Renascimento - EUA 3x0 Turquia; Brasil 3x0 Sérvia


Que dia longo para o vôlei feminino brasileiro. Dia que começou mal com China 3x2 Coreia, mas que teve um final feliz com a vitória dos EUA contra Turquia e do Brasil contra a Sérvia.

Apesar do 3x0, não gostei muito do desempenho da seleção brasileira. O saque foi irregular e a dificuldade em pontuar pelas pontas voltou a aparecer – mesmo que com menos intensidade. O time também perdeu boas oportunidades de marcar nos contra-ataques.  

O Brasil se valeu muito da fragilidade da Sérvia, um time literalmente aos pedaços, sem conjunto nem valores individuais que se sobressaiam. Brakocevic não foi nem sombra da jogadora do ano passado.

Mas voltando ao Brasil, Fabiana e Thaisa foram reintroduzidas ao time pela Dani Lins. Foram elas que comandaram a vitória brasileira no ataque e no bloqueio, fundamento que fez a diferença na partida de hoje.

************************ 

Passado o susto e a tensão da fase de classificação, é hora de focar na Rússia. Na partida de hoje contra a Itália, as russas foram muito inconstantes, mas o melhor aproveitamento no ataque – comandado por Gamova e Goncharova –  prevaleceu.

A Itália compensou a dificuldade em pontuar com as ponteiras com um volume de jogo muito bom. A central Gioli foi a principal pontuadora italiana. E acredito que vai ser mais ou menos este o caminho que o Brasil vai ter que seguir no duelo de quartas.

A seleção tem a vantagem de ter um bloqueio mais alto que a Itália, mas também vai ter que defender muito para enfrentar a Rússia. Nossas jogadas com Fabiana e Thaísa vão ser fundamentais já que prevejo muitas dificuldades para Garay e Jaqueline. E não vai custar nada torcer para que Goncharova e Gamova tenham um mau dia.

************************ 

Preferia que o confronto nas quartas fosse a Itália (vejam só, não tinha certeza de classificação e já tava escolhendo adversário), pelo histórico e pela dificuldade que o Brasil tem em enfrentar as russas. Mas a Rússia não é nenhum bicho-papão, também tem seus altos e baixos durante as partidas e sofre contra equipes com volume de jogo.  

A seleção chega às quartas deixando ainda algumas dúvidas no ar, principalmente em relação a regularidade do saque e ataque. Mas o mais importante nesta pequena e atribulada trajetória brasileira nos Jogos, é que o Brasil deu a volta por cima e recuperou a confiança. Sem contar que já vive o clima de mata-mata há dois jogos, ou seja, está lidando bem com a pressão.

Como "acreditar" tem sido o verbo da seleção nesta Olimpíada, que assim seja: eu acredito no Brasil nas semi. 


Comentários

Vikram disse…
É isso aí, Laura! Acreditar sempre, esse é o nosso destino!
Wilson disse…
Laura, primeiro estou feliz pela SFV!!! Agora é torcer para que vença a Rússia!!! Segundo, admiro cada vez mais os EUA (nesse caso, a SFV de lá e seu técnico): hoje eles poderiam jogar por jogar, entregar jogo, sei lá. Mas não, jogarem para vencer, com garra, buscando bolas. Isso é time vencedor, que não escolhe adversários, pensa em si e no seu momento (coisa que a SMV do Brasil deveria aprender, vide resultados passados duvidosos). Bom, lembro-me que nos seus posts em Pequim 2008, vc disse que admirava a Logam Tom e Dani Scott por elas serem realmente ATLETAS. Hoje posso dizer que admiro o time todo pela postura e dedicação. Desculpem-me todos, mas esta seleção merece ser campeão em Londres.
Giovanna disse…
Realmente Laura, Brasil continua errando...não aguento quando entro em outros sites e vejo 'Brasil faz seu melhor jogo'...Pelo amor de Deus, fez um ótimo placar, 3x0, mas era mais que obrigação, só que com o correr do jogo pode-se perceber que não era muito mérito de Brasil, mas sim a fragilidade da Sérvia que ficou evidente!!!

Ficou evidente também a deficiência técnica do Brasil, mais uma vez...
Brasil fez cada ataque ruim, que só caiu mesmo na quadra adversária porque era a Sérvia...NUNCA que um Estados Unidos ia deixar cair as 'bolinhas' que a Sheilla e a Garay estavam mandando pro outro lado!!! Sem potencia, sem jeito...

Eu torci muito, e óbvio estou mega satisfeita com a classificação, mas pra mim é bem claro que passar pela Rússia vai ser difícil, ainda mais se elas entrarem em quadra achando que venceram a Sérvia por mérito, e que ali foi o ponto de 'renascimento' do Brasil, porque não foi! Foi um jogo rídiculo, onde o menos fraco venceu...e como Sérvia mal fez cócegas, Brasil meteu-lhe um 3x0.

Aquele ponto que a Natália marcou (que ela explorou o bloqueio, e depois foi direto 'pra fora'), não tinha ido realmente pra fora, na prática mesmo era o segundo erro de ataque dela, mas a juíza deu ponto pro Brasil...Resumindo: Natália ainda não mostrou condições de jogar.

Brasil precisa estudar muuuuito a Rússia e arrumar de vez suas deficiências, porque não vai ter mais chances depois de fazê-lo!!
Sergio Roberto disse…
Oi Laura;
Permita-me discordar de você em seu próprio blog.
O Brasil fez uma péssima partida com a Sérvia e este time não evoluiu nada neste jogo.
O time da Sérvia me lembrou de certos times sul-americanos que enfrentamos nos campeonatos aqui no continente.
Eu acho que os risos e comemorações durante e no final da partida mostra um time que não tem nenhuma consciência do que foi fazer. O Brasil terminou a fase em 4º lugar e dependeu da vitória dos EUA para se classificar. Independente do resultado, esta foi a pior 1ª fase da SFV desde as olimpíadas de Atlanta. O Brasil perdeu mais sets do que ganhou (10X9).
Sergio Roberto disse…
Algumas perguntas que eu espero que você ou os leitores me ajudem a entender:

1- O que a Natália foi fazer nas Olimpíadas? Ela está 1 ano sem jogar e até agora fez 2 pontos nas olimpíadas;

2 - Para que fazer um ciclo olímpico, se em 10 jogos se substituí a levantadora da seleção por outra que não fazia parte do grupo;

3 - O nosso técnico disse em várias entrevistas que foi trabalhar na Turquia para conhecer nossas adversárias. Só que ele com isso "Desconheceu nossas jogadoras"
tuliobr disse…
Foi um jogo tecnicamente ruim, contra uma Sérvia absolutamente estropiada, comandada pelo grande chapa do JRG, que parecia ansioso para voltar logo para Belgrado. Aliás, até acho o estilo do Terzic bem parecido com o do JRG. Mas nessa altura das coisas isso pouco importa. É hora da superação e deve-se deixar à cada dia a sua agonia: racionalmente, ninguém, nem no Brasil, nem na Rússia, acredita que com o atual desempenho a SFV possa chegar à semifinal. Ou seja, é uma bela chance para as garotas contradizerem o mundo todo! Devemos porém reconhecer que se merecimento fosse o critério para alguém ser campeão, as americanas já poderiam ter contratado o bufê da festa: terminaram nada menos que seis pontos à frente das segundas colocadas, em um grupo tido como "da morte" antes da competição começar. Qualquer que seja o resultado final, fizeram um belo trabalho que pode servir de inspiração para nosso próximo ciclo olímpico, o mais importante da história do esporte brasileiro.
Welmer disse…
Realmente, que dia longo!

Começou com aquele jogo entre Coréia e China, não sei se você viu, Laura, mas eu fiquei muito decepcionado com a atuação das equipes, principalmente da China, que poderia muito bem ter ganhado o quarto set, mas que pra mim claramente entregou.

Depois veio o jogo de muitos altos e baixos entre Rússia e Itália. E depois o jogo que decidiria o futuro do Brasil, entre Turquia e EUA. Confesso que fiquei um pouco receoso com aquele início da equipe americana, mas depois elas se impuseram saíram com a vitória diante da equipe turca.

O jogo entre Brasil e Sérvia foi um jogo no qual a equipe brasileira explorou bastante a fragilidade da equipe sérvia, principalmente no passe o que dificultou bastante a Sérvia a pontuar. Concordo contigo, Laura, com relação a Bracocevic e com relação aos excessivos erros de saque.

Agora, é esperar esse jogo entre Rússia. Acho que se o Brasil conseguir marcar a Gamova e a Goncharova tem boas chances de ganhar esse jogo, visto que a Startseva joga pouco com as centrais e que a Artamonova vira poucas bolas.

Mas o que eu quero é que a Gamova leve cada toco, que ela nunca mais vai querer jogar contra o Brasil, e que ela volte pra casa novamente sem o ouro olímpico.
Laura disse…
Welmer, parabéns por ter traduzido q eu estava falando da Brakocevic! haha Não sei de onde tirei aquilo q escrevi, inventei um nome. =P

Assisti sim À China x Coreia. No início achei bem normal, bastante disputado e ambas equipes agressivas no ataque. Mas no quarto set a China não fez questão alguma de correr atrás do placar. O Nalbert observou outras coisas q indicaram uma marmelada durante toda a partida, mas que sinceramente não me dei conta.

Sergio Roberto, acho q não discordamos tanto assim... Talvez vc seja mais enfático e crítico, mas tb não gostei da partida brasileira.

Não acho q as comemorações finais signifiquem o q vc falou, leio como uma sensação de alívio e de terem recuperado a confiança. Mas o Brasil realmente não pode se enganar, vai ter q jogar mais pra vencer a Rússia.
Laura disse…
Ah, tb não consigo esclarecer as tuas dúvidas. Aliás, me faço as mesmas perguntas.
Não sei não. Só ganharam porque foi contra a Sérvia. Se fosse contra um time mais organizado dificilmente ganhariam, ou pelo menos teriam menos trabalho.
Duas observações:
1. Dani Lins tá melhor que Fernandinha, pelo menos não está danado tanto prejuízo no bloqueio;
2 - A formação com Garay e Jaque é menos ruim que a da Paula e Jaque. Já que nossa outra ponteira, que seria a salvadora da pátria, foi fazer turismo em Londres.
Espero muito que passem pela Rússia, só pra desengasgar 2004 e 2006 e 2010, mas acho que temos pouca chance. Vamos torcer.
tete disse…
o Brasil ainda está jogando péssimamente, mas passar para as quartas foi um alívio ia ser mais vergonhoso voltar para casa hoje do que já foi depender de combinação de resultados. Pelo menos eu acho que ninguém que frequenta aqui o blog está iludido com a vitória de hoje e que no jogo de terça o Brasil jogue mais do que jogou até agora para fazer frente ao time da Russia que é um time forte, mas não invencível.
Anônimo disse…
Laura

A Rússia esta longe de estar jogando aquele voleibol do Mundial.

Nao sinto firmeza na Goncharova, e Artamonova peca na potência.

Kosheleva um potêncial como Natália, em recuperação, sequer entrou.

Existe um mal estar no grupo em relação a presença de última hora da Sokolova, q começa a partida no banco.

Entretanto, Gamova parece estar em grande forma e será o a grande adversária do próximo confronto. Como para-la?

Não vejo favoritismo absoluto da Rússia para próxima partida, mas digamos q as chances são de 60% pra Rússia 40% p/O Brasil em função do vôleibol irregular q estamos apresentando até agora.

Crowley.
Laura disse…
Crowley, concordo com vc. Acho q as chances são bem essas, 60/40.
Anônimo disse…
A comemoração no final da partida foi: Puxa, passamos! classificamos, vamos jogar, agora. Vai dar Brasil 3x2 Rússia, num jogo disputado.
J.W. disse…
Pensei que só eu estava achando que o jogo não foi grande coisa mas agora lendo seu post vejo que pensamos da mesma maneira. Sérvia estava em pedaços, não sacava não atacava e não defendia. Nossas meias salvaram o time, com certeza Russia vai bloquear nossas centrais e aí? Contar com Sheilla, Jaque e Garay? O tempo todo pedem para acreditar mas desde 2010 estamos apanhando dos melhores times. Tudo bem acredito, afinal milagres acontecem.
Sergio Roberto disse…
Laura;

Eu acompanho vôlei há muito tempo e parabéns pelo blog. É muito legal dialogar com o blogueiro e melhor ainda ver que você não é escrava das suas opiniões.
Sem polemizar, só para enfatizar. Eu sempre achei que os atletas brasileiros, do vôlei incluindo, vão para as competições com a cabeça em muitos lugares ao mesmo tempo.
Enquanto na véspera das finais os adversários estão concentrados, os brasileiros estão passeando com os repórteres, falando com a família,etc.
Só que ficar na primeira fase ou nas quartas da no mesmo para uma seleção que 4 anos atrás foi medalha de ouro. Nossa seleção parece aquele aluno que passou de ano com nota 5 e esta comemorando como se tivesse terminado o doutorado.
Eduardo Araujo disse…
Oi gente, eu não pude assistir o jogo, mas pelo que andei lendo o Brasil conseguiu jogar bem abaixo mais uma vez, todos sabiam que o Brasil iria ganhar, afinal a Servia veio com o time B para as olimpíadas, já que muitas jogadoras estavam machucadas.
Eu pude ver o jogo da Russia VS Itália e a situação do Brasil é preocupando pq as 2 seleções estão jogando muito melhor do que o Brasil, mas coloca melhor nisso!!
Vamos ter que melhorar uns 90% para ganhar!
Agora começa o torneio para valer, chegou a hora de deixar as besteiras do ZR de lado, esquecer esses 3 meses de terror e bobagens e ir com a faca nos dentes contra a Russia!!
Perder ou ganhar faz parte do jogo o outro time treina e luta para ganhar também, o importante é a forma de perder não me importo de perdermos por 3 x 2 por 16 x 14 no 5 e decisivo set como aconteceu no mundial!!!
O que me preocupa e não aceito é agente perder como perdemos para EUA e a Coreia....
Espero que não sejamos humilhados nesse jogo da Russia, senão era melhor nem ter passado de fase!!!!
Leo01 disse…
Laura, o Ze' Roberto tem que agradecer muito ao HUGH McCUTCHEON por ter dado de presente a classificacao do Brasil. Os EUA poderiam ter dado uma folga p/as titulares p/ descansarem e evitado desgaste fisico e contusoes fora de hora, com isso a BERG saiu do jogo lesionada, sera' que e' grave? Enfim o EUA evitaram a desclassificacao do Brasil, mas tiveram uma baixa importante: a levantadora titular. O problema do BRASIL nao e' enfrentar a RUSSIA em si, mas enfrentar GAMOVA com sangue nos olhos e a faca nos dentes que e' o PROBLEMAO! GAMOVA detesta as brasileiras e esta' jogando muito tanto no ataque qto no bloqueio, GAMOVA provavelmente deve ter torcido muito para os EUA vencerem a TURQUIA so' pelo prazer de massacrar as brasileiras nas quartas-de-final. Tenho acompanhado os jogos da RUSSIA e a unica jogadora que conseguiu fazer frente a GAMOVA foi a excepcional meio-de-rede italiana SIMONA GIOLI. A RUSSIA joga da mesma forma de sempre, mas a GAMOVA esta' voando em quadra, acho dificil o BRASIL passar pela GAMOVA.
Julie disse…
Sorte pra todos nós!!! Que a estrela delas brilhe muuuuuuuuuuuuuuito hoje!!! Universo... ajuda aê!!!!