa da própria CBV, a nova fórmula não tem agradado em nada jogadores e técnicos: Folha de São Paulo - 21 polêmico


***********************

Destaques individuais de 2013

As melhores jogadoras: Fernanda Garay e Thaisa – pelo que apresentaram nos clubes e seleção

A novidade: Gabi – não é bem uma revelação, pois já na SL de 11/12 tinha se destacado. Mas conquistou o lugar da Logan Tom no Unilever e entrou para seleção. Ano especial.

O técnico: Wagão – a campanha que fez e tem feito pelo Pinheiros merecem reconhecimento. Time sem estrelas e que tem dado ótimos resultados.



***********************


Agradeço a todos que acompanham o Papo e fazem deste espaço o que sempre pretendi: um lugar de troca de opiniões sobre o vôlei feminino. Tem sido cada vez mais difícil para mim manter o blog atualizado, mas fico feliz em saber que, mesmo com as minhas mancadas, vocês se mantém presentes.

Obrigada e feliz 2014 para nós! (o título inédito do Mundial para nossa seleção não seria nada mal, né?) 


Comentários

Welmer disse…
Acho que não faltou nenhum. Todos os momentos marcantes e os destaques de 2013 você citou.

Que 2014 seja um ano muito bom para todos nós e que ele nos reserve momentos especiais. Como você citou, Laura, o título mundial não seria nada mal!!!
Paulo Roberto disse…
Feliz 2014 Laura!!!!

Ótima retrospectiva.
Anônimo disse…
Feliz 2014... Gosto mto do blog. Espero q tenha toda a cobertura da Copa do Brasil, do segundo turno da SL e do Mundial.
wilson disse…
Concordo com o post, Laura! Perfeito como sempre. E, mesmo na correria, não deixe de postar, pois e um prazer ler o que você postos. Bj
Aline disse…
CBV mais uma vez RIDÍCULA!!!
Cheia de regras para serem descumpridas, que ela própria não cumpre!!!
Do principal ela não cuida:
1.NÃO EXISTE VÔLEI EM TV ABERTA!!!
2.QUEM MANDA NO VÔLEI É A GLOBO/SPORTV!!!
3.QUE EMPRESA VAI INVESTIR NO VÔLEI SE EM VEZ DE OUVIRMOS UNILEVER, MOLICO, AMIL, BRASIL KIRIN, BANANA BOAT/PRAIA CLUB etc... , ouvimos só o nome de CIDADES: RIO DE JANEIRO, OSASCO, CAMPINAS, UBERLÂNDIA etc...
4. O CAMPEONATO NACIONAL É UMA BAGUNÇA NÃO SE CUMPRE NADA DO QUE É COMBINADO NA PRÉ-TEMPORADA!!!
5. A FINAL NÃO É JOGADA NA CASA DO TIME DE MELHOR CAMPANHA!!! A TORCIDA QUE ACOMPANHOU SEU TIME DURANTE TODA A TEMPORADA, NA FINAL NÃO PODE VER SEU TIME JOGAR EM CASA, MESMO TENDO ELE FEITO A MELHOR CAMPANHA: ABSURDO!!!
aline disse…
O PRAIA CLUB iria vencer fácil o MARANHÃO por 3x0, mas o SPENCER quis dar ritmo de jogo para as reservas, o que eu acho válido. Trocou de vez 4 jogadoras, tirando MONIQUE, MICHELLE, NATÁLIA e GLASS e pondo as reservas ISABELA, ALINE, MARI e HERRERA. O time titular está afiadíssimo, disputar o TOP VOLLEY fez muito bem à equipe, as reservas fizeram um treino de luxo contra o MARANHÃO. Mari e Herrera aos poucos vão se recuperando e serão importantes na próxima fase, por enquanto vão entrando para ganhar ritmo, ótima estratégia do Spencer.
O campeonato ACABOU para o EX-RJX, e qual foi o "X" da questão? Salários atrasados, profissional não é máquina e não pode "JOGAR DE GRAÇA", portanto os jogadores estão certos, sem salário não dá... Mais esperto foi o MAURÍCIO SOUZA que já em NOVEMBRO foi para a Europa disputar a LIGA DOS CAMPEÕES. Agora em JANEIRO Bruno, Vissoto, T.Senz e T.Alves não jogam mais pelo time: "O TIME ACABOU!!!". Adoro o Rio, mas infelizmente agora só tem o Volta Redonda de representante pq o EX-RJX está na UTI. Enfim, o time da UFJF entra como favorito contra o EX-RJX e tem a obrigação de ganhar. Depois da UFJF, o RJ tem um calvário pela frente: SÓ TEM PEDREIRA e da CAMPEÃO NACIONAL de 2013 virou saco de pancadas em 2014. É um contraste comentar sobre BANANA BOAT/PRAIA CLUB e RJ VÔLEI: enquanto o time mineiro está em plena evolução, o carioca está indo pro abismo, uma pena!