GP - Brasil 3x0 Cazaquistão


 
Mais uma obrigação cumprida: vitória tranquila contra o frágil Cazaquistão.
 
O Brasil está demorando a entrar no jogo nos inícios de set – o que pode custar caro contra uma seleção de maior porte. Na partida de hoje, a recepção foi pouco cobrada e as jogadas fluíram no time brasileiro.
 
É bom ver quando a seleção consegue fazer seu voleibol, com ritmo e aceleração. O jogo brasileiro andava muito lento e marcado. Um dos motivos que colaborou para a melhora, como citado acima, foi a pouca exigência do passe do Brasil nas últimas partidas.
 
Outro ponto que ajudou a seleção a enriquecer suas opções de jogo foi a entrada da Thaísa e da Fabiana. Dani Lins está muito mais entrosada com essas centrais do que com a Jucy e a Adenízia.

************************** 
 
Com a vitória sobre o Cazaquistão, o Brasil se classificou em segundo lugar para a fase final. Mas a colocação não pode enganar. A seleção brasileira vai enfrentar adversários que vêm numa sequência de jogos mais fortes do que ela.

Dos cinco finalistas, o Brasil só enfrentou os Estados Unidos, lá na primeira fase. A seleção brasileira, aliás, é responsável pela única derrota das norte-americanas no GP. Os demais finalistas se cruzaram mais vezes e mais recentemente ou tiveram disputas diretas para conseguir a vaga na etapa final.
 
**************************
 
O Brasil vai precisar de regularidade no passe, fundamento que ainda não é confiável. Sem as bolas paras as centrais ou as aceleradas para a Gabi, nosso jogo vai ficar muito restrito.

Ainda bem que a fase final só começa dia 28. Apesar de achar uma chatice essa parada na competição, para a seleção pode ser muito bom para se aprimorar. E quem sabe também esse tempo não baixa o ritmo dos outros finalistas.

Comentários

jailson disse…
acho q a unica seleção q pode causar prejuizo é eua e china pq a servia finge q vai mas para e o resto já ta dominado.Os estados unidos o brasil já mostrou q pode vencer mas em 2010 o brasil tbm venceu a primeira partida e perdeu a final china tbm tem seus momentos ruins no jogo e o Brasil pode ganhar vantagem nisso.Japão o brasil pode ganhar facil se tiver paciencia e italia já ta batida msm sendo um time bom não consegue mostrar isso em jogos contra times de auto nivel
Anônimo disse…
A levantadora do Cazaquistão jogou para o Brasil no jogo de hoje. Acredito que será uma batalha contra a Sérvia, EUA e China. Brakocevic não alivia o braço, Murphy tem um dos melhores aproveitamentos no ataque nessa competição e a China vem bem regular em todos os quesitos. A Itália é só promessa (Diouf e Sorokaite não me convencem) e o Japão não pode ganhar com apenas duas jogadoras (S. Kimura e Ebata). Olhando as estatísticas o Brasil vem bem posicionado em quase todas e o EUA não vem bem nelas,mas agora começa outro campeonato. Vamos ver o que vai dar...
Anônimo disse…
Eu q acompanhei no Live Score da FIVB, quase q a Bulgaria da um coco nos EUA, mas acabou levando uma virada e perdeu por 3x2. Vassileva arrebentou na partida sendo a maior atacante e pontuadora com 20 pontos ( 18 de ataque). Se a Bulgaria tivesse feito 3x0, estaría nas finais no lugar da Itália.

Crowley.

Ainda acho q essas chaves do GP propicia os times asiáticos e ainda sao um tanto discustíveis.
Laura disse…
Tb acho q Itália é o adversário q menos preocupa, mesmo q vá com as principais jogadoras (Costagrande e Arrighetti).

Não acho as outras seleções excepcionais, só acredito q elas chegam à fase final melhor preparadas por terem enfrentado confrontos mais disputados. Se os EUA penaram pra vencer a Bulgária, por exemplo, ao menos tiveram um nível de disputa mais acirrado. O mesmo com a China, q teve dificuldades de vencer a Sérvia com uma escalação mista, sem Brakocevic e Mihajlovic.

Mas acredito nesta escalação do Brasil. Vamos ver qual vai ser a ordem dos jogos, pode ajudar a seleção.

Aline disse…
Impressionante como as Torres Gemeas, Fabiana e Taisa, impoem respeito e a selecao rende, e claro que Juciely e Adenizia sao excelentes jogadoras e fazem muito bem seu papel, mas as Torres metem medo!
Paulo Roberto disse…
A entrada de Fabiana e principalmente Thaísa deu outro padrão de jogo a seleção, as bolas de meio começaram a funcionar, até porque o passe não foi pressionado nos últimos jogos, vamos ver como vai ser o desempenho da seleção ao enfrentar times que tenha um saque mais eficiente.

A entrada da Fabi no fundo aparentemente deu um pouco mais de tranquilidade, mas Brait vinha numa crescente e enfrentou jogos muito mais difíceis.

Não vejo favoritas pra fase final, talvez a China que todo mundo tá falando que vem jogando muito bem, mas como ainda não vi nenhum jogo das chinesas, não posso afirmar nada.

Também não gostei dessa parada, pode ser um tempo pra ajustar o que está errado, mas também pode atrapalhar um pouco. Vamos torcer pro enea vir dessa vez.
Anônimo disse…
Monique e Gabi como titulares é ruim demais!!! Será que não temos outras jogadoras? Esta Gabi é superestimada, pronto...falei!
Welmer disse…
Acabei de ler no blog do Daniel Bortoletto:

Segunda chance
Depois de ficar sem patrocínio e sem técnico, o time de vôlei de Jacareí deve permanecer na Superliga 2013/2014. O mais provável é que a equipe saia da cidade e vá para Barueri, através de alguma empresa interessada em investir no esporte. Ainda não há definição e a CBV diz que só divulga alguma coisa na semana que vem.


Muito bom ler isso, agora é torcer para se concretizar.
Laura disse…
Verdade, Welmer. Tomara que tudo dê certo
R.Tigre disse…
Fabi tem uma lideranca impressionante dentro de quadra e uma garra fora-de-serie, apesar de Brait ser uma libero espetacular, ela nao tem esse fator motivacional que a Fabi tem de sobra.
Fabi se encontra hoje entre as Top-liberos do mundo, ao meu ver, ela e a melhor, Brenda Castillo chega perto, mas Fabi ainda permanece a melhor.
Welmer disse…
CBV acabou de confirmar a transferência do time de Jacareí para Barueri.

http://www.cbv.com.br/v1/noticias.asp?IdNot=18691

Ainda bem que deu tudo certo, agora é aguardar o início da SL.
Aline disse…
A Italia jogou esse ultimo final de semana do GP com jogadoras recem chegadas das categorias de base e sem seu "quarteto fantastico":Carolina Costagrande,Noemi Signorile,Valentina Arrigheti e Martina Guiggi.
As 4 principais jogadoras do time italiano foram poupadas de viajarem para a Asia nesse ultimo fim de semana e ficaram na Italia se preparando para a fase final.
Com essas 4 jogadoras em quadra, a Italia fez excelente campanha nos 2 primeiros finais de semana, se dando ao luxo de poupa-las na etapa asiatica.
Porem, na fase final, a Italia vem com forca maxima.
A Servia jogou com as reservas no 3x2 contra a China, escondendo jogo para as finais.
Ja o Brasil, optou por escalar as Torres Gemeas e Fabizinha no ultimo final de semana, para ganharem ritmo.
Cada tecnico usou estrategias diferentes na escalacao de sua forca maxima...
Logo, a fase final sera outro campeonato totalmente diferente, todas as equipes com forca maxima, sem esconder jogo.
Anônimo disse…
O que tem de fantástico em Costagrande? Só o seu imenso nariz! Ela é muito pipoqueira, se lembra da Itália na olimpíada? Arriguetti é outra jogadorazinha nojenta, detesto ela. Signorile não tem muita experiência.
Drusila disse…
Querido anônimo, o que tem de fantástico na COSTAGRANDE?
Vc não deve acompanhar mesmo o Grand Prix 2013...
COSTAGRANDE arrasou nas 2 primeiras semanas do GP, levando a Itália a uma posição confortável na tabela ao ponto de ser poupada de viajar para o extremo oriente na útlima semana.
Arrighetti é a central mais rápida da atualidade, cobre a rede toda numa agilidade incrível, além de ter um saque muito difícil de recepcionar.
Signorile pode mesmo não ter muita experiência, pois é muito jovem, mas compensa isso com muita ousadia, além de jogar com a tranquilidade de uma veterama, é maior revelação na posição de levantadora da atualidade, joga com muita velocidade, inteligência e criatvidade, e bloqueia muito bem também.
Anônimo disse…
Querida Drusila (me desculpe, nome ridículo! kkk). Não vi nenhuma Costagrande carregando a Itália nesse GP 2013. Arrighetti rapidíssima? Faça-me o favor viu, vc não deve conhecer de voleibol mesmo...
Stefany disse…
Sobre o jogo, o Brasil demorou muito pra entrar no jogo, e a recepção foi pouco cobrada, e as jogadas foram dando certo com o passar do tempo. O que ajudou muito foi a entrada das meninas (thaisa e fabiana). Mesmo com as dificuldades, o Brasil foi classificado para a fase final e como ainda está um pouco distante dará para acertar as coisas e se aprimorarem. Boa sorte pras meninas!

(OLHA AQUI TIA IANDRA)