Vôlei Futuro puxa o freio

Sai a Superliga, entra a seleção brasileira e as movimentações de mercado.

Em relação ao mercado, a má, digo, a péssima notícia é saber que o Vôlei Futuro vai diminuir os investimentos no time feminino. Estava estranhando a falta de notícias sobre as contratações e renovações do VF. 

E é mais uma equipe que se enfraquece. É sempre assim, quando ganhamos novos times de alto investimento na SL, perdemos outros na mesma proporção. E ainda corremos o risco de ver algumas jogadoras retornando à Europa.

**************************

O mercado anda lento e ao que tudo indica, infelizmente, vamos ter as forças concentradas somente em 3 equipes: as duas de sempre, Osasco e Unilever, e mais o novato Campinas. 

O Osasco sai na frente ao garantir as campeãs da última temporada. Também está evidente que o investimento continua pesado na busca por manter o time no topo. Está agindo rápido e montando um timaço.

As demais equipes estão um pouco lentas nesse processo. Há mais especulações que confirmações. 

**************************  

Seleção

Natasha foi convocada nesta terça-feira para treinar com a seleção. Não sei quais são as pretensões do Zé Roberto para ela neste pré-olímpico. Vejo mais chances no GP. 

Aliás, a conta não fecha muito bem se formos ver a lista das jogadoras que estão treinando no momento e as intenções do Zé Roberto em dar folga a elas em algumas etapas do GP. Ele vai precisar de um elenco mais rico de opções se quiser realmente poupá-las.

Comentários

Renato disse…
Triste mesmo a notícia sobre o volei futuro, lembrando também que o Minas reduziu o investimento devido a perda de patrocínio.
Laura, vejo também o SESI uma equipe forte, concorda ? Pelo que vi até agora Osasco saiu realmente na frente e monta um timaço como já falei em outro post seu. Unilever, Campinas e SESI na minha opinião estão no mesmo patamar
Anônimo disse…
Fiquei muito triste com a notícia do VF, pois achava que seria o time a desbancar a hegemonia Rio e Osasco. Mas fico muito mais triste com a situação do Minas, que vai perder suas principais jogadoras, as cubanas, e teve seu orçamento reduzido. Creio que a superliga feminina vai ficar monótona, sempre com os times Rio e Osasco disputando o título.
Laura disse…
Sim, o Minas está entre os times q "perdemos" pra próxima temporada.

Renato, acho q o Sesi ganha muito com a Tandara - apesar de preferir q ela jogue como oposto. Parece q eles contrataram a Fabiana tb... mas detesto qd não anunciam oficialmente. Ano passado Wal e Érika eram dadas como certas no Sesi e no fim não se viu nada disso.(por isso, acho complicado comentar as movimentações de mercado...)

Mas enfim, acho q o q difere Unilever e Campinas do Sesi são os treinadores. Mas certamente o os dois times têm q trazer nomes mais fortes para as pontas para q briguem por alguma coisa. Vamos esperar...
Anônimo disse…
Laura
E Herrera e Ramirez, vao pro Unilever?
graca disse…
Campinas com SUELEN de libero vai ser um FIASCO, assim como o foi no SANCA, vejo o SESI à frente do CAMPINAS, mas no final das contas vai dar mesmo UNILEVER e OSASCO. Se o VOLEI FUTURO com o TIMAÇO que ontou esse ano não conseguiu, não vai ser o CAMPINAS de SUELEN que vai conseguir...
Welmer disse…
É muito ruim para o vôlei brasileiro a diminuição de investimentos da equipe do Vôlei Futuro, mas espero muito que as grandes estrelas do vôlei nacional continuem a jogar aqui assim como espero que as equipes de Campinas e do SESI consigam desbancar essa hegemonia entre Sollys/Nestlé e Unilever. Agora com relação a seleção espero que as jogadoras mais novas que Zé Roberto inscreveu para o Grand Prix aproveitem a chance e evoluam no seu estilo de jogo. Só acho que no lugar da Joycinha ele poderia ter inscrito a Ingrid.
Renato disse…
Laura, também prefiro a Tandara como oposta, seu passe precisa melhorar um pouco para ser uma ponteira passadora.
Welmer,
Apesar de gostar muito do jogo da Ingrid, acho que o Zé acertou em chamar a Joycinha. Tenho esse ponto de vista pois Sheila é uma oposta onde a técnica predomina sobre o alcance e a força, e se falando em voleibol de alto nível, precisamos ter uma oposta suplente que tenha características diferentes da Sheila, ou seja, mais alcance e mais força. Não é que a Joycinha seja lá isso tudo, acho que ela precisa melhorar muito, mas devido as suas características física serem importantes para os padrões internacionais, ela levou vantagem em relação a Ingrid.
Sandro disse…
Espero que o volei futuro mantenha o investimento, no site melhor do volei antes de sair do ar, estavam como possiveis contratações a dani lins e mari, se tem propostas para essas duas, não acredito que o time vá investir baixo. Agora o Sollys com a Garay e sheilla é praticamente minha formação da seleção brasileira ideal dependendo de como a fabi claudino está! Se a mari continuar no unilever, vai ser praticamente o são caetano com jucy, fofão, aguardar o que o rio vai fazer aí... o time de campinas vai ser competitivo, praticamente o sesi dessa temporada, e o sesi se confirmar mesmo a volta da fabizona, fortalece bastante, gosto da tandara como ponteira, e acho que ela vai subir muito de produção no passe trabalhando com o talmo e defesa tbem, precisa só de um bom banco..
profeta disse…
O BRASIL nao vai ganhar a Liga Mundial, muito menos as Olimpiadas: anotem isso e me cobrem depois!!! Tudo conspira contra o volei de quadra brasileiro no cenario internacional.
Welmer disse…
Laura, tem como você fazer um post sobre as principais equipes candidatas às vagas do Pré-olímpico europeu?
Este, aliás, terá transmissão da ESPN que possibilitará que analisemos (como se pudesse eu interferir em alguma coisa no desenvolvimento tático da seleção) as possíveis e acho que futuras adversárias da seleção em Londres. Antes de tudo, obrigado.
Laura disse…
Welmer, obrigada pela sugestão. Ando meio ocupada e por fora do calendário do vôlei! =P

Vc sabe qual a fórmula da competição?

Não sei se vou conseguir fazer um post por agora e acompanhar os jogos, mas prometo não deixar passar em branco o pré-olímpico europeu.
Anônimo disse…
Quarta feira dia 2 de maio a partir das 8 horas (de Brasília), com transmissão do canal Espn, começa o Pré-Olímpico Europeu.