Brasil 3x2 Itália

Para o Brasil, neste GP, a defesa é o melhor ataque. Mais especificamente o bloqueio, já que o sistema defensivo ainda bobeia na cobertura e no posicionamento. O bloqueio mais uma vez compensou o desperdício de ataques e contra-ataques na vitória brasileira contra a Itália. 

O Brasil como um todo está à procura do equilíbrio. Alterna bons e maus momentos e as jogadoras, com raras exceções, seguem o ritmo do time. A exceção da partida de hoje foi a Fabiana, que foi constante no ataque e bloqueio e se recuperou da má partida de sexta. 

**************************  
Acho que a Fabíola ainda precisa refinar a sua leitura de jogo. Ela insiste em jogadas marcadas quando há opções mais fáceis e melhores. Ainda assim, na partida contra a Itália, ela soube aproveitar bem as centrais, colocando-as para jogar quando nossas ponteiras não pontuavam.

É bom ver a Sheilla recuperando a velha forma. Os primeiros sets ainda são pouco produtivos, mas ela cresce com a partida e está sendo decisiva no ataque e no saque. Aliás, este é um fundamento no qual o Brasil evoluiu muito e mostra agressividade.

O melhor da partida contra Itália foi ver que o Brasil pode contar com o banco. As mudanças que o Zé Roberto fez surtiram efeito e fizeram a diferença para a vitória. Mari entrou muito bem independente da posição. No ataque ela não ficou devendo à Sheilla ou Paula. O que ela tem a melhorar é o posicionamento na defesa.

**************************

Pê ésse:

- Ótima partida da veterana Picinnini. Com a Ortolani bem marcada, ela teve que segurar o ataque italiano. E deu conta do recado. Outro destaque da Itália é a líbero De Gennaro. Está em todos os cantos da quadra.

- EUA 3x0 Alemanha: a Alemanha tem uma geração competente e com boas opções de mudanças, mas sofre do mesmo mal há anos. Não consegue sustentar o placar quando chega na parte final dos sets. Conseguiu fazer uma partida equilibrada com os EUA nos dois primeiros sets, mas, como sempre, faltou poder de decisão e maturidade.

Comentários

Lilian disse…
P/ mim, a ITALIA tem o grupo mais forte de jogadoras disponiveis, e e' favorita ao Ouro olimpico, imagine que ainda falta acrescentar a esse time que jogou contra o Brasil: COSTAGRANDE(MVP da COPA DO MUNDO), LO BIANCO, CARDULO, SIMONA GIOLI, VALENTINA ARRIGHETI E ANTONELA DEL CORE, 6 jogadoras que participaram da campanha vitoriosa da COPA do MUNDO e que estao treinando separadamente na ITALIA, para se juntar ao time principal, se o time de ontem ja' deu sufoco no BRASIL, imagina com a volta dessas 6 jogadoras.
Anônimo disse…
Sei lá, parece q falta maturidade nas alemãs, q estão jogando uma partida no ginásio do colégio, falta garra e seriedade de querer vencer. O bloqueio nas pontas, principalmente, eh um ponto fraco.
Eduardo Araujo disse…
Achei que as Americanas fossem perder os set, mas a Alemanha foi legal e nos finais sets davam a vitoria para as Americanas.
Mas falando do jogo do Brasil, eu não estou gostando da linha de passe do Brasil, achei que no primeiro e no segundo set a coisa foi bem ruim, isso dificulta o ataque.
Outra coisa que esta pegando quando passamos pelo bloqueio o adversário esta defendendo e jogando a bola para o alto dando volume de jogo e ajudando o contra ataque, também acho que ate por causa disso nos ralis a fabiola acaba fazendo algumas escolhas erradas, o time tem que ter paciência e cabeça fria, principalmente a fabiola para poder fazer a melhor escolha para a jogada.
É esse volume de jogo que não esta funcionando para o Brasil como eu disse a nossa bola não toca no bloqueio e tem uma menina no fundo e pega a bola, possibilitando um contra ataque.
Quando a bola passa pelo nosso bloqueio é bola no chão e isso irrita.
Agora tenho que dar credito para a Mari, tem entrado bem nos jogos td bem que o pessoal não tem sacado nela, oq é ótimo e a Mari esta muito bem no ataque e no bloqueio, hj ela que salvou o Brasil.
Não gosto muito de algumas atitudes do ZR, acho que as vezes ele demora demais para parar o jogo por exemplo, mas hj tiro o chapéu para ele.
Acho por exemplo que a Brait e a Garay ficariam melhor nesse time, mas hj ele fez trocas importantes e interessantes, como usar a Mari como coringa.
Uma troca que eu achei legal foi a troca realizada no 5 set por exemplo, quando ele colocou a Paula e a Dani e tirou a Sheilla e a Fabiola e com isso a Mari virou a oposta deixando 3 atacantes na rede e aumentando o bloqueio.
Luh disse…
O teste da Dani Lins era jogar na pressão? Ele colocou ela pra jogar só quando parecia que o jogo estava perdido.Gostei da Mari, está se reencontrando de novo.
Anônimo disse…
ALEXANDRE OLIVEIRA, REPÓRTER DO SPORTV, FAZ CADA PERGUNTA SEM NOÇÃO, CADA ANÁLISE E COMENTÁRIO FUBÁ Q JOGA PRAS JOGADORAS Q NADA MELHOR RESUME Q > #VERGONHAALHEIA

PS: Sem falar do inglês basic one na hora de entrevistar e traduzir a Hooker, tudo errado..aff
Lilian disse…
Anonimo, vc foi perfeito, assino embaixo seu comentario, Alexandre Oliveira e' um pessimo entrevistador, e o ingles dele e' mais pessimo ainda!!! Isso sem falar no narrador do jogo que e' outro horrivel!!! Cruz quedo essa Globo!!! Ainda bem que as olimpiadas vao ser transmitidas pela RECORD e espero que o bicampeao olimpico MAURICIO LIMA, seja o comentarista do volei, pq no PAN ele deu um show de comentarios pertinentes.
Lilian, infelizmente pro volei feminino a comentarista é a Virna que foi péssima no Pan. A transmissão da Record também foi sofrível, tão quanto tem sido a do SportTv, não acho que melhoraram pra Londres.
Sobre a seleção: a linha de passe continua sendo o principal problema, está dificultando a vida da Fabíola e das atacantes. Ana Moser falou um negócio interessante no twitter: tá faltando uma liderança pra essa equipe. Quem seria essa líder?
Welmer disse…
A seleção brasileira alterna muito durante o jogo.
Ontem acho que seria interessante se a Camila Brait entrasse na partida, mas ela não estava inscrita. Fabiana fez uma partida melhor no jogo contra a Alemanha, Jaqueline, pra mim, também fez uma partida melhor. Gostei muito da entrada da Mari no jogo. Espero que no jogo de hoje as meninas sejam mais regulares durante a partida.
Anônimo disse…
Sheilla foi decisiva no ataque onde? Negou fogo toda vez que teve chance de fazer a diferença. Quem teve participação decisiva foi a Mari, que comandou a virada no 1º set e salvou o match point italiano no tie.
LEONARDO disse…
Laura, apesar da derrota gostei de algumas em BRASILxEUA. Gostei da atuacao das 2 liberos em revezamento, a mesma tatica usada pelo Ze'qdo ganhou o EUROPEU com o FENERBAC. Antes de criticar vamos lembrar que os EUA estao com o time completo que disputara’ as olimpiadas e o Brasil ainda esta’ arrumando o time. O time sentiu falta de Tandara para revezar com Sheila como oposta e de Garay p/ entrar no lugar da Jack. Acho que o Ze’ demorou um pouco p/ voltar com FABIOLA e SHEILA no quarto set. O Brasil por muito pouco nao venceu o quarto set e se levasse o jogo para o tie-break tinha tudo p/vencer. O eua e’ isso aeh, ja’ Brasil e Italia vao melhorar muito ainda ate’ a Olimpiada. FABI e BRAIT foram muito bem jogando se revezando e as 2 devem ir p/ Londres jogando assim. Taisa foi a melhor em quadra. Paula com toda sua vibracao e virando bolas importantes foi a jogadora de seguranca, alem disso fez belissimas defesas. Mari melhorou no ataque, mas deu tapinhas em momentos em que era p/enfiar a mao, e na defesa nao ajudou nada, ate’ por isso senti falta da TANDARA que tem mostrado mais garra em quadra tbem na defesa. Adenizia entrou, mas tbem deixou a desejar, nao bloqueou como em outras partidas. Sheila estava indo ate’ bem, mas o Ze’ a deixou muito tempo fora, Fabiola tbem ficou muito tempo fora, ela ajuda muito no bloqueio. Acho que se elas voltassem um pouco antes o Brasil levava o jogo p/ o tie break. O EUA com a selecao pronta e completa SUOU MUITO p/vencer o Brasil ainda em preparacao! Quero ver os EUA enfrentando um BRASIL completo com PAULA e GARAY nas pontas, SHEILA e FABIOLA revezando no 5x1 com TANDARA e FERNANDINHA,TAISA,FABIANA se revezando com a ADENIZIA no meio e as 2 liberos, FABI e BRAIT jogando se revezando, considero esse time o ideal, e pelo que vi hoje o Brasil tem total chances de derrotar essa selecao dsos EUA.