GP - Brasil 1x3 Bulgária


A primeira derrota brasileira na temporada veio de onde menos se esperava. Até então, as dificuldades brasileiras não tinham sido suficientes para derrubar a seleção. O Brasil sempre conseguiu dar a volta e vencer.

Mas o poder de recuperação e superação não apareceram na partida contra a Bulgária, estreante no GP. Aliás, nada de bom apareceu em quadra hoje à noite.

Nem Sheilla como titular, nem Garay ou Gabi foram solução para um ataque muito bem marcado pelas búlgaras. A recepção foi problemática também. Ou seja, as falhas brasileiras não foram novidades. 

 
***************************

O Brasil esqueceu seu jogo em algum lugar de Porto Rico. Vendo as brasileiras perdidas, a Bulgária aproveitou e simplesmente ignorou o fato de estar jogando contras as bi-campeãs olímpicas.

Dentro de um cenário tão pouco inspirado do Brasil, não entendo porque o Zé Roberto não apostou na Claudinha. Ela iria penar com o passe também, mas não custava nada a tentativa. Afinal, a seleção precisava de uma mexida.


******************************

Vida curta para o Jacareí? 

R7 - Jogadoras do Jacareí acusam técnico de fraude e buscam novo patrocinador para Superliga
 
Mal começou e nem se sabe se vai continuar. É inacreditável como o vôlei no Brasil ainda tem tantos amadores e irresponsáveis envolvidos na sua estrutura. 

******************************

Pê ésse:
- Esta segunda rodada do GP está difícil para o Papo de Vôlei acompanhar. Depois do confronto de sexta, o comentário do jogo de domingo também ficará sem registro do blog. Porém, como sempre, os participantes estão convidados para dar suas opiniões. O Papo está aberto para os comentários e quer saber as análises de vocês! 

Comentários

Aline disse…
A diferenca foi q das outras vezes a Santa Fabiola entrava em quadra para Salvar a Patria, dessa vez Pani Lins teve q se virar sozinha, e deu no q deu.
Essa derrota apenas foi adiada, pois jah era p/ter ocorrido contra os EUA, se Fabiola nao tivesse sido jogada na fogueira e apagado o incendio.
O pior de tudo isso eh ver a coitada da Claudinha esquentando banco.
Nao entendo pq o Ze Roberto nunca da uma oportunidade p/a Claudinha?
Pq Pani Lins tem esse status de titular absoluta? Intocavel? Ela nao esta jogando para ser intocavel!
Eduardo Araujo disse…
Olá gente!!!!! Olha eu não quero pegar no pé da Dani Lins, mas não tem jeito!!!

No jogo de sexta agente sofreu no primeiro set com um ataque muito ruim e com uns levantamentos que davam medo, o segundo set elas entregaram para gente, depois disso deu uma pane no time delas e o Brasil ganhou e não jogamos bem!!!

Hoje foi pior!!!

Tudo bem que o passe pode não estar 100%, mas também não estava horrível já que teve varias bolas pelo meio.

Mas a Dani esta sendo uma levantadora que a bola sai 2 metros da onde ela esta, e 98% das vezes ela levanta para onde esta virada e o pior é que ela não coloca velocidade nas bolas de ponta, as Bolas fazem aquela parábola alta dando tempo para o bloqueio chegar, mas oq mais me irrita é que ela não tenta nada de diferente, vc consegue contar quantas bolas ela fez da entrada para a saída ou da saída para entrada fazer essas bolas de costas então vc não vê!!

E quando ela conseguiu atrair o bloqueio duplo para o meio da rede liberando as pontas ela continuou jogando com o meio e o Marcos Freitas falando a Dani tem que usar o olhar periférico para ver o bloqueio.

E isso pq agente pegou um bloqueio alto mais lento, lembrando que é um time jovem com media de idade de 23 anos.

Eu entendo que a não entrada da Claudinha é pq ela não tem um entrosamento ideal, mas ela é totalmente capas de levantar para aonde ela esta virada também lol.

Agora outro que eu fico puto é o Marcos Freitas, ele deve ver outro jogo não é possível, falando que o Brasil esta com dificuldade pq é um time renovado e que é surpreendente a renovação que o ZR esta fazendo na seleção!

OK vamos ao time titular que começou hj: Dani Lins (Londres), Fabizona (Londres), Sheilla (Londres), Fernanda (Londres), Ju (Dispensada no aeroporto SP), Camila Brait (Dispensada no aeroporto em Londres), Gabi (Renovação), ou seja o time é praticamente o mesmo que foi para Londres e jogaram vários jogos pela seleção o ano passado!!

Aquelas jogadoras que começaram o ano já não estão entrando tanto, pra mim quem esta fazendo renovação são os EUA já que nenhuma jogadora famosa foi convocada, o mesmo se aplica a Russia e tem outros times com jogadoras com idade ate 23 anos.

Tanto é que para a Euro a Russia já convocou algumas das veteranas.
Welmer disse…
Se o Brasil tivesse perdido o jogo de ontem eu já estava preparado para criticar a Dani depois daqueles dois primeiros sets pífios, mas nos seguintes ela se recuperou e conduziu a seleção à vitória. Eu não esperava a derrota hoje, mas o time jogou muito mal e mereceu perder.

Agora me pergunto por que o Zé não testou a Claudinha. Se a Fabiola não tivesse pedido dispensa, provavelmente, em algumas situações das partidas de ontem e de hoje ele teria lançado ela numa inversão, mas não fez isso com a Claudinha.

Welmer disse…
Só pra não passar em branco, tenho me irritado bastante com os comentários do Marcos Freitas, principalmente quando ele começa a babação de ovo do Zé Roberto, é de dar nos nervos!
Edson Pelegrino disse…
Seguindo a linha da galera achei o jogo da Dani extremamente ruim,as bolas na entrada da rede estavam imprecisas.Falei tão mal do Bruno e paguei a língua hoje.A Dobriana Rabadzhieva e a Filipova jogam muita bola,já sabia que esse time ia dar trabalho.Mas enfim,espero que fique a lição e vençam o 1º set.
Edson Pelegrino disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Alguma novidade dos 6 classificados pra final?

Japao( dono da casa)
China
Brasil
Sérvia
Itália
USA
Renato disse…
Concordo com a Aline. Infelizmente a Fabíola não estava lá para entrar com garra, motivação e transformar o panorama da partida. Não vamos ser tolos, sempre foi assim !! Dani Lins é morna, totalmente previsível, instável, e às vezes sem noção em seus levantamentos. Ela pode até ser mais técnica que a Fabíola, mas Fabíola em situações de jogo é bem superior a Dani.
Também não entendi por que o Zé não colocou a Claudinha. Tinha que tentar alguma coisa diferente, pois com a Dani nada de diferente ia sair.
Muito triste com a situação e a palhaçada que fizeram com as meninas de Jacareí. Estou torcendo muito para que elas consigam um patrocínio e joguem a superliga. É um bom time e que deve abrilhantar e lutar por boas posições na Superliga.
Sobre a seleção e o Grnad Prix, como todos, também não entendi porque o Zé não usou a Claudinha, era nítido o desconforto da Dani Lins e as caras que ela faz nos momentos de pane são indescritíveis. Além do levantamento vejo que o grande problema da seleção continua no passe, acho que é muito precipitada toda essa euforia em cima da jovem Gabi. Ela joga bem, tem talento, mas ainda é juvenil, ainda está em formação. Considero um tanto equivocado começar com ela no time titular.

Sobre o time de Jacareí, torço pra que essa situação se resolva o quanto antes e que o nosso vôlei seja encarado com maior profissionalismo.
Neide disse…
Assistir à seleção feminina com a Pani Lins está cada vez mais enfadonho!
A Pani Lins é a mais previsível das previsíveis das levantadoras que a seleção brasileira já teve.
Qualquer leigo sabe pra onde ela vai levantar a bola: surpresa ZERO, criatividade ABAIXO DE ZERO!
Pani Lins é a festa dos bloqueios adversários, além de ser previsível, é REPETITIVA, que o diga a Tandara do SESI...
Ela repete muito as mesmas bolas e, com isso, faz a festa dos bloqueios adversários.
Mas quando a Dani virava Pani, tinha a Fabíola pra consertar...
Agora não tem mais...
Tenho muito pena da Claudinha, coitada dessa moça, ter que ficar bancando pra Pani Lins é dureza!
Anônimo disse…
Entre as 6 acima citada, favoritas a final.

Se houver alguma surpresa so se for com a Rússia, Bulgária ou Turquia.
Anônimo disse…
Desafinando o coro dos descontentes...
A recepção é uma porcaria e a culpada de tudo é a Dani Lins?
Que gracinha vocês.
Fabíola?
A Fabíola não tem ginga, é tão dura que parece que engoliu uma vassoura.
No mais, 2016 tá longe.
Mas quem viver verá a Dani calar mais uma vez a boca dos cri-críticos com mais uma medalha de ouro no peito.

Zé Henrique
Evelyn disse…
Zé Henrique vc chega ser patético...
Até parece que as outras levantadoras tiveram passe na mão toda hora...
A Dani Lins, mesmo com passe na mão está longe de ser criativa.
Com ou sem passe na mão é a mesma coisa de sempre...
Lave a boca para falar da Fabíola, que costuma salvar a seleção qdo solicitada.
Mas a melhor de todas mesmo é a Fofão que no UNILEVER, com ou sem passe na mão, faz a diferença.
Ver Fofão jogar, não dá para comparar com a Dani Lins, não é mesmo?
Ou Zé põe logo a Claudinha pra jogar ou chama de volta a Fofão, pq Dani Lins não dá mesmo.
Evelyn disse…
Nossa o que o Zé Roberto tem contra a Claudinha???
Nem contra a pior seleção do Grand Prix ele deixa a Claudinha jogar, imperdoável!!!
Porto Rico é um lixo de voleibol, a pior seleção dessas que o Brasil enfrentou. Mesmo jogando em casa, Porto Rico levou surra de 3x0 de todas as seleções convidadas.
Esse jogo era para a Claudinha entrar como titular.
O que aconteceu em Londres foi um surto de sorte e contribuição dos EUA. Dani Lins nunca jogou na vida o que jogou em Londres, como o cometa Halley, Londres não vai voltar a acontecer tão cedo, porque Dani Lins está hoje, pior do que estava antes das Olimpíadas.
E pensar que temos ainda, além de Caludinha, Juliana Carrijo, que deu show na última Superliga.
Dani Lins é uóóóó!!!
Zé Henrique disse…

Na boa, Evelyn, acho que patéticos mesmo são vcs, que teimam em pegar a Dani pra Cristo.
A Dani além de ter muita técnica e os movimentos perfeitos, provou que na hora da onça beber água, que é quando importa de fato, podem contar com ela.
Fabíola é muito dura. Aposto que não sabe dançar, nem transar. :-)

PS: Tô com a boca limpinha, mas vc não ganha meu beijo.
Quem ganha é a Dani.

Abraço.

Eduardo Araujo disse…
Calma gente, não vamos fazer esse blog ficar igual o blog do bruno...

Cada um tem uma opinião, eu acho a Dani Lins bastante previsível e lenta, as pessoas que gostam dela tem varias desculpas para proteger a mesma, como passe ruim ou erro das atacantes.

Eu fico com a opinião da Aretha Martins uma grande levantadora tem que saber trabalhar com um passe irregular, afinal como dizem qualquer levantadora trabalha com o passe na mão.

Se for para jogar com o passe na mão qualquer uma serve, um exemplo de uma levantadora que faz a diferença é a FOFÃO, o Unilever teve o quinta melhor passe da competição e terminou com o segundo melhor ataque, mérito da levantadora.

Se vcs pegarem as estatísticas da SL por exemplo a levantadora geralmente fica próxima ao aproveitamento da recepção.

Eu pessoalmente acho que a Fabiola por exemplo joga mais rápido do que a Dani Lins principalmente em bolas pelas pontas.

E isso é um fato por enquanto na seleção as nossas jogadoras estão explorando muito o bloqueio, e isso acontece por alguns motivos, passe pode não estar bom, a Dani Lins pode estar sendo muito obvia, ou muito estudada, de qualquer forma cabe a levantadora tentar se reinventar e ate o presente momento ela não esta conseguindo, ai vamos sempre depender das nossas atacantes conseguirem explorar o bloqueio.

Em relação ao jogo de hoje, eu também achei que o Brasil fosse começar com a Claudinha, pelo menos para dar um certo entrosamento, já que estávamos enfrentando um dos times mais fracos do GP, afinal esse time tinha ganhado somente 1 set contra a servia, esse era o jogo para pegar entrosamento e ritmo de jogo.

Fico preocupado já que restam somente 3 jogos para terminar a fase de classificação, vamos pegar somente times fracos então a classificação do Brasil esta garantida.

O meu medo é quando o Brasil precisar de uma inversão 5 X 1, não tenha o entrosamento necessário para conseguir jogar, lembrando que a inversão é boa pq colocamos 3 atacantes na rede facilitando a virada de bola.
livia disse…
Laura, você bem que podia comentar o documentário do SporTV sobre o ouro das meninas em Londres, né? To assistindo aqui e já to com quase lágrimas de rever tudo isso. Muitos bastidores tbm. Se você puder assistir e depois dizer o que achou;D
Neide disse…
Neste final de semana acontece a última rodada que definirá as 6 equipes classificadas à fase final do Grand Prix.
Nas 4 primeiras colocações estão China,Japão,Sérvia e Itália.
Resta saber quem vai ficar com as 2 últimas vagas.
EUA,Brasil,Bulgária e Turquia estão embolados na disputa pelas 2 últimas vagas.
Porém Rússia,Alemanha e República Dominicana correm por fora.
Holanda,República Tcheca,Tailândia,Argentina,Polônia e Cazaquistão só cumprem tabela.

CUBA,PORTO RICO e ARGÉLIA estão com ZERO pontos, até agora só levaram porrada e, na última rodada, parece que vai ser muito difícil alguma delas vencerem.
O Brasil vai pegar CUBA nesta última semana e tem obrigação de vencer fácil por 3x0, se quiser ficar com uma das vagas para a fase final do Grand Prix.


Zé Henrique disse…
Eu vi o programa, Lívia.
Foi bacana, mas pensei que seria melhor.
Antológico mesmo é o jogo contra a Rússia.
Talvez, ou com certeza?, a vitória mais emocionante da história da seleção feminina.
No youtube só tem na íntegra uma versão gringa com narração sorumbática, mas nesse link aqui tem o jogo tb inteirinho e com narração do Brasil, da record pra quem quiser espiar de vez qem quando:

http://galerazumbi.xpg.com.br/2012/08/07/integra-brasil-3-x-2-russia-782012/

PS: A Neide tá parecendo comentarista político fazendo catastrofismo contra o governo.
Vai perder tempo em torcer contra, baby. :-)
lívia disse…
Pois é, Zé Henrique, tbm esperava mais, mesmo assim, é sempre emocionante rever aquelas imagens meio que narradas por essas meninas que fizeram história. Sheilla pode fazer mais nada que preste na carreira que já se tornou inesquecível pra mim.
Quanto ao vídeo do youtube, eu pensei que só eu tivesse observado a falta de vida com que esses gringos transmitem jogo! Sei não, melhor os exageros dos coxinhas daqui do que esses mortos vivos hehe.
Anônimo disse…
o GRANDE MOMENTO DA CARREIRA DA sHEILLA FOI O 3X2 CONTRA AS rUSSAS EM lONDRES. jA PODEM PROVIDENCIAR A ESTÁTUA DA sHEILLA E UM LUGAR NO hALL DA fAMA.
Zé Henrique disse…
hehhehehe
Em termos de passar emoção, Lívia, ninguém melhor que o coxinha mor Galvão Bueno.
Ele narrando esse jogo com a Rússia ia ser bem legal.
Quanto a Sheila, apesar dela ser a melhor de todas nunca fui muito com a cara dela.
Achava-a, e ainda acho, fria e chatosa.
Mas depois desse jogo não tem como relevar esses detalhes.
Jogadoraça!