Brasil 3x0 China - Montreux


O jogo contra a seleção juvenil da China foi trabalhoso para o Brasil.

A China não teve jogadas lá muito elaboradas e de velocidade, o que facilitou a ação do bloqueio brasileiro, um dos destaques da partida.

Mas as jovens chinesas mantêm uma característica tradicional da seleção asiática: o volume de jogo. Isso deu à partida um nível de qualidade maior do que o da estreia brasileira.

Se a China se mostrou bem na defesa, o Brasil não ficou atrás nesse quesito. O sistema defensivo brasileiro foi muito bem, assim como a organização dos contra-ataques. É um ponto positivo para uma seleção em início de temporada. 

********************** 
O que Brasil ainda está devendo é o passe. Os erros na recepção por muitas vezes colocaram a China no jogo. E mesmo o saque do Brasil poderia ser mais agressivo. Creio que somente a Dani Lins, Garay e Pri Daroit tiveram saques que impuseram dificuldades ao adversário.

A Dani tem tido trabalho com o passe brasileiro, mas na partida de hoje conseguiu colocar mais velocidade nas bolas de ponta. Garay e Daroit aproveitaram bem essas jogadas e se destacaram no ataque. Aliás, tenho gostado das atuações e da atitude da Daroit neste início de Montreux, mesmo com os erros na recepção.

Agora, o problema no passe pode pesar muito no confronto contra a Rússia. Sem as bolas de velocidade e sem a opção de jogar com as centrais, vai ser difícil para o Brasil enfrentar o paredão russo. 

**********************  
Pê ésse:
 

Alô, assessoria de comunicação!
Mais uma vez a Tandara não foi relacionada para o jogo e, mais uma vez, ficamos sem saber o motivo de forma oficial. Fico surpresa como uma entidade como a CBV não consegue passar uma informação simples como essa. E não é a primeira vez que ficamos no vácuo, tendo que deduzir ou descobrir por fontes indiretas o que aconteceu. É uma informação básica, que quem acompanha a seleção quer saber. 


Comentários

Eduardo Araujo disse…
Olá hj o jogo em si foi mais gostoso de ver com muitos ralis principalmente por causa da pouca força de ataque das equipes, ai as defesas apareceram, a garay que resolveu as coisas muitas vezes no ataque, o bloqueio ajudou bastante também, mas o principal fator pra a vitória do Brasil foi a falta de experiência da equipe da China que sempre entregava os pontos nos finais dos sets.
Agora é complicado passar sufoco contra uma equipé sub 20 e isso preocupa!
Nesse jogo algumas vezes quis matar a Lins com umas jacas que ela levantava, mas normal td mundo erra, a oposto também não foi bem hj.
A Laura falou da tandara, mas cade a Claudinha, quando a mesma vai ser testada, todos sabemos que o Zé gosta da Lins mesmo ela não jogando bem nos últimos anos (tirando os 4 jogos dela nas olimpíadas) e não gosta da Fabíola, por isso eu teria colocado a Claudinha e a Lins nesse torneio e começava com a Claudinha para testar a mesma.
Afinal todas as equipes estão fazendo grandes testes com equipes com formações b ou até mesmo c, acho que é a hora para fazer isso, se ela não correspondesse ai a Lins entrava.
Welmer disse…
Eu não sei se vocês viram o jogo da Itália contra o Japão, mas é vendo jogadoras como a Diouf, oposta italiana de 2,02m , que percebo que altura não é tudo no vôlei. Eu não sei quantas bolas ela recebeu durante o jogo, mas, pra mim, 17 pontos é pouco para uma oposta em 5 sets, fazendo uma comparação com a Gamova, que tem a mesma altura da italiana, acho que ela num jogo com esse faria pelo menos 25 pontos.
Laura disse…
Oi, Welmer. Eu não assisti, mas já li comentários sobre a Diouf. Pela altura e pela posição, existe uma grande expectativa em torno dela. Mas já li torcedores dizendo q ela não é grande coisa.Vamos ver se com o tempo, ela desenvolva mais poder de decisão.
Renato disse…
Laura, boa noite !! Não sei se você já está sabendo, mas segue link explicando ausência da Tandara: http://www.melhordovolei.com.br/index.php/noticias/selecao/item/5144-com-dores-no-ombro-tandara-e-poupada-dos-primeiros-jogos-do-brasil-em-montreux
Laura disse…
Oi, Renato! Obrigada. Já sabia, sim. Um seguidor do Papo no twitter tinha dado a informação, pois tinha visto no instragram da Tandara. Durante a partida o pessoal do Sportv tb chegou a comentar.

O que me incomoda é o fato de não ser uma informação oficial - e vir com atraso. Mesmo a notícia do Melhor do Vôlei, não sei se vem da CBV, acredito que seja da assessoria da jogadora. Um papel q acho q deveria ser da assessoria da CBV. Enfim...
Renato disse…
Com certeza Laura. Uma falta de consideração com aqueles que curtem e acompanham o vôlei. Falta de informação nos dias de hoje, com tantos meios disponíveis,não dá para entender !!
Welmer disse…
Laura, acho que dificilmente ela adquirirá esse poder de decisão, é uma jogadora no máximo mediano, seus movimentos são lentos e pesados, além de ser muito fraca na defesa, ela terá que melhorar muito se quiser ser uma das primeiras opções de oposto para a seleção italiana, porque a vejo muito atrás a Lúcia Bosetti e da Serena Ortolani.