Estreia decepcionante

São Cristovão Saúde/São Caetano 3x2 Sesi-SP
 
O Sesi começou a SL 13/14 como terminou a anterior: decepcionando. Achei que o time estaria em um nível melhor de preparação, pois está a mais tempo treinando junto. Mas não. Parecia a primeira partida da temporada, com as jogadoras tentando se acertar na linha de passe e defesa, atrapalhadas com o posicionamento de uma e outra.

Mas o principal problema do Sesi foi o ataque. Primeiro, as jogadas estavam lentas – parte pela má recepção, parte pelos levantamentos ruins da Carol. Segundo, as atacantes foram pouco espertas e habilidosas para sair da marcação do São Caetano, que teve um desempenho excelente no bloqueio.

Aliás, foi este fundamento que trouxe a vitória ao time do ABC. Compensou as inconstâncias do ataque. Por ironia, um ex-Sesi, a Roberta, é que foi o destaque no bloqueio. 
***********************

Posso errar meu prognóstico, mas tenho a impressão que, mais uma vez, as diversas opções à disposição do Talmo vão jogar contra o time. Quanto mais opções para variar a escalação, mais o treinador se atrapalha.

Ontem, ele só foi apostar na Ivna, única oposto de origem, no terceiro set. Começou com a Dayse e nas inversões colocava a Neneca. O Sesi me deixou a impressão, na temporada passada, de não saber aproveitar todo o potencial de suas jogadoras. Infelizmente, a SL13/14 começa com esta mesma sensação. 

***********************
 
Brasília 3x2 Uniara/Afav
- Que início do Brasília, hein? E olha que a tabela é amiga. A sequência de jogos era para dar uma mão ao time, que só enfrenta os tops lá pela 9ª rodada. A equipe vai ter um tempinho até a próxima partida para se encontrar e evitar uma bola de neve de maus resultados.

Comentários

Eduardo Almeida disse…
Bom ver surgir novoas jogadoras em bons momentos como a Sabrina no Sanca e Sol no Uniara. Pelo lado do Sesi o bom foi ver que talvez, mesmo que seja só no tie break o Talmo entendeu que o time a ser trabalhado como titular é o que terminou a partida, com Dani Lins levantando e Ivna de oposta. Neneca surge como elemento surpresa nas inversões e não sei em que a Deyse acrescenta ao time. De qualquer forma, acho que as jogadoras estão mais afim de fazer o time andar e acho que assim que equilibrarem o passe e conseguirem contar com mais ataques da Fabiana tudo deve se ajeitar.
Anônimo disse…
Como um time quer disputar título com Suelen de líbero?
Ivna é titular absoluta, não pôde bancar p/ Dayse e Neneca.
Anônimo disse…
Dayse só tem de bom o passe.
João Lucas disse…
Quando começou a montagem deste time sabia que seria um amontoado de boas jogadoras, tirando as grandes estrelas Dani Lins e Fabiana. Só que este time pode dar um bom caldo e certamente dará.

O time de Talmo foi mal escalado, nada contra Barbara Bruch, Dayse e Carol Albuquerque só que elas não deveriam ser titulares em um time que tem uma central como Ana Beatriz, uma oposto como Ivna e a levantadora titular da seleção brasileira Danielle Lins.

Talmo montou um elenco com uma boa linha de passe para as centrais jogarem, apostando principalmente na dupla Dani Lins/Fabiana e em atacantes de extremidade inteligentes, porém, não foi o que aconteceu diante do São Caetano. O que se viu foi um time desentrosado e perdido taticamente, espero que melhore se não será atropelado por Molico, Unilever, Praia e Vôlei Amil.

Como na temporada passada Talmo parece perdido com tantas possibilidades. O time titular do SESI deve ser:
Dani Lins/Ivna
Pri Daroit/Ju Costa
Fabiana/Ana Beatriz e Suellen de líbero.

É notório o quanto esse time do São Caetano melhorou em relação a temporada passada. Tem um trio interessante de jogadoras de extremidades: as saltadoras Thaisinha e Sabrina e a inteligente Silvana e tem as centrais Mara e Roberta, fortes e bloqueadoras natas. E ainda a experiente Flávia Assis no banco.

PS: É impressão minha ou a líbero Suellen engordou?
Laura disse…
João Lucas, tb fiquei com a mesma impressão. Acho q ela engordou sim.

Acho o elenco do Sesi bom, rico. Só não sei se o Talmo vai saber aproveitá-lo. Não tenho o mesmo otimismo que vcs.
Welmer disse…
Decepcionante essa estreia do time do SESI, esperava muito mais do time, mas pelo visto, as inúmeras possibilidades de se montar o time que o Talmo tem nas mãos pode novamente prejudicar o time. Espero que ele perceba onde errou e não coloque Dayse, Bárbara (apesar de achar que ela tem condições de colocar a bia no banco) e Carol de titulares novamente.

Durante o jogo tive a mesma impressão com relação, até achei que fosse coisa da minha cabeça, perseguição minha para com a atleta, mas pelo visto não era impressão não.
tuliobr disse…
Laura e amigos, pior que os contestados sets de 21 pontos é o início precipitado da SL, embolada com outras competições e que forçosamente terá um primeiro turno com jeito de pré-temporada, jogado por times incompletos ou em formação. Não deixa, porém, de termos jogos divertidos para acompanhar, mesmo que sofríveis em vários aspectos técnicos. Brasília, por exemplo, não é um time. Seu elenco tem várias limitações, que impedem até mesmo uma prosaica inversão. Pode melhorar, se as titulares trabalharem muito e superarem as naturais dificuldades físicas de um time com elevada média de idade, mas eu não sei se as estrelas veteranas encontrarão motivação para isso. Já a Uniara, que mora no meu coração, joga com o genuíno entusiasmo que às vezes supera limitações e às vezes atrapalha. Sandra mostrou que um elenco mais modesto pode oferecer mais opções do que o caro escrete adversário, e conseguiu tirar mais do que imaginávamos das conhecidas Pully e Fernanda Tomé. A levantadora é abusada como é exigido por um time franco-atirador e a Sol, uma grata surpresa a ser acompanhada. No jogo em São Paulo, devemos destacar o trabalho do Hairton Cabral. Falamos muito do Spencer Lee, mas o Hairton, com menos recursos, já vem tendo bons momentos com o Sanca há tempos. Contra o SESI achei interessante o posicionamento da Thaisinha, trabalhando mais "no fundo" e menos "na rede", e se saindo muito bem. Roberta e Sabrina encaixaram bem, e o Sanca, se melhorar a regularidade, poderá ter uma temporada interessante. Quanto ao Talmo, ele parece não conseguir dar uma personalidade ao time; não conseguiu em 2012-2013, e começa 2013-2014 na mesma.
Anônimo disse…
Olá pessoal. Eu sinto que o maior problema do Sesi é o treinador. Boas peças, quando mal gerenciadas, deixam a desejar. E o Talmo, infelizmente, não tem demonstrado, ao longo das temporadas como treinador, ser um bom técnico.
Abs, Paulo
Eduardo Araujo disse…
Olá eu estava acompanhando alguns jogos do SESI e já tinha visto a Carol jogando no lugar da Dani Lins, na transmissão o Sportv falou que a mesma esta machucada, como ela se machucou, jogou todo o gp, se machucou no avião?

Vendo a entrevista do Talmo, não senti firmeza quando ele concordou com o repórter, falando que a mesma estava machucada, mas já tinha condições de jogo e que iria colocar ela aos pouco.

Pra mim levantador é uma posição de confiança do treinador e por algum motivo o talmo não tem confiança na Dani Lins e prefere a Carol.

Achei os levantamentos da Carol lentos e previsíveis, mas quando a Dani Lins entrou não mudou nada, ficou do mesmo jeito.

Acho que esse ano vai ser crucial para o Talmo e para Dani Lins no clube, se ele manter a Carol como titular e a coisa der certo a Dani Lins vai perder muito espaço, agora senão der certo, é provável que a Dani ganhe a disputa e o Talmo saia antes do final da competição.

Mas enfim o SESI vai ter muito trabalho pela frente e eu também acho que a libero esta mais gordinha!!

Anônimo disse…
Acho a Thaizinha fantástica, apesar da baixa estatura , salta muito e da uma porrada na bola q ainda nao vi ninguém no feminino fazer igual.

Crowley.
Zé Henrique disse…
O Talmo é uma verdadeira pamonha ambulante.
Não é que um técnico tenha que dá berros, como o Bernardinho, longe disso.
Mas o técnico do Sesi passa insegurança até no olhar.
Quanto a minha querida Dani Lins, me parece que ela não liga muito para a superliga, vê mais como um passa tempo para quando não está na seleção.
Ela escolheu ser jogadora de vôlei na seleção e namorada do Sidão na superliga.
A mim passa isso, talvez ao técnico pamonha também.
Anônimo disse…
Suelen é a "DONA REDONDA" do vôlei, está cada vez mais gorda, só resta explodir como na novela.
Engraçado como Dani Lins erra qdo joga no clube, entrou e botou um monte de bolas baixas.
Anônimo disse…
Espero ver uma final UNILEVER xVOLERO ZURICH e uma revanche CRUZEIRO xTRENTINO.
Essa revanche vai ser tudo de bom, muito melhor acompanhar os Mundiais de Clubes masculino e feminino do q esses sub-23 ridículos!
Seria o cúmulo do absurdo a Diva Gabriela Guimarães deixar de disputar o Mundial pela Unilever para disputar esse sub-23 pembado e sem graça.
A ideia do 21 foi da Embratel, de tanto a Ana Paula Arosio insistir no "FAZ UM 21", Ary Graça entrou não mesma onda?
Por falar nisso, a Embratel é patrocinadora da CBV?
SIM!!! A Embratel é patrocinadora dos "TORNEIOS REI E RAINHA DA PRAIA"!!!
Nada mais justo homenagear a Embratel pondo todos os sets de 21ptos!!!