quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Vitória convincente



Finalmente uma vitória convincente do Sesi: sem tropeços e com boa atuação de todas as atacantes. O time teve uma postura agressiva, impondo o jogo e crescendo nos momentos finais dos sets.


Tandara mais uma vez foi a bola de segurança e mostra estar recuperando sua melhor fase. E que bela revelação tem sido a Bia! Sabia que a jogadora fazia parte da seleção juvenil, mas ainda não a tinha visto jogar. Que bom que o Talmo a colocou no time titular. A jovem tem feito partidas muito boas no bloqueio e entrosamento com a Dani Lins permite a chutada pelo meio, uma das melhores opções de ataque do Sesi – além de ser a jogada mais bonita armada pela equipe.

************************ 


Já o São Bernardo, como alguns comentaram aqui no Papo, está sendo uma decepção. Tem nomes de qualidade, mas não rende todo seu potencial, além de ser um time apático. Tem sido presa fácil para os adversários quando poderia dar mais trabalho. 


A chegada da cubana Masso deu poder ofensivo para a equipe, mas o que deveria ser um acréscimo, no fim deixa o time na mesma situação. Isso porque a estrangeira exige uma adaptação: a Renatinha jogar como ponteira passadora. Assim, a potente atacante brasileira fica comprometida com um fundamento que não é sua especialidade e o time ainda perde a boa opção de seus ataques.


O São Bernardo vai precisar de tempo para se organizar com esta formação. Na próxima rodada enfrenta o Unilever, mas logo depois, nas duas últimas, tem condições de conquistar suas primeiras vitórias contra Pinheiros e São Caetano.

************************


Demais resultados da 6ª rodada:






Usiminas/Minas 1x3 Pinheiros

- Vai entender esta equipe do Minas... Agora, o Pinheiros tem tido melhor desempenho do que esperava

9 comentários:

Eduardo Araujo disse...

Olá amigos, vi o jogo, gostei muito da libero do Sesi, e a Fabizona esta voltando a ser aquela que gostamos.

Tudo bem que estamos falando do SB, oq já faz o jogo não ser um parâmetro, lembrando que esse time levou 25X 09 e 25 X 10 do Sollys, no nível que todos falando do volei brasileiro isso é inaceitável.

Parece que eles pegaram um monte de jogadoras uma semana antes do torneio começar e falaram: vamos brincar de jogar volei.

Pq esse time não tem, ataque, recepção, bloqueio, levantamento, enfim não tem nada.

E também não gosto da comissão técnica do time, pelo menos não vejo ele dando informações relevante para pelo menos tentar ajudar na organização das jogadoras.

Welmer disse...

Gostei muito da atuação do time do SESI. O time tá se encontrando dentro de quadra e a Dani tá pondo todo mundo para jogar.

Sobre a Bia, a minha opinião é um paradoxo, eu gosto dela, mas não gosto dela, acho que não dá pra me entender. Ela tem um bloqueio muito bom, mas o que me incomoda é o ataque, mesmo ela tendo um grande aproveitamento, sua forma de atacar me incomoda muito. As três centrais que foram à Londres tem ataques muito potentes e um alcance muito grande (pegam a bola muito alto), enquanto ela, apesar de ser muito veloz, não tem um grande alcance nem tanta potência nos seus ataques que em sua maioria vão no fundo da quadra com muita velocidade, mas com pouca força. Eu queria ver ela cravando uma bola na quadra adversária assim como Fabiana, Thaisa e Adenizia costumam fazer.

Estou na torcida para que esse time do São Bernardo melhore e consiga incomodar os grandes nessa Superliga.

Renato disse...

Welmer, concordo com você em relação ao ataque da Bia, mas o que vale não é cravar, nem força, mas sim bola no chão e nisso ela está mandando muito bem. Bela partida do Sesi, dominou do início ao fim e não sofreu apagão.
Em relação ao São Bernardo, não estou entendo. O time tem boas jogadoras (Renatinha, a cubana, Giovana, Renata Lúcia, Thais) mas o jogo não está saindo. Não gostei nada da Ana Cristina, está jogando bem abaixo que jogou no VF. Eu acho a Cátia (levantadora reserva) uma boa jogadora, não entendo porque o Zé Alexandre não dá uma oportunidade para ela. Agora o ponto fraquíssimo deste time é a líbero, meu Deus do Céu !! Não passa, não defende, não corre atrás, ameu ver está totalmente fora de forma. Lamentável !! Mas mesmo assim continuo na torcida para que elas consigam chegar entre as 8.

Welmer disse...

Pois é Renato, realmente o que importa é botar a bola no chão, mas como disse os ataques da Bia vão muito em direção ao fundo e sem tanta força o que pode torná-la uma presa fácil para times bem estruturados no fundo de quadra, como por exemplo no jogo contra o Praia que ela fez apenas 6 em três sets, ok, pode-se dá o desconto de que toda a equipe do SESI não jogou naquele. Acho que o jogo contra o Sollys, que tem um bom fundo de quadra, é um jogo que ela pode fazer com que eu mude de pensamento.

Sandro disse...

Até que enfim consegui assitir a um jogo da superliga. Desejo que esse time do sesi consiga se encontrar e manter um padrão, gosto do time do tecnico, mas ainda não inspiram confiança. Sobre a Tandara, desde a seleção quando ela voltou a atuar como oposta, percebi que ela sempre ataca melhor como ponteira, até mesmo nos jogos da seleção ela não virava bola na saida mas na entrada ela cravava... no sesi como oposta ela não estava rendendo, e como ponteira voltou a ser aquela jogadora de força decisiva. Espero que se firme como ponteira!

Aline disse...

O USIMINAS parece ser a equipe mais "BIPOLAR" dessa superliga, faz jogo duro com as equipes grandes como: o Usiminas 3x0 Unilever e Usiminas 2x3 SESI e entra de "salto ALTO", totalmente desconcentrado e perde para equipes lanterninhas como SÃO CAETANO e PINHEIROS. O grande problema do Usiminas é o primeiro set, esse salto alto ridículo, que dá moral Às equipes que são inferiores, fazem essas equipes "GOSTAREM DO JOGO" e acreditarem numa vitória, ao mesmo tempo que é uma ducha de água fria para a equipe do Minas. Se entrasse concentrado assim como entrou contra a UNILEVER e mantivesse esse nível de concentração até o final do jogo, poderia ter evitado essas derrotas. Às vezes penso que é falta de firmeza da comissão técnica cobrar essa concentração das jogadoras desde o início do jogo. Acho que deve ser feito o que o Bernardinho faz com a UNILEVER: cobrar do início ao fim do jogo, não dar margem para as jogadoras entrarem numa "zona de conforto" e acharem que podem ganhar o jogo a qualquer momento, enquanto o time adversário vai ganhando confiança e marcando pontos um atrás do outro.
Enfim, as minhas explicações para o 25x8 e, consequentemente, a derrota são:
1. Salto alto, ou seja, não entrar no mesmo nível de concentração de quando o jogo é com um adversário mais forte;
2. Falta de firmeza e "tempo de reação" da comissão técnica para dar um puxão de orelha nas jogadoras para elas acordarem para a vida;
3. Depois que a maionese desandou, desespero das jogadoras que passam a querer resolver tudo no individualismo e deixam de jogar como um time, com isso a tática vai para o espaço;
4. Entregar os pontos e não lutar até o final para reverter a M... do início do jogo.

NEIDE disse...

Amigos é bom lembrar que muitas vezes a velocidade de ataque é muito mais importante do que a potência do ataque, principalmente em se tratando de uma meio-de-rede. E esse é o grande diferencial da Bia do SESI: ela é extremamente rápida tanto no ataque, quanto na marcação do bloqueio.
Mas o que mais me impressionou nesse jogo foi a ataução da líbero da seleção brasileira infanto-juvenil JULIANA FILLIPELLI, de apenas 18 anos. Nossa, no meio tantas veteranas talentosas 2 novatas, Bia e Juliana Fillipelli, consideram se destacar na equipe do SESI. Essa líbero tem uma técnica muito apurada, é raçuda, tem uma agilidade e uma leveza impressionantes, é um nome novo que veio para atuar no nível de FABI e BRAIT. Vai ser difícil a Veridiana disputar vaga com ela no SESI, a não ser que o Talmo não queira, Juliana Fillipelli, ao meu ver, veio para ser a principal líbero do SESI.

Anônimo disse...

Para quem nao sabe o motivo da libero do SESI ser tao habilidosa e ter uma grande mobilidade, o fato e que ela comecou a carreira no volei de praia. Juliana Filipeli foi vice-campea estadual em 2009 e CAMPEA ESTADUAL em 2010, jogando VOLEI DE PRAIA. Seu excelente desempenho nas areias, onde sua agilidade fazia com que ela cobrisse a quadra toda num piso pesado, esta fazendo com que ela voe no volei indoor.
O SESI melhorou muito da primeira rodada para ca, tem varias jogadoras que ja serviram a selecao brasileira. Parece que a formacao ideal e Tandara e Sassa de ponteiras-passadoras, Elisangela e Dani Lins revezando com Ingrid e Carol no 5x1, Fabiana Claudino e Bia no meio com J.Filipeli de libero. Mescla experiencia com juventude, se tornando um dos reais favoritos ao titulo.

Anônimo disse...

O SAO BERNARDO esta numa descendente horrivel rumo ao fundo do abismo, a cada partida consegue se apresentar pior do que a anterior, unico time que nao venceu na Superliga, lanterninha absoluto. Depois da estreia da cubana Masso entao, o time sequer venceu um set. Essa cubana so sabe atacar e mais nada, nao ajuda o time no passe, na defesa ou no bloqueio, obrigando Renatinha a jogar como passadora. Enquanto a Ramires do AMIL esta no ranking das melhores passadoras, essa cubanaMasso sequer aparece no ranking das melhores atacantes.
Duvido que o Sao Bernardo ganhe alguma partida ate o final do primeiro turno.