terça-feira, 7 de agosto de 2012

Rússia? Tanacova! =D - Brasil 3x2 Rússia

Agora sim tenho condições e tempo para escrever alguma coisa no blog.

Foi A partida. O 3x2 não foi por acaso, foi um jogo equilibradíssimo e muito bem jogado. Inesquecível.

Achei o Brasil levemente superior à Rússia durante toda a partida. O que prejudicou a seleção foi o desperdício de contra-ataques, o que quase nos custou a classificação.

 *****************************

Fazia tempo que não via o Brasil jogando tão bem, com todas as atletas contribuindo e sendo decisivas, cada uma em seu momento. Thaísa comeu a bola, Sheilla chamou a responsabilidade para si na hora que mais se precisou dela, Garay foi corajosa e teve estrela: foi com o saque dela que veio a reviravolta e a vitória brasileira.

O que a defesa brasileira fez hoje foi espetacular, colocou o time o tempo todo no jogo em condições de contra-atacar. E a defesa tem um nome: Fabi. Não há o que falar dela nem da Dani Lins, as jogadoras mais contestadas neste período pré-olímpico. Ou melhor, há que se comentar e elogiar o ótimo desempenho das duas.
 
Enfim, todas funcionaram muito bem. Os únicos senões são dois: me incomodou a “segurada de braço” de algumas jogadoras em determinados momentos, a Fabiana no final do tie, principalmente. 

O outro é um mal que não é só desta partida e com a qual o Brasil vai ter que lidar até o final dos Jogos. O participante aqui do blog, Eduardo, comentou e concordo: não há inversão 5x1. Fernandinha e Tandara não passam a confiança necessária (apesar da oposta ter virado bolas importantes no primeiro set).


 ***************************** 

O espírito com o qual a seleção entrou em quadra foi sensacional. Entrou para matar ou morrer, com coragem, muita garra e, sim, muita frieza. Porque vencer o tie-break que venceu, só incorporando as russas e tendo muito sangue frio.

Eu revivi no tie todas aquelas sensações ruins dos títulos e finais que escaparam para a mesma Rússia, em Mundiais e Olimpíada. Achei que, de novo, o Brasil ia sucumbir. 

O 13x10 para o Brasil no tie foi uma reprise de Atenas, assim como o 24x19. Só que o final da história a seleção conseguiu reesecrever. Ou seja, foi a partida da redenção, de acabar de vez com todos os rótulos e carmas que a seleção carregava há anos.

*****************************

Brasil x Japão

A vitória contra a Rússia foi espetacular, mas é página virada. O Brasil não pode perder o foco e deixar escapar a classificação para a final depois de tudo que passou. 

O Japão é um time chato e todo mundo lembra o sofrimento que foi a semifinal do Mundial 2010. A seleção tem que evitar entrar no ritmo acelerado das japonesas, o que muitas vezes já aconteceu com o Brasil.  

Depois de um 2011 ruim, o Japão voltou muito bem. Saori e Ebata voltaram a comandar o ataque. É um estilo completamente diferente da Rússia, mas vai exigir a mesma atenção das brasileiras na defesa e um bom passe para a Dani jogar em velocidade com Thaisa e Fabiana.

36 comentários:

fabiane disse...

É isso aí Laura: tópico aberto. Pagamos nossa língua hoje. Fabí voltou a jogar. Dani Lins brilhou. Sheilla é HERO...E o time tá unido. É outro campeonato! Sabemos das limitações, mas a verdade é que esse time sim....inspira e dá orgulho. Nem estou preocupada com o título depois de hoje...rss.

Julie disse...

Eu e minhas promessas.... agora vou ter que cumprir... huahuhauahuahuahua

Eduardo Araujo disse...

Jogamos bem, hj diria que usamos 2 escolas do vôlei as defesa das japonesas e a força nos ataques da europeias!!!
Confesso que não achava que daria não!!!, mas vendo o time jogar e vendo o time do japão jogar diria que estamos na final!!!
Agora tenho que criticar também, escrevi aqui a um tempo atrás na época dos cortes da seleção que o Brasil teria chances de medalhas e que o ZR somente dificultou essas chances!!!
No jogo de hj ficou claro que não tempos uma inversão de 5 x 1, a Fernandinha esta muito ruim, não levanta e não defende, deu vários prejuízos hj!!!
E as apostas do ZR ate agora não mostraram pq estão no time, são elas Tandara, Natalia e Fernandinha.
Quem diria a Dani Lins esta conseguindo levar o time, talvez por sentir que a Fernandinha não tem essa bola toda ela esta se sentindo segura na posição já que a atual sombra não incomoda, mas espero que ela não entre em pane nesses últimos 2 jogos, pq ai não teremos levantadora!!
Na minha humilde opinião já temos a prata garantida!!!

Welmer disse...

Laura, Que jogo!!!!!!!

Todo mundo foi bem, mas a Dani, que eu tanto critiquei, a Sheilla e a Thaísa brilharam!!!!!

Eu fiquei muito feliz com essa vitória, lágrimas chegaram a cair do meu olho, de tão feliz que eu estava, ou melhor que eu estou!!!!

Depois daquela bola da Garay que o árbitro deu fora, o jogo do mundial me veio em mente, mas ainda bem que aquele filme não se repetiu.

Agora os EUA que sofram, puseram o Brasil no páreo, eu sei que ainda tem o Japão, mas pra mim o pior já passou.

Depois que elas (as russas) empataram o quinto set, eu fiquei preocupado, mas eu sabia que dessa vez a vitória ia ser nossa!!!

Esse jogo deixa qualquer 24x19 de lado!!!!

Pedro disse...

Milagre. Nossa, emocionante. O jogo contra o Japão será difícil. Japão e favorito. Mas não tem importância perder na bola. Queremos ver o que vimos hoje. As meninas jogando o que sabem, colocando o coração em quadra. Foi muito bonito. Se perderem, que seja assim. Mas fica nossa torcida pelo time brasileiro. Vai Brasil!

Anônimo disse...

Hematomas me definem! Fui pra janela gritar! Tô com tanta energia q correria uma maratona hj e ganharia o ouro olímpico até! haha Obrigada Sheilla Castro pela atleta q vc é! Foi lindo ver vc chamando a responsabilidade! Queria uma câmera 24h acompanhando vcs hoje pra ver como vai ser esse clima lindo de pós jogo! OBRIGADA SELEÇÃO FEMININA DE VÔLEI

Giovanna disse...

Sem palavras!!! Essa vitória pra mim nem da Sheilla é, é da THAISA E FABIANA!!! Jogaram demaaaaaaaais nossas centrais!!! Mal deram chance de defesa...Sheilla brilhou também, mas a categoria com que a Fabiana e a Thaísa botaram as bolas no chão eu nunca vi!!! E olha que eu não sou fã da Fabiana...méritos da Dani Lins!!! E quem diria, logo a jogadora que meio mundo dizia que NUNCA poderia competir uma Olimpiadas pois não teria capacidade pra isso, ta aí nos levando pra semi!!!! Vaaaaaaaaaaamo Danii!!

Tremi no tie-break, mas tá aí o resultado!!!! E que torcida eiin??? Caracas que orgulho das nossas meninas do banco, que a todo momento puxavam a torcida pra dar forças pro Brasil!!!!

Welmer disse...

Laura, depois o título do Vasco na Copa do Brasil do ano passado esse é o dia mais feliz da minha!!!

E olha que elas nem garantiram medalha ainda!

Welmer disse...

da minha vida!!!!

é que faltou essa parte no comentário acima!!!!

Anônimo disse...

#CHUPAGAMOVA !

Crowley.

Alfredo disse...

Que título, Laura! Que sacada!

tete disse...

Ganhar da Rússia é muito melhor :)
Dani Lins vem sendo destaque, quem diria. SOfri como todo mundo, mas tenho que manter o pé no chão o jogo contra o Japão é bem mais complicado a bola demora a cair e a seleção é instável, mas por enquanto é chupa Gamova.

Julie disse...

Os Deuses do esporte e a torcida tiveram toda sua energia sugada hoje!!! Primeiro no jogo do Alison e Emanuel... depois o das meninas...

Não sobrou essa força da virada para Juliana e Larissa... que pra toda a minha tristeza vão disputar agora o bronze. Essas mereciam desde o primeiro dia a medalha de ouro!!! Vai vir... meninas!!! Nas areias de Copacabana!!!

Welmer disse...

Laura, realmente o grupo do Brasil era o grupo da morte, das quatro equipes que se classificaram, apenas a China não avançou às semi.

P.S.: Eu sempre achei que esse time italiano não ia muito longe, fizeram muito auê
em cima desse time, que queria depender somente das chinas da Gioli, que pra mim é uma jogadora de mediana pra baixo, até que chegou a Coréia e fez uma marcação direitinha e dificultou a virada de bola dela e do time da Itália todo.

Julie disse...

Não sei se alguém se deu conta disso... nem ouvi os comentaristas falarem sobre...

O ZRG NÃO USOU SUA CREDENCIAL ATRAVESSADA NO PEITO NO JOGO DE HOJE!!!

Ele faz isso desde o seu primeiro OURO!!! Vai ver que acabou esse encanto e era isso que vinha dando errado... :)

J.W. disse...

Não assisti o jogo depois do primeiro set porque se o Brasil perdesse a culpa seria minha, afinal sou pé frio. Só depois vi na internet o resultado e vou assistir a reprise do jogo logo mais.
Valeuuuuuuuuuuuuuu Brasil!!!

Leo DF disse...

Só agora tive tempo de vir aqui escrever algo, não vou me alongar pq o principal já foi dito: que jogo!! O jogo de hoje me devolveu o orgulho de torcer por essa seleção, há um bom tempo que o Brasil nos devia uma apresentação dessas!
Tenho aqui que fazer o mea culpa, Dani Lins, quem diria, se transformou em titular absoluta! Eu que tanto falei mal dela, nem a inclui na minha seleção olímpica tenho que tirar o chapéu e perguntar: o que diabos a Fernanda está fazendo lá? Aquela vaga de segunda levantadora deveria ser da Fabíola, porque a de primeira parece ter finalmente encontrado uma dona... sinceramente, nunca pensei que diria isso, mas Dani está de parabéns!!
Depois do jogo de hoje consigo ver nossa seleção novamente na final olímpica, mesmo que vencer dos EUA sejam outros 500...

Laura disse...

Leo DF, tb! No fim, a escolha errada do Zé foi pela Fernanda e não pela Dani Lins.

Julie, adivinha só? Desde o jogo da China ele não usa mais a credencial atravessada! Eu ia dizer que não acreditava nesta coisas, mas não tenho argumentos... Não deixei minha mãe sair da poltrona da sala pq foi com ela sentada ali q o Brasil venceu os sets. =P

Anônimo disse...

Gamova apagada no jogo.

Sokolova q comandou o time russo.

Mas uma atleta q menospreza uma Olimpíada, não merece medalha, mas sim uma desclassificação nas quartas, pelo quarto do outro grupo.

#CHUPASOKOLOVA

tuliobr disse...

A imprensa exagera. Hoje em dia, vemos o adjetivo "histórico" ser usado com muita liberalidade. Mas este jogo contra a Rússia merece tal qualificação, e outras mais que eu vi escritas por aí: "eletrizante", "heróico", "dramático"... Li no portal G-1 que até os ministros do STF, ocupados com o julgamento do mensalão, deram uma escapada para acompanhar o 'tie-brake': do plenário suas manifestações eram ouvidas! Portanto, este foi o jogo "supremo". Tomara que Gabi, Daroit, Claudinha, outras jovens que poderão estar no próximo ciclo olímpico, e mais as garotas da seleção juvenil, e as meninas da infanto, vejam e revejam este jogo, para assim compreenderem o significado e a responsabilidade de suceder aquelas que hoje estiveram em quadra, e outras atletas do passado, quando vestirem a camisa da SFV. Quanto ao jogo, foi mais uma vez superação. Se o título de Pequim foi o da razão, do planejamento bem elaborado, da precisão técnica e da exuberância física, o de Londres terá de ser o da emoção, da vontade, da garra. As jogadoras terão que superar na quadra as decisões erradas do JRG, a má fase técnica, erros da arbitragem, adversários superiores em vários aspectos, nossa descrença, a sorte que não tem nos favorecido nos últimos anos, enfim, é a SFV contra o Universo! Depois do quê eu vi hoje, o Universo que se cuide!

Welmer disse...

Eu já assisti tudo o que foi de reportagem do jogo, da espn, do sportv e da record, além dos vt's do jogo, mas toda vejo algo relacionado com o jogo eu me alegro muito.

Esse jogo eu nunca vou esquecer!!!!

Até mesmo porque eu gravei e sempre que eu quiser eu vou dar uma olhadinha. =D

tuliobr disse...

Um PS, Laura: para não dizer que não falei da Rússia, que jogadora é essa Sokolova! Em grande parte do 'tie-brake', a linha de passe russa era só ela! Pelo visto, ela vai se juntar ao rol de grandes jogadoras que nunca foram campeãs olímpicas. Estará em boa companhia, de gente digna de figurar na mesma lista em que seu nome apareça. Tiro meu chapéu para ela.

Julia disse...

Nem precisa de medalha! Essa vitória maravilhosa contra a Rússia vale ouro! A nível de superação, acho que foi a melhor partida dessa geração. O Brasil mal parece a mesma equipe. Dani Lins, logo ela, devolveu condições de jogo às nossas atacantes, que, com a auto confiança elevada, superaram as dores e dificuldades e deram show de bola e de raça! Sempre fui muito fã da SHEILLA, mas ela conseguiu fazer minha admiração aumentar ainda mais! Acho que era tudo que nós, torcedores de verdade, desejávamos: que a seleção jogasse o melhor que pudesse e terminasse a partida de cabeça erguida, independente do resultado! Fizeram isso e além! Bom demais! Agora cuidado, sem oba oba e sem falsas aparências: há 1 semana atrás o Brasil vivia uma fase horrível e até a classificação estava desacreditada. Ontem jogou demais, mas não se pode entrar no clima do "é campeão".
P.S: Claro que, em momento algum, desejei que as russas ganhassem do Brasil e sei também que elas são chatas e coisa e tal, mas, como admiradora do volley, lamento que SOKOLOVA e GAMOVA se aposentem sem um ouro olímpico! São craques que mereciam, como fez a Fofão, encerrar a carreira com a maior conquista para um esportista.

Giovanna disse...

Welmer: vc tem como subir no Youtube o jogo? Eu to procurando igual a uma louca pra rever, mas não achei...pelo menos o tie-break! :)

Julie disse...

Giovanna... veja se consegue por esse link:

http://esportes.terra.com.br/jogos-olimpicos/londres-2012/ao-vivo/plus/reprise/?1531

Abraço...

Welmer disse...

Giovanna, eu não tenho como postar no youtube, porque eu não gravei no computador, eu gravei pela sky.

Se eu tivesse como postar, eu certamente o faria.

João Lucas disse...

Que jogaço de bola, um jogo memorável. Não importa se a seleção brasileira conseguirá medalhas, o que interessa é que essa seleção demonstrou garra dentro de quadra. Garra que praticamente inexistiu na primeira fase e que ter retornado desde a vitória contra a China. Thaísa, Sheilla e Fabiana foram importantíssimas e finalmente assumiram a responsabilidade da liderança. Fabiana a capitã teve personalidade de virar a última bola, Sheilla fi a grande derrubadora no set desempate e Thaísa, sempre ela foi a mais regular. Fabi e jaque foram monstras na defesa e mesmo Sokolova vindo arrasadora as duas não deixavam a bola cair. Garay merece a titularidade sim, está muito superior a Paula Pequeno. Como bem disse Laura não temos inversão 5X1, Fernandinha não passa segurança e Tandara, ainda jovem demais, não é nada confiável. Não sei quando Natália será utilizada, acho que foi fazer turismo.
Dani Lins, merece ser elogiada. Eu e vários outros críticos ferrenhos da levantadora, que por sinal não à queriamos em Londres temos que admitir que pelas mãos de Lins estamos na semifinal. Desde o jogo contra os EUA, Danielle tem jogado acima da média e no jogaço contra as gigantes russas a armadora fez o melhor jogo da sua vida. PARABÉNS DANIELLE POR NOS MOSTRAR NA BOLA O QUANTO ESTÁVAMOS ERRADOS.
Que venha o Japão e suas defesas.

Eduardo Araujo disse...

Assistiram a entrevista do Ary Graça para o esporte tv?
Ele agradeceu a Russia por não forçar o saque no Brasil, possibilitando que a Dani Lins recebe-se as bolas na mão e pudesse trabalhar com os meios!!!
Mas deu a entender que não gostou muito dos cortes que o ZR fez na seleção..., mas não criou polemica e ate evitou falar do assunto.

Welmer disse...

Laura, eu já comentei bastante nesse seu post, mas eu queria fazer uma observações, que durante o jogo, no calor da partida, eu não consegui reparar, mas vendo a reprise eu pude perceber:

Que partida fez a Jaque!!!

Muitos dizem que ela não é jogadora de decisão, e eu acho que ela sente mesmo esses momentos, mas ontem ela virou uma bola muito importante. No final do 4° set quando o jogo estava empatado em 19, a Rússia vinha de dois pontos consecutivos, e ela atacou uma linda bola no corredor, e quem estava bloqueando ela naquela posição era a Gamova. Fora essa bola ela atacou muitas outras, só que as russas acabavam espirrando a defesa, mas ainda recuperava, que nem a bola que a Goncharova foi recuperar lá nas placas.

Mas no fundo de quadra onde ela realmente é importante, ela foi espetacular, ela defendeu muito junto com a Fabi e a Garay, e passou muito bem também.

Laura, com relação a inversão do 5x1, ela inexiste. Quando o Zé anunciou a convocação da Fernandinha, eu até tinha ficado feliz, porque eu achava que ela iria conseguir barrar a Dani Lins. No fim, ele levou a Fernandinha e Dani, e eu achava que ele tinha errado ao levar a Dani, mas agora eu percebi que ele errou ao escolher a Fernandinha.

Leo01 disse...

Parabens p/ a SHE-RA pela excelente atuacao nessa temporada 2012: a meio TAISA tem sido muito importante no saque, ataque e bloqueio, alem disso tem um toque perfeito, poderia ser inclusive levantadora, tudo isso me faz crer que a SHE-RA seja a MVP do BRASIL. Esta’ tudo tao equilibrado que nao vou arriscar palpites p/ a semifinal, mas a coreana KIM YEON-KEONG esta’ jogando tanto que suspeito que ela vai estar na final.

Paulinho Adorador disse...

Acho que mesmo que tivessem perdido, perder jogando de igual pra igual é diferente do que perder da forma que perdeu pra Coréia e EUA.
Foi bom rever as meninas assumirem uma nova postura em quadra. Espero que continuem assim. Se levaram o mesmo espírito pra semi, passam pelo Japão, e podemos dar trabalho pros EUA.
De qualquer forma, como já disse aqui em outra oportunidade, seja qual for o resultado, espero que o Zé Roberto e sua comissão deixem a seleção após os Jogos.

Glaucio Teixeira Brandão disse...

Realmente temos q comemorar esta vitória independente do jogo contra o japão q também será difícil....Mas uma vez eu lamento o Zé ter cortado a Mari q todos sabemos é irregular no passe mas muito mais superior do q tandara....Mari é ainda o maior ataque de força do Brasil e gostaria de estar vendo-a na troca do 5-1....Imagine os ataques dela na hora do desafogo....Pena a Mari ficar sem essa medalha....

Glaucio Teixeira Brandão disse...

quero destacar também q acredito q após Londres com poucas exceções deve-se renovar esta seleção rapidamente visando as próximas....Temos q descobrir novos talentos principalmente novas levantadoras....sabemos como são medianas e inseguras as atuais...Não conseguem manter um padrão....Aliás muito injusto levar essa Fernandinha no lugar da fabíola.....Zé teimoso errou demais deixando Mari e Fabíola de fora...

Anônimo disse...

As russas estão muitos POSERS, na época do Karpol, não tinha estrelismo, jogadora maquiada,fama etc.. atleta era tratada no cabrecho e o foco era só no voleibol e no resultado.

Giovanna disse...

Julie: obrigada, funcionou sim!!! É tão estranho ver o jogo sem narração como no video!!! Huahauaha
obrigada!!

Welmer: obrigada mesmo assim!!! Quem sabe dias desses alguém sobe no Youtube em HD? Vou torcer!!!!

Anônimo disse...

É OURO! É OURO! É OURO!