terça-feira, 4 de junho de 2013

Entra Malagurski. Sai Jaqueline?


O Sollys contratou a sérvia Malagurski e isso pode significar a não permanência da Jaqueline. Por quê? Concordo com o comentário da participante do Papo, Camila, no post anterior: os times não costumam investir em jogadoras estrangeiras para serem reservas.

A decisão da ponteira brasileira está demorando muito, o que é perigoso para um mercado brasileiro restrito e que já está se fechando. Isso me leva crer que a Jaqueline já tem algo acertado, porém ainda não divulgado. Com essas contratações do Sollys, deduzo que o caminho seja o Unilever. Será?

**********************

Mas voltando às jovens estrangeiras do Sollys, Malagurski e Caterina Bosseti. Outro participante do Papo, o Welmer, revelou sua preocupação em relação à juventude das jogadoras e a qualidade de ambas (Malagurski se recupera de uma grave lesão e Caterina não fez um bom Montreux pela seleção italiana).

Primeiro, um parêntese: acho que a Bosseti é bem melhor do que se apresentou em Montreux.

Sem dúvida a juventude e a inexperiência das ponteiras podem se tonar um ponto fraco para o Sollys. O time perderia no passe e no fundo de quadra. Da mesma forma, a responsabilidade da Sheilla, por exemplo, ficaria maior no ataque, bem menos dividida do que na temporada passada.

É uma aposta que o Osasco está fazendo ao trazer jogadoras de potencial para ainda ser burilado, mas que pode compensar. A gente tem exemplos recentes, como são os caso da Gabi, Bia e Ellen. E o clube tem em quem confiar, alguém de qualidade no trabalho com as mais jovens, o treinador Luizomar.

9 comentários:

Juliano Luiz Correia Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Welmer disse...

Os times estão começando a se reapresentar e continuamos sem saber o futuro de algumas jogadoras como: Jaqueline, Mari, Paula e Érika.

Espero que em breve estas não sigam o mesmo caminho que a Sassá de ir jogar fora do Brasil na próxima temporada.

A nova equipe de Jacareí está querendo formar uma equipe para dar trabalho às grandes equipes, espero que esse time não seja mais um Vôlei Futuro ou Blausigel da Vida e invista no voleibol por pelo menos 3 anos. É clichê, mas parece que essa superliga será a mais disputada da história, não só pelo investimento das novas equipes, mas também pelo de achar que Sollys e Unilever estão com um time titular inferior aos da temporada passada. Espero que todo esse equilíbrio previsto se concretize nessa temporada da Superliga.

Paulinho Adorador disse...

Eu li por aí que a Jaque estaria considerando ficar essa temporada sem jogar para acompanhar o Murilo e tentar engravidar. Tem fundamento. Entretanto, li por aí também que o Murilo estaria envolvido também com o projeto do Giovane no interior de São Paulo. Se der certo, Jaque fica em Osasco.
Não entendo também porque o Sollys não investiu em Érika, preferindo estrangeiras. Jogadora experiente e ainda em bom nível.

Vivian disse...

Quer saber? Que se exploda a Jack! Muito estrelinha p/ o meu gosto! O Sollys vai muito bem com as gringas e a Sheilla! Tchau Jack!!!

Eduardo Araujo disse...

Vcs sabem com quantas jogadoras um time de vôlei trabalha? Pq estão falando da jaque no unilever, mas o mesmo conformou 14 jogadoras, ainda acho que a jaque tem mais chances de ficar no sollys mesmo, pq não acredito que eles iriam depositar tudo em jogadoras tão jovens, que ainda tem que se adaptar a uma nova cultura, um novo pais e um novo estilo de jogo.
O sollys investe demais para arriscar tanto, pelo menos eu acho isso, mas vamos ver oq acontece.

Vivi disse...

Só espero que a UNILEVER não faça a besteira de contratar JACK para ela engravidar e ficar ganhando salário à toa, sem jogar!!!
Já basta o que a Natália TRAÍRA fez com a UNILEVER: o clube ficou bancando a recuperação e o tratamento dela e depois que ela ficou boa ela vai para o AMIL!!! SUPER TRAÍRA!!!
Mesma coisa é a JACK. o SOLLYS bancou as contusões dela, agora ela fica nessa indefinição!!!
Quem for contratá-la, cuidado! Ela está doida para engravidar e deixar a equipe na mão!!!

Welmer disse...

A ESPN irá transmitir o torneio de Alassio. Legal ver a ESPN transmitindo vôlei, gostaria muito a ESPN voltasse a transmitir vôlei com mais frequência.

Jhon disse...

O Sollys publicou uma nota dizendo que eles se comunicaram com ela por 1 Mês e não foram respondidos, que podia ser um problema familiar dela. Então preferiram contratar a sérvia.
O Osasco não vai ser o mesmo no Fundo de Quadra, então eles devem investir em uma ponteira que chegue o mais perto do nível de posse da Jaqueline!
A Bosseti tem a mesma explosão no ataque e passe da Fernanda Garay, mas e a Malagursky tem a mesma característica da Jaque?

Jhon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.