segunda-feira, 15 de abril de 2013

Tchau, Garay!

Esta época de transferências é sempre delicada. Muitos rumores, poucas confirmações e, imagino, muita tensão para atletas e clubes.

Dentre as poucas confirmações, está a saída de Fernanda Garay do Sollys Osasco para o exterior (notícia dada pela própria atleta na sua página do Facebook): 

Garay não pode dizer ainda para qual time vai, mas “dizem por aí” que é o Rabita Baku, do Azerbaijão. Já seria de se lamentar o fato de termos perdido a melhor atacante da Superliga para outro campeonato, e é mais penoso ainda saber que o destino da jogadora provavelmente será esse.

Financeiramente vale a pena, tecnicamente, nem tanto. O Rabita é o time das estrelas, só que é praticamente a única força do país - apesar de nomes conhecidos fazerem parte das demais equipes. Sem contar a mentalidade pouco profissional ainda presente no vôlei de lá. Ao menos, compete no campeonato europeu, uma disputa mais equilibrada.

Mas o ruim mesmo não é a opção da jogadora - ela está livre para experimentar e tem o direito de querer ganhar mais. É que o Brasil não vai ter, no seu campeonato, uma de suas melhores atletas, e que vive o melhor momento de sua carreira.

Se foi por pura vontade da Garay, por falta de propostas ou a combinação dos dois fatores, tanto faz. A realidade é que a SL 13/14 já começa com o pé esquerdo. Vamos esperar as próximas notícias de transferências para ver se alguma delas compensa a perda da Garay.

7 comentários:

Welmer disse...

Laura, realmente é uma pena perder a Garay. Queria muito que ficasse no Brasil para a próxima temporada. Agora, pra compensar a perda da Garay só se a Amil concretizar a contratação da Sokolova o que seria muito bom pra Superliga.

O que tá deixando esse mercado mais legal é a indefinição do futuro da Jaque. Será muito interessante se ela realmente trocar o Sollys pela Unilever.

Anônimo disse...

Gamova afronta Darnel

http://www.youtube.com/watch?v=jtpuHUUpU4s

como eh abusada essa Gamova.

Crowley.

Edson Pelegrino disse...

Laura não acho ruim a ida dela pro Rabita.No Azerbaijão tem uns 3 times bem montados e ainda ela jogará o campeonato mais forte do mundo que é a Champions League.Acredito que ela crescerá mais ainda como jogadora.

Profe Boy Magia disse...

Pois é, fico pensando onde estão nossos patrocinadores e a suposta força do vôlei nesse país. Ou isso seria reflexo da questão econômica, simplesmente?

Laura disse...

Edson, espero que sim. Os outros times são bem montados, mas o Rabita está 10 pontos, no mínimo, a frente deles no campeonato. Mas, enfim, tomara q ela consiga crescer com a experiência.

Anônimo disse...

Ta todo mundo enganado, Rabita Baku não foi nemcogitado pela atleta ela vai mesmo é para um time onde jogou um grande meio de campo de curitiba!

vivi disse...

Laura, eu acho q Garay so tem a lucrar indo p/a Europa. Financeiramente nenhum time brasileiro vai cobrir as propostas dela. Tecnicamente, ela vai enfrentar bloqueios muito mais altos q no Brasil, pq as jogadoras mais altas do mundo jogam na Europa.